CCMúsica festival

Lollapalooza 2016: melhores do festival

22.3.16Valentino Martins


FALA AÍ, RAPEIZE! Carioquinha aqui foi direto pra Sampa vivenciar e poder compartilhar com vocês uma das melhores experiências da vida: festival. Tanto no sábado quanto domingo eu só assisti três shows, num total de seis. Irei falar um pouco de cada e fazer um ranking dos melhores. =D

O MELHOR SHOW DO LOLLAPALOOZA 2016 VAI PARA: KAROL CONKA


Me desculpa, mas se mamacita fala, vagabundo senta. Eu conheci Karol ano passado (ou retrasado?!) de uma maneira um tanto trágica, minha irmã estava rolando o feed no facebook e... um site americano falava de uma tal de Karol Conka. Um site. Americano. COMOASSIM? E aí nós vemos o reflexo do brasileiro de não-valorização-do-que-produz e a super necessária presença dessa inenarrável cantora para nós.

Mamacita, paralela a uma manifestação conservadora e fascista na Avenida Paulista, chega ao palco e diz: "Vivemos em uma sociedade que nos obriga a seguir padrões. Estou aqui para dizer foda-se os padrões". Ela disse e fez. O show passava e com seu ritmo, seu gingado e seu poder, Karol conquistava cada um lotando tooodo o espaço do palco Trident as 13:30 da tarde de domingo.

Arrisco-me a dizer que naquele dado momento era o show mais lotado e badalado do Lollapalloza. Karol é a artista emergente mais valiosa, que eu conheça, que o Brasil tem. Ela carrega consigo todo um visual mega estiloso e atraente, canta bem e tem uma puta presença de palco. A melhor parte é que usa toda essa voz para reivindicar visibilidade e empoderamento. Karol trouxe ainda a cerejinha do bolo, Mc Carol de Niterói, representando junto a ela toda a cultura do rap e do funk brasileiro. <3



Mamacita manda machista calar a boca, pisa no racismo e mostra que, sim, mulheres negras podem e são capazes de mover montanhas. Pra mim, melhor que um show animado, foda, é um show que usa seu potecial pra construir um mundo melhor e Conka faz isso sem pensar duas vezes.

Segundo lugar vai para: TWENTY ONE PILOTS!

Essa foi tirada por mim <3
Pausa pra ficar arrepiado só por lembrar.
Pausa pra sentir a chama de felicidade e admiração queimando meu peito.

Twenty One Pilots. Três anos atrás eu conheci essa banda e rejeitei por causa dos gritos nas músicas. Teve até uma certa beleza na minha resistência, mas... provavelmente uma semana depois eu já estava indo pro hospital desmaiado por estourar meus pulmões cantando Car Radio. Só não mais que a Lady Gaga, essa é a banda que esperei por mais anos pra ver. Essa banda, juntamente com a Halsey, que conheci ano passado, me levaram pra São Paulo. Por isso, tentarei não pôr meus sentimentos pra falar da experiência... é, não, vou pôr meus sentimentos com força, sim. Gosto tanto que três dias após o Lolla, eu fui no show deles no Rio e já já sairá post contando tudinho como foi! xD

Assisti sozinho ao show e por isso fiquei praticamente na grade e, nossa, acho que um show nunca entrou tanto na minha veia. Após ser engravidado, ter engravidado e saído da compressa de humanos que dominam a grade, por muito pouco esse não foi o melhor show do Lolla.

Tyler e Josh chegaram com Heavydirtysoul e Stressed Out fazendo a galera ir a delírio. Foi absurdamente lindo ver todo mundo ao meu redor pulando e cantando, eu cantava até meus pulmões queimarem e as costelas me imobilizarem!!! Os 21 pilotos trouxeram um show pra pular, mas sem em momento algum perder a mensagem. Eles trouxeram um show pra nunca mais esquecer.

Pontos que valem dar ênfase: eles eram apenas dois. Nunca vi duas pessoas fazerem um show tão conectado e eletrizante como esse. Nunca vi, sinceramente, colocarem instrumentos em em cima dos fãs e tocarem lá mesmo, sobre a multidão. Nunca vi alguém subir e estender a bandeira do meu amado brasil no topo do palco. (Talvez Jared do 30 seconds no Rock in Rio descendo a tirolesa, mas ainda assim..). Tyler e Josh destruíram o Lollapalooza 2016, o meu coração e a vida!

Costumam falar que o Tino aqui diz muito, mas sobre esse show eu não tenho muitas palavras. Aliás, minto, tenho uma frase que foi gritada durante o show: "DONOS DO MEU CU!!". Hahahahahaha

Teceiro lugar, rainha da marijuana legal: Halseyxas!


Man, essa garota é a tempestade da minha garoa. Halsey só tem um CD, o que foi maravilhoso porque praticamente cantou o CD inteiro. Acho que ela não tinha noção do alcance da música dela até ela chegar aqui e ver o coro brasileiro altíssimo. O show dela é muito bom, mas ainda tá faltando algo. Acho que o dia que ela for tão poderosa quanto a Marina dos Diamantes, nenhum céu vai ser alto o bastante pra Mc Halsinha.

Eu queria tanto ver a Halsey que, suspeitosamente, digo que foi o melhor show de domingo. Teve uma hora que os fãs brasileiros soltaram balões azuis ao som de Colors. Parecia que até teve ajuda dos deuses porque surgiu um redemoinho de vento no meio do público de frente pro meio do palco que ficou lá até o fim do show. Ficou tão lindo, foi um dos shows que o cenário natural deixou mais lindo! (Me lembrou até o da AlunaGeorge no Rock in Rio)

Quarto: Marina and The Diamonds


No ano passado Marina and The Diamonds teve um imprevisto e teve que cancelar o Lolla no dia do festival. Brasileiro como é, espalhou diversos memes na internet o que provavelmente deixou a cantora insegura quanto a receptividade referente ao seu um ano de atraso. ENTRETANTO, como nós somos fechamento, abraçamos o show e foi tudo incrível.

Marina fez um show poderoso. Eu conheço e escuto ela deeesde o The Family Jewels e nunca soube o que esperar do show dela. No Lolla ela se mostrou uma rainha de verdade!

Algo bastante legal e que dificilmente se vê, só vi no show da Lady Gaga e da Katy, é que ela usa o palco como parte do show. Ela dividiu o show em três partes, referentes aos seus três cd's, e o que guiava essa mudança entre as respectivas fases era o telão, a iluminação, o figurino e a banda. Isso torna o show tão mais cativante, prende sua atenção até quando ela não está no palco.

Sábado fui viradãaao pro Lolla, então, depois de Mc Halsinha estava muito destruído, queria ter aproveitado mais o show dela. ): Porém, afirmo que Bubblegum Bitch, Primadonna e How To Be a Heartbreaker no som de festival é algo, ó, ABSURDO. O que é aquela batida, o que é aquela sintonia, o que é a voz dela, nossa, acho que todo mundo uma vez na vida deveria ouvir esse som.

Quinto: Of Monsters and Man


Por último e menos importante, Of Monsters and Men. Eu queria muito ver o show! Só que diversas outros fatores brocharam meu show:

1 - O som estava baixo, OMAM requer som porreta pra batida da música conectar a alma.
2 - Tinha uns pseudomachos fazendo uns comentários tão destrutivos que, poxa, tava ruim ficar perto. (Os comentários não eram pro show)
3 - As pessoas estavam paradas e meio morgadas. Tudo bem que omam não é lá muito de pular ou requebrar a raba, mas poxa, me deu um pouquinho de tédio. Apesar de estar cantando (I Of The Storm <3), eu só pensava na Mc Halsinha que era logo depois.
4 - Fui embora no meio do show, ansiedade por Halsey tava subindo a cabeça.

Vai ver eu não estava na vibe ou a distância entre os palcos e o horário colado com o show da Halsey me encheram de afliceta. <o>

Florence and The Machine


Repare que não há uma numeração, é proposital. Tia Florência e A Máquina chegou a um nível que não entra mais como show. Não cabe mais opinar. Eles chegaram a um patamar que eles vem, fazem o que tem pra fazer, enchem as pessoas de vida e vão embora deixando o rastro de luz. Se Florence queria se tornar uma fada, um anjo talvez, algo não real, algo poderoso, parabéns, ela conseguiu.

O que eles fazem em palco é algo indiscutível e indescritível. A formação que eles tomaram como banda, fazem você ter um momento único e inesquecível.

Não há o que falar. Florence fechou o domingo, fechou o Lollapallooza 2016 com chave de diamante. Lavou a alma das pessoas e liberou todo o se esplendor. (Como sempre)


Obs.: Fotos tiradas pelo I Hate Flash!

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *