Anitta CCdiscussão

E se a mulher não se der o respeito?

11.12.14Conversa Cult


Então, rolou esse negócio de Anitta e Pitty, aí eu fiquei: tta, não vou gastar meu ttempo vendo isso. (com dois Ts pra combinar) Mas alguns assuntos agarram no meu calcanhar e ficam me seguindo até eu dar atenção. A Jéssica (Jessy?) postou uma imagem no facebook com parte do que a Pitty disse no Altas Horas, a discussão começou nos comentários e... decidi comentar. É claro que aí virou um post e é isso que você vai ver aqui.

Não assisti o vídeo, o meu comentário é uma reflexão sobre essa ideia de que mulher tem que "se dar o respeito" e isso inclui não usar certos tipos de roupa, não fazer danças consideradas sensuais e não mostrar que está interessada no homem. 

Pra começar, eu não sou muito a favor de definir o que é o tipo de comportamento certo. E nem acho que dançar, até mesmo funk, deveria ser condenado e evitado porque... calma aí, qual é o problema de rebolar mesmo? sério, qual é o problema real de fazer o quadrinho e usar uma saia curta?

Tenho dificuldade em definir como eu me sinto quanto a "se dar o respeito", acho que eu sou um pouco a favor de ter respeito. Ter respeito, por exemplo, em não sentar e rebolar no colo de uma pessoa que não gosta, ou de não fazer joguinhos se você não quer (tipo, seduzir de propósito). Aí é que as coisas ficam confusas. Rebolar às vezes é considerado um ato sensual, às vezes é só diversão. Existem 92389328 de coisas que as pessoas usam pra seduzir umas as outras e às vezes os sinais se misturam. Pra alguns, amigos se abraçando é super comum, pra outros já vira algo mais. Você vai falar o que? Homem, se dá o respeito, não abraça a sua amiga se você não quer ser assediado?

Olha só essa menina dando em cima do monstrinho verde.
Se ele passar a mão na bunda, já sabe: é porque ela não se deu o respeito. 

Glee não é a melhor referência, mas tem um episódio específico sobre twerk que eu assisti ao acaso e mostra a história da dança nos Estados Unidos, falando sobre como diversos tipos de dança eram considerados sensuais demais, tipo valsa. A questão é que enquanto a gente diz "se dá o respeito", ou fala "não dança se você quer ser estuprada ou assediada", o que você está fazendo é proibir a pessoa de se expressar e ser livre, em vez de aprender a ter respeito pelas outras pessoas. 



Agora, o problema mesmo da lógica do "se dar o respeito" é a ideia implícita de que a mulher precisa disso para ser respeitada - de que ela não tem respeito - de que ela pode ser violada dentro de certas condições (se não se der o respeito). Primeiro, porque ninguém fala pra o homem se dar o respeito. Segundo, porque ninguém acha que um homem sem camisa não tá se dando o respeito. Terceiro, porque ninguém acha que o homem sem camiseta está pedindo para ser assediado. O caso da falta de mulheres peladas na Marvel é um exemplo de como isso funciona

Apesar disso ser um dos exemplos de como homens e mulheres não recebem o mesmo valor, a questão não é nem essa briguinha homem vs. mulher. A questão é que isso prova que é possível você não estuprar alguém só por causa da roupa que ela usa. Então, se é possível, por que é a mulher que precisa se dar o respeito em vez da gente aprender a respeitar e não desvalorizar alguém pelo tipo de roupa? 

Aliás, qual é o problema de "não se dar o respeito"? Qual é o problema da mulher gostar de fazer sexo e querer seduzir um homem? 

Acho que o único problema é a ideia de que se ela não fizer isso, corre o risco de ser estuprada. É como dizer pra pessoa que leva uma bala perdida no trânsito que a culpa é dela, porque ela não deveria estar andando com um carro que não é blindado. Não deveria estar andando naquele lugar perigoso. Não deveria estar dirigindo. 



No mundo real, sim, o jeito é se prevenir. Trancar a porta de casa. Esconder o celular no ônibus. Não andar sozinho de madrugada. Mas não significa que precise ser sempre assim e que você não vá lutar contra isso. Ou nunca mais comprar celular pra não ser assaltado.

Ou pensar que a pessoa que decidiu comprar um celular e levar pra rua está errada. 

O caso do "se dar o respeito" é particularmente mais complicado do que um assalto, porque diferente de quando você é assaltado, quando uma mulher é abusada sexualmente dizem que a culpa é dela. Foi o que aconteceu quando a Jennifer Lawrence e as outras atrizes tiraram aquelas fotos peladas. Não falavam "QUEM FOI QUE FEZ ISSO E QUEM ESTÁ COMPARTILHANDO?", falavam "Ela não deveria ter tirado as fotos." Aliás, recentemente parece que os arquivos da Sony foram invadidos e saíram várias coisas, como os dados de funcionários e emails sobre levar o Homem-Aranha para o filme da Guerra Civil. Ninguém disse: Os executivos da Sony não deveriam trocar emails se não era pra ser revelado. Os funcionários não deveriam ter fornecido os dados para a empresa se não quisessem que isso acabasse vazando. Ninguém diz porque é um absurdo. E por que quando as atrizes tiraram foto não era um absurdo?

Porque continuam dizendo que mulheres têm que "se dar o respeito."

Não, elas não têm. Nós é que precisamos começar a dar o respeito. 









A autora desse texto é a Dana, especialista em falar coisas idiotas, traficante de cultura pop e o avatar. Deal with it. Me recuso a usar 3ª pessoa, então: Você pode ver todos os textos que eu escrevi aqui na tag Dana Martins e também estou no twitter @danagrint, vem conversar comigo. :)

Compartilhe os textos que você gosta.

TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Um desses dias eu li um artigo que fazia uma análise de como a "percepção" (se é que posso chamar assim) sobre a libido feminina "mudou" radicalmente em pouco mais de um século. Segundo o artigo, antes, a mulher era vista como impura, por ter um desejo sexual muito superior ao masculino e, por isso, tinha a razão pouco desenvolvida. Depois, houve uma espécie de castração desse desejo sexual feminino, enquanto o homem passou a ser visto como dotado de instintos sexuais muito fortes, praticamente impossíveis de controlar. No entanto, essa libido exagerada do homem não coloca em xeque sua racionalidade e, além disso, torna a mulher responsável por "controlar" os instintos masculinos não os provocando.
    Não poderia casar mais com seu texto.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. wow, Lúcia! adorei seu comentário e não sabia dessa parte do desejo sexual superior. eu acho interessante que existe sempre uma tendência a resolver pela "proibição". Não é um "ótimo, vamos lidar com isso e aprender como tirar o melhor dessa situação", é mais para uma repressão.

      E você tem esse arquivo? Eu adoraria ler. :)

      -dana

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *