agosto Ariel Carvalho

Coisas que amamos em agosto

4.9.17Conversa Cult



Agosto não é um mês muito celebrado pelas pessoas, seja por chamaram de "o mês do desgosto" ou por agosto demorar eras pra passar porque não tem um feriadinho sequer. Mas independente disso, a equipe do CC continuou lendo, assistindo coisas e vem aqui pra te indicar o que mais chamou a atenção deles durante esse mês.


COISAS QUE LEMOS

Ariel: Eu me dediquei a ler Nós, lançado pela Aleph, mas também li um livro escrito pelo George Martin (produtor dos Beatles) sobre os bastidores da gravação do Sgt. Pepper's, um dos álbuns mais importantes do rock. É ótimo, fácil fácil de ler, e muito gostoso para quem é fã de Beatles e/ou de música.



Bells: Não li muito esse mês e a maioria foram os livros da Irmandade da Adaga Negra que decidi reler (esse vai ser o ano das releituras, meu deus), MAS AÍ MINHA GENTE!!! Entrei na biblioteca aqui perto e fui imediatamente atraída pra estante das novidades: Crave a Marca, de Veronica Roth. Eu não fazia a menor ideia do que o livro tratava, só sabia que era young adult, então decidi pegar emprestado. GENTE! GENTE! GENTE! GENTE!!!! EU FUI TOTALMENTE CONSUMIDA POR ESSA HISTÓRIA MARAVILHOSA!!!!!!! Pra quem se interessou, se passa em outra galáxia onde as pessoas recebem dons especiais de uma energia chamada Corrente e dois jovenzinhos inimigos - a moça é da família real de um povo nômade que se instalou no planeta do moço - acabam tendo que conviver E ÓBVIO QUE VIRA ROMANCE PORRAAAAAAAAA QUE ROMANCEZÃO DA PORRA AAAAAAAAAAAAAA. É isso, apenas leiam.





Carol: Depois que passei a trabalhar minha concentração tem estado quase zero e nunca leio nada, mas esse mês consegui terminar o segundo livro da As Provações de Apolo, A Profecia das Sombras, escrito pelo caramba-queria-que-ele-fosse-meu-tio-legal Rick Riordan. OS LIVROS MAIS RECENTES DELE ESTÃO INCRÍVEIS NO QUESITO REPRESENTATIVIDADE LGBT+. E de certa forma mais adultos e sombrios que na primeira saga. Recomendo bastante.

Jota: Esse mês foi uma escassez em leitura física, porque só comecei um livro, que foi o segundo da coleção de Instrumentos Mortais, da Cassandra Clare. Mas com fanfics... Comecei uma linda, sofri, mas terminei (isso em três dias, com quase 60 capítulos), e fiquei ansiosamente na espera por uma outra fic que demora na atualização e me fez sofrer com isso (mas como fiquei ocupado, eu conseguia esquecer).

Taiany: Eu comecei o mês lendo um livro que esteva enrolando há meses para ler. E QUE ARREPENDIMENTO POR TER DEMORADO. O livro se chama Não somos um, do Felipe Fagundes, talvez vocês já tenham visto comentários dele aqui no blog e até um post (sim, tá tudo em família). Eu fiquei meio louca lendo essa história, mais do que já sou normalmente. Saí indicando para Deus e o mundo, fiz altos comentários e aproveitei para ler tudo que não tinha lido do Felipe. Uma coisa é certa: poucas vezes eu gargalhei tanto quanto nessa história. E quando se fala em gargalhar eu tô sempre gargalhando, então imaginem. O melhor é que o livro tá disponível no wattpad. Sério, separe 20 minutos, leia um capítulo por dia, seus dias serão mais alegres e você vai se sentir bem e relaxado. Só sucesso.


COISAS QUE OUVIMOS

Ariel: Eu achei finalmente uma boa playlist para cozinhar! Eu tinha ouvido aquela "Cozinhando e Cantando", mas acho ela muito deprê e sem sentido. Aí achei a Cookin 'N' Rock, que só tem uns rocks gostosos, e que combina mais com meu ritmo de cozinha, etc. Também achei que ela poderia tocar de boas numa festinha indie hahahahaha.

https://open.spotify.com/user/mejoresplaylistsspotify/playlist/1cBElVdaWunADaRZ6P6UKu


Bells: Mais um mês se passou e não consigo parar de ouvir Lorde HAHAHAHAAHAH. Na verdade passei agosto inteiro ouvindo as mesmas coisas de antes, o que contribuiu pro meu tédio musical. Espero que setembro seja melhor.


Carol: Às vezes dá uns surtos de nostalgia e eu fico ouvindo por dias inteiros algo que eu gostava há muito tempo. Como boa adolescente emo do meio dos anos 2000 (embora nunca admitisse ser emo. Olho pra trás e penso "Oh, honey..."), fui apaixonada por Fall Out Boy, Yellowcard, Panic! At The Disco, e minha paixão mor: My Chemical Romance. Fiquei ouvindo e ouvindo esses dias, surpreendentemente ainda sabendo as letras da maior parte das músicas, e me peguei com vontade de chegar num karaokê e cantar Welcome to Black Parade. Aceito convites.

10 anos depois, o coração ainda bate forte por Gerard Way.

Jota: Eu excluí todas as músicas que eu tinha no celular e baixei vinte, só pra poder escutar na escola, ou quando eu saísse. Então basicamente me viciei na música Aquilo, do Lulu Santos; Ame Mais, Julgue Menos, da Marcela Tais (que achei enquanto procurava para passar pro pessoal do meu projeto), escutei um cover de High School Musical que quase caí da cadeira de tão maravilhoso e me viciei nas músicas novas de Fifth Harmony, Angel e He Like That (ainda bem que lançaram essa música, porque ela me ajudou a idealizar o que acontecerá na continuação da minha história).

Taiany: Uma conversa de 5 minutos e já estava eu no spotify criando uma playlist e me derretendo de amor. Música é muito combustível mesmo, e músicas amorzinhas tão aquela aquecida no coração.



COISAS QUE ASSISTIMOS

Bells: Deus sabe que raramente paro pra assistir alguma coisa, mas eis que estava em casa de manhã num dia de semana e resolvi ligar a tv pra tomar café....tinha acabado de começar uma comédia romântica chamada Alguém tem que Ceder. A história basicamente começa quando Harry vai jantar com a namorada - que tem idade pra ser a filha dele - na casa da sogra - que tem quase a idade dele, RISOS - e eis que o homem tem um infarto e por não morar na cidade, acaba tendo que ficar por lá até se recuperar. E AÍ É CLARO QUE TEM ALTAS CONFUSÕES, NOVINHO ATRÁS DA SOGRA, SOGRA ATRÁS DO GENRO, GENRO ATRÁS DA SOGRA, NAMORADA LARGANDO NAMORADO, UMA LOUCURA E AAAAAAAAAA MUITOS FEELINGSSSS. É muito divertido e gostosinho e tem final felizzzzz.


Carol: Não é nenhuma novidade (afinal, agora em setembro vai começar a 5ª temporada), mas só agora comecei a assistir Brooklyn 99, uma série de comédia da Fox. Ela fala sobre o dia a dia da Delegacia 99th, que fica no Brooklyn (daí o nome). Eu comecei a ver porque tem O AMOR DA MINHA VIDA ANDY SAMBERG AAAAAA E O TERRY CREWS TAMBÉM, EU AMO O TERRY CREWS. 

OLHA QUE BEBÊ

Alguns amigos meus não gostaram por causa do tipo de humor, e série de comédia é assim mesmo, pessoas diferentes dão risada com coisas diferentes, mas essa é uma série que não tem só como propósito te fazer rir, ela é bem desenvolvida, o roteiro é ótimo, os personagens cativantes, AI GENTE, SÓ ASSISTE VAI.

GINA RAINHA
Jota: Esse mês eu comecei com o filme Handsome Devil, disponível na Netflix. Comecei Pretty Little Liars e também comecei The Mist (ainda to impactado e jogado no cantinho com essa série), surtei com Teen Wolf e a série da Raven, E TERMINEI DEFENSORES, MINTO NÃO, QUE SÉRIZONA MANO AAAAAAAA! Foi pouco, mas foi feliz.

Taiany: Esse mês foi difícil de escolher, já que assisti Os Defensores, Atypical e algumas outras coisas que fizeram desse mês um sucesso no áudiovisual, mas depois de muito pensar acho que eu não poderia fugir daquilo que me acompanha quando eu tô cansada de tudo,quando eu tô triste ou quando eu só quero o bom e velho confortável. No início do mês eu finalmente consegui assisti a nona temporada de RuPaul’s Drag Race, além da temporada All Star 2, E GENTE ELES SÓ FICAM MELHORES. Há 2 anos eu fiz um post falando sobre porque esse era um programa que precisava ser visto, e é incrível como tudo que falei ainda é válido, espero que seja por muito mais tempo.


COISAS QUE FIZEMOS



Ariel: Eu ajudei a organizar o mês nerd no meu trabalho. Foi muito desgastante e nós corremos atrás de diversas atrações para compor um quadro bacana, mas tá tão bonito que fiquei até orgulhosa! 

Esse mês vai ser o mês de setembro agora, e dá para acompanhar a programação pelo site: http://culturaniteroi.com.br/blog/?id=3120&equ=biblioteca. Quem puder aparecer, só tem coisa bacana!


Bells: Tem duas coisas importantes que aconteceram nesse mês. Passei pelo meu primeiro exame de graduação no taekwondo e agora posso ser considerada oficialmente uma iniciada no esporte, pois SOU FAIXA AMARELA!!! É só a primeira e ainda tenho um longo caminho pela frente, mas foi muito gostoso receber os desejos de boa sorte e depois os parabéns do pessoal. E a mais importante de todas, finalmente comecei meu tratamento farmacológico pro meu transtorno de ansiedade. Minha psicóloga tinha me falado pra ir num psiquiatra faz MESES, mas fiquei arrumando mil desculpas esse tempo todo até que a ansiedade me fodeu tanto nos últimos dois meses que eu vi que não tinha jeito. Eu não queria gastar dinheiro com remédio, mas tava gastando mesmo assim indo pra emergência uma, duas vezes por semana. Não tinha condições. Então marquei a consulta e FUI.....finalmente encontrei um psiquiatra que gostei HAHAHAHAHAAH. Agora no início de setembro já sinto A MAIOR DIFERENÇA, talvez entre em detalhes sobre isso ao longo do nosso ccsexta especial pro Setembro Amarelo.

Carol: Depois de 3 anos com a faculdade de Física trancada, voltei pra ela. Muitas tretas, porque estudo na UERJ e o estado do Rio tá quebrado, então eu precisei esperar ter as mínimas condições de voltar às aulas (que na real não tem, mas as pessoas estão se esforçando muito pra manter a universidade funcionando), depois quando anunciaram a volta às aulas, os professores entraram em greve, CARALHO, DEIXA SEM AR ESCREVER TUDO, MAS ENFIM, VOLTOU!

Por alguns problemas financeiros não consegui ir em algumas aulas, mas fui à de Introdução à Relatividade Geral, e o professor é completamente empolgado falando sobre as coisas (nessa situação foi especificamente sobre gravidade), e é desse jeito que eu fico quando descubro algo muito importante ou interessante na ciência. Durante essa aula, quando realmente me dei conta de que tinha voltado pra faculdade que eu gosto, apesar dos muitos pesares nesses últimos três anos (coloque aí precisar trancar pra poder trabalhar, ser expulsa de casa, tentativa de suicídio, muitos obstáculos financeiros), surgiu uma ou duas lagriminhas no olho.

Espero conseguir manter o ritmo (porque trabalhar e estudar não é fácil, e se manter sempre motivada quando se tem depressão e ansiedade também não), mas enfim, vamo que vamo.

Jota: Segura o forninho porque o que fiz esse mês é coisa pra uma lista: Comecei o mês iniciando meu projeto na minha antiga escola, e esse projeto decolou tanto e os alunos gostaram muito, que tenho certeza que continuarei com isso até depois da faculdade. Quero tornar um projeto de vida toda, saca? As aulas voltaram e com isso, a primeira semana foi eu agindo na boa e sendo um ser calmo, pra depois eu começar a perder o interesse de novo, junto da minha paciência, que sabemos ser pouca. 
Eu pirei com as poucas coisas liberadas de Supernatural (e ainda to puto de nem um trailer eles terem liberado, CADÊ A DIVULGAÇÃO, SENHORES?!) e de bônus na vida, entrei num momento de "não consigo escrever, socorro", sério, nada adianta e isso me deixa frustrado e irritado, porque não conseguir escrever é como ser jogado no purgatório e ficar ali, vegetando. E isso tira minha vontade de muitas coisas. Mas seguindo... 
Eu conversei com um amigo meu sobre as coisas que ele faz que não são legais e que me deixam mal, fui num passeio de escola (que eu tive que ficar controlando crises, porque a todo momento parecia que algo iria vir a tona) para o planetário do Ibirapuera, acabei cochilando no planetário por alguns minutos. O bom era que eu estava com meus amigos e era no Ibira, que fazia tempos que eu não ia. Teve uma festa na minha antiga escola e eu fui nela (e nada despertou uma crise), conversei com uns amigos, curti muito e conheci a namorada de uma amiga. Para terminar, eis uma notícia legal da escola: o mês teria uma semana encurtada na escola, e aproveitei pra dar mais aulas do projeto pro pessoal de manhã.

Taiany: A cada dia eu venho percebendo que uma das coisas que mais gosto é passar tempo de qualidade com as pessoas, amigos/família. Esse mês teve o aniversário da minha mãe, da Bells, do meu pai (que é uma relação complicada) e da minha avó, e em todas essas datas o que me marcou foram a oportunidade se sentar junto, estar ao lado das pessoas que gostamos, não teve grandes saídas, mas sem duvida grandes momentos e eu amei muito. Sem contar as fotos mega divertidas que tirei no parque Madureira com os migos.

As fotos foram nesse embalo.

***

E aí, como foi o agosto de vocês? Alguma sugestão de livro, música, filme, série...? Fala com a gente nos comentários!

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Acho que tenho que passar a anotar as coisas que acontecem no mês porque toda vez que leio esse post aqui eu fico, "mas gente, qq eu fiz mês passado?". XD

    Carol, acho que seria interessante um post seu falando sobre a UERJ. Eu li muitas coisas por alto e mais sobre professores x salários, fechar a universidade (!), mas pouco sobre os alunos. Seria bacana, se pudesse (e quisesse falar sobre).

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM