CCAnálise CCSociedade

Por que quando uma propaganda não tem diversidade geral reclama?

24.7.17João Paulo Albuquerque


Veja bem, antes de iniciarmos, lembre-se da recente propaganda para o dia dos namorados que a Riachuelo fez. Por ela não conter casais diversos, e só casais compostos por homens e mulheres cis sendo héteros, o pessoal na internet se revoltou. Com razão.

Obviamente que muita gente foi contra quem reclamou e começou a atacar essas pessoas, com alegações no mínimo infantis: "Ai quanto mi, mi, mi...". Porém, se você é uma dessas pessoas que reclamou, como eu, entende qual a importância disso. E se você é uma dessas pessoas que achou exagero, vamos para uma análise e no fim, espero que você entenda a importância.

Vamos te iluminar! ~a propaganda da Avon, por exemplo, foi magnifica, vocês viram quantas representatividades? (dessa vez não to me referindo a propagandas de dia nos namorados - porque nem vi a da Avon -, mas a propaganda do Color Trend.)
Se você chega em um programa de tv, citemos uma série, por exemplo, e analisar num contexto histórico e social - ou outro qualquer que você queira -, a representatividade de casais (e pessoas) LGBTQ+ é tipo, pequena, minúscula, quase insignificante para vocês, héteros. Porém, para nós, mesmo sendo muito pequena, é uma representatividade que mostra que nós existimos e que sempre existimos. Numa propaganda, quando há casais e pessoas não cis ou heterossexuais, isso tem um impacto maior, porque atinge pessoas de todas as idades e mostra que é algo normal.

Muitos héteros, como o texto sobre quando uma pessoa começa a gostar de um personagem só por ele ser LGBT+ da Dana diz, novamente voltando para o exemplo de série (ou algo do mundo Pop), dizem que, após nós dizermos que queríamos mais representatividade, eles vêm com essa de: "Ah, mas já existe AQUELE personagem naquilo (insira uma série, filme, livro, universo...)". Eu respiro fundo, porque pensa comigo: 'okay, temos - todos que eu consigo pensar, sem contar quadrinhos, cerca de 30 personagens que são LGBTQ+ e aos poucos, quase aos passos de uma formiga, isso está crescendo (AMÉM), mas agora para e pensa: "Quantos personagens são hétero + cis durante toda a época televisiva?". Então = "Se hétero não sofre de falta de representatividade + estereótipos, por que você está dizendo que a pessoa que está reclamando está errada?". Se você fosse perguntar, não teria problemas, mas você que não vivencia o que ela vivencia, já está negando o que ela possa estar apontando.

isso contando as representatividades ruins. ;)

O impacto de uma propaganda às vezes consegue ser mais impactante do que de uma série, porque, como já disse, por ser curta, a propaganda normalmente tem que atingir todas as idades e por estar em "horário livre", literalmente todos vão poder ver. Humaniza mais as pessoas que não são heterossexuais e/ou cisgêneras, (afinal, ainda vivemos numa sociedade que demoniza a gente) e de bônus dá visibilidade para determinadas situações de violências sofridas, como falta de inclusão social e expulsão de casa/não poder andar de mãos dadas na rua.

O pessoal está reclamando com razão, porque, pensa comigo se você for hétero e não estiver captando a importância:


Entendeu a importância? Então, por favor, não fiquem contra as pessoas sem antes escutar o que elas tem a dizer e sem antes pesquisar a importância para toda a causa.

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM