CCFilmes CCLivrovsFilme

[Filme vs. Livro] Todo Dia

29.6.18Eduardo Ferreira


Todo dia foi um dos primeiros livros que eu li em inglês na minha vida, cerca de 6 anos atrás. E, eu devo confessar, que não lembro tantos detalhes sobre o livro, mas uma das coisas que eu mais me lembro sobre a história é que eu havia me apaixonado pela trama e que torcia muito pra existência de uma continuação. 

A simples ideia de uma adaptação cinematográfica, se chegasse naquela época, teria me feito contar no calendário os dias para estreia dessa história na telona. E se tem uma coisa que eu fiquei, foi extremamente animado quando soube que o filme estava em produção e, mais ainda, quando o primeiro trailer saiu.

Eis que o filme teve sua estreia no último dia 14 aqui no Brasil e apesar de ter sido MUITO fiel a trama, deixou de lado alguns detalhes importantes. 

A HISTÓRIA

Todo Dia acompanha a história de A uma pessoa que desconhece seu gênero e não sabe porque todo dia acorda em um corpo diferente, na mesma região do corpo anterior e sempre um corpo da mesma idade da sua. A vivia um dia de cada vez, tentando ao máximo não interferir na vida da pessoa ao qual o corpo acorda, isso até conhecer Rhiannon.
 


FILME VS. LIVRO

O filme acerta na trilha sonora (que é fantástica) e também acerta ao ser MUITO fiel ao livro, mas erra ou deixar de lado alguns detalhes por trás do mistério que é A e a mitologia por trás disso. Trocar de corpo todo dia é parte de quem A é e no filme isso parece só um obstáculo para o romance que eles estão vivendo e não chega a aprofundar e explicar isso tanto quanto no livro.

Não que o livro conte muito sobre isso, mas ele apresenta um gancho que te deixa curioso e gera certa esperança sobre o futuro de A. Mas, é claro, te deixa com a sensação de quero mais depois que o livro acaba e a ideia de deixar isso aberto no final pedir por uma continuação.  

Eu acredito que os produtores viram que seria somente uma filme e não acreditam que poderia existir uma sequência ou qualquer coisa parecido. Com isso, decidiram deixar esses detalhes importantes de lado e priorizar o romance em detrimento de um arco que ficaria ali somente para deixar o espectador confuso.

No final das contas, é um filme tão bom quanto o livro e se você gosta de romances que fogem do clichê usual, Todo Dia é perfeito.


Se você quiser ler mais sobre o livro, o Paulo fez uma resenha que pode ser encontrada aqui.

TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM