arcade fire Ariel Carvalho

Coisas que Amamos em Novembro

6.12.17Conversa Cult


Novembro foi o mês dos feriados e das estreias, então é de se esperar que tenha sido uma época recheada pra equipe, não é?

TALVEZ.

Leiam para saber as coisas que amamos em novembro.

COISAS QUE LEMOS

Ariel: Eu tô numa empreitada de reler todos os Harry Potter e esse mês eu fiquei só nisso, então não sei muito o que recomendar. Se artigos de revista contarem, eu li a matéria excelente sobre a ascensão do império cinematográfico da Marvel, e chorei de leve.

Bells: Infelizmente li o total de....1 livro. Acho que é um bom indicativo da loucura que foi esse mês pra minha vida HAHAHAHAHA. Tash e Tolstói é o primeiro livro que eu leio com uma personagem assumidamente assexual, então foi lindo e marcante, mas a história em si não me fez arrancar os cabelos.

Carol: Como sempre chegando com leituras incompletas, mas enfim, de passinho em passinho a gente volta pro ritmo anterior, né? Comecei a ler Tartarugas Até Lá Embaixo, não cheguei nem na metade, mas tô gostando do ritmo do livro. Tá dando pra matar saudade de histórias novas do John Green.

Elilyan: Li quase nada ultimamente porque ando desanimada com a vida, mas mesmo sem ânimo comecei a ler O Demônio do Meio-Dia - Uma Anatomia da Depressão, de Andrew Solomon, um livrão maravilhoso que super indico a quem, assim como eu, tem depressão. Como Demônio do Meio-Dia é muito longo entabulei a leitura de outro livro: As Coisas Que Você Só Vê Quando Desacelera, de Haemin Sunim. Aparentemente esse é o ano em que mais dei chance aos livros de autoajuda, pois só isso explica o fato de ter adorado ler o livro do professor de zen-budismo. Com dicas diretas e preciosas o livro alterna entre textos e momento de citações que são lindamente decorados com ilustrações poéticas e graciosas. 

Jota: Mês mais decepcionante que esse na leitura pra mim, só esse mesmo. Quase não li nada, ou melhor não li mesmo, mas minha mãe comprou dois livros que vínhamos procurando havia um tempo já: Ansiedade 1 e 2 pelo Augusto Cury.

Taiany: Novembro foi um mês complicado, a ponto de eu quase não vir escrever o Coisas que amamos, espero passar dessa fase intacta. De toda forma, achei que não conseguiria ler nada depois do desastre que foi outubro no quesito leituras, mas desafiando as probabilidades, li 5 livros esse mês e todos seriam dignos de estarem aqui. Só que como temos que escolher 1, ficarei com Repeteco do Bryan Lee O' Malley. Eu não tenho costume de ler quadrinhos e me surpreendi não só do quanto eu gostei da história, como também a forma com que ela foi contada. Tá ai um mundo onde quero me aventurar mais no futuro.


COISAS QUE OUVIMOS

Ariel: uma das minhas 3 bandas favoritas, Walk The Moon, lançou cd novo e eu basicamente só tenho escutado isso desde o dia 10. O álbum é muito introspectivo e pesado e emocionante, e tudo isso com batidas que te fazem querer dançar enquanto chora - ou seja, exatamente meu tipo de coisa.

Carol: Ouvindo Arcade Fire direto já no esquenta pro show do dia 8 de dezembro aqui no Rio. Se alguém for, vamos nos encontrar lá!


Elilyan: Sempre amei músicas em espanhol, ou seja, 2017 - também conhecido como o ano que o mundo conheceu a música latina - esta sendo musicalmente maravilhoso. Amei a versão em espanhol de Havana, da Camilla Cabelo. Amei a surpresa de GPS, novo single do Maluma (é. sei que Maluma tem algumas músicas que são uma afronta a minha natureza feminista, mas o cara tem talento, gosto da música dele e isso não me faz menos feminista, pois como tudo na minha vida "só porque gosto de algo, não quer dizer que não tenho senso crítico"). Também amei o novo álbum do Jeremy Camp (OUÇA MY DEFENDER!).

Jota: Graças a Elilyan eu conheci Bedroom Floor do Liam e foi só uma das outras milhares que me viciei, mas vou escolher mais três pra indicar porque não quero tornar isso aqui um textão ODKSODKSOD: Pitch Perfect 3 x The Voice - Freedom & When I'm Gone, Sigala & Ella Eyre - Came Here for Love e Pawl - Your Love Shot Me Down.

Taiany: Eu escuto música conforme o que estou sentido, então se tô meio pra baixo, ao invés de colocar aquela playlist para tirar os pés do chão, ponho as que me arrasam, expõe todos os sentimentos e me fazem querer ficar em posição fetal. Tudo bem que se eu for pensar no que escuto, quase tudo entra nessa categoria, mas em novembro uma playlist especifica foi destaque, e o nome é um jogo de palavras que já mostra ao que viemos




COISAS QUE ASSISTIMOS

Ariel: Eu já enalteci Justiceiro, mas também vi Runaways e tá bom demais, e vi finalmente o Cinco Graça, um filme pesadíssimo porém real sobre a vida de 5 garotas turcas que basicamente são treinadas para ser esposas.

Bells: Comecei o mês sem muitas esperanças de conseguir assistir Liga da Justiça e Thor Ragnarok nos cinemas, porém rolaram plot twists e eu CONSEGUI!!! Liga da Justiça tem lá suas questões, mas é uma delicinha de assistir e eu AMEEEEEEEI THOR!!! Na real eu senti como se estivesse assistindo a um roteiro escrito pelo Rick Riordan porque meu deus. Muitas piadinhas e momentos cômicos, mas também com a sua devida carga dramática e tretas. 10/10

Carol: Novembro foi um mês em que eu assisti quase 150 episódios, o que dá uma média de 5 episódios por dia. ASSUSTADOR. A culpada disso ter acontecido foi a minha maratona de Gilmore Girls, que comecei nos dias finais de outubro. Apesar de ter assistido na época de lançamento no SBT, nunca segui certinho, via muito aleatoriamente. Pegar do primeiro episódio ao último foi como ter assistido pela primeira vez, não lembrava das tretas, de certas referências. Ao terminar, reassisti o especial de quatro episódios que saiu ano passado pela Netflix. Agora tô meio órfã e não querendo assistir mais nada por um tempo, e sentindo saudade da Lorelai e da Rory.

Elilyan: Tirando o MasterChef Profissionais as únicas coisas que vi  em novembro foram Criminal Minds (amo tanto o Spencer) e Mindhunter (a série é legal, mas o livro é melhor)


Jota: Esse mês foquei mais em séries. Vi as de sempre né: Supernatural (surtei pra k7), Supergirl, The Flash, Arrow e DC's Legends of Tomorrow, btw, já fiz crítica sobre o crossover FODÁSTICO que rolou, aqui. Vi também Dinasty (quero fazer crítica sobre depois). Comecei Runaways, UM AMOR DE SÉRIE COM REPRESENTATIVIDADE AMÉM, e Ela Quer Tudo (por sinal, preciso voltar a ver já que parei no cap um). Só vi um filme, o qual indico (fala sobre um garoto trans e sua família fora do que é o normal imposto pela sociedade e só de lembrar agora já to sentindo meu coração se tornar geleia enquanto a vista fica embaçada): Meu Nome é Ray.

Taiany: Com todos os problemas do mês de novembro, eu ainda tô na metade de Justiceiro, mas MEU PAPAI DO CÉU. Passo grande parte dos eps fechando os olhos, tá brutal, mas tá tão tão tão maravilhosamente bem feita que fico triste por não conseguir ver logo tudo de uma vez. A série não cansa em nenhum momento e é bem direto ao ponto, vale super a pena uma parada para assistir.


COISAS QUE FIZEMOS

Ariel: eu mediei encontros na biblioteca onde trabalho, sobre escrita, e foram bem divertidos! Ajudei a levar para dentro de um espaço tradicional discussões sobre representatividade bi, trans, negra, ace... Foi muito bacana ver pessoas que talvez nem conhecessem os temas participando, conversando, perguntando.

Bells: Como eu disse lá no início e também nos clubes de escrita do mês, novembro foi muito agitado. Na última semana de outubro fui me inteirar dos trâmites pra fazer o mestrado, mas acabei indo parar num grupo de estudos e já tendo que começar a pensar em fazer artigo. Ao mesmo tempo, também tinha a iminência da apresentação do projeto de monografia em um auditório pra turma inteira e olha, eu tava seriamente preocupada com a possibilidade de desmaiar na hora HAHAHAHAHA. Mas no fim acabei apresentando pra um grupinho de amigas numa sala pequena e apesar de estar tremendo na base por dentro, todo mundo achou que eu arrasei, então tá tudo ótimo RISOS. E no meio disso tudo minha vida amorosa - que andava mais morta que defunto e eu já tinha até desistido - ressurgiu das cinzas com tudo.

Bem, não é à toa que não consegui ler nem escrever nada direito né HAHAHAHAH.

Eu tentando lidar com tudo
Carol: Mais uma vez meus amigos entrando aqui no Coisas que Fizemos, mas é que sempre faço algo relevante e maneiro com eles, preciso colocar. Levei a Bells e a Taiany pra conhecerem minha casinha nova, e desde que eu saí de casa, esse foi o primeiro lugar onde eu tenho mais liberdade de levar meus amigos, dormir, etc etc.

Foi daoríssima, fizemos churrasco (eu só ia comprar um pouquinho de carne, frango e linguiça pra gente jantar mesmo, mas meu namorado exageradíssimo comprou MUITA COMIDA, PÃO DE ALHO E O CARALHO), Taiany fez uma torta de limão matadora, meu namorado tocou violão, cantamos musiquinhas, depois jogamos uma parada INCRÍVEL chamada Contato. Não dá pra explicar nem pessoalmente, quanto mais digitando, mas acredite em mim quando eu digo: se você jogar, vai querer explicar e ensinar pra todas as pessoas que você conhece.

Uma noite legal, com meus roomates, minhas duas melhores amigas e mozão: não poderia ter pedido por um dia melhor.

Todo mundo feliz, interagindo, e a Bells ali no canto vendo a novela dela
Elilyan: Basicamente ando vivendo para o trabalho, então... Na verdade fiz uma coisa idiota que me deu uma licença médica de 20 dias do trabalho. Eba? Não... Não estou pronta para falar sobre isso, muito menos escrever sobre.

Jota: Surtei. To mentindo não, eu ENTREI DE FÉRIAAAAS!!! Fora isso, dei as últimas aulas do meu projeto, fiz um professor meu ficar chateado comigo por expor a homofobia dele pra minha mãe e vice-diretor, terminei meu curso de espanhol, pensei bastante sobre objetificação (isso tudo porque aconteceu algumas coisinhas na minha escola) E TERMINEI MINHA HISTÓRIA GRAÇAS AO NANO AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA (ainda vai sair texto sobre).



Taiany: Quem me conhece sabe que falo sem parar, mas quem me conhece mais sabe que não falo de mim, que guardo muitos sentimentos, que reprimo, que só exponho quando as coisas estão minimamente resolvidas. Isso nem sempre é a coisa mais acertada, mas é um fato. Então um dia desses uma amiga veio no grupo do whatsapp dizer que tava comendo coxinha e eu disse que tava mal. É claro que ela e nossa outra amiga do grupo quiseram saber o que tava acontecendo, e para surpresa delas e minha, desandei a falar sobre sentimentos e a outra também disse que não tava bem. Quando demos por nós estávamos as 3 chorando, falando como cada uma era importante na vida da outra e porque, e rindo daquele loucura. Foi um momento catártico. Não vou dizer que tudo ficou ótimo, que tô 100% e que depois não fiquei mais pra baixo, mas foi importante naquele momento, foi legal e me fez bem. Às vezes é importante deixar as coisas saírem, pelo menos pra mim, adoro grupos e coisas voltadas para arteterapia, é onde consigo me abrir e ter feito isso esse mês foi muito bom.

Mudando totalmente de tema, visitei a nova casa da Carol, fui no evento maravilhoso da Cia e no dia primeiro de dezembro, que vou contar como novembro, fiz um tour guiado por uns lugares do Rio que foi uma das melhores coisas que fiz esse ano. Quero mais. Levei minha sobrinha no teatro pela primeira vez, fui ver um amigo no teatro, passei o aniversário de uma amiga com ela e fui no cinema duas vezes, incluindo uma onde ganhei o ingresso. Então apesar dos pesares acho que os saldos foram todos positivos.


TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Curto demais esses "coisas que amamos"! :) Mas nada a contribuir porque final de semestre e parece que tou saindo de uma caverna pela primeira vez... Não sei mais o que é assistir algo, ler coisas que não sejam "técnicas", CINEMA ENTÃO QUE LUGAR É ESSE MEU DEUS.

    Que dezembro seja melhor e eu comente no próximo post todas as coisas legais que fiz. ;-)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior que nem sempre são coisas legais, mas a gente sempre tá fazendo coisas né? É bom fazer essas recapituladas e perceber isso.

      Em dezembro venha partilhar com a gente <3

      Excluir
  2. Alguém que assistiu Cinco Graças AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM