CCIndicação CCSéries

Westworld: faroeste, ficção científica e o que nos torna humanos

2.11.16Isabelle Fernandes


Só deus sabe o quanto eu estava completamente por fora do mundo das séries. Minhas favoritas estavam (e ainda estão, pra ser sincera) atrasadíssimas, não assistia a nenhuma novidade (a não ser Stranger Things, porque curtinha) e só sabia do que estava sendo lançado graças à internet.

Eis que um belo dia eu abri o CC e veio uma propaganda. Uma propaganda de Westworld. UM NOME ME CHAMOU A ATENÇÃO E ME FEZ SURTAR:::

JONATHAN NOLAN.

Eu até agora amei tudo que tenha o dedo desse homem e o irmão dele (CHRISTOPHER AMOR DA MINHA VIDA), e com Westworld não está sendo diferente.

A série basicamente se passa no futuro, provavelmente bem longínquo porque em um parque temático sobre faroeste, as estrelas são os Anfitriões: robôs que parecem mesmo gente. Eles recebem os Convidados com alegria, vivem como se estivessem lá em 1700/1800 e não fazem ideia de que são robôs. Não fazem ideia de que estão ali pra entreter os Convidados e que já tiveram vários backgrounds, já morreram mil vezes e são checados pela Limpeza e outras equipes do parque com frequência.


Já no primeiro episódio a gente já se dá conta de que isso aí vai dar merda. Robôs que sentem medo, raiva e amor sendo tratados como...bem, como máquinas que não sentem nada? O Dr. Ford, o chefão e idealizador do parque garante que eles não tem consciência, só que aí vão acontecendo coisas indicando que isso provavelmente tá prestes a mudar....nossa, é incrível. Lembra um pouco Eu, Robô nesse sentido, questionando o que é a consciência e se ela é capaz de surgir num meio totalmente artificial, capaz de ser fabricada.

Como se não bastasse toda essa coisa filosófica, ainda tem os mistérios. Um cara doido que parece um espectro tem rodado pelo parque atrás dos Anfitriões querendo saber de um tal de labirinto, e ele claramente vai fazer de tudo pra alcançar "o novo desafio", além de muitas coisas que ainda estão pra ser explicadas. Westworld é daquele tipo de história que já chega toda construída e você pega o bonde andando, todo esbaforido. Aos poucos você vai se acalmando, identificando as pessoas dentro do bonde e entendendo qual o itinerário.

Esse homem me dá um nervoso dos infernos
Infelizmente isso faz com que muita gente ache a série chata, devagar ou que fique repetindo a cada episódio que não tá entendendo nada, o que sinceramente me irrita. Vamo lá, isso é uma série de ficção científica! O objetivo não é entender o que tá acontecendo e sim apresentar um universo surreal, mas que poderia muito bem ser a nossa realidade. Além do mais, os irmãos Nolan tem loucura por narrativas sem ordem cronológica e me parece que acontece o mesmo em Westworld, muita coisa vai fazer sentido se for isso. 

Se a história não te deu vontade de ver a série, então vamos aos nomes ilustríssimos presentes: J.J.Abrams, Anthony Hopkins, Evan Rachel Wood, Jeffrey Wright, Rodrigo Santoro e por aí vai. SÓ MONSTRO, MINHA GENTE!!! Mesmo os atores nem tão famosos assim tão dando um show de atuação. E ainda por cima, a série é baseado no filme com o mesmo nome, feito por nada mais nada menos que Michael Crichton, o carinha por trás de Jurassic Park. A trilha sonora? Composta pelo maravilhoso Ramin Djawadi, aquele mesmo de Game of Thrones....SÓ GLÓRIAS.

A série tá chegando na metade e ao mesmo tempo em que algumas coisas estão começando a ficar claras, outras tão dando um nó danado na cabeça, ao mesmo tempo em que alguns personagens estão começando a mostrar a que vieram. Olha, eu tô sentindo que a season finale vai ser de cair o cu da bunda. Se fosse você, corria pra assistir logo.



TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *