CCdiscussão CCFilmes

Mulher Maravilha não é a minha heroína, é a única que me deram

14.4.17Dana Martins


Eu amo a Mulher Maravilha, eu amo o conceito por trás dela e a história das amazonas, amo como isso pode ser explorado em histórias - mas esse também é um amor que eu tive que lutar pra ter. Na verdade, ela nem é a minha personagem preferida, ela não é aquela que me deixa louca de AAAAAAH EU QUERO. E por um longo período, eu nem gostava dela. Isso foi sempre algo que eu senti e até hoje eu não tinha entendido a razão.

Acho que tem um motivo pra eu nunca ter gostado da Mulher Maravilha. Ela é tipo "yey, legal, ok", mas a questão é que se você é mulher, não tem isso. Nem de briga de marvel vs. dc nem nada. No universo inteiro de super-heróis você só tem ela.

É tipo..

Homem: batman, super-homem, flash, homem-aranha, capitão américa, thor, hulk, homem de ferro
Mulher: mulher maravilha

Em qualquer discussão de super-herói, crescendo e brincando, em se fantasiar, em roupa pra comprar - era só ela. E existe essa pressão pra, como mulher, você gostar e se identificar como ela. É tipo quando criança brincava de Power Rangers - todas as garotas tinham que escolher entre Rosa e Amarelo, foda-se a sua personalidade, foda-se seu personagem preferido. Você como mulher em primeiro lugar tem que se identificar pelo seu gênero e, normalmente, só tem uma opção.

É como se alguém chegasse e AQUI TODAS AS OPORTUNIDADES E OPÇÕES, ESCOLHAM, pera, você não, você tem que ser exatamente assim. 

E no caso específico da Mulher Maravilha, que usa sainha, sempre teve aquela coisa de "menininha" e roupas com estrelinhas brilhantes. Mulher Maravilha, a mulher "MARAVILHOSA". A maioria das pessoas nem conhece a Diana ou a história dela, a única característica popular dela é: ser mulher. Mas um tipo bem específico de mulher, com o qual eu nunca me identifiquei.

Então tipo eu nunca tive opção de escolher a Mulher Maravilha como minha heroína, simplesmente foi a que jogaram pra mim, por eu ser mulher, e eu tinha que gostar ou foda-se. Minha vida toda eu me identifiquei mais como homem-aranha, amei homem-aranha. Vai se fantasiar? MULHER MARAVILHA. 

E pior que que ainda mais sendo uma garota gorda, eu vestida de Mulher Maravilha vira piada. 

Inclusive, comentei isso com o João e ele me mandou um painel de uma história onde o Coringa faz uma versão "triste/deturpada" da Liga de Justiça e olha aqui:



Mulher Maravilha também é a personagem que homem adora se vestir no carnaval, pra fazer piada de mulher. Porque ser mulher é uma fantasia ridícula. 

Acho isso não só interessante pelo fato de que, como mulher, eu comecei a rejeitar a Mulher Maravilha por ela representar valores e ideais femininos (normalmente criado por homens rs) que tentavam impor sobre mim. É aquela mentalidade de "não sou igual as outra garotas" ou "não gosto de rosa", porque você como mulher cresce sendo obrigado a se limitar e gostar disso e, quando você é diferente, você começa a rejeitar isso. (o que leva a perpetuar rejeição e desvalorização do que é feminino)

Mas também acho isso interessante porque, de certo modo, isso representa muito do que é crescer sendo mulher. Você cresce sendo obrigada a ser encaixar num ideal específico e foda-se se você não se encaixa nisso. Na verdade, foda-se você, porque você só se fode por ser diferente. 

Hoje eu reconheço que a Mulher Maravilha é foda e uma referência como mulher pra mim (apesar de que ainda não vou vestir essa roupinha vlw flw), mas ela não deveria ser a nossa única opção.



OBS: 
EU SEI QUE EXISTEM OUTRAS MULHERES SUPER-HEROÍNAS PLMDDS. Mas vamos ser sinceros: cita uma - uma - mulher no nível dos super-heróis mais grandiosos na cultura popular. Não tô falando de detalhe de ser mais poderoso como característica de personagem nos quadrinhos. Tô falando de popular, de grandioso, de celebrado. 

A única série popular que tem mais mulheres relevantes -> no mesmo nível dos homens <- é X-Men, e ainda assim é a Jean Grey e a Tempestade e os poderes delas se encaixam naquilo que a Eleanor fala em Eleanor & Parksde "poderes mentais". Ainda é um tipo de mulher. E a nossa geração recente é pior ainda. Os novos X-Men? Só a Mística, e ela ainda é inferior a Xavier/Magneto. Vingadores? Nenhuma. E não ouse nem falar Viúva Negra porque ela não é um dos 4 principais, nem tão poderosa e nem tem filme. No dia que ela tiver 3 filmes sobre ela a gente conversa. Os Defensores? Só Jessica Jones. Guardiões da Galáxia? Só a Gamora. Quarteto Fantástico? Mulher Invisível. Liga da Justiça? :) (Star Wars? Rey! Rogue One? Jyn! - a gente continua preso no 1 mulher, pelo menos elas são protagonistas) 

A gente tem melhorado um pouquinho de nada a situação de pelo menos conhecer mais mulheres super-heroínas. Mas não muda o fato de que, na maior parte do tempo, nós ainda estamos presos a só uma mulher. A não ser que a gente aceite ser rebaixado em relação a homem, aí tem várias.



TAGS: , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *