Ariel Carvalho CCAnálise

Especial Fanfic: O básico das fanfics

13.3.17Ariel Carvalho


Todo mundo que me conhece sabe que eu passei o ano passado inteirinho estudando fanfiction. Acontece que essa forma de escrita foi o tema do meu TCC, e eu tive que ler praticamente todos os artigos já escritos sobre o assunto.

Um dos livros que foi a base do meu trabalho foi o "Fic", da autora Anne Jamison. Quando a editora Rocco (através do seu selo Anfiteatro) anunciou que lançaria esse livro aqui, fui escolhida para resenhá-lo por motivos óbvios: conheço o livro e o assunto de trás para a frente. Aqui no CC, já falamos sobre fanfic algumas vezes. Mas decidi fazer algo um pouco diferente. Além da resenha do livro, mais dois posts sobre as fanfics e sobre a minha ligação com elas.

Para começar, o que são as fanfics?

As fanfics costumam ser conceituadas como tudo que é escrito por fãs de uma série, filme ou livro, mas elas são mais do que isso: são qualquer coisa escritas por fãs de qualquer coisa.

Elas não começaram com a internet - o fandom de Star Trek tem fanfics publicadas em jornais de fãs desde a década de 1960 - mas quando a internet surgiu, deu aquele gás para a publicação e disseminação delas.


Mas por que escrever fanfic?

A resposta varia de pessoa para pessoa, mas costumamos escrever fanfics porque falta algo na história original ou por que o que aconteceu não é o que gostaríamos que acontecessem.

Ah, e tem também os AUS - Universos Alternativos -, que permitem que a gente possa imaginar basicamente qualquer coisa usando aqueles personagens que nós amamos tanto.


Mas fanfic é literatura?

Esse é um ponto controverso. Tem quem ache que fanfic é só um hobby, por não ter personagens originais e se basear em ideias de outras pessoas. Maaaaaas dá para argumentar que 50 Tons de Cinza era uma fanfic e foi adaptada para virar livro.


O que é tão importante nas fanfics?



Lá em 2014, eu entrevistei CL Miller, a responsável por uma editora que publicou várias fanfics de Glee como livros. Ela respondeu de uma forma que eu achei linda e acho a mais sucinta e real.



"Em primeiro lugar, todos nós sabemos que autores (e leitores) de fan fics têm que lutar por respeito há tempos. Diga o que for sobre 50 Tons de Cinza, mas pelo menos ele abriu os olhos de muitas pessoas que previamente nem olhariam para fan fiction como algo legítimo ou comercializável.


Primeiro, e isso falando tanto do crédito quanto da imagem do gênero, existe algo para todos nas fan fictions. E eu quero dizer todos. Existem crack fic [fan fics engraçadas, de comédia], romance, suspense, fanfics de episódio, e com mundos detalhados. Existem fanfics monstruosas de 300.000 palavras. Existem rascunhos de 100 palavras. Existem romances que prevalecem e eu diria que passam muitos best seller em termos de qualidade. E sim, existem as fan fics pornôs. Algo para todos, e abençoados são os escritores de fan fiction, cada um deles, por fazer isso.

E essa é outra coisa que é realmente especial nas fan fics: a diversidade de autores. Olhe a demografia das pessoas escrevendo fics. Se estica de crianças a aposentados. Existem pessoas que nunca escreveram ficção antes e que se sentem inspiradas a tentar graças à fan fiction. Existem autores profissionais que estão apenas “esticando as pernas”. Existem pessoas que talvez sempre escreveram, mas nunca encontraram um público. Nas fan fics, elas conseguem encontrar esse público, e conseguir o feedback de que precisam para polir suas habilidades.

Esses autores escrevem pelo amor de escrever, e o amor ao seu mundo de fã. E isso é incrível. O fato de que tantas pessoas estão escrevendo, simplesmente porque amam isso? É inspirador.


TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. "Mas fanfic é literatura?" / "O que é tão importante nas fanfics?"

    Acho que a diferença entre fanfic e literatura é "poder", poder no sentido de ter poder mesmo, sistema de poder, falta de acesso, injustiça, privilégio. Porque se a gente olha de maneira geral - fanfic existe há muito tempo, tipo isso aqui que fala que Shakespeare basicamente escrevia fanfiction.

    Link:
    https://www.theodysseyonline.com/shakespeare-wrote-fanfiction-and-so-can-you

    Contos de fadas? Basicamente fanfiction, já que são contos difundidos de forma oral por todo mundo e alguém basicamente sentou e escreveu a própria versão.

    Acho que a diferença é que a nossa noção de direitos autorais mudou bastante - nós vivemos em uma época que o termo "propriedade intelectual" é algo de fato. Talvez, inclusive, a existência de termo "fanfic" seja uma consequência desse "cercamento" da ficção. Porque sempre existiu gente escrevendo coisa e gente escrevendo suas próprias versões de outras coisas. Dracula? Dracula é uma versão inspirada em Carmilla.

    Ou o surgimento de zumbis na ficção, por exemplo. Zumbis é uma "figura mitológica fictícia" baseada em crenças de diversos povos, mas quando cada autor pega essa figura e aplica nos próprios termos da própria forma? Isso é fanfic, fanfic AU.

    Só que o pessoal não se importava, ou a gente esqueceu as fontes, ou só dá o crédito pra um dos criadores. E também, existe a questão de balança de poder que permite um grupo específico que tem acesso aos meios de produção, a "educação" pra poder desenvolver a arte de qualidade.

    Por que o que é uma adaptação pra o cinema de um livro? Uma fanfic. O Hobbit no cinema? Uma fanfic de gente rica. O último filme do Wolverine, o Logan, que é basicamente um universo alternativo meio dark com outra aesthetic desenvolvemento uma historinha e... GENTE, ISSO É EXATAMENTE UMA FANFIC. E homem-aranha, espetacular homem-aranha, homem-aranha na escola..????? TUDO UNIVERSO ALTERNATIVO. HOMEM TEM TANTO ESPAÇO NO CINEMA QUE ELES JÁ TÃO FAZENDO HIGH SCHOOL AU E PÓS-APOCALÍPTICO AU E DISTÓPICO AU DAS PRÓPRIAS HISTÓRIAS NO CINEMA.

    Riverdale é outro que segue totalmente o princípio de fanfic - você pega uma obra original, você reconta, com a sua própria interpretação e brincando com AU.

    Então qual é a diferença? Legitimação. Dinheiro pra lançar como algo original. Só isso, porque como seu post mesmo mostra, nem mesmo qualidade é um fator.

    E também por não ter legitimação, também abre espaço pra qualquer um criar. Fanfic é uma forma de devolver histórias pra o povo - eles fazem o que quiser, como bem entender, eles se tornam contadores de histórias. Porque no geral todos nós somos contadores, mas a gente vive numa sociedade que trata como se só um grupo particular elitista pudesse fazer isso.

    ENFIM, ME EMPOLGUEI.

    AGORA A PERGUNTA É: COMO É QUE VOCÊ FAZ UM ESPECIAL DE FANFICS E NÃO FALA COMIGO???????????? COMO É QUE FAZ PRA PARTICIPAR???????????????

    ResponderExcluir
  2. Ótima matéria, muito boa a leitura, e sim, fanfic é literatura.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *