adaptação análise

[Livro vs. Filme] Sangue Quente vs. Meu Namorado é um Zumbi

23.4.13Conversa Cult


Em um ano cheio de adaptações literárias essa foi a primeira que eu assisti. E uma coisa a lógica garante: é impossível todas darem certo. Então é mais uma questão de qual do que de se. Felizmente, com "Sangue Quente" o resultado não foi tão ruim quanto esperado, mas o livro teve que pagar o preço da adaptação, que de cara aqui no Brasil já recebeu o título "Meu Namorado é um Zumbi." Mas qual o resultado final? Será que a adaptação ficou melhor? Ou o livro continuou vencendo? Vamos conversar!


Oi todo mundo! Dana aqui falando. "Sangue Quente" é um dos livros que eu mais gosto, acho que foi até uma das primeiras resenhas aqui do CC. De lá pra cá ficamos sabendo de lançamento de filme, fomos atacados por aquele pôster fake de dar medo (eu colocaria link, mas é algo que eu quero esquecer), Teresa Palmer foi escolhida como Julie (o que em si é uma forma de ataque) e para completar aqui no Brasil o título virou "Meu Namorado é um Zumbi." Meu medo dessa adaptação estava batendo record.

A notícia boa é que eu acho que isso faz parte da minha história com Sangue Quente: muito receio por preconceito antes, mas depois...

 >>>O Livro


- Livro: Sangue Quente
- Livro único
- Autor: Isaac Marion
- Editora: Leya
- Comprar: Saraiva, Fnac, Walmart
- Skoob
- Resenha


O livro conta uma história baseada em "o que nos torna humanos?" e "como faz para reaprender a ter uma personalidade e recuperar aquela paixão pela vida?" E isso é bem ilustrado através da perspectiva de um zumbi em mundo pós-apocalíptico. R, o nome do protagonista (ou o que ele lembra do nome), é um zumbi que vive com vários outros em um aeroporto abandonado e vai às vezes à cidade para caçar. Nada muito premeditado, apenas cambaleiam por aí, às vezes repetindo atos mecânicos de suas vidas passadas que de tão marcados eles simplesmente acabam fazendo por costume, mas não fazem ideia do porquê de estarem fazendo. E isso é porque eles não conseguem manter nenhum pensamento intacto. É como tentar manter uma linha de raciocínio quando você está bêbado ou muito cansado, perde logo o sentido de tudo, se distrai... A única coisa que eles realmente fazem é comer, porque a fome é um impulso que eles não conseguem controlar.

Mas aí entra um detalhe que é, talvez, uma das melhores explicações para zumbis adorarem cérebros. Quando eles comem o cérebro de outra pessoa conseguem relembrar fragmentos de sua vida passada. Sentimentos, memórias, pensamentos... Para uma pessoa que não tem nada - está morto - passar a estar vivo é surreal.

Uma das poucas fanarts pré-filme que eu consegui encontrar. E a artista diz "não quero esquecer como eles são."

Então acontecem 3 coisas. R come um cérebro, R sequestra uma garota e R consegue manter uma linha de pensamento. Todas interligadas, é claro. Primeiro ele come o cérebro do namorado da garota, então consegue conhece-la através dos olhos dele (de uma pessoa viva!) e sentir o amor. E é por isso que ele decide salvá-la dos zumbis. E, ao fazer tudo isso, acaba conseguindo manter a linha de pensamento.

A história continua nessa tentativa de R de se agarrar à vida e as consequências disso para o mundo. "Sangue Quente" é uma baita análise sobre a nossa sociedade através de uma metáfora de zumbis, quase como uma versão moderna de contos de fadas - em formato de livro e com todos os detalhes que a literatura hoje em dia pede. E para quem gosta de pós-apocalípse, ainda traz uma versão do mundo que não é imediatamente após o "fim do mundo." Então é novamente uma perspectiva interessante.

>>>O Filme 

- "Meu Namorado é um Zumbi"
-  Warm Bodies  (2013)
- Direção: Jonathan Levine;
- Roteiro: Jonathan Levine, Isaac Marion (autor livro).
- Atores: Nicholas Hoult, Teresa Palmer, Analeigh Tipton, Dave Franco, John Malkovich...
-  Romance/Aventura/Comédia - 14 Anos  - 97 min. - Trailer
- Nos cinemas brasileiros desde 08 de fevereiro de 2013

- No IMDb 
- Resenha da Igra

"Meu Namorado é um Zumbi" é um filme quase cult com cenários legais e trilha sonora MUITO bem pensada, cheio de detalhes para quem procurar e uma história de ação leve para quem quer relaxar. É daqueles que deixa um carinho especial." 


Bem, é novamente a história de R, o zumbi em busca da vida. Mas diferente. É uma versão leve e enxugada que traz outra moral (aliás, o próprio final é diferente). Aqui é a ideia mais forte é de que "você precisa olhar o outro lado," zumbis e humanos sempre foram vistos como inimigos e talvez tudo seja porque nenhum parou pra ver o lado do outro (isso existe, de certo modo, no livro, mas não diria que é tão forte). É uma história que vai na contramão do famoso "atira, depois conversa." E, usando os mesmos fatos e lugares citados no livro, a história caminha de um jeito próprio usando bom humor salpicado com as críticas recuperadas do texto original.

O filme consegue ser muito bom (tipo, MUITO) em alguns sentidos e bem fraco em outros, mas no geral o resultado é positivo. 

O filme é assim: um bando de coisa para ler nas entrelinhas
Acaba sendo um filme leve e ao mesmo tempo cheio de aspectos legais. Eu tinha gostado na primeira vez que eu vi, mas fiquei com medo de ter ficado fraco. Depois a Igra fez a resenha dela como se fosse um filminho sessão da tarde e eu estava "oh, não, esmagaram todo o conteúdo do livro." Mas acabou que não.

Meu amigo que nem se liga nessas coisas reparou bem mais, percebeu várias das críticas que estão no livro que eu pensei que não tinham ido para o filme. Aliás, para ele foi um desses filmes que te deixam pensando por dias. E foi uma surpresa para mim, porque normalmente eu fico assim e ele nem se importa. Inclusive, isso foi o empurrão final para obriga-lo a assistir The Walking Dead (ele não assiste séries!!!) e já está interessado em uma outra de zumbis. Só falta ele se convencer de que ler livros também é muito bom...

Quase que eu esqueci de colocar essa imagem épica do filme! Só por causa disso vale assistir.

Então acho que depende de quem assistir. Se estiver desinteressado, vai ser aquele filminho qualquer de sessão da tarde. Se você souber olhar o conteúdo, vai poder passar dias aproveitando tudo o que tem de bom. Eu não dou 5, mas pelo menos um 4 o filme merece.

>>>Resultado


And the winner is... Sangue Quente. Mal ou bem, o livro tem tudo o que tem no filme e um pouco mais, só é a versão mais densa. Essa não foi a adaptação excelente, mas também não foi a pior do ano (já assisti outro que com certeza pode ganhar o título, esperem os próximos livro vs. filme). Logicamente, eu preferia uma adaptação mais bem feita (tem umas falhas tão bobinhas) e até mais fiel, mas eu estou feliz com o resultado. Peguei um carinho imenso. O único lado realmente negativo é que agora o Isaac Marion decidiu fazer continuação e seria complicado continuar por causa do final.

Se quiser saber mais opinião, o próprio Isaac Marion fala o que achou e eu concordei totalmente (clique aqui para ler).


Posso assistir antes de ler? Acredito que pode, até porque o final é diferente e o andamento do livro parece bem menos clichê. Mas esse é um livro estilo "eu falando sobre a vida", então se você for daqueles mais focados na ação a história pode parecer mais lenta porque você já sabe os fatos. Agora, se você tiver que escolher um formato indico mil vezes o livro, porque tem tanto detalhe legal estilo crítica, de história de cada personagem e de composição do universo pós-apocalíptico. 

Até mais tarde quando os mortos retornam
ps: essa era a despedida do Livro vs. Filme de As Vantagens de Ser Invisível, mas considerando que é sobre zumbis, decidi deixar...

-dana martins

TAGS: , , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Eu confesso: li o livro com certo preconceito depois de ler uma resenha negativa que falava do romance de uma humana com um zumbi.

    Mas gostei muito do livro e dos "dilemas" enfrentados pelos zumbis. Me surpreendeu que ainda não tinha sido pensado como os zumbis encarariam a si próprios. Achei as cenas do zumbi R com o carro muito cômicas. Ele passa semanas olhando para ele, depois semanas para abrir a porta, depois semanas para ligar... rs

    Mas quanto ao filme, não sei... Pretendo assistir, mas em vista de tudo o que li e vi a respeito, acho que fico com o livro mesmo. =D

    ResponderExcluir
  2. Mais então o livro existi quero ler o filme e perfeito quero o livro

    ResponderExcluir
  3. Achei um livro novo de zumbis, online, e parece que os capítulos são publicados semanalmente pelo autor, chama "7 Dias" de J. Moritz, até agora me prendeu bastante..
    pelo menos tem um prólogo muito interessante.


    http://jmoritzoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *