CCLivros CCResenhas

[Resenha] Eleanor & Park, de Rainbow Rowell

2.3.14Diego Matioli

- Livro: Eleanor & Park
- Autor: Rainbow Rowell
- Editora: Novo Século
- Comprar: Saraiva, Cultura
- No Skoob















Minicrítica - Resumo
Eleanor acaba de se mudar para o bairro e tem de sentar ao lado de Park no ônibus escolar. Deste evento floresce uma silenciosa amizade. O que poderia ser só mais um YA romântico se mostra um relato maduro e sincero sobre a adolescência. O livro trata de assuntos como bullying, violência doméstica e todo o turbilhão de sentimentos que acompanham esta fase com uma autenticidade intimista que não o deixa excessivamente pesado e torna impossível não se identificar com os personagens. Alternando entre os pontos de vista dos protagonistas, é uma história sem idade ou gênero. É simplesmente boa e foi lançada no Brasil recentemente.

Depois do clique você descobre mais.

SHIP INSTANTÂNEO
A primeira palavra que me vem a mente para descrever Eleanor & Park é delicado. O livro começa com o primeiro dia de aula de Eleanor, quando ela precisa encontrar um lugar para sentar no ônibus. Em um misto de pena e irritação, Park cede o lugar a seu lado para a garota. Mesmo que nos primeiros capítulos os dois nem conversem, a narrativa alternada nos mostra o que pensam um do outro. A história se passa em 1986, o que impede que aparatos tecnológicos acelerem as coisas entre eles. Não é para ser um amor fulminante e irracional, mas uma relação construída através da convivência.

Conforme vamos conhecendo mais de cada um e vemos eles começarem a interagir, descobrimos que esses não são os protagonistas típicos. Park é metade coreano e miúdo para a idade, Eleanor é ruiva e sardenta. Na escola, tiram sarro dela por conta do seu peso. E ai já encontramos um mérito sensacional do livro: ele oferece representação para pessoas fora do padrão de beleza imposto pela mídia, o que é um gesto incrível para um livro adolescente. 

Outra coisa legal é que o peso de Eleanor nunca é explicitado. Fica claro que ela está, sim, acima do peso, mas por se tratar de uma garota insegura e com um contexto familiar difícil, com uma mãe submissa a um padrasto alcoólatra, podemos perceber que a maneira como ela se descreve é exagerada. O bullying constante que sofre certamente não ajuda. Ela tem nojo do próprio corpo e sofre com sérios problemas de auto-estima, o que é desenvolvido no decorrer da história conforme a amizade dela com Park se transforma em romance. Eleanor percebe que sua aparência não impede o rapaz de se sentir atraído por ela (aliás, bem o oposto).

sério, leia nem que seja pelas fanarts
Ao contrário do que pode parecer, não é porque Park vem de uma família abastada que sua história é menos interessante. Frustrado pelo apego do pai pelo irmão mais novo e significantemente maior que ele, Park nunca se sentiu incluído em lugar nenhum. Através do contato com Eleanor, ele começa a confrontar esses sentimentos, encontrar novas formas de se expressar e testar os limites de seus pais. Aliás, prova absoluta de que esse livro não é só um romance adolescente são os pais: eles têm histórias e desenvolvimentos tão interessantes quanto os filhos.

A descrição das experiências dos dois é o que realmente faz a obra. Aquela hipérbole emocional adolescente para descrever cada novo toque como se fosse uma grande descoberta de repercussão mundial torna tudo divertido. Mesmo se você não é um adolescente americano, você se identifica com o clima de exploração. Também familiar é o bioma escolar, que tem suas nuances detalhadas e usadas para desenvolver os personagens. A história não é inédita, mas a execução a faz fresca e única.

O livro aproveita esses sentimentos autênticos para apresentar um final cheio de emoções tão vívidas que se torna simplesmente impossível parar de ler depois de alcançada a reta final. E acredite, você vai saber quando chegar na reta final, sua existência está anunciada desde a introdução.

Um livro sensacional, ótima pedida para incentivar adolescentes a leitura, mas bem vindo para todos que tiverem interesse em visitar suas páginas.

(5 de 5 Conversinhas)

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

4 comentários

  1. Parece ser ótimo e sua resenha ficou maravilhosa! Vou atrás do meu livro hoje ;)

    ResponderExcluir
  2. Ganhei de presente depois de muito pedir Rs.. É mesmo um amor,historia envolvente e não fica em um" romance meloso pra adolescentes" .

    ResponderExcluir
  3. Devorei o livro em menos de 2 dias, fiquei muito triste com o final porque Park e Eleanor não ficam juntos, mas felizmente, a autora disse que publicará uma continuação para o livro!

    ResponderExcluir
  4. Comecei hoje e acabei, só parei de ler na hora do almoço. Nao é um dos piores livros que li, nao, porém, não recomendo poque no fim voce nao chega a lugar algum da historia!
    Agora é hora de desabafar...ALERTA DE SPOILER!!!!!
    ..................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................estou simplesmente chocada com o final! O que aconteceu com a familia dela? e eles vao ficar juntos depois do cartao postal? pq raios ela demorou um ano para se comunicar? Ele mandava cartas todos os dias...O final foi muito mal contado, e com partes misturadas; Num capitulo o tio dela estava trazendo as coisas dela da casa, ai no outro capitulo ela estava chegando na casa dos tios, e no outro ja almoçava com uma colega numa escola nova (que tambem nao fizeram questao de nos contar) E no outro a casa do Richie vazia. WTF Estou revoltadissima. Vi vaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaarios blogs recomendando o livro, fiquei super interessada, e a sinopse e fiquei pra la de animada.. Mas pra fazer isssooo Rainbow?????!!! Pessimo! A historia é cativante mas o final...o final...to desconsertada...eu ODEIO finais impensados. A autora produziu tudo com tanto carinho , a quimica, a desenvoltura do casal, o bullying e termina como se ela estivesse com pressa de mandarem para publicar logo ou como se ja tivesse enjoado!!! Uma falta de respeito com os leitores e os personagens.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *