Carol Cardozo CCAnálise

Liga da Justiça: análise misturada de um dos filmes mais esperados do ano

25.11.17Conversa Cult


Liga da Justiça estreou mal faz duas semanas e como não poderia deixar de ser, a maioria de nós no CC já assistimos. Inclusive já rolou até resenha emocionada da Carol, mas como a gente gosta de dar pitaco em tudo decidimos fazer um post colaborativo analisando alguns dos principais pontos do filme....COM DIREITO A CONVIDADOS ESPECIAIS::: Felipe Fagundes, do nosso parceiro Não Sei Lidar, e o JÃOOOOOOO, NOSSO ETERNO MEMBRO DO CC!!!

Então, vamos lá conferir o que a gente achou (COM MUITOS SPOILERS):

Batman

Bells: Ben Affleck é um embuste, mas tem um rostinho bonito e acho que ficou bem de Bátima. Porém Bruce estava claramente APAIXONADO pelo Superman, porque não é possível HAHAHAHAHAHAH. Geral tava tipo "ok, ele morreu, vida que segue" e o Bátima todo "NÃO TEMOS QUE DAR UM JEITO O MUNDO NÃO EXISTE SEM O SUPERMAN". Importante mencionar que não vi Homem de Aço nem Batman vs Superman, então esse foi o meu primeiro contato com o Batman do Bruce. Achei ok. Prefiro o Bale mil vezes HAHAHAHA.

Carol: A questão toda era juntar a galerinha pra proteger a Terra por causa da morte do Superman ou pra ressuscitar o Superman? Meio que começou com uma parada e aí mudou no meio do caminho. Tentar usar a nave lá quando em BvS já tinha dado um caô imenso foi arriscado e eu não acho que o Batman faria isso normalmente, então achei meio forçação do roteiro. Ben Affleck não era minha escolha inicial de Batman MESMO, mas ele ficou bombadão e saiu da jaula, então até esqueci dos outros filmes e acabou sendo um bom Batman, um dos meus preferidos, aliás.

Felipe: É o super-herói que menos gosto em toda minha vida, mas até que esse Batman foi bem ok??? Eu literalmente GRITEI quando o Flash pergunta qual super poder que o Batman tem, e o Ben Afleck responde "Eu sou rico". BERRO. Eu acho 10/10 isso dos produtores terem a decência de admitir o que o Batman realmente é (um homem branco rico e muito entediado).

João: Infelizmente essa versão do Batman não é aquela que conhecemos e amamos. Concordo com a Carol em parte, ele parecia muito fora do personagem pra mim. Mas acho que tem mais a ver com a atuação do Affleck/orientações do diretor ou estúdio pra deixar o filme mais "pra cima" do que com as ações em si. Talvez porque ressuscitar o tanque de guerra da liga pra lutar sem pensar na moral da coisa parece algo totalmente Bruce Wayne de se fazer hahahhaha. Mas as piadinhas não rolaram, achei que a introdução dele em BvS foi mais bem-sucedida.

Taiany: Batman sempre foi um dos meus heróis preferidos porque além do fato dele não ter poderes, e ter que dar um jeito para impedir os crimes, ainda existe essa coisa meio dúbia, ele não é um mocinho que só faz o bem. No mínimo existe controvérsias sobre seus comportamentos e decisões, AMO ISSO. E ao pensar no Batman do mundo cinematográfico, devo dizer que o do Bale é o primeiro que me vem à mente, ele conseguiu sintetizar tudo que sempre vi nesse personagem, difícil superar. Dito isso, não tenho uma opinião sobre o Batman do Ben Affleck ainda, até porque é um Batman mais velho, é outra história, terei que esperar para ter um posicionamento. Quanto ao filme, infelizmente sinto que o Batman não fez tanta diferença para a história, ele juntou a turma, deu umas ordens, ajudou com dinheiro e contatos (deus salve os amigos ricos) e pronto. Sei lá, queria mais dele, apesar de ter ciência que o filme não era sobre ele exclusivamente.



Mulher-Maravilha


Bells: MINHA DIVAAAA!!!!! AMO ESSA MULHER, MELHOR SUPER HERÓINA, MELHOR OTIMISTA, MELHOR PESSOA COM CABEÇA NO LUGAR DESSE GRUPO!!! Ela tava maravilhosa como sempre, mas no filme ficou gritante o fato de que TODOS OS CARAS usam uniformes que cobrem o corpo todo, mesmo que sejam invulneráveis, MENOS ELA. COM AS PERNAS DE FORA, APARECENDO O SHORTINHO POR BAIXO. CRISTO, PRA QUÊ??? Enfim, fora isso, ela foi o raiozinho de sol nesse filme obscuro cheio de gente soturna.

Carol: Amando essa vibe da Diana ser claramente a cola que junta todo mundo, se encaminhando pra ser a líder do grupo. Já disse e repito, Gal Gadot é a Mulher-Maravilha assim como Hugh Jackman é o Wolverine e Robert Downey Jr. é Tony Stark. Ela não é MEU DEUS QUE ATRIZ EXCELENTE mas foi uma escolha certíssima pra uma adaptação que estávamos esperando há muito tempo. O incômodo com ela não foi relacionado à personagem, mas como o modo onde ela foi mostrada em certas partes: closes desnecessários na sua bunda, piadinhas sexistas, e uma cena o único propósito era fazer uma piada escrotíssima com o Flash caindo em cima dos seus peitos. Cena tão desnecessária que foi gravada com uma dublê de corpo e a Gal Gadot só ficou sabendo durante a exibição na premiére.

Felipe: O VERDADEIRO RAIO DE SOL. Logo no começo acontece uma cena épica em que um bandido qualquer tenta meter bala na Diana, ela se defende poderosamente, e ele:

- NÃO ACREDITO! Quem é você?
- Alguém que acredita.

BOOOOOOOOM. No cinema eu falei "Pronto, já pode acabar o filme, já valeu". QUE HINO, GENTE. Confesso que, na verdade, essa foi a única cena no filme que a Mulher Maravilha se destacou pra mim. Eu acho que o filme como um todo não é muito bom em profundidade (coisa normal pra filmes desse tipo com muita gente). Nas outras duas horas, Mulher Maravilha só ficou acalmando macho e fazendo a mãe deles, coisa que acho meio triste para uma personagem tão legal.

João: PODE ENTRAR A PROPRIETÁRIA DA LIGA E DO MEU CORAÇÃO. Não é por a Mulher-Maravilha ser minha super-heroína favorita que eu digo que a melhor cena do filme é ela salvando as crianças no museu: foi uma das poucas do filme que me mostrou sobre o que são os heróis da DC, balanceando impacto, fidelidade à personagem e boa frase de efeito, essa que a Tai disse aqui embaixo (e onde também usaram os poderes do herói de uma forma criativa, aliás). Também adorei, adorei, adorei que os acontecimentos do filme dela não foram esquecidos e serviram pro roteiro aqui. PORÉM..... Acho que ela não tem um bom desenvolvimento ao longo do filme enquanto personagem. Como ela mudou ao fim? Achei que teria algum drama sobre ela ter que tomar posição de liderança, ou mesmo quanto às amazonas terem sido atacadas, mas NADINHA. Me frustrei. Assim como com a sexualização ridícula pelos jogos de câmera e a falta de resposta sobre ela voar ou não. E JAMAIS PERDOAREI MEUS DEUSES GREGOS ESQUECIDOS NO CHURRASCO, se piscasse a participação deles, perdia. QUERO JUSTIÇA!!!!!!!

Taiany: Pra mim a melhor frase do filme foi dela, apesar de ter gostado do resultado final. Infelizmente sinto que daqui a um tempo não lembrarei de grandes coisas, no entanto, a Mulher Maravilha dizendo "Sou alguém quem acredita": QUE TIRO! Ela sendo um personagem mega importante para a formação do grupo e para a harmonia do mesmo foi uma alegria, quero mais disso. Como a Bells falou, desnecessário aquela roupinha, e não adianta falar que é assim nos quadrinhos, pelo amor de Deus esses quadrinhos já sofreram várias alterações ao longo da sua existência, vestir as heroínas com os mesmo princípio do vestuário dos heróis não vai fazer diferença nenhuma para a continuidade da história ou caracterização da personagem, pelo pelo contrário, vai tornar as coisas mais críveis. Contudo, entretanto, todavia, DIANA FOI A DONA DA PORRA TODA SIM E FOI PRA VER ISSO QUE PAGUEI O INGRESSO DO CINEMA. Já em relação as Amazonas, rolou até discussão no nosso pequeno grupinho e a Dana já escreveu toda uma news sobre isso, cadê o desenvolvimento dessas Amazonas? Em relação a tecnologia mesmo. Sabemos que elas vivem em Themyscira, essa "dimensão alternativa", mas elas não estão pressas no tempo, a impressão que dá é que elas nunca sairão da antiguidade. Nem é uma critica ao filme, mas foi o que aquele "sinal de fumaça" despertou. E concordo com o João, os Deuses foram ignorados total, nem vi Atena, se alguém viu me avise por favor.



Flash


Bells: Normalmente não ligo pro Flash, mas Barry Allen foi o alívio cômico e EU ADOREI!!! Isso é surpreendente porque odeio personagens bobos e palhaços, mas a bobeira dele tem todo o sentido já que do nada o cara é tacado numa confusão dos infernos e se depara com coisas ABSURDAS. Era ele quem tinha as reações mais adequadas ali HAHAHAHHA.

Carol: EU TÔ ESPERANDO HÁ ANOS VER MEU PERSONAGEM FAVORITO NO CINEMA. Amei o Flash, amei o Ezra Miller como Barry Allen, e é o que a Bells falou ali em cima, ele foi jogado no meio da bagunça, teve uma reação apropriada. Como eu já conheço o personagem e já sei das tretas, achei que a história dele foi um pouco mal contada, mas enfim, foi mais um filme de introdução, então ooook, eu relevo.

Felipe: O Flash tá ali pra representar a gente no filme. O filme não teria metade da graça que teve sem ele.

João: Um dos personagens que eu mais esperava e não decepcionou! Tá, não ri de todas as piadas, mas ele passou a essência do Flash: alguém que pode estar no meio do caos da batalha e ainda assim não encarar tudo com seriedade. E mesmo assim o personagem não ficou supérfluo, deu ao menos pra ter uma pista de que a história dele é muito pesada e que, talvez, essa leveza de espírito seja um mecanismo de defesa que ele criou. Tudo bem equilibrado, no final eu fiquei até emocionado quando ele conquista uma coisinha lá e vai mostrar pro pai. Única reclamação é terem cortado tantas cenas com ele. VEM, FILME SOLO!

Taiany: CABO IMPARCIALIDADE MEU BEBÊ AAAAAAAAAAAA. Eu amo o Flash desde de tempos do desenho da Liga da Justiça, ele era aquele "gente como a gente", mesmo que eu esteja anos luz de parecer com o personagem, há algo de identificação, não sei explicar. Confesso que como eu assistia/assisto (nem sei em que pé estou) a série Flash, fiquei com medo de não desassociar o personagem do Grant Gustin, mas GRAÇAS ÀS ENTIDADES SUPERIORES não aconteceu isso, Ezra Miller foi o Flash que deveria ser. Uma coisa que adorei, e já até esperava do personagem, é que ele teve as reações que qualquer um teria numa situação daquela, com ou sem superpoderes. Se teve uma coisa que senti com as cenas dele foi o desejo incontrolável de mais, DC NÃO ME DECEPCIONE.


Aquaman



Bells: Então, também nunca dei muita bola pro Aquaman porque sempre achei ele uma imitação barata de Poseidon.....HAHAHAHAHAHA. Nesse filme, bem, além do fato de Jason Momoa ter exibindo seu tanquinho admirável, foi a única parte bacana nos momentos em que ele aparecia. Aquela caixa materna mal guardada em Atlântis foi demais pra minha pessoa, mas gostei das agulhadas entre ele e a Mera. Fora isso, Aquaman PASSÁVEL.

Carol: Eu achava o Aquaman chato. Pra mim ele era o "cara que falava com os peixes". O desenho da Liga da Justiça me fez mudar um pouco minha percepção, mas não tava achando que ia ser uma boa ele no filme E AINDA JASON MOMOA FAZENDO O AQUAMAN, NÃO LIGAVA NA MINHA CABECINHA. Pois bem, foi um tapa na cara porque ele foi um dos personagens que roubavam a cena quando apareciam. Estou bem ansiosa pro filme solo dele, quero saber mais sobre a história dele e de Atlantis (e da Mera, aaaaaa). Bônus pra cena dele entrando no mar ao som de "Icky Thump", do White Stripes. Chorei, não disse por onde.

Felipe: SHIPPO COM A DIANA, SIM. Batman o que tenho a ver.

João: Melhor coisa do Aquaman: Mera HAHAHA. Infelizmente um personagem bacanudo que do meio pro final perdeu toda a marra que tinha (e tava legal!!!) pra se tornar um entusiasta por batalhas muito do sem graça.

Taiany: Assim como a Bells, eu só conseguia pensar em Poseidon quando pensava no Aquaman, e nem os tempos do desenho da Liga da Justiça mudou isso, então eu não esperava nada do personagem. Por isso mesmo que não me decepcionou, meio que foi nada que tive de qualquer forma. Não estou dizendo que o Aquaman do Jason foi ruim, to dizendo que pra mim ele não fez nenhuma diferença na história, se tivessem tirado eu nem iria perceber. E O QUE FOI ELE JOGANDO AQUELE GARRAFA PRATICAMENTE NO RIO? E confesso que não tenho muita paciência para o tipo de homem que o personagem parecia. Quero o filme solo dele pra saber se tem algo pra tirar disso tudo ou se posso desistir de vez sem culpa. 



Ciborgue


Bells: Impossível ver o Ciborgue sem lembrar do desenho dos Jovens Titãs, então ele já tinha minha simpatia logo de cara. O problema é que eu não sabia o que diabos ele tava fazendo na liga da justiça, já que a minha referência é o desenho que passava no sbt HAHAHAHAHA. De toda forma, gostei da trama dele, as habilidades tecnológicas definitivamente são as MELHORES e tudo o mais. Só.

Carol: Eu me decepcionei porque as cenas mais cortadas foram justamente as do Ciborgue, relacionado ao seu passado e tudo o mais. Demorou um pouco pra simpatizar com o rapaz, até porque a história dele, de todos da Liga, foi a mais jogada, a mais "Aceita aí que depois tu entende". Mas enfim, Ray Fisher não decepcionou, era o único novato no meio de atores já conhecidos.

Felipe: Uma personalidade bem qualquer coisa, mas, gente, QUE PODERES LEGAIS. Pra quem, como eu, só conhece o Ciborgue pelo desenho dos Jovens Titãs, a personalidade expansiva e divertida não existe no filme. Temos um Ciborgue bem na dele e tal, sem um arco muito definido. MAS EU FALEI QUE OS PODERES DELE SÃO MUITO LEGAIS?

João:

Taiany: Foi bom e ruim. Bom porque o personagem tinha várias coisas legais escondidas na manga, dava pra ver que a trama dele era mega interessante e essa coisa de não querer ter os poderes, que é  diferente do que normalmente acontece. Ruim porque a gente nem sabe quem é a pessoa por trás do Ciborgue, quem é aquele garoto, quando exatamente a mãe morreu, qual exatamente é a posição do pai nas Star Labs? Fiquei bem triste pelo personagem ter sido meio jogado, no final acaba que ele fica esquecível. Espero sinceramente que aproveitem melhor ele nos próximos filmes. Não vamos esquecer que o Ciborgue era um dos melhores personagens do Jovens Titãs (junto com a Ravena e o Mutano) , ele merece mais. 



Superman


Bells: Olha. Eu sempre gostei MUITO do Superman. Gosto da ideia que ele passa de bondade, justiça e paz, né....aí me deparo com um Henry Cavill muito bolado e sombrio. DETESTEI. Sinceramente me pareceu muito errado ver ele daquele jeito, não fiquei confortável com as cenas dele que também eram SUPER BREGAS, PELO AMOR DE DEUS. E 0 química entre ele e Lois Lane que normalmente é o meu shipp.

Carol: Eu tinha achado o Superman do Henry Cavill muito certinho, parecido com um boneco de cera, não tava legal, tava forçado. AMEI A VERSÃO DE LIGA DA JUSTIÇA. Bolado na pracinha, amiguinho do Batman, acho que foi a primeira adaptação do Superman (depois do Christopher Reeve) que eu vi que não dei um suspiro de exasperação porque não aguentava mais. Ah, a questão do bigode... É mais culpa do CGI e da necessidade (Que eu acho que não tinha) de regravar um monte de cena faltando dois meses pro lançamento do filme.

Felipe: Galera passa o filme todo dizendo que o Superman é um ser iluminado, um raiozinho de sol, a luz da esperança do mundo e sei lá mais o quê, mas, quando ele finalmente aparece, eu não senti muito dessa vibe. Não assisti os outros filmes do Universo DC, então a imagem que ficou do Superman pra mim é a de cara muito poderoso e que sabe que é imbatível, chegando até a ser meio soberbo.

João: MEU PERSONAGEM FAVORITO NO FILME. Finalmente acertaram o tom com o Superman. A cena inicial no celular, apesar do CGI, foi uma das minhas favoritas também, além da conversa final com o Bruce. E ainda acho que trabalharam metaforicamente com os filmes da DC por meio dele: estava morto antes, mas renasceu para trazer esperança e encarar novas batalhas com sorriso no rosto. Adorei mesmo, como adorei a batalha na frente do monumento dele e o combo de golpes ft. Mulher-Maravilha no final contra o Lobo da Estepe. Infelizmente ambas as cenas foram porcamente planejadas e não empolgaram como deveria.   

Taiany: O personagem que menos gostei no filme todo. Tô gargalhando com a discrepância de opiniões que nós do post tivemos. No geral, não vou muito com a cara do Superman, bonzinho demais, perfeito demais,  certinho demais, mas até que depois de Homem de Aço achei que finalmente havia aparecido um Superman mais humano (BERRO) Ainda acho que o Henry é um ótimo Superman, só que nesse filme não rolou pra mim e as cenas dele com a Lois MINHA NOSSA SENHORA que coisa brega, parecia ter saído de um filme da década de 40, e não um bom filme. E gente, sério, né possível que desenterram o cara e ele tá bonitinho, limpinho, arrumadinho, um pouquinho de realismo por favor. Mas devo dizer que minha maior gargalhada durante todo o filme foi quando a Lois diz a seguinte frase: Que cheiro bom! (IMPOSSÍVEL LEMBRAR DISSO SEM TER UM ATAQUE HISTÉRICO)



Vilão


Bells: Passei o filme inteiro achando que era o Darkside mas descobri que era só um general dele BERRO. Achei ele fodão demais pra ter sido derrotado com tanta facilidade no final e também não gosto de vilão que quer destruir mundos porque aff, já deu. Podia ter sido melhor.

Carol: PELO AMOR DE DEUS, SÓ COLOCA O DARKSIDE NESSA MERDA, já chega de vilão genérico de CGI. Amo filmes de super heróis, mas isso já passou da hora de acabar, independente de DC, Marvel, ou o caralho que for. E eu absolutamente odeio o fato de que chega o cara, super fodão, ninguém consegue derrotar porque ele é o ser mais poderoso do universo e... uma cena clichê resolve todo o problema e o vilão morre num piscar de olhos. PORRA, GALERA. MENOS PREGUIÇA NA HORA DAS RESOLUÇÕES.

Felipe: Gente, de onde tiraram esse troço de Lobo da Estepe? Parece um vilão de filme de 20 anos atrás, cuja motivação é destruir o mundo porque sim. Totalmente esquecível. Só tava ali pra servir de pretexto pra reunir a Liga da Justiça.

João: Infelizmente ficou uma merda. Na verdade acho que o vilão foi um dos problemas maiores do filme, porque fez o plot ficar todo complexo mostrando ele indo atrás das caixas e fazendo discursos, tudo pra quê? Pra não ter relevância nenhuma no produto final. Se tivessem feito um vilão mais pessoal pros heróis, ou mesmo não tivesse um vilão tradicional personificado (podia ser até o grupo de terroristas do museu), ficaria melhor que isso. Roubou um tempo de história que esse filme não tinha, e é tão esquecível que a galera sai do filme sem lembrar o nome dele. 

Taiany: Só quero copiar o que a Carol falou e colocar aqui. Zero paciência pra mesma ladainha de sempre. Seria melhor falar logo de cara que o vilão nem é essa coca-cola toda e desenvolver outra questão para os mocinhos não o derrotarem rápido, sei lá, briga interna. Mas nãoooooo, o vilão todo fodástico, que reuniu Deuses, Amazonas, o pessoal de Atlantis para ser destruído e aqui basicamente precisou apanhar um pouquinho da Diana e depois brigar com o Superman. Ficou parecendo que eles mudaram de ideia no meio do caminho quanto ao vilão e ao invés de mexer no inicio só deixaram assim mesmo.




Troca de direção fez diferença?


Bells: A galera toda diz que sim, eu não percebi nada porque não vi os filmes dirigidos pelo Snyder HAHAHAHAHAHA. Sim, peguei o bonde andando, sou a pessoa mais perdida do rolê quando se trata do DCU, mas ok. Não tenho muitas considerações a fazer sobre isso não.

Carol: PAI, AFASTA JOSS WHEADON DA MINHA BATGIRL. Foda, Zack Snyder teve toda uma concepção do universo, ele teve problemas familiares, precisou se afastar, ok, chama outro diretor pra pós-produção. Quem me chamam? JOSS WHEADON. PORRA. CARALHO. O homem me inventa de mudar o roteiro e regravar uma porrada de cena faltando dois meses pra lançar o filme. Tem umas cenas forçadas que tu sabe que tem o dedo dele (A única cena boa que eu tenho certeza que foi ele que escreveu foi a do Aquaman com o laço da Mulher Maravilha). Enfim, eu tenho quase 100% de certeza de que o filme teria sido diferente com o Zack Snyder no comando o tempo todo.

Felipe: Em elaboração HAHAHAHHA.

João: Fez. Não sei se o filme seria melhor ou pior sem ele, mas sei que as visões dos diretores não se bicaram. E achei deplorável ele curtir tweet detonando o filme. Se não queria o trabalho, por que pegou? O Zack Snyder teve seus muitos defeitos nos dois filmes que dirigiu, mas tinha forças também, e merecia uma chance de reparar o erro que ajudou a criar. Pena que as condições de sua saída foram tão trágicas. Mas espero que algum dia a versão dele da Liga veja a luz do sol.

Taiany: Até ontem eu nem sabia que tinham trocado os diretores BERRO. Ultimamente não tenho sentido vontade de acompanhar nada de filmes antes de assistir a eles, ou seja, pego o posto da Bells de a pessoa mais perdida do rolê. Logo, eu nem devia estar falando dessa parte porque durante o filme percebi nada. Claro que agora que sei dos paranauês dá pra falar uma coisa ou outra, mas assim é fácil né?

eu escrevendo sobre a troca de direção


Considerações finais


Bells: Depois disso tudo pode parecer que odiei o filme né HAHAHAHAHAH, mas não, gente. Eu ADOREI!! Me diverti muito e nem senti as duas horas passarem, o que eu classifico como filme bom. Não sei se eu assistiria de novo, pra ser sincera, mas acho que pra um começo tá bom. 

Carol: Eu esperei esse filme por MUITO tempo, então de cara adorei. Depois refleti mais, com os erros e tudo o mais, mas ainda gostei muito mesmo assim. Não é um filme perfeito, mas é um filme que abre possibilidades pro DCEU, e isso empolga bastante.

Felipe: Critiquei quase todo mundo. Risos. Mas, como uma pessoa que total não se liga em super-heróis, achei o filme muito legal. Sério, curti as lutas, ri das piadas e até das coisas que não eram piadas. Até agora não superei certas pessoas dizendo que outras certas pessoas estava com UM CHEIRO BOM sendo que essas outras certas pessoas tinham acabado de sair de uma CRIPTA. As amazonas tentando se comunicar com a Mulher Maravilha via SINAL DE FUMAÇA também me mataram de rir. PELO AMOR DE DEUS, PRA QUE SEREM TÃO RÚSTICAS, MANDEM UM ZAP. Recomendo demais! Principalmente pra assistir com amigos comentando todas as cenas <3

João: Qualquer post me faria voltar pro CC correndo (inclusive OBRIGADO BELLS PELAS PALAVRAS GENTIS NO INÍCIO DO POST!!!!), porém Liga da Justiça me faria aceitar sem pensar duas vezes. Para tristeza da nação, tive que vir pra confirmar que foi um filme decepcionante, sim. Não por ser ruim, mas por não ser marcante. Pior que comer algo meio salgado/doce/etc. é comer algo sem gosto nenhum, né? Poxa, é tanto personagem icônico, tanto legado, tanta metáfora visual pra ser feita... Mas vou continuar aqui, sentadinho, esperando o DCEU acertar como acertou com Mulher-Maravilha. Espero não estar pedindo demais HAHAHAH. 

Taiany: Acho que jamais poderia ser crítica de cinema porque difícil eu falar que odiei algo filme. Gostei muito, PORRA É A LIGA DA JUSTIÇA REUNIDA, foi muito legal assistir, definitivamente não senti a hora passando e quero mais. Só que verdade seja dita, ter visto uma vez foi o suficiente, não é aquele filme que tu fica na fissura de ver, ver e ver. Posso esperar tranquilamente ele ir para a tv e assim assistir outra vez, mas valeu a pena pessoal. Se tu ainda não viu e tá na dúvida, acho sinceramente que deveria assistir para tirar suas próprias conclusões e pra matar um pouquinho as saudades de um dos desenhos mais icônicos que há.





TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM