Balanço de Leituras Brenda Cordeiro

Balanço de Leituras - Janeiro

28.2.14Michelle


E antes tarde do que nunca, chegou o Balanço de Leituras de janeiro! \o/ Elilyan, Diego, João, Dana, Valentino e Brenda falam sobre as histórias que ocuparam seus dias no comecinho de 2014. Preparem-se que tem muita coisa legal. É só clicar abaixo e continuar lendo depois do "pulo" ;)

>>> ELILYAN


- Livros lidos: 4 completos (“Stripped” de Jasinda Wilder; “Minha Breve História” de Stephen Hawking; "A Menina que Roubava Livros" de Markus Zusak; e "Deixe a Inglaterra Tremer", de Sávio Lopes) e 1 incompleto ("Os Garotos Corvos" de Maggie Stiefvater). 

- O que achou? Começo de ano sempre é confuso, pois tenho o compromisso pessoal de finalizar a leitura dos livros que comecei em 2013 e iniciar a meta de leitura de 2014.

Stripped” foi um livro que li em uma madrugada, pois a estória é cheia de altos e baixos que conquistam o leitor. O universo de Hollywood e questões como fé, família e escolhas profissionais são tratados nas 350 páginas do livro. Mas tenho que ser honesta: o que me conquistou mesmo foi o fato de Dawson Kellor ser praticamente o Michael Fassbender, além das cenas calientes entre os protagonistas. O único problema de “Stripped” é o final sem graça.

Minha Breve História” foi um presente da Bells (brigaduuuuuu) e foi tudo e mais um pouco do que eu esperava. O livro é um retrato pessoal de Stephen Hawking (apenas o cara mais inteligente do universo). "Quando você se depara com a possibilidade de uma morte precoce, percebe que a vida vale a pena e que há muitas coisas que você deseja fazer.” - Stephen Hawking

"A Menina que Roubava Livros" e "Deixe a Inglaterra Tremer" foram minhas leituras “obrigatórias do mês”. Em alguns momentos foram excelentes, em outros cansativas, mas no final foram enriquecedoras.

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: Leia aqui a resenha de “Deixe a Inglaterra Tremer”, com direito a promoção \o/! “Minha Breve História” sem dúvidas é um livro que merece ser indicado, por isso leia!

- Comentário sobre as leituras: Parando para analisar, até que janeiro foi um bom mês, pois teve de tudo um pouco e um mix interessante de nacionalidades dos escritores.

>>> DIEGO


- Livros lidos: 4 completos ("Dreams and Shadows", de C. Robert Cargill, "Zero at the Bone", de Jane Seville, "A Batalha do Apocalipse", de Eduardo Spohr e "Eleanor & Park", de Rainbow Rowell), 3 incompletos ("The Denial of Death", de Ernest Becker, "The Selection", de Kiera Cass e "The Complete Sherlock Holmes", de Sir Arthur Conan Doyle).

- O que achou? Comecei esse ano muito bem, empenhado em cumprir minha meta de leitura. Dei indiscreta preferência a livros em inglês, mas isso deve mudar em breve.

"Dreams and Shadows" foi um livro que eu comprei ano passado. A Dana comentou dele e eu comprei sem nem saber do que se tratava. Não me arrependi. É um conto de fadas contemporâneo, sombrio e violento que combina diversos elementos folclóricos em um universo urbano e vil. Delicioso de ler.

"Zero at the Bone" foi escolhido porque eu precisava de algo mais leve para ocupar a mente. É um romance entre um assassino contratado e sua mais recente vítima, um médico que presenciou um crime e está no programa de proteção a testemunhas até o dia em que terá de depor contra o chefe da máfia local. O livro tem alguns exageros esperados quando se lê um romance, mas no geral foi uma boa leitura. 

"A Batalha do Apocalipse" foi o primeiro livro brasileiro contemporâneo que escolhi para resenhar para o ConversaCult. Uma aventura emocionante protagonizada por anjos e demônios que percorre toda a história da humanidade e é muito bem escrita. Vale a pena conferir.

"Eleanor & Park" é um romance YA bem levinho e fofo. Ele tem um toque de autenticidade que o torna irresistível. Mesmo ambientado nos Estados Unidos, o panorama que é feito da condição adolescente é totalmente identificável, e o casal principal é adorável e ganha pontos por não ser o clichê das pessoas mais bonitas da escola.

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: A resenha de “A Batalha do Apocalipse” você já encontra aqui e estou convencendo a Dana a escrever uma resenha misturada de “Dreams and Shadows”. Os demais são para quem gosta do estilo (mas muito bons no que se propõem a fazer). A pedidos, farei uma resenha de “Eleanor & Park” na véspera do lançamento nacional também.

- Comentário sobre as leituras: Foram ótimas e em ritmo constante. Pouco a pouco estou emagrecendo minha lista de espera!

>>> JOÃO

- Livros lidos: Apenas 2 completos: "A Marca de Atena", de Rick Riordan, e "Bela Maldade", de Rebecca James.

- O que achou? Foram duas leituras razoavelmente boas.

"A Marca de Atena", primeiro livro do ano, foi incrível por me fazer retomar o ânimo com a série Heróis do Olimpo. Mesmo que a fórmula dos livros do Riordan tenha me desanimado em alguns pontos, acho que foi o melhor da série até agora. As cenas finais são incríveis e o livro é praticamente um presente para os fãs da Annabeth, que é minha personagem favorita, então era meio impossível não gostar. Entrou para os favoritos - não pela qualidade do livro em si, mas pelo tratamento que o autor deu para a história e os personagens.

Já "Bela Maldade" não foi bem o que eu esperava. Tem um ritmo bem lento para um thriller psicológico e apresenta poucos momentos realmente empolgantes. Mas a autora é australiana, então já valeu a pena só pelo intercâmbio cultural (proposta do nosso projeto literário atual) e por a história se passar em uma cidade sobre a qual pouco conheço, Sydney (por mais que isso não tenha sido muito relevante pra história).

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: Respondi uma coluna com base na leitura de "Bela Maldade". O post entra em alguns dias, fiquem ligados (:

- Comentário sobre as leituras: Uma das metas que eu fiz para 2014 é terminar o maior número de séries possível e começar a ler mais standalones, portanto as duas leituras que fiz em janeiro se encaixam nesses aspectos. Mas não fiquei muito satisfeito com a quantidade de leituras, já que queria aproveitar os meses de férias para diminuir ao máximo a pilha de não lidos. De qualquer forma, vou tentar recuperar o atraso nesses dias livres que ainda me restam. 

>>> DANA


- Livros lidos: 4 completos (“Mortal Engines - O Ouro do Predador”, de Philip Reeve, “Os Videntes”, de Libba Bray, "The Rise of Renegade X", de Chelsea M. Campbell, e "A Garota que eu Quero", de Markus Zusak) e 2 incompletos ("Bom de Briga", de Markus Zusak, e "A Criação da Juventude", de Jon Savage). 

- O que achou? Foi um mês bom, só com livros muito bons. Eu tava até com saudade de algo assim. “Mortal Engines” (steampunk) é continuação e é aquele livro legal pra ler entre outras leituras. “Os Videntes” eu ADOREI. Não esperava ler um YA de fantasia urbana na década de 20 e com tanta coisa legal. Com “Renegade X” (super-heróis!) eu morri de rir e li tudo de uma vez só, assim como “A Garota que eu Quero” - com esse eu tive um miniataque no final e um surto de inspiração. É um livro que já faz parte da minha história. 

Os outros dois: “Criação da Juventude” estou lendo faz 2 anos (sério)... HAUHA. Não é literatura e eu adoro. “Bom de Briga” só não terminei porque meu irmão levou embora. 

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: O Paulo fez uma indicação dos três livros do Markus Zusak, e concordo com ele sobre “A Garota que eu Quero” e “Bom de Briga”. 

- Comentário sobre as leituras: Década de 20, steampunk, super-heróis, reflexões sobre a vida e a juventude. Se janeiro foi bom? Foi MUITO bom! E bati minha meta mensal. (:

>>> VALENTINO


- Livros lidos: 9 completos (''A Luneta Âmbar - Fronteiras do Universo'', do Philip Pullman, ''A Menina que Roubava Livros'', ''A Garota que eu Quero'', ''Bom de Briga'' e 'O 'Azarão'', do Markus Zusak, ''Extraordinário'', da R. J. Palacio, ''Nada Dramática'', da Dayse Dantas, ''A Queda dos Cinco", do Pittacus Lore, e ''Sagarana'', do João Guimarães Rosa). 

- O que achou? ''Sagarana'': acho que se eu me atirasse embaixo de um caminhão doeria menos. Não é ruim, mas os contos e a escrita são chatos demaaaais. 

''A Queda dos Cinco'': detestei esse livro. DETESTEI. Mentira, o livro é curtinho, me deixou puto até agora, masss APESAR DE TUDO ainda vale a emoção de ler. Só tiro, porrada e bomba esse livro. Emoção atrás de emoção. Super indico.

''A Garota que eu Quero'', ''Bom de Briga'', ''O Azarão'': o Cam me irrita demais, o que menos gostei foi o primeiro (“O Azarão”), mas os outros dois salvam. Os três juntos ficam massa. ''A Menina que Roubava Livros'': esse aqui me prendeu de uma maneira adoidada, rapaz. É muito bom, mas ainda não tenho palavras diante dos fatos que rolam na história. É previsível, mas muito impactante. 

''Nada Dramática'': olha! Dois nacionais em um mês! K3 Esse livro é bem legal! Até minha tia ficou com vontade de ler (vai entender...). Não que eu tenha lido um mundo de livros, mas esse foi o primeiro que realmente me fez rir, tipo, alto. E é muito gostoso imaginar algo tão perto, sabe? Ele é nacional, então dava uma sensação da história estar rolando no quintal de casa, e não do outro lado do globo. Agora o que me resta é esperar mais aventuras da Agente C (protagonista do livro) \o/

''Extraordinário'': Pra variar, chorei, né? Mas isso acontece com tudo. Achei incrível! Incrível! Eu amo esses livros que mostram essa parada da gentileza e também o personagem crescendo através do preconceito/ignorância dos outros. É muito gostoso. E o August é tão fofinho! Vale a pena ler. Esse é um dos únicos que indico pra todas as faixas etárias. 

''A Luneta Âmbar'': ESSE É O LIVRO MAIS PERFEITO! Na verdade, a trilogia. No último livro, comecei a chorar porque era bom demais. Foi algo, tipo, ''estava andando e do nada apareceu antílopes com pernas em formato de losango''. E eu ''AI, MEU DEUS! QUE PERFEIÇÃO! -choro-choro-choro-. Pois é. Eu nunca gostei tanto de estar presente em um mundo (mundoS) tanto quanto esse(s). Se eu fosse dar uma quantidade de CC's de um a cinco, com certeza daria trinta. “Fronteiras do Universo” são os meus livros favoritos.

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: Oi, gente! Sou novo no blog e espero ser capaz de continuar aqui e trazer notícias que mudem seu dia. Olha, dos livros que eu li, tem bastante resenha aqui no blog. Por exemplo: Paulo resenhou “Nada Dramática”, falou um pouco de “Extraordinário” (particularmente, me amarrei no projeto de ''Li até a página 100'') e fez um ''Três livros sobre...'' os três do Markus Zusak. Teve também a resenha misturada entre a Igra e a Ana sobre ''A Menina que Roubava Livros'' e uma minianálise que fala sobre mulheres forte citando ''A Queda dos Cinco''. Boa leitura o/

- Comentário sobre as leituras: Esse mês foi awesome! Terminei minha série de livros favorita (“Fronteiras do Universo”), mesmo que terminar algo que gosto tanto não seja muito animador... haha. Mas foram experiências bem diferentes e boas pra caramba! Achei nove pouco pra quem está de férias, mas melhor que nada. Enfim, se eu tivesse que fazer tudo outra vez, não mudaria absolutamente nada.

>>> BRENDA 

- Livros lidos: 1 completo (“Três é Demais”, da Ali Cronin) e 1 incompleto (“Tormenta”, da Lauren Kate).

- O que achou?Três é Demais” é o livro mais fraco da série “Garota <3 Garoto” até agora, mas ainda assim é uma boa leitura. Eu adoro os personagens dessa série, então é sempre legal ler sobre eles. Já “Tormenta” está sendo uma leitura beeem arrastada. Eu não gostei muito do primeiro livro da série “Fallen”, mas resolvi dar uma chance para o segundo. Só que eu me arrependi. A história é bem interessante, mas a protagonista, Luce, não convence. Sua história de amor com o anjo caído, Daniel, não conseguiu me cativar completamente. E, pra piorar, meu personagem favorito, Cam, quase não aparece direito na primeira metade do livro. Só não abandono porque não gosto de fazer isso. Mas acho que não lerei a continuação.

- Resenhas/indicações/etc dos livros lidos: A resenha de “Três É Demais” já tá no ar! 

- Comentário sobre as leituras: Eu tinha prometido a mim mesma que leria mais esse ano, mas não comecei muito bem. Vou me esforçar mais no mês que vem!

---

E você, quais foram suas leituras desse início de ano? Conta pra gente aqui nos comentários!

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. qual a dica para ler tudo isso em um mês?
    eu adoro ler livros, mas não consigo ler 5 desses em um mês. tenho o trabalho e o estudo ainda.
    vocês tem alguma dica (ou uma postagem)?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nunca tinha me ocorrido um tópico desses, mas, pensando bem, um texto sobre hábitos de leitura pode ser bem legal! Muito obrigado pela sugestão!

      Não posso falar pelo resto da equipe. Mas, no meu caso, eu lia muito quando ia para a faculdade (duas horas na ida, duas na volta, tinha tempo de sobra). Com isso, comecei a exercitar o meu "músculo leitor". Leitura é uma técnica, assim como desenhar ou cantar. Quanto mais você pratica, mais fácil é de abstrair o conteúdo.

      Atualmente, eu não possuo longas viagens na minha vida, então eu tenho de dedicar tempo para a leitura. É uma questão delicada, por que varia de caso para caso. Tem tanto haver com organizar seu tempo como com suas prioridades. Tem gente que tem um emprego, faculdade, filhos para cuidar, mil coisas para fazer. Mas a leitura é uma prioridade para mim, então eu crio tempo para ela. Não é estranho para mim, por exemplo, dispensar uma saída no shopping se minha meta de leitura está atrasada. É simplesmente onde eu escolho dedicar meu tempo.

      Eu quebro a minha leitura em metas. Atualmente, tenho lido um livro por semana. Toda a quarta-feira eu pego um livro novo, divido o numero de páginas por 7 e sei quantas paginas eu tenho de ler, no mínimo, para alcançar meu objetivos. Em dias em que estou sem animo, cumpro a meta e pronto. Em dias que estou animado com a leitura, leio o quanto der vontade. Em casos de livros maiores, eu prolongo a meta para duas semanas (mas leio um segundo livro paralelamente durante a segunda semana).

      Não sei se nada disso vai ser de grande ajuda para você, mas é o que funciona para mim. A verdade é que não existe formula para leitura, e nenhum sistema é infalível. Não é raro eu me pegar enguiçado em um livro por mais de um mês vez ou outra. E tudo bem. O foco não deve ser quantidade de leitura, mas qualidade de leitura. Se você aproveita o que está lendo, você está fazendo certo.

      Excluir
    2. Ah, outra coisa que eu faço são "leituras homeopáticas". Sherlock Holmes, por exemplo, eu estou lendo um capitulo a cada dois dias. Eu vou demorar meses para acabar. Mas eu quero degustar a história, é um livro de difícil mobilidade (ele tem mais de mil páginas) e eu não tenho tanto domínio do inglês, então eu decidi fazer dessa forma. É demorado, mas é melhor do que ficar empurrando a leitura com a barriga com medo do tamanho/desafio do texto. É a mesma coisa que eu faço ao ler George R. R. Martin, por exemplo.

      Excluir
    3. com certeza vai rolar post sobre isso. é uma ótima ideia.

      Pra mim, bem... Pelo jeito: nada. HUAHUAH Acabamos de fechar fevereiro, onde eu vergonhosamente li apenas 1 livro.

      Mas falando sério, acho que o diego já citou o principal: rotina e organização. Às vezes você tem uma rotina que facilita a leitura - no início da faculdade eu sempre lia no ônibus, mas depois eu comecei a apagar dormindo sem nem dar tempo de lembrar que eu ia ler. No meu caso, janeiro eu tava de férias, na casa do meu avô, sem internet, sem o que fazer. Então eu ficava um tempão lendo. Aliás, pode ter sido um mês, mas eu li a maior parte dos livros num dia só. Alguns, como Os Videntes, eu levei um pouco mais porque era maior, ou porque tinha umas coisas no meio do caminho. Mas foi bem rápido.

      Já esse mês, além de ser menor e o livro ter 500 páginas, ainda foi daqueles que demorou para me deixar OMG, EU PRECISO LER. (e mesmo nessas partes, eu acabava saindo pra fazer algo, me distraía e a leitura ficava para trás) Até dividi quantas páginas eu tinha que ler por dia, mas falhei miseravelmente.

      Não sei pra que falei isso tudo. Acho que só pra ilustrar é que tem que se esforçar. Primeiro, organizar um meio de encaixar na sua rotina. E como o Diego mostrou, às vezes exige esforço. Atualmente eu preciso me treinar pra conseguir ouvir música, ler livros, ver séries, filmes e jogar videogame (tenho falhado também, só os dois primeiros que tenho conseguido manter). Quando é que dá pra encaixar o livro na rotina? Se não dá (tipo ler no ônibus), o jeito vai ser criar um espaço. (toda quarta) Criar prazos. Trocar algumas coisas.

      E olha: a gente tem tempo pra fazer tudo, a gente só precisa conseguir lidar com essas coisas. A recompensa sempre vale. Já aviso que pode ser bem complicado e você vai falhar várias vezes (afinal, tá criando um hábito!), mas aos poucos vai ver o resultado

      Isso é o que eu digo por agora, depois faremos o post (:

      Excluir
  2. Oi adorei.. muito obrigado, depois de ter lido sua resenha...me interessei pelo livro....mas vc já leu o livro reverso ... se trata de um livro arrebatador...ele coloca em cheque os maiores dogmas religiosos de todos os tempos.....e ainda inverte de forma brutal as teorias cientificas usando dilemas fantásticos; Além de revelar verdades sobre Jesus jamais mencionados na história.....acesse o link da livraria cultura e digite reverso...a capa do livro é linda
    www.livrariacultura.com.br/scripts/resenha/resenha.asp?

    shopping.uol.com.br/e-book-reverso_2631732.html

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *