animais fantásticos e onde habitam CCFilmes

J.K Rowling só nos decepciona

1.5.18João Paulo Albuquerque


Acho que todo mundo já está bem consciente sobre as coisas que aconteceram envolvendo J.K Rowling, mas recentemente (nem tanto? Mas como foi há pouco mais de dois meses é recente. Por sinal só descobri o que rolou mesmo com o texto do Estadão) o Diretor de Animais Fantásticos e Onde Habitam disse "Creio que todos os fãs estão cientes disso (sexualidade do Dumbledore), ele teve uma relação intensa com Grindelwald quando eram mais jovens, eles se apaixonaram pelas ideias um do outro, pela ideologia e um pelo outro", justificando que "não vão tornar explícito o Dumbledore ser gay".

E claro que teve gente indo até a J.K pedindo explicação, reclamando e/ou falando que ela não dá representatividade.

Vamos ser sinceros? Ninguém que falou que ela não dá representatividade está errado. Ela não dá representatividade mesmo. Você falar "ah, olha, ele é gay" e quando tem uma chance de mostrar isso, dar a representatividade, não dar, não é ser representativa. E ela fica se esquivando ao invés de assumir a cagada. Meu, ela é uma das roteiristas, ela é a dona da trama de HP e todo o universo dessa história e ela não é involvida nisso? Como J.K Rowling, como?

Como Igreja de Santa Cher satirizou, é muito fácil falar, mas colocar no papel, concretizar isso e dar representatividade de fato ela não faz e não fez. É muito fácil você falar, sem ter escrito nos livros nada que mostrasse essas pessoas que ela diz ter no universo e quando tem uma chance de dar a representatividade, cadê?



JKR: Dumbledore é gay rs
Fãs: Okay, mas você não colocou isso no material principal
JKR: Eu sei rs
+dez anos depois+
Fãs: Okay, você tem uma chance de tornar canon agora
JKR: hehe rs eu sei
Fãs: Então, você vai?
JKR: Não rs

Esse era o momento de trazer a trama deles juntos, era o momento ideal, não só de consciência como de política, pra falar sobre o Dumbledore ser LGBTQ e ter esse filme mostrando a relação dele com o Grindelwald. Era o momento de mostrar para todos os fãs essa representatividade, mas não, daí vem com essa palhaçada de "os fãs sabem, não vamos colocar explicitamente", AH POR FAVOR!

Depois da palhaçada com o Johnny Depp (tu pode entender isso aqui), então vem com essa bonita de "tem personagem LGBTQ, mas não mostraremos". UAU QUE REPRESENTATIVIDADE, QUER BISCOITO, BEM?

Justo quando achamos que alguém e um universo como HP era seguro, nos mostram que não só fomos enganados, como de fato, ela não se importa com a gente, ela só se importa com a falsa sensação que ela passa de "se importar com as minorias". J.K Rowling só nos decepciona.

Agora pra terminar bem terminado, vou deixar a palavra pra Louie Ponto (linda, maravilhosa, orgulho):

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Li alguns textos teus e percebi que escreves tri bem! Foi um migo meu que me indicou seus textos.

    Sou uma mulher trans e gosto muito da saga de HP, infelizmente a escritora deixa a desejar com esses excessos, sempre me pergunto: como alguém que criou um universo de fantasia tão fantástico pode ser tão ridícula?

    Tu chegaste a ler sobre ela ter curtido um post que mulheres trans são homens vestidos de saia? Juro que apesar de tudo eu ainda tinha um fiozinho de esperanças nessa mulher, mas infelizmente, né?... Acho que daria para criar um blog só de pérolas dela atualmente.

    É uma falta de empatia tão grande com as pessoas, se as pessoas cisgênero vivessem só um dia o que passamos a vida inteira, acredito que surtariam. Eu posso dizer que apesar de fazer parte de uma minoria sou privilegiada, meus pais me apoiam, tenho um namorado maravilhoso que me apoia, mas mesmo assim um tempo atrás surtei!

    Tive uma depressão profunda, fiquei 3 meses trancada no quarto, tava tão no fundo do poço que não tomava nem banho direito, meu namorado sofreu muito tadinho nessa época, eu xingava ele e tentava afastar todo mundo. Felizmente ele não me largou, isso me ajudou tanto, nem saberia dizer como ele me aguentou nessa fase difícil, fiquei mal assim após uma radfem da onde estudava dizer algumas coisas que prefiro nem comentar, tudo isso me feriu muito, tudo isso misturado com estrogênio deixa a gente bem sensível! (a parte maravilhosa desse hormônio é que ele deixa a pele tri linda)!

    Além da ajuda do meu boy, esse meu amigo que indicou seus textos sobre LGBTQ me ajudou muito, na época meu namorado até ficava com ciúmes, mas hoje ele entende: alguém que passa pelas mesmas dores que a gente é capaz de entender o que sentimos. Meu boy ficava mal por mim, mas nunca entenderia o que é se sentir inadequado o TEMPO TODO! Acho que gente que fica com a gente nessas circunstâncias nem é gente, são anjos! Rsrs É o que eu falo para meu boy o tempo todo, que tudo isso só fortaleceu nossa relação, pq o que ele sofreu de pressão da parte de amigos e parentes foi FODA demais, na época ele não me contava, mas quando soube disso tudo pensei "CARALHO, que homem!"

    Tudo isso para dizer que essa mulher, ou qlqr pessoa que não saiba se por na pele do outro sempre vai falar merda seja do que for.

    Nem sei se tu vais ler meu comentário, mas queria só acrescentar que Bah guri, tu precisas urgentemente fazer um blog com foco em LGBTQ+, o mundo carece disso! Gostaria muito de ler um relato pessoal teu.

    XOXO, Gossip Girl!

    ResponderExcluir
  2. Eu vi toda essa polêmica, mas a história se passa depois que o Dumbledore e o Grindewald estão brigados, ou seja, não tem mais nada pra mostrar. Ainda não foi lançado o filme, então não sei se vai haver alguma deixa pra ver que eles tinham algo e que talvez só quem sabe o Dumbledore é gay perceba. Mas se hoje em dia ainda há muito preconceito imagina na época que é o filme, com certeza no mundo bruxo também havia esses tabus. Eu problematizo demais, mas dessa vez acho que não é necessário.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM