CCLivros CCResenhas

Quando erros se transformam em arte

4.6.14Isabelle Fernandes


Há muito tempo, não lembro exatamente quando, um amigo me enviou um link. Era o vídeo de um discurso do meu eterno autor favorito, Neil Gaiman, na formatura de uma faculdade de artes. Sou dessas pessoas que tem preguiça de assistir a vídeos, então ele foi jogado nos favoritos. E nunca foi visto. E ficou por lá mesmo, esquecido (inclusive eu deveria passar a chamar de "esquecidos" ao invés de "favoritos", mas isso é outra história).

Hoje, recebi esse discurso em mãos, na forma de um livro enviado como cortesia pela Intrinseca. E eu descobri que se eu tivesse vencido minha preguiça ao menos naquela vez, talvez hoje eu estivesse em uma situação bem melhor. Talvez eu não me cobrasse tanto pelos meus erros. Talvez eu já tivesse encontrado a minha forma de fazer boa arte.


"Este livro é para todos os que estão olhando ao redor e 
pensando E AGORA?"


Pois é, sou uma dessas pessoas. Na verdade estou mais para olhando ao redor e pensando "Minha nossa senhora da bicicletinha me dai equilíbrio pois estou caindooooo". Então peguei esse livro meio desconfiada. A princípio achei que ele seria um livro "comum", com texto corrido e descrição (não sei por que, gente, já que se trata de um DISCURSO. Mas tudo bem, acontece q).  Enfim, fiquei meio tensa já que ando com muita dificuldade para ler. Mas fiz o pedido de cortesia mesmo assim. Afinal de contas, era o Gaiman. Pra mim ele vale todo o esforço do universo conhecido e desconhecido, porque ele é o meu mozão*.
*(mozão: aquele que evoca extrema admiração e amor porque é especial de alguma forma. Isso no meu dicionário)


"Escreva, termine coisas, continue escrevendo"

E olha, me surpreendi. Pra começar o livro é lindo. Capa dura, super colorido, estilo descontraído. Comecei a ler o discurso. Este é o momento em que eu preciso dizer que:

TODO MUNDO DEVERIA LER OU VER ESSE DISCURSO. PORQUE ELE É PERFEITO, INDEPENDENTEMENTE SE VOCÊ ESTÁ NO RAMO DA ARTE OU NÃO. PORQUE ELE SE TRATA DE SEGUIR O SEU SONHO, DEIXAR A SUA MARCA NO MUNDO E NÃO DESISTIR. ISSO VALE PARA QUALQUER PROFISSÃO, PARA QUALQUER ÁREA OU MOMENTO DA VIDA. VOCÊ É ÚNICO. ENTÃO SÓ VOCÊ PODE FAZER O QUE É CAPAZ DE FAZER. MAIS NINGUÉM.

Isso tudo parece tão óbvio, mas a gente se esquece disso. Nesse mundo onde a ordem é "consiga um diploma, arranje um trabalho e cresça nele até ganhar muito dinheiro", é muito fácil esquecer que temos sonhos, planos. Nós nos esquecemos de nos diferenciar. E a mensagem básica que eu captei nesse livro é justamente o contrário: se diferencie. Seja você. E não tenha medo disso. Porque ser você é o melhor caminho, sempre.

"O impulso, no começo, é copiar. E isso não é ruim. Muitos de nós só encontraram a própria voz depois de soar como várias outras pessoas. Mas a única coisa que só você e mais ninguém tem é você. Sua voz, sua mente, sua história, sua visão."

(escrevam isso e colem na parede)

---




- Livro: Faça Boa Arte
- Autor: Neil Gaiman
- Editora: Intrinseca
- Onde comprar: Saraiva, Cultura, Submarino
- No Skoob





Nota:
(5/5 conversinhas + favorito)


*Graças à linda da Intrinseca, através da parceria com o CC, pude ter este belíssimo exemplar em mãos. MUITO OBRIGADAAAAAAAA, sou uma pessoa mais feliz agora


- isabelle fernandes




TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *