Carol Cardozo coisas que amamos

Coisas que Amamos em Junho

9.7.18Conversa Cult


JUNHO CHEGOU, TEM COPA, TAMO RESPIRANDO COPA, VIVENDO A COPA, decepções vieram pelo caminho, mas acontece.

Mesmo assim a gente vem aqui falar das coisas que fizemos e queremos recomendar (p.s.: tem Copa no meio também).


Coisas que lemos

Bells: Tinha estabelecido uma meta de três livros por mês e em junho eu simplesmente ULTRAPASSEI!!! LI QUATRO!!! E QUATRO LIVROS GOSTOSOS DE LER!!!! Como sempre os romances salvando minha veia literária HAHAHAHAHAAH menção especial a Simplesmente o Paraíso, a saga spin-off dos irmãos Bridgerton escrita pela Julia Quinn. Eu fico BOBA com a capacidade dessa mulher de usar os meus clichês favoritos de forma maravilhosa. Beijo na chuva <333

Carol: Esse mês foi um pouco mais parado, mas não voltei ao zero em leituras. Li um quadrinho lançado pela CIA das Letras agora em maio, “Garota-Ranho”, com Bryan Lee O’Malley (sim, o cara de Scott Pilgrim, Repeteco e À Deriva) e desenhado pela Leslie Lung. O nome parece meio bizarro, mas é porque a protagonista, uma blogueira de moda influencer, tem uma alergia muito bizarra, então o nariz dela escorre bastante. Sim, essa é a premissa HAHAHAHAHHAHAHAHA Porém é muito mais que isso e DOIDO, E O FINAL, PUTA MERDA, inclusive me fazendo planejar comprar quadrinhos em inglês pela primeira vez na vida, porque eu preciso saber o que acontece. E ah, tem uma personagem chamada Caroline, então adorei :D

Jota: FINALMENTE VOLTEI PARA ESSA CATEGORIA FELIZ! Eu vinha muito decepcionado com minha vida de leitor, tava muito difícil de ler qualquer coisa, mas finalmente não só ganhei, como meus pais me deram, livros maravilhosos que me despertaram a vontade e me fizeram sair da ressaca e preguiça literária. Meus pais me deram os livros: A Rainha da Fofoca em Nova York (Meg Cabot -- se pensar em me criticar porque gosto de livros assim, me julga mesmo que eu to cagando ODKSODK), Emily the Strange - Dias perdidos (Rob Reger) e Lea on the Offbeat (Becky Albertalli -- comecei a ler na livraria tentando convencer meu avô, mas como ele não me deu e eu voltei meio borocoxo pra casa, minha mãe decidiu comprar e meu pai topou ~com desconto ainda porque achamos cupom ODKSODK~). E de cortesia, eu ganhei da Intrínseca o livro A Princesa Prometida. (estou lendo todos ODKSODK)

Taiany: Parece que eu estava certa sobre a redução de dois livros por mês, e apesar de ter relido Quinze Dias do Vitor Martins (continua sendo um hino) só consegui concluir dois inéditos em junho. O primeiro deles foi Segredos do acampamento Meio‑Sangue do Rick Riordan, ainda não desapeguei dessa série hahahahahahaha. O livro é tão gostosinho, rápido de ler e nostálgico até. Por incrível que pareça terminei a leitura querendo mais. O segundo livro na verdade estava sendo lido tem uns  meses, ganhei de uma amiga junto com uma bolsinha ecológica linda e uns sais de banho que ela mesmo fez. Jogo da Felicidade da Bruna Lombardi é um livro de frases (?), não sei bem como categoriza-lo, provavelmente deve ficar na sessão de auto ajuda. Este não é um livro para sentar e ler de uma vez, mas foi ótimo em todas as filas que estive. E mesmo que muitas das frases ou ensinamentos ali sejam bem óbvios, as vezes é justamente o que tá na cara que não conseguimos ver. Não é meu tipo de livro, mas se tornou especial pelo conjunto no qual tá inserido.


Coisas que ouvimos

Bells: Passei o último vez ouvindo as mesmas coisas sempre, mas eis que um descobertas da semana me presenteou com um verdadeiro HINO que simplesmente não consigo mais parar de ouvir!!! AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA


Carol: Sempre mantendo a regularidade de ouvir playlists específicas com coisas variadas, ouvi na maior parte do mês a support woman in music industry, da Clara Fernandes.

Eduardo: Eu ouvi muito o álbum Brasileiro do Silva e o Casas do Rubel. O por quê desse último eu explico daqui a pouco.

Jota: Felizmente vivendo de muita música, então eu nem sei o que te dizer nesse momento além de ESTOU MUITO ALEGRE! Mentira que eu sei o que dizer muito bem, então vamos lá: Anavitória foi essencial, especialmente depois de ficar sabendo que OS ÍCONES IRIAM LANÇAR FILME EM AGOSTO (morto ft. realizado em Havana), Jão e Pabllo Vittar foram essenciais para minha vida de volta ao Spotify (obrigado pai, obrigado mãe), HAIM foi o trio que finalizei o mês, junto de DNCE, Anthem Lights, FRANKIE, Starley, Mary Lambert e Keiynan Lonsdale.



Taiany: Eu amo minhas playlists. Isso até é um tanto óbvio já que fui eu quem montou. Entretanto, eu amo num nível de ouvir aquilo constantemente, sem parar, num ciiiiiclo sem fimmmmm. E foi assim que no mês de julho eu me vi acoplada a uma playlist que criei em faz um tempinho. Antes ela só era literalmente ouvida nos domingos a noite, agora dá ai sendo consumida durante todos os dias da semana.



Coisas que assistimos

Bells: Basicamente assisti a copa do mundo HHAHAHAHAHAHA. Até tentei começar a segunda temporada de Westworld (vi o primeiro episódio no dia da estreia), até que fuéeen. Tinha muita coisa acontecendo ao mesmo tempo e estava sem condições de acompanhar uma série. Aí por outro lado COMEÇOU A COPA e fiquei num fogo no rabo danado. Meu dia e meus compromissos tem sido definidos com base nos jogos AHAHAHAHA.

Você negaria o hexa a esse homem sorridente?

Carol: Estou conseguindo aos poucos ir assistindo Critical Role. Caso você não tenha lido a indicação da Dana, é um programa no youtube onde dubladores jogam D&D, eles fazem vozes diferentes, e o mestre, Matthew Mercer, é INCRÍVEL, porque a cada pessoa que interage com o grupo de aventureiros, ele faz uma voz diferente. O grande problema: cada episódio tem de 3 a 4 horas HAHAHAHHAHAHAHAHAH Então vou assistindo de pouquinho em pouquinho. Cada episódio que eu consigo completar é uma vitória. Atualmente estou no episódio 12 (espero que seja o 13 quando esse texto for publicado), e já está no episódio 25. A estrada é longa, mas é divertidíssima, e um dia eu chego lá.

O sentimento gostoso de tirar um 20 no dado

Eduardo: Por incrível que pareça esse mês tiveram mais filmes memoráveis que séries. Dos filmes que vi o que mais marcou foi Viva: a vida é uma festa que eu chorei até não aguentar mais. Porém um filme fofinho e muito maravilhoso.

Jota: Além de prosseguir acompanhando ocasionalmente a Copa e surpreendentemente torcendo para o Brasil e quase tacando o tênis na tela da TV e escutando a família gritar (isso tudo enquanto temos papos cabeça tipo "a pressão que colocam em cima do Neymar, enquanto é um time e o suporte tem que ser no todo" DOKSODK), eu vim sendo muito feliz nas séries porque quase nunca vejo Supergirl (tanto que to super atrasado pra terminar essa temporada, mas foda-se) e venho procurando muitas séries que sejam representativas e sirvam para me alegrar porque caso contrário, se for pra ver coisa que me irrita, eu volto para o Facebook.

Então achei Happy Endings (2011-2013) ~que vou ver logo quando terminar isso~, chorei muito com Queer Eye (amém segunda temporada ainda melhor), finalmente terminei a primeira temporada de Jane The Virgin, vi o episódio final de Sense8 (me levanta que eu ainda to caído), quase desisti de vez de Voltron, vi o início da segunda temporada de Raven's Home (Casa da Raven), vi Marlon e Champions (séries super representativas e MUITO MARAVILHOSAAAS!), prossegui com The Bold Type e Younger, e comecei The Cloak and the Dagger. Tudo isso enquanto acompanho spoilers de Andi Mack (da Disney) porque não acho lugar para ver/baixar (triste em Havana) ~por sinal, se souberem onde baixar a segunda temporada, ME AVISEM POR FAVOR. E comecei um reality muito interessante: Cooking on High.

De filmes, eu vi Jurassic World 2, Book Club (esqueci o nome em português), Oito Mulheres e Um Segredo (Dana falou sobre) e Os Incríveis 2, cujos terão críticas aqui. Vi dois stand-ups que são necessários para a vida humana: Nanette e Private School Negro, ambos da Netflix. Ah! Comecei a ver Capitão América - Winter Soldier, FINALMENTE (era o último que eu precisava para ter tudo de MCU atualizado)!

Taiany: Em junho saiu o episódio final de Sense8, e apesar de toda a minha tristeza com o fim, foi tão lindo, tão forte, tão esperançoso. Ainda acho injusto ter sido cancelada, principalmente por tudo que ela representa, mas que bom que pode ter um fim, e um fim que deixou claro que lutar é importante, e que nossa voz é sim ouvida, ainda mais quando entreposta junto de outras.


Coisas que fizemos

Bells: Esse foi o mês de enlouquecer total, tanto que quando fui no psiquiatra e contei como eu tava, ele deu uma risadinha e falou "MUUITO ANSIOSA" HAHAHAHAH. Precisei correr contra o tempo pra terminar a minha monografia e entregar na faculdade, as minhas aulas de taekwondo no projeto foram canceladas e tive que ir treinar na associação do mestre, ao mesmo tempo em que eu trabalho lá como psicóloga, RISOS. Também teve uma chuva de parentes brotando DO INFERNO, TRETAS VARIADAS e minha vida profissional começou a se ajeitar, mas sem dinheiro entrando ainda. Pensando agora sobre tudo isso, acho até que consegui lidar bem HAHAHAHAHA ou pelo menos melhor do que seria antes.

Carol: Junho foi um mês movimentado.

- Começou Copa do Mundo e com ela o malabarismo de conseguir acompanhar o maior número de jogos possível equilibrando com as responsabilidades do dia a dia;

- O dia em que eu fiquei bêbada duas vezes. Sexta, jogo do Brasil 9h. Fiquei bêbada durante o jogo, dormi, acordei, fui trabalhar, já sóbria, e depois fui beber com amigos, e aí, morro abaixo de novo;

- Dia dos namorados, fiz hambúrguer e fui felizona ver um filme com mozão... quando descobrimos com uns 20 minutos de filme que baixei um filme original do syfy ruim demais, mas aí já decidimos terminar o filme ruim mesmo. Sem querer achamos uma boa tradição de dia dos namorados: assistir filmes com mesmo nome de filmes famosos mas que no fim das contas não tem nada a ver com nada;

- Rpg da mesa 1 com novidades (que as pessoas da minha mesa não perceberam no dia, #triste) e rpg da mesa 2 com fotinhos oficiais de todos os personagens!! Desenhados pela Dana!! Olha só meu anão bárbaro, Tríton “Machado Veloz” Émporos:

Eu sou bonito

- Fui num jogo no estádio pela primeira vez na vida!! No Maracanã!! Ver o Flamengo!! E ele ganhou!!! Pode parecer clichê, mas não tem outro modo de falar: a energia é incrível. Gritei muito, xinguei juiz, cantei músicas, fiz coreografias, vi meus filhos de perto (ou o mais perto que já estive na vida. E sim, meus jogadores preferidos são meus filhos. Não tente me entender) e nunca vi tanta cerveja jogada pro alto quanto vi na hora do gol. “Fazer o chão do Maracanã tremer” não é um eufemismo ou só letra de música, acontece real.

Eduardo: O mês começou com o show do Simple Plan na turnê de comemoração dos 20 anos e eu nem estava assim tão animado. Não até começar a tocar a primeira música e eu me arrepiar todo e lembrar da minha adolescência emo/punk que só ouvia essas músicas. Foi maravilhoso e melhor ainda porque foi um momento compartilhado com duas das pessoas que eu mais amo na vida.

O mês foi terminar com o show do Rubel da turnê Casas que foi uma mistura de EU TÔ AMANDO TUDO ISSO, com eu vou chorar aqui escondido pra ninguém ver. Eu só fiquei bem grato por ele não ter cantado Mascarados porque se tivesse eu tinha deitado em posição fetal e chorado até o fim do show.

Uma surpresa do dia foi o show de abertura de um cantor aqui de Uberlândia chamado Frederico que eu não conhecia e além de ser uma amorzinho de pessoa tem músicas bem boas e cantou o cover de Um girassol da cor do seu cabelo que eu quase entrei surtei!

Jota: Quero dizer que me identifico com a T (Taiany, eu chamo ela de T) demais lá embaixo - eu esqueço tudo do mês, e se não é isso, boa parte do que me aconteceu ficou resumido nos tópicos de cima. Então eu chego aqui já desesperado pra lembrar de alguma coisa e só costumo lembrar quando já foi postado OKDOSKD. Enfim, falemos do que eu lembro: eu compartilhei no meu instagram que eu fui ver a peça no Clube Athletico Paulistano de O Pequeno Príncipe em que meu tio encenava o Rei. Entrei de férias (UM MÊS E UMA SEMANA LONGE DAQUILO TUDO AAEEE!) Fui arrastado para uma treta que começou por interpretação errada ao que eu disse + o fato de eu ter dito que o tal grupo era possessivo, que resultou em minha pessoa desabafando no grupo do whats do Conversa Cult e tendo uma puta ajuda da Carol que me fez analisar as coisas muito melhor e valorizar mais minha saúde. Fui notado pelo Bruno Gadiol. Li várias revistas que eu tenho que nem tinha mais visto em meses e por consequência eu pari meu maior orgulho do momento. Pela primeira vez na vida tirei uma nota zero e pela primeira no Ensino Médio eu tirei uma nota vermelha (4). Tive milhares de conversas sobre escrita e no fim do mês (dia 30 rs) fui à uma festa e finalmente consegui escrever e manter a vontade acesa e determinação ali. ~e ainda ganhei um curso de desenho da Faber Castell dos meus pais

Taiany: Meu problema com o Coisas que fizemos é que toda vez eu esqueço o que fiz no começo do mês. Sério, parece prova, dá um branco total. O que lembro é que trabalhei feito uma condenada, reclamei horrores no twitter sobre engarrafamento e ficar esperando transporte público e fiquei numa bad 70% do mês. Mas aos 46 minutos do segundo tempo, a gente já tava na prorrogação, eu tive a oportunidade de conhecer pessoas incríveis pessoalmente. Fazia quase dois meses que eu havia entrado num Clube do livro, e finalmente tivemos nosso primeiro encontro. Gente, se tiverem a oportunidade participem de clubes do livro, é uma experiência divertida e enriquecedora. Nesse mesmo dia eu fui pela primeira vez num Escape Time, que é basicamente escapar de uma sala ou desarmar uma bomba  em uma hora desvendando as dicas que o lugar te dá. Não conseguimos, mas se tivéssemos mais 15 minutos certeza que sairíamos da sala, a gente tava tão perto.

Para quem não sabe, faço parte da mesa 1 de Rpg citado pela Carol, e agora estou morrendo de curiosidade sobre a novidade que deixei passar :/

E enquanto escrevia sobre as coisas que fiz em junho, lembrei que no dia 3 vi meus amigos que o Rick Riordan me deu, além dos livros ótimos, vou sempre ser agradecida por essas pessoas que os livros dele possibilitaram entrarem na minha vida. OS MELHORES SÃO DO CHALÉ 6.

***

E aí, o que vocês fizeram no mês de junho. Fala pra gente nos comentários!

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Só queria comentar: A Princesa Prometida <3. Não sabia que iam relançar e, quando li a notícia, fiz o que qualquer pessoa normal faria: revi o filme. :D E dublado porque gente, melhor dublagem esse filme, hahaha. AMOOOOO!

    E não conto o que fiz pois sou team não lembro das coisas.¯\_(ツ)_/¯¯

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM