2017 Ariel Carvalho

Músicas que Amamos em 2017

28.12.17Conversa Cult


Já estamos na contagem regressiva pro ano novo e hoje viemos com as músicas que mais amamos em 2017. Foram momentos de muita indecisão e quase disputas, mas conseguimos elencar nossos favoritos.

ARIEL

Dois álbuns se destacaram pra mim esse ano: o What If Nothing, do Walk The Moon, e o All My Friends, We're Glorious, do Panic! At The Disco. Qualquer coisa que eu fale do What If Nothing vai virar textão, então escolhi o do Panic! mesmo.

Sou fã da banda há anos, e esse álbum foi um presentão. São várias faixas gravadas ao vivo, na turnê do Death Of A Bachelor, com direito a covers de Bohemian Rhapsody e Movin' Out (Anthony's Song) - minha música favorita do Billy Joel. A energia do álbum é tão contagiante e a voz do Brendon é tão maravilhosa que eu me peguei dançando pela casa à medida que ouvia o álbum.



BELLS

Deus sabe o quanto eu sou fogo de palha com música, e é exatamente por isso que eu quase escolhi MELODRAMA, da Lorde. Passei os últimos cinco meses do ano ouvindo Sober, Sober II e Homemade Dynamite todas as manhãs antes de ir pro treino e vou lembrar disso por muito tempo, da mesma forma que até hoje lembro de quando ouvia Still Loving You do Scorpions enquanto lia o arquivo word de CREPÚSCULO, lá em 2007.

SÓ QUE 2017 foi o ano de Moana. Estamos em DEZEMBRO e até hoje ouço a trilha sonora do filme, me emociono, me empolgo. Essas músicas foram cruciais pra me livrar de bads, melhorar meu humor e tanto mais.....não tinha como ser outra coisa, gente HAHAHAHAA.


MELHOR MÚSICA, MELHOR CENA MEU DEUS DO CÉU


CAROL

Nesse ano de 2017 eu conheci TANTA banda legal perto de mim, eu que sempre ouvi mais músicas em inglês, foi uma mudança e tanto passar a ter playlists e cds preferidos com pessoinhas cantando em português. Tem muita gente que eu queria colocar aqui como a banda que eu mais amei em 2017, mas no final me decidi por uma banda que além de boa tem o toque de ser de casa, de vir da minha terrinha Baixada Fluminense: Ventilador de Teto, de Duque de Caxias. Eles tem um EP lançado e se tudo der certo, o cd sai em 2018. A música é boa, o show deles é uma bagunça generalizada mas é certamente um dos shows mais divertidos que eu fui, e os caras são parças demais. Ouçam o ep no Spotify e mais músicas deles no Soundcloud (minha preferida é "Carmen"). Também tem esse clipe daoríssima:



DANA

Acho que uma das melhores adições às minhas músicas esse ano foi o DEAN, o Zico e algumas coisas de kpop. Acho que não costumava escutar porque só ouvia falar dos mais populares, e o estilo de música do Dean eu gosto mais. Essa música D (Half Moon) é uma das minhas preferidas mas qualquer coisa que ele tá cantando eu escuto. Eu sei que realmente gostei porque eu ouvi bastante quando conheci e meses depois ainda gosto.



EDUARDO

Esse ano foi mesmo um ano de descobertas na música. Eu percebi meu gosto mudando um pouco e explorando muito mais a música brasileira. Mas, pra eleger um álbum que amei forte esse ano só tem um nome que vem na minha mente: MELODRAMA.

Não tem álbum nenhum lançado em 2017 que eu tenha ouvido tanto quanto Melodrama. Escolher a melhor música do álbum é algo bem difícil, mas Perfect Places tem um lugar especial aqui <3




JOTA

Quando eu estava convencido de qual música colocar, eu fui ouvir outra e ver o clipe e então minha convicção foi destruída, o que fiquei contente, afinal achei que essa outra basicamente resume muito do meu ano: A Different Way (do DJ Snake com Lauv). Apesar do que a música aparenta falar logo no início, minha interpretação não tem nada a ver com amor romântico, mas sim aceitação. Em todo momento que a pessoa parece estar falando de outro, eu interpreto que é como se fosse ele mesmo falando para si, dando a importância à si mesmo como nunca antes, mostrando que ele é o mais importante para ele mesmo e isso não deve mudar. ~tem um olho na minha lágrima, pera aí

Porém, outra que vale mencionar é One Last Song (do Sam Smith) que não sei porque - ainda vou desvendar - parece estar tentando me passar uma mensagem.



TAIANY

Quase que não coloco nada nessa parte, e nem é por não gostar de música, a realidade não poderia ser mais diferente disso. É por amar tanto música, por ouvir tanto, por me entregar tanto, que lançamentos passam desapercebido, eu quero as letras, eu quero as melodias, quero elas me tocando, virando do avesso, me deixando descabelada, e isso tudo é pra falar que sim, sou mega desatualizada quanto o que estreou ou deixou de estrear HAHAHAHAHA

Na real, o que mais ouvi e que queria colocar aqui era minha playlist da alma, que me acompanhou nas alegrias e nas bads, mas como não dá para votarem em playlists e a gente quer saber o vocês andaram ouvindo em 2017, minha indicação vai ser o álbum Coração do Johnny Hooker. Felizmente ou infelizmente, Eu vou fazer macumba ainda é meu álbum favorito dele, e acho difícil outros superarem, mas Coração é maravilhoso de um jeito diferente, é outra pegada, outra vivência, e começa com uma introdução para ninguém colocar defeito. Além disso, Flutua é um hino que merece ser exaltado.


 



A ESCOLHA DOS LEITORES

TAGS: , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Eu gostei muito, muito mesmo de Green Light, mas acho que nem consegui ouvir o cd todo da Lorde. dsclp, galera.

    De acordo com o Spotify, o que eu mais ouvi esse ano foi Madonna e não vou discordar porque "descobri" o álbum Rebel Heart e ele não saiu do meu play. Também ouvi muito Stone Sour e algumas bandas "novas" que um amigo indicou. Foi bacana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quais bandas? Sempre aberta a indicações.

      Excluir
    2. Meu amigo me indicou (e ele já indica os álbuns também, adoro, hahaha):
      - The Script: foi amor à primeira ouvida (acho que o que mais curti!);
      - Vertical Horizon (o álbum Everything You Want): essa banda é das antigas e eu lembro de escutar DEMAIS essa música que dá nome ao CD nas rádios (entreguei a idade? hahaha);
      - Rixton: apesar de eu ter crescido no POP (BSB, Britney, Christina, NSYNC,...), hoje já não curto tanto;
      - Hinder (Extreme Beahaviou): não gostei da voz do vocalista (pois é);
      - Theory of a Deadman (Scars & Souvernirs): comecei a ouvir, mas não prestei atenção direito;
      - The Wallflowers (Bringing Down the Horse): não ouvi;
      - The Fray: idem;
      - Shinedow (The Sound of Madness): idem idem (hahaha);

      Bem lembrado, vou escutar esses que não ouvi ainda. :D

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM