CCdiscussão CCSociedade

Quando você vir uma crítica, não faça isso

21.3.15Dana Martins

O Not All Men da representatividade



Uma coisa que eu costumo ver quando surge uma análise de algo que pode ser problemático ou uma crítica à falta de diversidade é gente dizendo coisas como "agora tá melhor e tem que agradecer". Algumas estatísticas mostram que não tá melhor não, pelo contrário. Mas essa nem é a questão. O que me incomoda é que parece que só porque tá melhor alguém não pode querer algo melhor ainda.


Wow, colocaram a Viúva Negra no meio de 50 homens no filme dos Vingadores, para de falar.



E quando a discussão se aprofunda a coisa fica mais problemática ainda, porque realmente você pode contar várias melhoras em diversos aspectos. Pensando agora, acho que essa é uma versão do "not all men" com personagens. Como se o simples fato de ter um bom desvalidasse todos os outros problemáticos. Na verdade, se todos fossem bons e tivesse só um problemático ainda seria válido reclamar porque ninguém é obrigado a aceitar merda.

Não to falando de homem, só pra evitar confusão. Aqui é um texto meio geral para todas as vezes que eu vi isso. No caso da análise de uma representatividade LGBT+ (só de tá em cena é pra festejar!), na de personagens femininas (mas tem aquela que é boa!), ou racial (mas tem esse ator famoso!).


Às vezes, quando baixa o espírito barraqueiro, eu penso: você acha o que? que a gente é babaca? que eu não sei quando tem um personagem bem representado? que eu, que sinto falta dessa representação, já não catei e aplaudi todos esses maravilhosos e até os medíocres? 

Aliás, eu posso perfeitamente gostar de um que não é tão bom e ainda assim querer mais. Super novidade: Uma ideia não descarta a outra. 

Esse tipo de coisa a gente não sente no detalhe. A gente percebe quando olha em volta. Quando você vê 30 filmes de super-heróis marcados para os próximos anos e só 2 são protagonizados por mulheres e só 1 por negro (até onde eu vi, até todos os em grupo são liderados por homens brancos het cis, espero estar errada). Me diz que isso tá normal e tá tudo bem.

E se eu percebo, se eu vejo como melhorar, não vou ficar me contentando com pouco não. Vou fazer análise e se reclamar faço duas. Uma sobre como melhorar, outra sobre a mania de desvalidar análise com coisa que não vem ao caso. 


-dana martins




TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *