CCConversa CCSexta

Como eu descobri Harry Potter...

7.7.17João Paulo Albuquerque


Já que esse mês é o mês em que Harry Potter faz aniversário, no dia 31 de Julho, e também esse ano fizeram 20 anos desde que o primeiro livro da saga do bruxo mais querido do mundo lançou, nós do CC definimos o tema desse mês sobre HP, então os textos das CCSextas vão ser sobre o menino que sobreviveu, esperamos que curtam. <3

Não vou ser hipócrita, Harry Potter nunca me causou tanto alvoroço para que eu quisesse ler, só cheguei a ler porque meu tio me deu a coleção completa dele e isso instigou a minha curiosidade.

Acho que nunca fui totalmente empolgado sobre HP porque, apesar de se passar num ambiente mágico e com tramas - que com o passar do tempo eu descobriria ser minhas favoritas - instigantes, sim. Essa é a melhor resposta, eu não tenho uma resposta, era uma questão de gosto e ainda é. Veja, tem fãs e fãs, tem fãs que são fascinados de cabo a rabo pela história, e tem fãs que admiram, gostam, mas não são tão 'calorosos' com a história, mas isso não os torna menos fãs. ;)

Mais abaixo eu explico a diferença dos fãs...

Eu amo os memes dos Potterheads scrr

O que eu acho mais engraçado é a história de quando eu comecei a ler HP, eu comecei com uma música que cantava sobre o Brasil, mais especificamente sobre o Rio de Janeiro, da trilha sonora de Rio, aquele filme muito fofinho, a música é Let Me Take You To Rio - inclusive to escutando pra escrever. Foi uma das primeiras vezes que me lembro de tentar ler com música e eu consegui, li toda a coleção com essa música, e essa ela, seja em momentos de angústia, medo, celebração, alegria... em todos ela se encaixava.

Eu me vi apaixonado pelos personagens, pelos cenários, tive os meus favoritos, tudo isso que um fã passa, mas o que mais me deixou encantado com o universo de J.K. Rowling, é que tudo fora previamente pensado e repensado, tudo tinha uma ligação, eu não encontrava ponta solta e ela tinha pensado em cada cantinho do mundo de Harry Potter, e mais tarde eu descobriria a história da autora, me deixando ainda mais orgulhoso, tanto dela, como de tudo.

Harry Potter me acrescentou tanto na vida, como em quem eu sou hoje, assim como todos os outros livros, mas HP, assim como PJO (Percy Jackson) tiveram impactos maiores por serem tecnicamente 'os primeiros'. HP me ensinou mais sobre amizade, sobre a vida, sobre tudo.


Eu sempre tive mil e uma dúvidas quanto a minha casa, mas graças a uma colega minha, amiga duma amiga (q), eu conheci o Pottermore, e descobri minha casa, Grifinória - calma, que ainda não acabou - e até aí, beleza, mas e a dúvida do Patrono? Mas enfim, eu quase nunca mais entrei no Pottermore e vida seguiu, até que o site passou por atualizações e reformulação e eu refiz o teste, o qual deu Corvinal (e eu amei, porque eu amo essa casa e amo a Luna, sem falar que me identifico mais com essa casa) e um tempo depois -um dia depois, acho - eu descobri que tinham os híbridos de Hogwarts. E desde então, com base dos dois testes, passei a me identificar como Gryffinclaw - Grifinória + Corvinal, amém irmãos. E de bônus descobri meu patrono: Dapple Grey Stallion. (admito, relembrar tudo isso deu uma aquecida no meu coração).

Mas quanto aos filmes, nunca os vi na integra, sempre foi por partes que eu pegava quando passava na televisão de noite ou de tarde. Um dia ainda faço maratona e vejo tudo! (amém)

E nisso tudo, com o tempo eu comecei a procurar fanfics e conheci o ship Drarry (Draco e Harry, admito que gosto/amo) e li uns universos alternativos e outras coisas, mas tem uma fic que até hoje gravou no meu coração, e eu não lembro o nome. Era um crossover de HP, Jogos Vorazes e acho que tinha participação de Percy Jackson, se passava em Londres e Hermione tinha um lance com o Draco, e o Rony tava conhecendo a Katniss, ai que saudade </3

Enfim, também participei de muita coisa, como a treta toda de #JKIsOverTheParty que foi uma confusão e eu só consegui entender graças a um post do CC.

É engraçado, não lembrava disso tudo até escrever. Que sentimento bom :)) ~agora vamô pro final

Amo essa cena, scrr 


De fãs para fãs: a diferença.

Fãs 'obcecados': AI HARRY POTTER EU AMO, É UMA HISTÓRIA INCRÍVEL, UM MENINO EM UMA FAMÍLIA DE TROUXAS - não, são otários (talvez um pouco), são humanos - E DO NADA, DEPOIS DE VÁRIAS CARTAS SURGE UM GRANDÃO FALANDO QUE ELE É UM BRUXO E NOSSA, AMO! ~acrescente mais mil linhas.

Fã de boa: É uma história muito boa, um universo muito bem criado, a autora é incrível... AMO!

Veja bem, eu sou - em relação à HP - o fã de boa, o fã obcecado só no caso de PJO, mesmo AOKSSAKODSOKD

O que eu mais amo em Harry Potter, é o fandom. É um dos mais receptivos, compreensíveis e maiores do mundo. É um fandom que mesmo que algumas pessoas não concordem com algumas coisas, elas tentam se unir e se entender. E isso é muito legal. Até as brigas de ship são mais na brincadeira, e se rola uma ofensa, depois tudo se resolve (podem ter algumas brigas feias, como em todo fandom, mas são muito poucas). 

Harry Potter foi o melhor método de ter iniciado um novo século. E tenho certeza que isso foi de extrema importância para a evolução do mundo, em todos os quesitos, então... Obrigado, J.K. Rowling. <3 


TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Ahhh que texto maravilhoso. Acabei de ler o quarto livro e a J. K não decepciona. Também sou a fã de boa rs. Harry Potter foi o primeiro filme que assiti no cinema então me marcou muito, mas nunca gostei da série. Tinha um preconceito horrível sem conhecer. Só descobri a magia dessa história em 2013 quando meu irmão me obrigou a maratonar os filmes com ele e foi tipo: Mds o que eu estava perdendo?? Fiquei completamente apaixonada. Agora estou empenhada em terminar de ler a saga e está sendo maravilhoso pq os livros são mais completos e é como reviver tudo de novo.
    HP Aways <3 <3

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *