Carol Cardozo CCFilmes

[Resenha misturada] Star Wars: O Despertar da Força

23.12.15Conversa Cult


"EU NÃO SEI".

Amigues, essa é a frase que resume nossos sentimentos sobre Star Wars. Não sabemos como nos expressar racionalmente. Sabemos apenas de feelings. Sentimento bruto de fãs que estão vendo a nova trilogia da saga cinematográfica mais incrível de todos os tempos na estreia, com outros fãs gritando e batendo palmas.

Venham saber o que quatro fangirls acharam de Star Wars: O Despertar da Força.


>>> CAROL

Eu estava empolgadíssima, afinal eu ia poder ver a estreia de uma nova trilogia da minha saga cinematográfica favorita. Cinema marcado com as amigas. Ingressos comprados. Look montado. Faltando 5 dias pra estreia, eu fico doente. Muito doente. CARALHO, MUITO DOENTE MESMO. A pior sinusite que já tive na vida. Um dia antes do filme, eu estava na emergência, tomando soro e injeção na veia, com uma dor de cabeça que estava fazendo eu querer desmaiar, só pra não senti-la mais.

Eu tava assim, basicamente.
Fui, corajosamente (ou talvez estupidamente, já que eu quase caí algumas vezes pela rua), e me encontrei com a Bells, com uma garrafinha de água na mão. Eu não estava conseguindo falar direito senão tinha um acesso de tosse fudido. Faltando uma hora pra começar o filme, me deu febre DE NOVO. Tomei o remédio e segue em frente que Star Wars vem vindo.

A gente na fila, eu ainda morta. Quando passamos pela porta da sala do cinema e pegamos o óculos da sala do cinema, como disse a Taiany, a força despertou. Eu peguei o óculos e corri a rampa gritando (o máximo que eu conseguia gritar, claro) STAR WARS, CARALHOOO. Amigues, eu não estava conseguindo nem respirar e falar. Consegui gritar na abertura do filme. Quase não tossi.

"Eu venci."

Eu estou só falando sobre minha situação porque, honestamente, eu não consigo falar muito sobre o filme. Meu namorado reclama que eu dou spoiler sem querer, mas desse filme não há risco disso acontecer, porque eu tô simplesmente em choque. Quando vierem me perguntar sobre o filme, eu só vou ficar falando "Não sei" (o que eu fiquei repetindo por umas 500 vezes enquanto saía da sala de cinema). Não sei sobre o filme, não sei sobre mim, não sei meu nome, não sei de nada.

O que eu sei é que quero fundar uma religião em que o deus dela é J.J. Abrams. Sei que quero ir de cosplay de Rey nos próximos filmes, ou me vestir como a Rey pelo resto da minha vida. Que foi totalmente MARAVILHOSO ter uma mulher como a Rey protagonista de um filme tão importante. Que o Finn é gente como a gente. Que Han Solo e Leia sempre vai dar aquela pontada gostosa no meu coração. Que mesmo com quase 80 anos, eu ainda suspiro com o Harrison Ford como Han Solo. E que foi incrível.

Quero ver de novo pra chorar de novo.

>>> ISABELLE

Eu não tenho ideia de como começar isso. Passei todos esses meses antes da estreia super ok, sem ver trailers (só aquele primeiro teaser), sem me informar sobre absolutamente nada. Apenas ok. Então o dia 17/12 chegou, me encaminhei pro shopping, cheguei e PORRA. A ANSIEDADE BATEU. TODO MUNDO PARANDO PRA COMER, QUERENDO DESCER TRÊS ANDARES PRA COMPRAR CHOCOLATE E EU TIPO:

PELO AMOR DE DEUS SÓ VAMOS ANDANDO LOGO PRO CINEMA

Daí claro que faltando uns 30, 20 minutos pro horário da sessão fomos formar uma fila na entrada e lá ficamos, mofando, com pipocas, refrigerantes, carteirinhas e uma pá de coisas nas mãos e nada de abrirem. NADA DE LIBERAR NOSSA ENTRADA. PORRA, CADÊ??? Só deixaram a gente entrar às 22 horas em ponto. Véi. Quando as luzes apagaram de vez e o logo da Lucasfilm apareceu na tela.

CARALHO.

A GRITARIA COMEÇOU. AS PALMAS.

MAIN TITLE DE STAR WARS

STAR WARS EPISÓDIO VII: O DESPERTAR DA FORÇA


Gente, eu nem sei como falar sobre esse filme. É simplesmente maravilhoso. Sabem, os filmes de Star Wars tem um poder absurdo de me manter absolutamente focada, sem pensar em nada, nadinha que não seja relacionado ao filme. É a mais pura experiência de foco total, coisa rara na minha vida. Esse filme também tem esse poder. Eu fui sugada, embalada pelo ritmo. Pra mim fui tudo perfeito, sensacional, com uma mulher FODA PRA CARALHO SABENDO CUIDAR DE SI MESMA, O HAN, A LEIA, O FINN O BB-8 FOFOOOOOOOOOOOO!!!!!! Enquanto eu estava lá toda extasiada, tinha uma Caroline doente e cada resfolegar dela era meio assustador até que em uma hora eu só vejo o braço dela caindo em cima do meu saco de pipoca e pensei "FODEU ELA DESMAIOU", mas não, era só a emoção. E quando aconteceu AQUELA COISA foi tipo um agarrar de mãos e braços entre eu, ela e a Taiany. Foi intenso.

Quando acabou, eu só sabia olhar pra tela. Não sei se alguém já sentiu isso, mas quando estou muito maravilhada eu sinto uma sensaçãozinha boa no peito, algo meio quente, meio frio. Foi o que eu senti. Eu não sei gente, é foda pra caralho. Vejam essa porra. Pelo amor de deus.


>>> TAIANY

Eu não to vivendo, só to sentindo. 

Talvez vocês não saibam, provavelmente não sabem mesmo, mas eu vi Star Wars pela primeira vez esse ano, e eu amei, eu surtei, eu virei fã. No nível de ver estande do Star Wars para crianças no shopping e ficar com fogo na periquita de tão emocionada. Então é claro que meu fogo atingiu um nível de incêndio essa semana. LANÇAMENTO DE STAR WARS O DESPERTAR DA FORÇA PORRA!!!!!!!!!!!! 

Ingresso comprado, dinheiro separado, tudo pronto para o grande dias e EIS QUE CAROLINE FICA DOENTE SEM CONSEGUIR LEVANTAR DA CAMA, fudeu não vai ter copa, não pera, fudeu, eu vou ser amiga e tentar resolver o que faremos ou dizer "Melhoras pra você, depois do filme a gente conversa"? Mas a vida é boa, os deuses nem sempre são filhos da puta e Rinosoro faz milagre. Caroline ainda era um zumbi, mas tava andando, então ok. 

STAR WARS EHHH *carol mal* ah...e agora?

Ai foi só questão de ticar tudo: banho? Ok. Roupa no corpo? Ok. Passagem? Ok. Ingresso? Ok. Vamos ao shopping de última sessão porque a única legendada. Não dava pra tudo ser flores, voltar as 1 da manhã pra casa nós iríamos. Chegamos cedo ao cinema e eu tava bem, eu tava sã, até ter que ficar em pé numa fila que não fazia sentido existir, aí jovens padawans, cantei de Um elefante incomoda muita gente até indiozinhos no bote, mas não vou torturar vocês com essa história, VAMOS PRA PARTE BOA QUE É::

Os trailers foram fodas demais, X-men, Batman vs Superman, Capitão América: Guerra Civil... o filme nem tinha começado e eu já era uma poça de Taiany na cadeira do cinema. Se eu pude tirar uma lição disso tudo foi que "NÃO VOU SOBREVIVER À 2016". Mas eis que tudo escurece, e um som começa a surgir ao fundo, VAI COMEÇAR O FILME NESSA CARALHA, EU NÃO TO ME GUENTANDO, ME CAGUEI TODA JÁ, MÃE QUERO COLO. 

Nessa hora a sala inteira ficou em silêncio

Vocês não tem noção do que foi esse filme (ou tem), eu não sei o que falar, eu só quero xingar e gritar porque eu to em polvorosa, em êxtase, alucinada. Eu quero a Rey na minha vida, na minha cama, sei lá mais onde. Quero ser ela quando crescer, juro. E vou dizer mais uma coisa, tem cenas que não podem ser desvistas e que me entristeceram para o resto da vida. Sem mais, vou ali me jogar no chão e tentar absorver o que foi esse filme.


>>> FERNANDA
*convidada do blog Imaginação Literária

Acabou! Não existe mais Fernanda depois desse filme! Não estou sabendo lidar com meus sentimentos e as cenas estão rondando em minha cabeça até agora e eu estou tipo: MEU DEUS NÃO ACREDITO QUE ELES FIZERAM ISSO. POR QUÊ???? 

Pessoas, tem um olho na minha lágrima! Levando em consideração que assisti os filmes da saga há pouco tempo, mais precisamente mês passado (Não me julguem por favor), então tudo é muito novo e o poço de emoções que estou sentindo não está cabendo dentro de mim. Ou seja, imaginem uma pessoa que está louca, viciada a ponto de encher os ouvidos dos amigos com coisas de Star Wars e, procurar em todos os possíveis lugares camisas ou qualquer outro objeto da saga, sim, nesse nível! Aí eu fico sabendo que vai estrear um novo filme de uma nova trilogia, meus pensamentos eram "PRECISO ASSISTIR".

Então, ingressos comprados, falta uma semana, começo a surtar. Os filmes da saga passando toda hora na tv, eu assistindo um pedaço aqui e outro ali, e nada do dia 17/12 chegar. 

A empolgação

E eis que esse dia finalmente chega e para ferrar com a vida dos fãs a mulher resolveu liberar a entrada 22:00! Cara, aí já estávamos mortas de tédio, cantando "Um elefante incomoda muita gente" e a Marcha Imperial (bom, tentando, hahaha). Porém, sabem quando dizem que quando o negócio está ruim, pode piorar? Então, pode!

Meus óculos estavam embaçados, tinha uma parte da tela um pouco mais clara e eu estava tão ansiosa que não conseguia me concentrar de jeito nenhum, mas quando as luzes se apagaram e aquele som de fundo começou, meu coração disparou e eu não queria saber de mais nada, DANE-SE A TELA, DANE-SE O ÓCULOS, DANE-SE O MUNDO, É STAR WARS!

AQUELA EMOÇÃO

PESSOAS SURTANDO

COMEÇA O FILME


Minhas expectativas estavam lá em cima, não posso negar e definitivamente elas não foram supridas. Entretanto, poder assistir um filme na estreia, de uma saga que você começou a gostar há pouco tempo, simplesmente não tem preço. Então sim! Eu adorei o filme! E não me aguento dentro de mim por isso! Preciso do próximo PRA ONTEM. 

Meu coração não vai aguentar até o Episódio VIII.

P.S.: A melhor coisa da noite foi ver uma criança vestida de Padawan com um sabre de luz azul entrando na sala do cinema acompanhada dos pais, claramente meu filho quando tiver um.

P.P.S.: A intenção era escrever um texto melhor, mas relevem, a pessoa está surtando aqui.


Mocinhas felizes antes do filme

DEPOIS DO FILME, ARRASADAS

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

7 comentários

  1. Eu não gosto de modinhas, sério.
    E o eterno "COMO ASSIM VOCÊ NÃO ASSISTIU STAR WARS SEU INFIEL??" me deixava tipo, a quilômetros dessa saga.
    Daí eu assisti os episódios IV, V e VI (seguindo a sequência cronológica, que faz mais sentido para mim). Aí eu cheguei no episódio 6 e vi tanta referência em Avatar do James Cameron que eu enjoei, sabe? Tipo, precisava de um tempo para continuar.
    Então, chega o episódio VII e eu não havia assistido I, II e III ainda. Bem, não faria sentido fazer diferença, já que sequencialmente ele viria em seguida, correto? Correto.
    Vamos ao cinema? Vamos ao cinema.
    Chego lá. Vejo meu personagem favorito, lágrimas aos olhos. Tipo, era ele! Cara, ele tava lá! Enquanto meia duzia de dois milhões de pessoas gostam do maniqueísmo lado claro versus lado escuro, eu já tenho para mim que o dia se sucede à noite e é necessário sobreviver para ver os dois lados e sua respectiva beleza. E só um personagem representa isso para mim com a devida intensidade.

    Eu queria quebrar o cinema. Eu queria gritar com plenos pulmões. Eu queria sair chutando cada cadeira daquele lugar. Eu queria ir embora, mãe.
    E assim eu fui. Terminei o filme de duas horas como quando fiz maratona de Game of Thrones: em frangalhos de gente.
    EU. NÃO. TÔ. SABENDO. LIDAR.

    ME. ABRAÇA. GENTE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. HFUSHFIUSHFIDSHFISHDFIHDSIFHSDIFHSDIFHDSIHFS

      Quem é esse personagem?? Fiquei curiosíssima depois dessa xD

      PARTIU ABRAÇO COLETIVO PORQUE TAMBÉM NÃO SEI LIDAAAAAAARRR

      Excluir
    2. HAHAHAHAHAHAHAHAHA

      PARTIU ABRAÇO COLETIVO PORQUE TAMBÉM NÃO SEI LIDAAAAAAARRR (2)

      Excluir
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    4. *ABRAÇO COLETIVO COM AMOR E LÁGRIMAS TIPO "DE VOLTA PARA A MINHA TERRA" DO PROGRAMA DO GUGU*

      Isabelle, é o Solo. O maior caminhante entremundos da série toda.

      Excluir
  2. Emanuelllllll Han Solo foi facada em todos os corações tenho certeza, era ele né ? HEHEHEHEH

    Adorei o começo do seu comentário, apesar de ter consciência que já tenha feito isso de "Ohhh vc não assistiu bla bla bla, isso é tão feio. Deixa o outro se sentindo inferior, que bom q vc canga pra essa fala e age "Não assistir e nem vou, com licença".
    Nunca tinha olhando star wars com essa perspectiva de que luz e sombra se completam, tipo, eu sei q pra força estar em harmonia precisa dos dois, mas nunca pensei em uma pessoa q pudesse ter os dois, interessante.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Taiany... Era.
      Eu ainda posso perdoar o George Lucas se ele fizer com o Solo igual fez com o Luke: cai no buraco, morre NÃO MORRE NÃO GENTE TÁ LÁ NO OUTRO FILME.
      Eu não consigo entender COMO o Luke pode ser o mais powerful Jedy (sim, eu escrevi com Y. Isso é minha revolta silenciosa contra o fato de que o Luke é Jed...y. Não consigo lidar com isso) do universo conhecido.
      Eu sempre achei muito estranho geral preferir o lado sombrio que o lado dos ~heróis~. Mas, mano: quem em sã consciência prefere o Luke ao Vader?
      Entretanto, acho que essa questão vai se complicar agora, com toda essa representatividade e com o fato do Kylo ser um perfeito idiota.
      (Mas ele pode dar a volta por cima, tipo o Zouko, em Avatar. E daí eu vou ter que engolir minha raiva dele com Coca Cola, que desentope até ralo, que dirá meu estômago.)

      Eu percebo, Taiany, que a gente vai ter mais disso, de caminhantes entre mundos, durante a trilogia. Olha só: a Rey, por exemplo. Ela começa tendo TUDO pra Jedi. Ela ouve o chamado do sabre de luz e tudo. E como é que ela termina???
      Ocupando um lugar que era cativo inquestionavelmente. ~Nada~ a ver com Jedi, btw.
      O Finn? Começa sem personalidade (um número, apenas); ganha um nome. Ganha um motivo pra continuar. E até mesmo o Kylo sente o despertar dele (e me conta uma coisa: COMO, me diz COMO alguém que se diz o pikachu das galáxias do mal não mata instantaneamente alguém que tem a sementinha de herói?)
      Eu imagino que daqui pra frente bem e mal vão ser bem mais diluídos. Novos tempos e essas coisas todas.
      Só imagino o que vai acontecer com a Rey.
      Só imagino.

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *