CCdiscussão CCEscrita

A diferença entre fanfics e histórias originais

14.6.17Dana Martins



Em histórias originais você não sabe a fonte.

Vamos conversar um pouco sobre fanfic vs. história original, porque existe uma certa ironia aí quando a gente fala de fanfic.

Pra quem não sabe, fanfic é um tipo de história baseado numa obra já original (ou qualquer coisa do que você é fã). Você pode ter fanfic que são histórias de fãs envolvendo uma banda que gostam, ou alguém que pegou uma série merda e reescreveu melhor. Definir o que é fanfic exatamente é difícil, porque é algo amplo. Diferente de "histórias originais" é um meio aberto a qualquer um que queira escrever por qualquer razão. Então você tem desde escritores famosos escrevendo na encolha algo alternativo que chega a ser mais brilhante que o original, até um garoto de 8 anos fazendo o spin-off da Barbie ou uma garota de 15 navegando a própria sexualidade. Tem todo tipo de coisa.

Pra ser sincera, eu não sei nem por que eu fui parar nesse meio exatamente. Um dia uma amiga me apresentou uma história de Simple Plan numa comunidade de Orkut e a gente decidiu fazer uma também porque era legal. 

Acho que no geral, fanfic acaba sendo uma forma que fãs encontram de ter conteúdo extra e poderem viver no universo que eles gostam por mais tempo. Não é por acaso também que a maioria das pessoas produzindo e lendo fanfics são mulheres - e é muito comum fanfics inserirem personagens de minorias que não aparecem nas obras originais. Não tem ninguém LGBT+ em Harry Potter? Beleza, me deixa escrever aqui essa possibilidade. 

Agora a Hermione é negra.


agradeça às fanfics que tu sacaneia.


Eu acho que fanfic não é escrita e é raramente pensada como algo do tipo "vou incluir!!! vou fazer representatividade!!" - por isso que um resultado comum é fanfic reproduzir padrões tóxicos da nossa cultura, tipo endeusar homem abusivo e excluir personagens negros. Mas a diferença é que pessoas que normalmente não têm acesso aos meios de produção pra fazer algo "sério", tem a chance ali de se incluir e escrever uma história voltada pra si. O que eu gosto? O que eu quero que aconteça? O que me satisfaz?

Homem branco normalmente não precisa de fanfic, porque toda "história original" é fanfic dele, é voltada pra ele, no que satisfaz ele. Até mesmo quando você tem uma mulher escrevendo, a história "original" só é levada a sério quando existe da perspectiva da cultura dominante (ou seja, a que favorece homem), então até mesmo história original de mulher não é sempre só história que favorece a mulher. Exemplo é J.K. Rowling que usa o nome abreviado pra esconder que é uma autora mulher e ser levada a sério, que tem um protagonista homem e uma história toda baseada em homens. (pf não vamos entrar numa discussão de Harry Potter agora)


Então o universo da "história original" é tudo fanservice pra homem. Tem que sempre tentar agradar o público masculino e ser algo que ele gosta - e isso é tão levado como a norma, que parece que é normal, a gente aprende a buscar fazer e se não prestar atenção repete.

Ou seja, no geral fanfic tem muito de ser um espaço onde a gente pode ter outras perspectivas, outras vozes, histórias centradas em outros públicos; A base da fanfic é "uma história que eu queria que acontecesse e não existe." E normalmente essas histórias não existem porque minorias são desvalidadas e/ou não tem os mesmos recursos pra desenvolver a habilidade, publicar, ser reconhecido.

Balenciaga (marca de bolsas cara) fez uma bolsa que custa 2.000 dólares
copiando sacolão da IKEA (loja popular) que custa 1 dólar


a IKEA sacaneando falando "Como identificar uma Original Ikea"

Basicamente, gente rica copiando é arte, gente pobre é fanfic. 

Agora, a parte principal que eu queria chegar: 

TODA HISTÓRIA É UMA FANFIC

Adaptação de livro? Fanfic. Todas essas histórias de super-heróis no cinema? Fanfic. 

Pelo amor de Deus, joga The Last of Us e me diz se Logan não é um crossover de Wolverine/X-Men com The Last of Us. É uma fanfic. Só que é produzida por um grande estúdio, em Hollywood, lançada no cinema e dinheiro é investido na divulgação. Não tem nenhum problema nisso, porque fanfics são fodas demais. O problema é que enquanto essas histórias são endeusadas, pessoal pisa em fanfic como algo zoado.



E pega Deadpool, um projeto pessoal do Ryan Reynolds que passou anos convencendo deus e o mundo pra conseguir fazer? Qual é a diferença dele pra uma garota nas Filipinas escrevendo fanfic do Capitão América? A diferença é que ele é um cara que teve os recursos pra transformar isso em algo mais. 

Aliás, quadrinhos em si já são uma fanfic da porra. Alguém criou um personagem 50 anos atrás e 92383298239832 outros escritores escreveram através do tempo e ao mesmo tempo. Às vezes canon (o original) nem existe, porque uma hora podem decidir escrever um personagem de um jeito O SUPER VILÃO. Só que aí vem outro e "Quer saber? naah" e apaga tudo e recomeça do zero, agora o personagem tem um bom coração e, pera, isso fez sucesso. Ignora tudo o que aconteceu antes. 

Se você conhece quadrinho, sabe que é impossível fazer uma timeline e história unificada pra saber tudo o que aconteceu com um personagem só. Se fizer isso vai ver que eles viveram os 20 anos por uns 50 anos. Não dá. Quadrinho é autores novos, contratados, fazendo a própria impressão (guiada pela editora) sobre um personagem. Cá entre nós, é capaz de fanfic de super-herói ser mais original do que um quadrinho lançado pela Marvel, porque enquanto a fanfic é feita por alguém que ama o personagem, estuda e se interessa em explorar uma história específica, o quadrinho às vezes é quem deu pra pagar, um escritor aleatório querendo uma chance e a editora tentando forçar as ideias loucas de mercado pra vender mais.

TUDO FANFIC
(e se o Stan Lee tivesse sozinho feito o Homem-Aranha, não seria tão famoso)


Mas ainda assim, ninguém vai desvalidar os quadrinhos enquanto fanfic parece coisa de escritor merda.

O Hobbit, La La Land e até aqueles filmes que contam a história de alguém famoso - tudo fanfic. Até Moana quando o Lin-Manuel Miranda faz suas menções a Pequena Sereia. 

Ou quando Neil Gaiman faz American Gods baseados em mitologias reais, mas na versão dele? É um um modern au (universo alternativo contemporâneo).

Quando o Rick Riordan pega mitologia grega e cria o acampamento meio-sangue hoje é em dia? Modern AU. 

Power Rangers (2017) faz uma versão Power Rangers de O Clube dos Cinco? Modern high school / super powers AU. 

Shakespeare se inspirava e fazia as próprias versões de outras histórias. Dracula é baseado no livro Carmilla. Contos de fadas? FANFIC, FANFIC, FANFIC.

Até a bíblia é fanfic.


Eu sinceramente acho que o fenômeno das "fanfics" é um termo contemporâneo como resultado da ideia de ficção como algo "meu". Eu crio uma história, eu coloco créditos, eu digo que é MINHA. Só que história não é assim e nunca foi assim e nunca vai se limitar a isso, e o resultado desse cercamento do que é "o original" é uma cultura de fanfic onde as pessoas continuam fazendo o que bem entendem. 

Só pra constar: não tô dizendo que não é pra ter crédito nem que tem coisa original, não é "YEY TUDO DE TODO MUNDO", mas isso é outra discussão. 

O ponto aqui é que fanfics são uma forma de dar acesso qualquer um a moldar as narrativas da consciência coletiva, o que é algo que sempre aconteceu e todo mundo tem o impulso de fazer porque a gente é um bicho que gosta de história. Me diz se pelo menos uma vez você não parou imaginando uma situação fictícia. 

Mas enfim, é o Neil Gaiman, o Neil Gaiman pode!!! Ou ele tá usando histórias (mitos) que já viraram propriedade pública.

Porém, não é só isso. Antigamente, quando eu ainda não conhecia direito, tinha sempre aquela questão de "plágio" envolvendo fandoms, que é só uma forma de desvalidar histórias que algumas pessoas não gostam. TAL AUTOR PLAGIOU TAL, ELE É UMA MERDA. Lembro dos meus dias de Jogos Vorazes quando todo mundo tinha que comparar com Battle Royale pra dizer que Battle Royale é melhor. (são duas histórias com adolescentes em uma arena pra se matar até sobrar 1) Só que isso é não entender como histórias são feitas. E até que, sim, rolam umas coincidências dessa. 

E sabe de uma coisa? Jogos Vorazes foi baseado em outras coisas, sim. O Labirinto de Teseu (mitologia grega), a autora Suzanne Collins falou que se inspirou em Spartacus pra Katniss, tem um monte de coisa baseada nos gladiadores romanos (e nem é escondido, o nome do país é PANEM) e tem referências a 1984 do George Orwell e sei lá mais o quê. Sem falar que é tudo uma fanfic futurista do próprio Estados Unidos (repara que em história americana mesmo daqui a 2398329823 anos no meio do universo vão dividir o mundo em 13). Aliás, a outra série de livros dela feita antes de Jogos Vorazes é inspirada em Alice no País das Maravilhas, só que versão moderna e envolvendo ratos?? Sei lá, não li.

O primeiro filme que o Zack Snyder - diretor e cara que tá por trás dos últimos filmes da DC - dirigiu, foi Dawn of the Dead, um remake de um dos filmes mais icônicos de zumbis.

Star Wars é um AU espacial de coisa de samurai.

Matrix é fanfic do livro Neuromancer.

Rogue One é Star Wars jogos vorazes AU.

Orgulho e Preconceito e Zumbis é Jane Austen com zumbi apocalipse AU.

E Stranger Things? STRANGER THINGS, MEUS AMIGOS. Stranger Things é fanfic porn dos anos 80. A segunda temporada está toda baseada em Ghostbusters e eles nem escondem isso. Stranger Things é uma fanfic gritante e ninguém tá falando "que merda". Pelo contrário, tá glorificando e adorando a adaptação das coisas antigas nessa nova roupagem.

Quanto mais você procurar sobre filmes, livros, jogos; mais você vai ver os criadores falando coisas tipo "eu vi tal cena nesse filme, aí eu fiz minha própria versão." Ou personagens que foram inspirados em outros. Ou 92382398 coisas que são basicamente fanfic.

A diferença é que eles mudam o nome, tomam mais liberdade, a gente não sabe. E só pra constar também: não estou falando de roubar, copiar, mas envolve muito se inspirar e aprender e usar isso como base pra fazer algo próprio.

Eu quando leio fanfic dificilmente leio canon (que se passa no universo da série) e já li com o mesmo casal histórias de caçadores de dragão, soldados steampunk, viagem no tempo, 390823 de histórias que se passam em escola. E tudo o que é feito com os personagens e acontece ali é 1) história original 2) levam a lugares que o canon não leva. Muitas dessas histórias mudando o nome e fazendo ajustes mínimos, passa como um livro original.

Lembrando agora, até séries americanas são feitas meio no estilo fanfic. É um showrunner que tem a ideia, cria um estilo de história, os escritores que chegam vão só fazendo fanfic do que ele fez. Rola até muito conflito da sala dos escritores que é "você não tá aqui pra fazer a sua história, você tá aqui pra escrever a minha ideia." Por isso até que série acontece muita coisa incongruente e besteira. 

Então eu acho que é muito irônico criticar fanfic, quando na verdade toda história é praticamente um fanfic e as histórias adoradas no momento são fanfic descaradamente - e celebradas por isso.

Decidi escrever esse post porque eu fui começar a assistir Westworld e começa aquela abertura linda, mas que meu cérebro só gritava: KARA. KARA. KARA. (um curta animado publicado na internet há alguns anos que deu origem ao jogo Detroit: Become Human) E aí o episódio começa, eu tive que dar pause e me segurar na parede pra respirar, porque era EXATAMENTE IGUAL A KARA. Parecia uma versão resumida do curta. Eu não duvido nada que inspirou a criação da série de alguma forma. E sabe de uma coisa? Não torna Westworld ruim por isso, torna melhor porque eu achei o jogo uma merda e eu amo esse conceito e queria assistir algo assim.

Mas depois de ver isso eu fiquei pensando em como o mundo é fdp. A série que tava todo mundo adorando desesperadamente é uma fanfic da porra, mas quando se trata de fanfic em si, o pessoal não considera "história de verdade". 




Agora aproveita e clica aqui pra se inscrever na minha newsletter:
minha newsletter!!! yeeey

TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *