2014 A Escolha

CCAwards parte 4: Top 10 livros de 2014

23.1.15Elilyan Andrade


Depois de quatro semanas de muitos drinques, apresentações e pegação, todo mundo já está muito bêbado para prestar atenção em qualquer coisa. Mas quando o maior contador de histórias de todos os tempos vem apresentar a última categoria da nossa premiação, é impossível não se empolgar.

“Com vocês, os indicados a Melhor Livro do Ano” - diz Shakespeare.

>>> Parte 2: Top séries de 2014
>>> Parte 3: Top filmes de 2014

>>> ADRIANA: Perdida, de Carina Rissi

Foi o livro mais bonitinho e apaixonante de 2014. Grudei nele com cola quente e mesmo tendo terminado de ler há um tempinho ainda não consegui desapegar da história e dos personagens. Foi uma excelente aposta e o melhor de tudo é que a escritora é brasuca! Deu maior orgulho de saber que a produção nacional atual não está desamparada. Resenha AQUI






>>> ANA: Eleanor & Park, de Rainbow Rowell

Tudo bem que eu não terminei de ler ainda, mas é disparado o melhor livro dos poucos que eu li em 2014. A história do casal que se passa na década de 1980 te envolve de tal maneira que quando você vê tá na página 150! (basicamente aconteceu isso comigo!). Resenha AQUI







>>>BRENDA: A Escolha, de Kiera Cass 

Li pouquíssimos livros esse ano, então minhas opções não eram muitas. Escolhi esse livro porque eu estava ansiosíssima para o lançamento e achei que foi uma conclusão muito bem feita da história de America Singer. Palmas para Kiera! Se quiser saber um pouco mais sobre minha opinião, a resenha completa está AQUI







>>>DANA: Americanah, de Chimamanda Ngozi Adichie

The Legend of Korra... tá, não. Infelizmente Korra não é livro. Mas vou escolher Americanah, da Chimamanda Ngozi Adichie, porque foi lançado aqui no Brasil esse ano, porque está lado a lado com todo o posicionamento feminista mais presente em todas as áreas esse ano: seja em filme, música, livro, série. As palavras da Chimamanda é que foram usadas pela Beyoncé em sua declaração feminista. O livro da Chimamanda também representa todos os outros livros que eu poderia citar: Capitã Marvel (quase foi a minha escolha), Convergente (quase foi a minha escolha 2), O Histórico Infame de Frankie Landau-banks e até o meu amor por The Last of Us (sim, as minhas escolhas são baseadas no meu top 5 do Balanço de Leituras, por que não?). Mas Americanah, da Chimamanda Ngozi Adichie é mais do que apenas isso: é um livro que também trata de raça, de padrão de beleza, do encontro de culturas diferentes. Acho que é um livro que representa a minha aproximação e do mundo com questões sociais que aconteceu em 2014. 

>>> DIEGO: Exorcismos, amores e uma dose de blues, de Eric Novello 

Decisão fácil. Aguardava esse livro há anos e valeu a espera. Uma obra de fantasia urbana genuinamente brasileira, com toques de noir e Alice no País das Maravilhas. O que me conquistou é que para além da excelente história de investigação em um universo ricamente elaborado há grandes reflexões sobre redenção e qual o preço a se pagar por ela. É denso, inteligente e cheio de amor para dar - em vários sentidos. Se quiser saber mais, escrevi uma resenha completa não muito tempo atrás. Leia AQUI




>>>ELILYAN: A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert, de Joël Dicker, ou O jogo do exterminador, de Orson Scott Card? 

Oh dúvida cruel. A obra de Dicker foi uma experiência fascinante de leitura, tanto que fiquei muito tempo sem me concentrar em qualquer coisa de tão excepcional que é a trama. A Verdade Sobre o Caso Harry Quebert é um livro que indico para todos que amam livros e que desejam ser escritores (tem resenha AQUI). Já O.S.Card explodiu meu cérebro ao criar a história de Ender. Esqueça o filme, O Jogo do Exterminador é muito mais do que os medíocres roteiristas de Hollywood conseguiram transcrever para a tela grande. Um livro excepcional. Já que a Ana escolheu dois artistas na categoria Artistas Musicais me dou o direito de escolher os dois livros. ;) 


>>>ISABELLE: O Rei, de J.R.Ward

Não poderia escolher outra coisa que não fosse O Rei, de J.R.Ward. O décimo segundo livro da saga da Irmandade da Adaga Negra, como o título já indica (chega de amante FHUSFHIDSHFS), coroa uma nova fase no universo dos irmãos. Agora o problema já não é mais os antigos inimigos da raça e sim gente da sua própria espécie. Intrigas, luta pelo poder, traição...tudo isso somado ao já conhecido pacote que envolve romance, ação, drama e sexo, muito sexo. Este livro foi de perder o fôlego, e a conclusão dele foi uma EXPLOSÃO DE FOFURA E ALEGRIA AGORA MEDO ETERNO DO QUE VEM PELA FRENTE.



>>>JOÃO: Por que Indiana, João?, de Danilo Leonardi

Obviamente, porque o livro tem o meu nome na capa e eu sou desses. Tá, não. Escolhi esse livro porque, mesmo não estando entre os favoritos do ano, ele me surpreendeu. Na temática, na escrita, no acabamento gráfico, na repercussão que teve. Havia muito tempo que eu não lia nada nacional nesse estilo, e foi uma surpresa a quantidade de identificação e reflexão que esse livro me proporcionou. Uma ótima opção de leitura para quem busca um YA nacional coerente com a nossa realidade. Resenha AQUI




>>>PAULO: Garoto encontra garoto, de David Levithan 

Confesso que fiquei dividido entre esse e Aristóteles e Dante descobrem os segredos do Universo e o quesito de desempate foi o seguinte: infelizmente, a estrutura narrativa do livro de Benjamin Alire Sáenz e até mesmo a escrita do autor me incomodaram, algo que não aconteceu nesse fofíssimo primeiro romance de David Levithan. Garoto encontra garoto é a ~coisa certa~, aquela história YA de um casal gay que eu sempre quis ler, contada de modo leve e divertido. Li há pouco tempo e já estou com vontade de reler e reler e reler.






>>>VALENTINO: Os Homens que Não Amavam as Mulheres, de Stieg Larsson 

Eu poderia deixar apenas um nome e ir embora, Lisbeth. Mas vou dar mais uma falada, o livro é tensão 27 horas por dia e é bem pesado. Trata de uma perspectiva interessante sobre abuso sexual, uma que todas deviam ao menos dar uma atenção. Foi uma das melhores leituras desse ano de longe. Nada mais justo que ele venha ganhar n. hahaha Resenha AQUI.  






Agora que já sabe as nossas escolhas chegou a sua vez de votar no Melhor Livro de 2014!


TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Meu coração é todo de Eleanor & Park, não tem jeito. Incrível como um livro me fez tão feliz. Era pegar o livro e ganhar um sorriso no rosto. Mas acho que Americanah merece muito também. Vi pessoas de vários contextos diferentes comentando sobre esse livro que ainda nem li, mas já considero muito.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *