13 Reasons Why CCSéries

Infelizmente, 13 Reasons Why é uma série tóxica

28.5.18Colaboradores ConversaCult


Não dá mais pra ignorar: INFELIZMENTE, 13 REASONS WHY É UMA SÉRIE TÓXICA.


[Tem spoiler. Muito spoiler. Mas lê mesmo assim, que aí você se poupa de ver a série, que é a melhor coisa que você faz pela sua saúde mental.]


A segunda temporada de "13 Reasons Why" começa com um vídeo de parte do elenco avisando que a série trata de assuntos que podem abalar pessoas mais sensíveis e, por isso, talvez ela seja uma série não indicada para todos os públicos. Isso foi uma tentativa de ter mais responsabilidade após todas as críticas que sofreu na primeira temporada, quando realizou uma cena que era praticamente um tutorial de como cometer suicídio.

Esse aviso, porém, já mostra um grande problema: Como fazer uma série que propõe discutir depressão, suicídio, drogas e abusos sexuais justamente excluindo da discussão as vítimas desses problemas, avisando que elas não devem ver a série sem "um adulto responsável" por perto?

Daí você começa a ver a série, e devo dizer que eu fiz a péssima escolha de me forçar a ver os episódios, mesmo notando o quanto eles estavam me fazendo mal. E eu esperava que, até o final da segunda temporada, eu fosse ter algum mínimo de conforto, alguma mensagem de "vai ficar tudo bem", "vai melhorar" ou "tenha esperança". Mas ela não veio.

Temos três personagens que sofrem abuso sexual (e, no último episódio, a gente descobre que todas as mulheres da série foram abusadas em algum momento da vida), e duas delas terminam a temporada se recusando a falar sobre o assunto, com uma delas destruindo as provas que botariam seu estuprador na cadeia e a outra descobrindo-se grávida de seu estuprador - que, inclusive, é seu namorado, com quem ela não termina o relacionamento. A terceira, a Jess, que finalmente conta sua história, apesar de se sentir "mais forte" - em suas próprias palavras - vê seu abusador pegar uma pena de apenas três meses de condicional e continuar o convívio com ela na escola. A mensagem que fica é: "Se você é mulher, você será sexualmente abusada em algum momento da vida. Apenas torça para você não ficar grávida e que seu agressor seja um homem negro ou pobre porque, se for branco e rico, não adianta nada você denunciar, porque ele vai se dar bem no final".

[Pule este parágrafo se você não quer ler a descrição da cena mais grotesca desta temporada]

Temos também mais uma cena extremamente gráfica de estupro na temporada. Tyler, o fotógrafo que é a maior vítima de bullying do Liberty High, após passar por um tratamento para aprender a controlar sua raiva, é vítima de uma agressão violentíssima no banheiro da escola. Monty (um dos amigos de Bryce) e dois garotos do time de futebol jogam sua cabeça contra um espelho e depois várias vezes na pia. Isso é claramente mostrado. Depois, arrastam o adolescente até uma das cabines do banheiro e tentam afogá-lo na privada. Por fim, um dos agressores manda seus amigos segurarem Tyler, abaixa suas calças e enfiam o cabo de um esfregão em seu ânus. Depois, o cabo é retirado com sua ponta toda suja de sangue, deixando o rapaz com as calças na altura do joelho chorando ao lado do vaso sanitário.

[Pode voltar a ler aqui!]

Mesmo sendo agredido violentamente de maneira sistemática e diária em ambiente escolar, Tyler sabe que a escola não vai fazer nada. E isso é outra irresponsabilidade da série. Ela mostra para adolescentes que, se eles são vítimas de bullying, assédio, abuso ou violências, nenhum adulto vai se importar. Os pais não se importam, a escola não se importa, as autoridades não se importam. Além disso, nenhum dos personagens da série tem boas relações e confiança real com os pais, a ponto de confiar neles para falar de seus problemas. E, se não há confiança com os pais, também não há com a escola, com a polícia ou com nenhuma figura adulta. Os adolescentes de "13 Reasons Why" tentam resolver tudo entre eles, o que só piora as coisas.


Para terminar a série, vemos Tyler se preparando para realizar um massacre numa festa da escola, com direito a uma metralhadora, mas Clay, sozinho, se colocando na frente da arma, impede o colega de cometer o crime. Considerando o atual momento dos Estados Unidos, esse tipo de cena é de uma irresponsabilidade quase criminosa, que, além de tentar justificar a decisão de realizar um tiroteio em uma escola, mostra um adolescente tentando resolver a situação de uma maneira absolutamente perigosa e se recusando a chamar a polícia. Não tem NADA de certo nisso.

E, não escapando da irresponsabilidade, vemos Justin se envolvendo com drogas e mostrando para milhões de adolescentes no mundo todo a maneira mais eficaz de usar drogas injetáveis sem que ninguém perceba, e ainda mostrando que, não importa o quanto tentem te ajudar, o mundo ainda estará contra você e não haverá maneira de você escapar do seu vício.

Eu gostei muito da primeira temporada e, justamente por acreditar na boa intenção dos produtores e roteiristas, esperava tirar coisas boas da segunda. Mas não deu. Por isso, eu recomendo que vocês não assistam "13 Reasons Why" e cobrem o cancelamento da série - mesmo que tenha deixado muitos ganchos para uma terceira temporada.

Agora é a hora que os fãs da série devem estar querendo me xingar, mas eu vou antecipar alguns argumentos e responder:

"Não tem como dizer que a mensagem é essa porque, justamente, tem ganchos para uma terceira temporada!"

Olha, é muito irresponsável que uma série que se proponha a debater muitos problemas nos deixe um ano inteiro da maneira que deixou, com as histórias paradas em ganchos negativos e sem nenhuma esperança.

"Mas a Hannah também fez uma lista de 'motivos para não se matar'!"

Que fofo! Mas ainda assim ela se matou. E esses motivos claramente foram colocados na série como um pedido de desculpas dos produtores. E apenas em uma cena que foi bem rápida. E ainda, por mais motivos que ela tivesse para NÃO fazer, a série ainda passa a mensagem de que há, sim, motivos para uma pessoa cometer suicídio, e isso é muito perigoso. Muito.

"A série é importante porque ela mostra a realidade."

Não. A gente sabe como é a realidade e ela já dispara muitos gatilhos. A gente não precisa dessa realidade mostrada dessa maneira irresponsável se não tiver uma mensagem positiva e empoderadora por trás. O que '13 Reasons Why' faz é apenas mostrar a realidade para nos fazer sentir mal e mostrar que ninguém está do nosso lado. Nem nossos pais, nem a escola, nem o sistema, nem ninguém. Que realidade é essa que querem mostrar? Que mensagem se passa com isso? Que mudar é importante, mas é impossível? Porque é isso que a segunda temporada faz.

"Você é burro/feio/gordo/idiota/Okja!"

Você não entendeu NADA da série, né?


Para terminar este texto: Se você está passando por depressão, ansiedade, foi vítima de algum abuso ou pensa em suicídio, NÃO PASSE POR ISSO SOZINHO! Ligue para o CVV, procure um psicólogo, fale com seus pais, peça ajuda a um professor. Vá atrás de todo mundo que possa te ajudar. Não perca a esperança. Fique vivo.


***
Sobre a autoria: Renan Wilbert é jornalista e administrador da página “Igreja de Santa Cher na Terra”. Nascido e criado no Rio de Janeiro, procura utilizar sua escrita para tratar de temas como a igualdade, autoestima e sociedade.


TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Estou CHOCADO que a cena aí do cabo de vassoura exista e está nessa série. Credo. Nem pretendia ver a série, mas fiquei traumatizado só de imaginar.

    ResponderExcluir
  2. Vá assistir Disney flw vlw

    ResponderExcluir
  3. 13 Reasons Why salvou a minha vida, então...

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM