Bienal 2017 Bienal do Livro

Bienal do Rio 2017 - A ressaca

12.9.17Conversa Cult


Depois de dez dias com mais pelo menos 680 mil pessoas circulando pelos três pavilhões do Riocentro, a Bienal do Livro ACABOU!!!!! Agora é a hora dos membros da nossa equipe que foram contarem tudo sobre a experiência e claro, sobre as comprinhas básicas. Vamo que vamo:


Bells

Lá no meu post sobre minhas expectativas pra essa bienal eu falei um pouco da minha relação com esse evento maravilhoso e que esperava muito dele apesar do medo das decepções....posso dizer que vivenciei os dois mundos. Fui na bienal em TRÊS DIAS, MEU RECORDE e o segundo dia superou todas as minhas expectativas. Foi uma delícia estar com a rapeize, usar meu pau de selfie pra várias fotos empolgadas, morrer em mil filas, participar de evento, fazer piquenique no meio do riocentro, enfim. Tão bom que saí de lá quase nove horas da noite, OUTRO RECORDE. E ainda nesse dia saí com o total de 5 LIVROS, todos com preços de bom a ótimo e dois deles estavam na minha lista de prioridades.

SÓ SUCESSO.

Aí veio o terceiro e último dia de bienal de fato....a princípio parecia que ia dar tudo errado. Me atrasei, eu e Taiany pegamos o brt LOTADO de gente indo pra praia, chegando lá tivemos que entrar por outro portão porque o de frente pra estação tava SUPER LOTADO e andamos horrores debaixo de um sol desgraçado com a certeza de que íamos perder o evento da Cia....porém felizmente chegamos lá e só tinha uns gatos pingados na fila GUDFHGUIDFHGIUDHFIG. O encontro de leitores e blogueiros foi uma DELÍCIA, mas vou deixar pra Taiany dar mais detalhes lá embaixo, o negócio é que saí dele com as expectativas lá no alto. Talvez os livros que faltavam teriam entrado em promoção. TALVEZ O BEIJO TRAIÇOEIRO TIVESSE PASSADO PRA 30 REAIS.

Momentos de felicidade e expectativa
Foi nessa hora que a vida riu da minha cara.

Ok,. cheguei lá na Cia e tinha baixado pra 35, mas ainda assim eu tava achando caro. Pelo amor de deus, eu tava atrás de promoção e um livro por mais de trinta contos NÃO É PROMOÇÃO. Então saí, eu e Taiany reviramos todos os estandes possíveis e só frustrações (no caso da Taiany, só desgraças), cheguei no da Harper Collins e TIVE UM MOMENTO DE ESPERANÇA. Só vi um livro da Claudia Gray que pensei ser a continuação do Mil Pedaços de Você (OBRA PRIMAAAAAA, LEIAM) e fui seca atrás dele (PREÇO::: 17,50!!!!). Foi então que descobri que não só era uma trilogia, como aquele era o terceiro livro. E o segundo tinha acabado.


Gente, fiquei arrasada HAHAHAHAHA. Taiany me aconselhou a comprar ele mesmo assim e foi o que eu fiz, mas o sabor amargo da frustração se apossou da minha alma. E com essa estado de espírito fomos embora da Bienal, nos sentindo um tanto (senão muito) derrotadas.

Aí ontem fui tirar foto do saldo final e fiquei realmente surpresa. Seguem os dados.

SALDO: 7 livros. O Rei (que vó me deu, tava 10 reais - e acabei esquecendo de colocar ali na foto), A Escolha (que baixou pra 30) (os dois da Irmandade da Adaga Negra), Belas Maldições do Gaiman e outro moço lá, Morte no Nilo e Morte na Mesopotâmia da Agatha Christie (por 7 e 5 contos), Silêncio, da Richelle Mead por 17 contos e Um Milhão de Mundos com Você, da Claudia Gray. 45 MARCADORES, uma máscara do G.R.R.M, uma bolsa e um chapéu de cone de HP, um lápis da seguinte e um pôster de O Ceifador.



SALDO MAIS DO QUE POSITIVO, NÉ???? Tô bem feliz xD


Carol

Eu vou em toda Bienal do Livro, religiosamente, desde 2009, quando tive alguma grana e meus pais já deixavam eu sair sozinha (sozinha = sem responsáveis adultos). Minha vida de leitora está loooonge de ser o que era antes (onde eu facilmente lia mais de 60 livros por anos), mas enfim, não ia deixar de ir pra pegar marcadores e encontrar os amiguinhos.

E também pra tirar fotos nos estandes.
(P.S.: Eu postei essa foto no twitter e o homi curtiu, eu surtei de tal maneira pensando
AI MEU DEUS O NEIL GAIMAN ME VIU VIU MINHA FOTO AAAAAA)

De cara, já uma diferença enorme em relação aos outros anos: DEUS ABENÇOE A ESTAÇÃO DE BRT EM FRENTE AO RIOCENTRO. NOSSA, SÉRIO, FOI UMA BENÇÃO, UMA DÁDIVA EM NOSSAS VIDAS. Todo ano que eu fui na Bienal, TODO. ANO, eu tenho uma história bizarra relacionada ao transporte público pra ir e voltar. Nesse ano não, foi bem tranquilo de chegar usando o BRT (eu me perdi, peguei a linha errada e fui pro lado errado, mas enfim, culpa minha, não do transporte). 

Chegando na Bienal como, no hangloose, sempre

Nessa Bienal consegui credencial (de influenciador digital, OLHA ELAAA) pelo site (UHUL) mas por motivo de dinheiro de passagem só consegui ir em um dia mesmo assim (AAAAAAA). Mas acho que, de todos os anos, foi o que eu aproveitei mais o evento em si do que livros. Juntamos o bonde, chegamos lá próximos do horário de abertura (depois de nos separarmos um pouco, um pra pegar credencial, outro pra comprar ingresso, outro pra entrar direto) e só fomos embora quase 21h! Participei de uma mesa de jogos de cartas (procurem Escola de Dragões, é muito divertido), fui em um evento da Rocco pra comemorar os 20 anos do lançamento de Harry Potter, não vi todas as estandes, mas enfim, me diverti e estava com os migos.

AMAMOS BRINDES
AMAMOS HARRY POTTER
BRINDES DE HARRY POTTER: ESTÁVAMOS NO PARAÍSO

SALDO: 2 livros, Belas Maldições (do Neil Gaiman e Terry Pratchett; vai lançar uma série em breve com o David Tennant e o Michael Sheen no papel de um demônio e um anjo, respectivamente), e Amores Infernais (uma coletânea de contos de autores de infanto-juvenil com temática sobrenatural. Pra ser bem sincera, só comprei porque ele tava na minha frente na fila do caixa, tava 6 reais, e achei muito deprimente sair da Bienal com um livro só.). Marcadores (MUITO POUCOS. Reclamação do ano: tinha muito pouco marcador nas editoras. Mas a maioria dos meus foram do encontro do Harry Potter, da edição nova, então foda-se, a maioria é muito linda e valeu a pena). Sacolinha de Harry Potter (que também ganhei no encontro). Chapéu de aniversário com o brasão de Hogwarts. E o melhor de tudo: máscara do George R. R. Martin (obrigada, Taiany!).

Fala sério, olha que sensacional.

Dana


Essa Bienal eu estava com uma coisa chamada: preguiça. Ultimamente muita dessas coisas (bienal, show e até cinema) tem me dado preguiça. Mas é claro que eu ia, porque é a Bienal e eu adoro a Bienal.

Primeiro, decidi passar lá durante a semana porque é mais vazio, tava marcado na segunda e eu acabei indo só quarta - e quase não fui!!!! Depois de trocar de ônibus 50 vezes e finalmente chegar, a Bienal tava maravilhosamente vazia. Deu pra andar de estande em estande e ver tudo sem 50 pessoas em cima.

Engraçado é que eu cheguei lá animada: AAAAAAAAAAAH BIENAL MEU PAÍS VOU APROVEITAR TIRAR 50 FOTOS FILMAR POSTAR FAZER COBERTURA e 1 hora depois já tava cansada e só aproveitando pra mim. HUAHUAHUAH

No geral, acho que a melhor parte foi estar lá e ver as coisas. Deu a impressão de que a Bienal tava menor esse ano e não tinha tanta coisa pra ver, mas pode ter sido reflexo do meu estado. De qualquer modo, antes a gente tinha bastante coisa pra ver em dois pavilhões e dessa vez o melhor tava concentrado em um só.

Uma das melhores coisas pra mim foi o estande da Rocco, que foi temático de Harry Potter e tava lindo. Tem um trecho dele nesse micro vídeo que fiz:



Tava bonito demais, só isso já valeu a peregrinação.

Agora, o estande que foi bom pra ver livros mesmo foi o da Companhia das Letras!!!!!

Cada livro lindo, cada capa maravilhosa, tinha uma estante LGBT+ (eu nem sabia, eu achei bonita e tirei foto e quando cheguei em casa descobri que era HUAHUAHUAHA) e a Chimamanda Ngozi Adichie em destaque. Foi lá também que eu encontrei um livro interessante, o único que eu gostei na Bienal, mas tava meio caro. Se chama Crueldade, nem sei sobre o que é e não quero saber. shhhh

OLHA QUE LINDEZA SÓ LIVRO LINDO ESSE TASH E TOLSTOI É HUMILHAÇÃO

ESSA CAPA É LINDAAAAAAAAAAAAA
VONTADE DE LIGAR PRA CIA (?) E GRITAR NO TELEFONE:
LINDAAAAAAAAAA
eu quase desisti, mas vi "Ela" escrito e falei ESSE
ritual de bienal: conhecer algo novo
você sabe que a pessoa tava cansada quando ela tira a foto passando do outro lado do corredor


Sinceramente, a Cia fez pacto com o diabo pra ter as melhores capas. É tudo tão lindo vsf.

Gostei que esse ano eu vi também mais livros importados, só que também era tudo caro. Meu preço de livro é 20 reais, se é mais que isso não pago. O único que eu vi nessa linha foi o Outros Jeitos de Usar a Boca da Rupi Kaur (indico) e esse eu já tenho.

Agora, pra mim, o que me atraiu em leitura na Bienal foram as HQs. A Novo Século lançou The Wicked + The Divine 2 e eu descobri na Bienal!!!!!!! (muito caro) Na Panini tinha as últimas edições de Gotham Academy e também outro volume da Canário Negro (tava cansada demais quando cheguei e esqueci qual de Gotham Academy faltava comprar, ou seja, não levei nada). Tinha o estande da Devir, onde eu descobri que ELES LANÇARAM PAPER GIRLS NO BRASIL CORRE, e o Lumberjanes que eu queria tava muito caro. Descobri também que eu não sei nem que editora é, era um estandezinho apertado lá nas profundezas da Bienal, mas eles traduziram Rat Queens!! Nem sei sobre o que é essa HQ, mas lembro que queria e há pouco tempo tinha visto na minha lista de compra da Amazon e fiquei triste que não dava pra comprar. Infelizmente, tava mais de 40 na Bienal e não deu pra comprar também. HUAHUAHA

KAMALA EM DESTAQUE COMPREEEEM
paper girls já indiquei aqui no CC!!! e lumberjanes, um dia você vai ser meu
adorei ver a Capitã Marvel em destaque!!!!!
livros bonitos aleatórios no estande da Saraiva

SALDO: não comprei nada, ou seja, deu pra usar o dinheiro pra comer e ninguém voltou pra casa com fome. YEEEY. Além disso, quando cheguei em casa fiz a vistoria no Buscapé e encontrei Rat Queens (americano mesmo) por 20 reais na Amazon BR! E o livro da Cia que eu queria também por 20. ESPERANDO CHEGAR ANSIOSAMENTE.

Devo colocar mais fotos no instagram do ConversaCult, segue lá: @ConversaCult


Taiany

Todo ano de bienal eu digo que vou em mais de um dia, todo ano de bienal isso não acontece. Eis que esse ano eu consegui credencial e iria em TODOS OS DIAS, só que não foi isso que aconteceu por questões de passagem. De toda forma eu já tava no lucro: pra quem sofria pra chegar no evento, enfrentava um mundo de filas e só conseguia ir em um dia, eu tava bem. Foi tão fácil chegar que fiquei boba, eu ria da cara das filas porque ia entrando direto e FUI EM TRÊS DIAS. Parecia que seria perfeição, mas não foi tão assim (história mais adiante).

Eu toda pimposa com minha credencial

O primeiro dia de bienal eu fui de tarde, tava até que "vazio", foi super tranquilo andar e eu tirei foto com a Abbi Glines e o Ique Carvalho com direito a autógrafos.* Além disso, como tava tranquilo eu praticamente fui em todas as estantes do pavilhão azul (o que todo mundo que ir), vi os preços dos livros, tirei fotos nos lugares que normalmente estão com filas e cheguei em casa cedo. MILAGRES.

*Um fato sobre mim, em toda bienal eu tiro foto com autores que ou nunca ouvi falar ou não li nada. Todos os autores citados por mim neste post estarão numa dessas categorias.

Um dos lugares de foto concorridos. Estou agachada porque alta demais. Risos
O segundo dia de bienal seria O DIA, porque combinei de encontrar os migos e tirar altas fotos (não aconteceu). Chegar ao evento não foi tão tranquilo assim por questões de atrasos, mas estar lá foi mega divertido, eu não encontrei só com os amigos com quem marquei como muitos outros, segundo o Felipe (Fagundes, que foi um dos amigos que tava lá) eu conhecia todo mundo, e depois de descobrir que um dos seguranças era um conhecido meu, tive que concordar (BELLS AQUI RINDO HORRORES). Para vocês terem uma ideia, até no brt eu já tava encontrando conhecidos, uma amiga que tava trabalhando na bienal e infelizmente chegando muiiiito atrasada.

Uma coisa legal desse dia é que teria um evento de Harry Potter e eu nem sabia. Apesar de não ter ganho nenhum dos sorteios que rolou, HARRY POTTER, HARRY POTTER, meu coração era uma poça e eu uma pessoa feliz.

Minha rotina de bienal é levar lanche de casa e só comprar algo pra beber lá, mas esse ano eu fui além e levei chá para beber, e mesmo achando que os preços dos alimentos estavam mais baratos que nos outros anos, foi bom não me preocupar com comida e ainda comer algo mais saudável (pode não parecer, mas sou team comidas saudáveis e chás são minha paixão).

nosso piquenique maroto

E entre abraços, encontros com ex-membros do CC (Adriana, Ana, Diego e Paulo), Felipe fugindo de autores (isso ainda ia voltar pra mim), a volta da história do sapo, e outras coisas que não estou lembrando enquanto escrevo, ainda consegui descobrir porque o George R R Martin ainda não terminou os seus livros.


Eu faço listas para bienal. Não sei comprar livros porque estão baratos ou na promoção, os livros que desejo comprar foram pensados, analisados e contabilizados, depois disso eles vão para uma lista e são eles que compro. Dito isso, é claro que fiz uma lista e claro que as promoções (que sinceramente não achei grandes coisas) não me encheram os olhos, mas como eu iria em mais dias, deixei para comprar meus livros no último (que arrependimento).

O terceiro e último dia de bienal quase não aconteceu porque eu tava meio adoentada no dia anterior, mas como dito acima, MEUS LIVROS, dia de comprar. Chego na editora (Bells aqui: FOI A NOVO SÉCULO, EXPLANO MESMO) e um dos livros tinha AUMENTADO, último dia de bienal e os miserentos aumentam o valor do livro, que safadeza! Entro em outra editora e o livro tinha simplesmente acabado, em outra e não tinha, entro em outra e é uma sucessão disso, sério, eu não tava acreditando, só queria ir embora, eu tava desolada. Óbvio que cheguei em casa e fui tentar comprar pela internet, mas estão caros, guardei o dinheiro e vou esperar a black friday ou eventuais promoções agora. Pra não dizer que não comprei nada, rolou um livro da Cachinhos Dourados para a minha sobrinha.

Esse dia só não foi um fracasso total porque consegui chegar a tempo para o evento da Editora Seguinte (cia das letras) que foi mega mega divertido, com gincanas (que não participei porque vergonha), sorteio (que não ganhei - nenhuma novidade aqui), apresentação dos próximos lançamentos (que estão incríveis, quero ler todos) e a oportunidade de um bate papo com o Eric Novello (pelo menos eu conheço pelo twitter) e com a Iris Figueiredo*, por falar neles eu tirei uma foto com a simpaticíssima (to meio apaixonada) Pam Gonçalves**.

Obs: Depois de ter rido do Felipe fugindo de autores o que acontece comigo? Isso mesmo, tive que fugir de autores porque não aguentava mais ser abordada, foram mais de 5 no último dia, eu já tava sofrendo.

Qualquer um fica bonito ao lado dela. 

**Essa foto só aconteceu porque Bells falou que o João era fã, e eu queria tirar uma foto para ele. Tive até que confirmar o nome da moça antes.

Assim, apesar dos pesares, não posso encerar uma bienal achando que os saldos foram negativos. Bienal é minha casa, eu amo aquilo tudo, amo o quanto as classes se juntam e somos só um monte de gente sofrendo em filas e pagando mico, amo que todos estejam com o objetivo de LIVROS. Bienal vai sempre ser saldo positivo pra mim, mesmo quando as compras são uma frustração.

Obs: Consegui visitar os 3 pavilhões e basicamente todas as estandes (ou melhor, todas as que me interessei em entrar, incluindo uma de odontologia - obrigada pela dica Adriana) (BELLS AQUI RINDO DEMAIS DE NOVO, SÓ QUE MEIO HORRORIZADA).

SALDO: 5 livros, A escolha da J.R Ward que foi lançado por R$40,00 (muito caro, eu não ia comprar), mas eles baixaram para R$30,00 e eu já tava louca desesperada gritando a Isabelle. Ninguém vira adulto de verdade da Sarah Andersen que eu tava vendo por R$40,00 e comprei por R$25,00. Cachinhos Dourados por R$5,00 para minha sobrinha de 4 anos. Amante Finalmente que Bells (Isabelle e Bells são a mesma pessoa) me deu de presente de aniversário e Trago seu amor de volta sem pedir nada em troca do Ique Carvalho que ganhei também. 4 desses estavam na minha lista, e de toda forma guardei o dinheiro para comprar os outros 5 porque em ano de bienal meus presentes se convertem em livros, e eu não sou de desistir.

Descansando depois dessa maratona




***

E isso é tudo, pessoal! Vocês tem alguma história sobre essa Bienal, querem compartilhar as compras e os causos? Manda a ver nos comentários.
E QUE VENHA A BIENAL 2019!!!!

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *