A Garota Que Eu Quero Bom de Briga

Três livros de... Markus Zusak

13.1.14Paulo V. Santana


No clima do nosso projeto literário de 2014, o Volta ao Mundo em 12 Livros, trazemos de volta a coluna “Três livros sobre...”. Dessa vez, os três livros apresentados são do Markus Zusak, autor australiano que vamos debater no mês de janeiro. “O Azarão”, “Bom de Briga” e “A Garota Que Eu Quero” foram lançados no Brasil no ano passado e geraram bastante dúvida por terem saído por duas editoras diferentes. Eles são mesmo de uma trilogia? Tem alguma ordem para ler todos eles? Bom, para saber mais sobre os livros, continue lendo o post!
*Essa é uma coluna da Iris Figueiredo no Literalmente Falando, chamada 'Três livros sobre...', que nós estamos usando aqui no blog. Confira todos pela tag três livros sobre.

Respondendo à primeira pergunta, esses três livros são, sim, uma trilogia. Porém, o que a diferencia das séries mais comuns é que você não precisa ler na ordem indicada ou mesmo ler todos. Cada um tem uma trama bem fechada, então nada o impede de começar a ler do terceiro, por exemplo. (Aliás, a Dana aqui do CC vai fazer exatamente isso, o livro escolhido por ela para o projeto é “A garota que eu quero”.) No entanto, recomendo a leitura dos livros na ordem, pois, mesmo com tramas independentes, cada um apresenta um momento de Cameron Wolfe, o protagonista, e é muito interessante acompanhar o desenvolvimento do personagem na ordem cronológica. Além disso, alguns eventos dos livros anteriores são até mencionados nos seguintes, embora não seja nada relevante, são apenas menções familiares aos que já leram. Dito isso, vamos ao que eu achei de cada livro.

>>> “O Azarão” (Bertrand Brasil)

Escrever sobre esse livro é um tanto complicado, porque, além de ter me apaixonado pelo que li, não há exatamente uma ação. “The Underdog” é um livro character driven, ou seja, a história é guiada pelo personagem principal, Cameron, de 15 anos. Acredito que a melhor forma de descrever o protagonista não é dizer que sua família é simples ou que ele é o mais novo de quatro irmãos, mas dizer que Cameron Wolfe é um adolescente que está se descobrindo. Não vejo a necessidade de dizer muito mais, porque, sendo um romance de formação, é basicamente disso que o livro trata.

Enquanto lia “O Azarão”, me senti como se estivesse dentro da cabeça de Cameron. A narração em primeira pessoa é extremamente pessoal, sincera. A relação com a família, o amor e os sentimentos conflituosos em relação à vida e a si mesmo foram algumas das coisas que fizeram com que eu me identificasse muito. Em vários momentos sentia como se tivesse lendo algo saído dos meus pensamentos.

Por fim, um detalhe que não posso deixar de mencionar são os sonhos de Cameron a cada fim de capítulo, que são confusos como qualquer outro sonho, mas têm muito a acrescentar.


>>> “Bom de Briga” (Bertrand Brasil)

Enquanto o primeiro livro focava no desenvolvimento de Cameron Wolfe, agora temos um olhar mais próximo da relação do protagonista com o irmão com quem divide quarto, Ruben. Desde “O Azarão” sabemos que Cameron é mais próximo de Ruben, porém, esse laço é aprofundado na continuação. Os dois irmãos, que antes apenas brincavam de lutar no quintal e não tinham nenhum propósito de vida, recebem uma oportunidade que não podem deixar passar: participar de lutas de boxe clandestinas. A partir daí, acompanhamos novamente os sentimentos de Cameron sobre família, vida, ganhar e perder.

Em vez dos confusos sonhos, “Fighting Ruben Wolfe” tem a cada fim de capítulo conversas entre Cameron e Ruben antes de dormir.

Mesmo sem tanta identificação, me encantei com a história. Ah, sem contar que toda a relação que o autor faz desde o início da trilogia entre o nome família, Wolfe, e lobos/cães e o instinto animal é fantástica. Mais uma vez, Markus Zusak escreveu um belo livro.


>>> “A Garota Que Eu Quero” (Intrínseca)

Como o título brasileiro e o americano (“Getting The Girl”) sugerem, no terceiro livro, temos o romance. Encerrando a trilogia, vemos mais do desenvolvimento do Cameron, porém, dessa vez, no lado afetuoso. Ruben, seu irmão, é daqueles que a cada semana está com uma garota nova e nunca as valoriza. Por outro lado, o que Cameron deseja é justamente ter alguém que possa amar, tratar com carinho e dar o devido valor. E a garota que interessa Cam é justamente uma das ex-namoradas de seu irmão, mas é claro que ela nunca olharia para ele, aquele perdedor. Ou será que olharia?  

“When Dogs Cry”, como foi publicado originalmente na Austrália, é o que mais se distancia dos outros dois livros por conta da história, mas ainda assim todos os elementos que formam a personalidade de Cameron estão lá. Ele não acredita que alguma garota possa se interessar por ele, teme ser rejeitado, segue seus próprios valores quanto a forma de tratar as  meninas e, claro, tem vários questionamentos. Entre os três, esse é o melhor livro para quem quer fazer uma leitura individual, porém, acompanhando o desenvolvimento do protagonista nas histórias anteriores, você sabe mais sobre quem ele é e como chegou até ali.

Em resumo, todos os três livros são excelentes. Vi diversos comentários sobre essa trilogia não ser o melhor trabalho do tão aclamado autor de “A Menina que Roubava Livros”, contudo, sobre isso nada posso dizer, já que esses foram os únicos livros de Zusak que li. Recomendo a trilogia “Irmãos Wolfe” a todos que procuram livros breves e encantadores, personagens profundos e, principalmente, uma boa história coming of age.


"Há inúmeros momentos a serem lembrados, e às vezes acho que não somos pessoas, na verdade. Talvez sejamos momentos.
Momentos de fraqueza, de força.
Momentos de salvação, de tudo."


- paulo v. santana

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Outro livro do Zuzak que eu acho muito, muito, mas muito legal é "Eu sou o mensageiro". De vez em quando é uma leitura um pouco mais difícil, mas completamente recompensadora.
    Que bom que eu li esse post e descobri que posso ler O Azarão sem me preocupar porque não tenho Bom de Briga =)

    (e eu esqueci completamente de me inscrever na volta ao mundo hahahaha vou correndo lá!)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Tassi!
      Eu terminei de ler "Eu sou o mensageiro" ontem e............. sem palavras. Que livro BOM! Entrou para os favoritos da vida de tanto que amei. hahaha E nem achei uma leitura difícil, eu não conseguia parar de ler. Fiquei completamente fissurado pela história.

      Obrigado pelo comentário! :D

      Excluir
  2. Eu li o "a garota que eu quero" pro volta ao mundo! só depois descobri que era de uma trilogia haha mas deu pra acompanhar super bem a história mesmo!
    que bom um post pra explicar isso :) (queria ter visto antes! haha)

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *