balanço 2016 Balanço de Leituras

Balanço de Leituras: Especial 2016

8.1.17João Pedro Gomes



2016 acabou e é hora de contabilizar as leituras do ano! Se as metas não foram cumpridas, ao menos dá pra usar o choque de realidade e se motivar pro ano que começa, né?

Aproveita pra pegar nossas dicas de melhores leituras do ano no top 5 de cada membro da equipe! 😃

(créditos da foto de capa: [x]).

BELLS

Quantos livros você leu no total?: 42 livros. Tô meio triste porque nem cheguei a 50.


No geral, como foi seu ano literário?: Altos e baixos. Eu li poucos livros para os meus padrões, mas teve umas coisas maravilhosas. Só que eu fiquei com a sensação de que poderia ter sido melhor, sabe? Tanta coisa que eu queria ler por aí....enfim.

TOP 5 melhores do ano: Em ordem de quem vem primeiro na minha lista de livros lidos em 2016 divida em meses HAHAHAHAHAH



1 - Eu Sou o Número Quatro, de Pittacus Lore. Uma história maravilhosa com um universo maravilhoso e personagens ainda mais maravilhosos e que me fez chorar copiosamente e rendeu uma cena hilária com a minha avó PRECISA ESTAR NESSE TOP 5.

2 - A Rebelde do Deserto, de Alwyn Hamilton. Comecei o livro com muitas expectativas, fiquei esperando por elas até o meio do livro e então TOMEI MAIS TIROS QUE O 50 CENT QUE LOUCURAAAAAAAAA AGUARDANDO ANSIOSAMENTE PELA CONTINUAÇÃO.

3 - O Conde Enfeitiçado, de Julia Quinn. A série dos Bridgertons foi melhorando a cada livro, mas esse quinto....puta merda!!!! Meu coração foi arrancado, pisado e esmagado, pra depois ser recolocado todo saudável. Um dos melhores romances que eu já li.

4 - Seduzida por um Guerreiro Escocês, de Maya Banks. MINHA NOSSA SENHORA EU AMO TANTO ESSE LIVRO EU AMO TANTO ESSES PERSONAGENS QUE AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAaaaaaaaaaaaAAAAAAAAAAAA

5 - O Martelo de Thor, Rick Riordan. Nossa, eu nem sei o que dizer porque aconteceu tanta coisa....ler esse livro foi uma experiência INTENSA. Vivi todo o espectro de emoções e no final rolou um negócio que me fez urrar feito um elefante feliz.

Menção honrosa para é claro, A Besta da J.R.Ward. Meu mozão não entrou no top 5 simplesmente porque livros da Irmandade não se prestam a esse tipo de coisa, eles estão acima disso HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH

O que espera em 2017?: BATER A META DOS 50 LIVROS POR ANO. E ler coisas ainda mais maravilhosas, claro <3


TAIANY

Quantos livros você leu no total?:  71 livros, além de alguns romances de banca e umas releituras que não contei.

No geral, como foi seu ano literário?: Pelo terceiro ano seguido (a partir do que comecei contar) minhas leituras caíram :(  Além disso, não só a quantidade diminuiu, achei o conteúdo mais fraco também.  Apesar de ter lido coisas muito boas, as leituras só começaram a engrenar a partir do meio do ano e teve mês que foi só misericórdia. Pelo menos consegui cumprir minha meta de 4 livros por mês: com ela posso controlar minimamente meu bloqueio literário. Além disso, não tem problema se eu não ler 4 num mês, mas eu tenho que compensar ele num próximo (nem sempre possível) e assim, tenho uma boa continuidade com minhas leituras.

TOP 5 melhores do ano:
Isso foi tão difícil, uns 4 ficaram de fora e ainda dei uma minitrapaceada. A ordem em que coloquei não é de preferência, completamente aleatória essa parte.



1 - Carry On, da Rainbow Rowell.  Uma história que tinha tudo para ser a cópia descarada de outra, mas que ganha enredo e força própria. Eu mudei papel de parede de tudo por causa dessa história (nunca mexo nisso), e li a mesma cena umas 10 vezes num prazo de 3 dias porque era muito amor.  Confesso que o começo é meio arrastado, e você é jogado na história como se acompanhasse ela há anos. Mas não, cê não sabe nada e fica “ué?”. Então eis que o Baz aparece e aí, migues, não tem mais volta, é amar e amar.

2 - A Besta, da J.R Ward. Quando a Ward parar de entrar no meu top 5 de leituras do ano, será um ano triste. ESSA MULHER É UMA MAGA, SÓ PODE. Depois de 14 livros, um spin off (que não deu uma certo), e outra espécie de spin off (que veio pra ficar, tá sensacional), ela ainda consegue trazer um livro de cair o cu da bunda. Tá maravilhoso, e ainda surpreendente. Com as tretas que amamos, os romances e as cenas hot sem ficar repetitivo. Que a série não acabe e só fique melhor.

3 - O Martelo de Thor, do Rick Riordan. CA-RA-CAAAAAAAAAAAAA, titio Rick se superou nesse livro. Ele trouxe de tudo: questões de gênero, preconceito, religião, família, morte... e um dos personagens que mais amei esse ano. ALEX FIERRO, EU ESCOLHI TE AMAR.

4 -  Jennifer Niven. Minha pequena trapaça. Esse ano eu li dois livros da  Jennifer Niven, Por lugares incríveis e Juntando os pedaços. E MINHA NOSSA SENHORA DOS LIVROS ARRASADORES, ESSES DOIS DESTROEM. No entanto, o primeiro veio para deixar um buraco aberto no meu coração (é um livro que pode ser gatilho pra muito gente, apesar de maravilhoso), enquanto o segundo veio pra dar esperança ao mundo. Juntando os pedaços tem umas história mais próxima a mim, eu quis ler justamente pela protagonista ser gorda, mas, na verdade, os dois livros foram lições atrás de lições e tiros atrás de livros. Saí das duas leituras cambaleante.

5 - Ligações, da Rainbow Rowell. Agora que percebi que tem dois livros dela no top 5! Fiquei até supresa com o quanto amei essa história, geralmente os livros da Rowell tem protagistas jovens, e nesse eram dois adultos casados e com filhos. MAS QUE HISTÓRIA, QUE DESENOLVIMENTO, QUE INDAGAÇÕES. AMO MUITO, FALEM O QUE QUISEREM, ESSE LIVRO É MARAVILHOSO.

Vale ressaltar que O que me faz pular, do  Naoki Higashida. Foi um dos livros mais legais que li esse ano, e se você quer compreender uma criança ou adolescente com autismo, esse é o livro. Afinal, seu autor tem autismo, e é um adolescente. Ele não tá tentando explicar o que é o autismo, ele tá falando quem ele é.

O que espera em 2017?: Manter meu esqueminha de 4 livros que até o momento me agrada muitíssimo, e ler coisas que me deixem louquinha, que despertem a fangirl em mim e dificultem minhas escolhas de melhores livros do mês/ano.



EDUARDO

Quantos livros você leu no total?: 16.

No geral, como foi seu ano literário?: Em termos de qualidade ele foi maravilhoso e cheio de surpresas. Já em quantidade.... Eu li 2 livros a mais que no ano anterior. DOIS. Isso é a maior vergonha do mundo quando eu tinha prometido ler o dobro.

TOP 5 melhores do ano:


1 - Jovens de Elite, Marie Lu: A sinopse o livro tinha me chamado bastante atenção, mas eu realmente não sabia o que esperava quando comecei a ler esse livro. Foi tão bom e tão incrível em tantas formas diferentes que eu nem sei dizer direito.

2 - Atlas de Nuvens, David Mitchel: Eu esperei por esse livro por tanto tempo (e demorei tanto pra ler pela falta de tempo) que minhas expectativas estavam tão altas quanto as nuvens #badumtss. Sorte minha que ele conseguiu superar todas e ser um livro tão profundo e incrível.

3 - A Missão, Patrick Ness: Comprei a trilogia Mundo em Caos há tanto tempo que nem lembro quando. Porém só tinha lido o primeiro livro até então e não era muito fã, até ler A Missão e não conseguir desgrudar do livro. Uma história que me envolveu tanto e me trouxe tão perto dos personagens que eu ainda estou com medo de pegar o último livro.

4 - O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks, E. Lockhart: Presente de amigo secreto do Paulo que eu só fui ler mais pro fim do ano e me apaixonar por esse livro a ponto de reler parágrafos que eu tinha acabado de ler só porque eles eram bom demais pra ler só uma vez!

5- Lua de Larvas, Sally Gardner: Daqueles livros que parecem ser inocentes mas que te deixam no chão depois que você termina de ler.

O que espera em 2017?: Eu cheguei num ponto que nem quero mais me decepcionar com metas ou coisas do tipo, só quero mesmo é livro MARAVILHOSO. É meu último ano da faculdade e eu não vou mentir pra mim mesmo dizendo que vou ler mais. Mas, se for pra ler pouco, pelo menos, quero ler coisa boa.



JOÃO

Quantos livros você leu no total?: 7 livros e muuitos quadrinhos.

No geral, como foi seu ano literário?: A tentação é dizer que foi ruim pela quantidade de leituras e o sofrimento pra progredir com algumas delas. Sério, teve muitos momentos em que eu pensava que leitura simplesmente não era mais pra mim. Talvez tenha escolhido mal as leituras. Mas, sabe? 2016 foi o ano em que eu li o melhor livro que eu poderia no momento atual da minha da vida, e ele sozinho já valeu cada frustração. Tô feliz.

TOP 5 melhores do ano:


1- A História Secreta, de Donna Tartt: Esse livro virou meu favorito. Sem mais. Mesmo sendo uma obra estadunidense, expressou toda a pretensiosidade e sensação/necessidade de pertencimento que eu sinto no mundo acadêmico (vejam só, parece que são características universais). De quebra, foi uma ode ao ofício dos estudantes de línguas e literatura no geral, algo que não se vê muito por aí. Eu estou pra sair da universidade, mas sempre vou lembrar desse livro como uma síntese de que eu fui e como me senti nessa época tão intensa. (Escrevi dois posts sobre ele aqui).

2- Mulher-Maravilha: Ano Um, de Greg Rucka e Nicola Scott : Apenas a história da Mulher-Maravilha que os fãs pediram aos deuses durante décadas. Incrível, equilibrada, sensível... a origem definitiva. Especialmente importante depois de anos de histórias medianas ou que não respeitavam a essência da personagem. Tão boa que vai fazer a Panini estrear a primeira revista mensal solo dela, então: COMPREM!

3- Nimona, de Noelle Stevenson: A coisa mais criativa que li em anos. Prova de que nenhuma mistura de elementos é absurda demais quando serve bem à história. E QUE HISTÓRIA. Leitura obrigatória pra todos os millenials. Resenha aqui.

4- Aquaman (novos 52), de Geoff Johns e Ivan Reis: Uma HQ que surgiu do nada e fez o Aquaman subir do fim da lista pro meu top 3 de super-heróis. Me lembrou que uma história pode ser cheia de ação e supervilões e coisas comuns no gênero, mas nem por isso ser vazia de significado ou emoção. Parece que não, mas muito difícil de achar isso hoje em dia.

5- Orgulho e Preconceito, Jane Austen: Clássico, né. Demorei pra caramba pra terminar, mas os dias que vivi naquela história foram alguns dos melhores do ano.

O que espera em 2017?: Saber escolher leituras melhores e que me motivem mais. Não coloquei aqui, mas deve ter a mesma quantia de livros lidos e livros abandonados em 2016. O QUE ACONTECE COMIGO DEUS. Vou tentar ler uns gêneros e formatos diferentes, porque todas as apostas de "vou amar esse aqui!!!!" acabaram decepcionando, enquanto as mais inusitadas foram as melhores do ano. Parece que tá no hora de sair da zona de conforto literária e ver o que tem de bom por lá.



E você, tá satisfeito com seu 2016 literário? Quais são as metas literárias pra 2017?

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM