bissexualidade CCHQ

Mulher Maravilha é confirmada como bissexual

29.9.16Dana Martins


Em uma entrevista recente, Greg Rucka, autor do título de quadrinhos atual da Mulher Maravilha, confirmou que ela teve relações com outras mulheres. Ou seja, ela provavelmente é bissexual/pansexual. Essa conversa sobre a sexualidade da Diana não é muita nova, mas o que é novo é o que aconteceu.

"Sim, [Mulher Maravilha é LGBT+]. Mas eu acho que é algo mais complicado. Esse é um problema inerente com a Diana: nós temos uma longa história de pessoas - por diversas razões, incluindo às vezes apenas sexualização, o que eu acho que é a pior razão - dizer, "Oh, olhe. São Amazonas! E elas são gays!"
E quando você pensa no conceito que originou Themyscira [ilha das Amazonas de onde a Mulher Maravilha vem], a resposta é, "Como é que elas podem não estar todas em relações de mesmo gênero?" Certo? Não faz sentido o contrário.
É pra ser um paraíso. Você deveria poder viver feliz lá. Você deveria poder - em um contexto onde alguém pode viver feliz, e parte do que um indivíduo precisa para essa felicidade é ter alguém - ter um relacionamento romântico e sexual satisfatório. E a única opção são mulheres.
Mas uma Amazona não olha pra outra Amazona e diz, "Você é gay." Elas não fazem isso. Esse conceito não existe.
Agora, se vamos dizer que a Diana esteve apaixonada e teve relações com outras mulheres? Como Nicola e eu abordamos, a resposta é obviamente sim.
E precisa ser sim por várias razões. Mas talvez a principal entres é, se não, então ela deixa o paraíso só por causa de uma possível relação romântica com o Steve [Trevor]. E isso diminui o personagem dela. Isso machucaria o personagem e tiraria seu heroísmo."


Ou seja, a parte principal aqui é que talvez essa seja a primeira confirmação explícita de que a Mulher Maravilha teve relações com outras mulheres, feita por alguém que escreve a personagem. E o fato de que isso possa ser confirmado assim, em si já é uma pequena revolução.

Afinal, faz 9238329823 anos que tá todo mundo esperando. Esse é até um quadrinho que eu usei em um post essa semana:



No geral, ainda não é tão bom quanto deveria, é claro. Eles ainda tratam relações LGBT+ como um tabu a ponto de nunca ter nenhum interesse romântico explícito que seja mulher para a Mulher Maravilha. Até mesmo as Amazonas, que como o Greg Rucka disse, faz totalmente sentido, nada disso costuma aparecer nas histórias de forma significante. É o velho "você pode imaginar, se quiser. mas vamos ignorar a existência aqui".

Ainda tem outras questões. Por exemplo, assumir que toda mulher na ilha é gay ou bissexual, ou até mesmo vai querer ter relações sexuais. A ideia toda de Themyscira é muito interessante, pelo que isso representa pela forma como sexualidade pode ser tratada no contexto. Mas acho que considerando o nosso mundo real, onde não é assim e vivemos em um contexto homofóbico, afirmar o "todo mundo é gay e se pega", abre espaço para mitos culturais como "mulher só ficou com mulher porque não encontrou o homem certo" e "é uma OPÇÃO sexual" (como se sentir atração fosse uma escolha - e não é) 

Também tem duas outras coisas que dão medo nesse discurso do autor. A primeira é evitar usar uma palavra como "bissexual". Só porque não existe na cultura dela, não deixa de ser um nome que nós usamos pra entender formas de sexualidade, e algo com o qual ele poderia se identificar ao vir para o nosso mundo. 

A segunda é que o autor precisa justificar demais pra explicar por que é bom ela não ser hétero. A pessoa ser LGBT+ por ser LGBT+ não basta - tem que vir com manual, bula, 7 episódios de desenvolvimento e quando é afirmado ainda tem gente que diz "surgiu do nada!" Surpresa: sexualidade surge assim mesmo. Ninguém nunca precisou muito de explicação sobre pra que Diana estava indo atrás desse homem aleatório que caiu na sua ilha. 

Enfim, no geral são sinais de discursos batidos de autores que querem confirmar a sexualidade de um personagem, mas não entendem muito bem e ainda estão presos no silenciamento da homofobia.

Mas hoje vamos sossegar um segundo, guardar os receipts e torcer pra um mundo que nem a Mulher Maravilha precise viver no armário. 

Leia também Top 10 super-heróis LGBT+

*o título original era "como LGBT+", mas tem tanto site apagando a bissexualidade falando que é "gay", que eu decidi mudar. 

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *