amiga esotérica ansiedade

Batdrama olê olê olá eu sou trash isso não rima

8.2.16Dana Martins


Ia ser um Batdrama sobre ser trash, mas acho que é só mais um Batdrama trash mesmo. Ai jesus, tinha uma foto minha deitada no meio de um monte de lixo (não pergunte), mas não lembro onde tá. Uma pena... Enfim, além disso ainda falo de introversão, signos e nem sei mais o que.


VAMOS FALAR DE... SER TRASH.

E com essa música pra canalizar o espírito trash da semana:


Sério, eu fui assistir a porcaria de um crack video ontem e OOHHH SHE OFFERS ME PROTECTION tá na minha cabeça no repeat. E se você não sabe o que é crack video, ESSA É UMA HORA PARA *dancinha animada com música de abertura*

FANDOM WIKIA DA SEMANA. 

*coloca os óculos*

Crack video são tipo vídeos da parte zuera do fandom, que mistura cenas da série com músicas engraçadas como trilha sonora ou que expressam a reação do fandom assistindo aquele momento. Tipo essa semana em The 100 o episódio foi sobre se ajoelhar (diante de uma figura de poder) e no vídeo tem uma cena de umas pessoas se ajoelhando com a música da Beyonce BOW DOWN (bow down: se ajoelha). 

Aqui pra quem quiser ver (SPOILER DO TERCEIRO EPISÓDIO DA S3 DE THE 100), o início é ruim e o final é destruidor, mas eu já sou trash demais pra me importar. 

Agora que já temos uma trilha sonora trash pra o meu Batdrama trash, vamos em frente.

O que o fandom de The 100 brasileiro decide me fazer essa semana?

Colocar "THE 100 É BAILE DE FAVELA" nos trending topics do twitter. Baile de Favela é um funk, e o único objetivo disso é zueira, mostrar que brasileiros têm poder e chamar atenção pra série. E EU MORRI DE RIR. 

Tanto que acabei fazendo a trama de uma fanfic Favela AU (ou seja, o que aconteceria se The 100 acontecesse em uma favela brasileira). A Favela AU já é uma ideia que rola desde o ano passado quando eu e a minha amiga conversamos sobre uma cena onde a Clarke coloca ordem em geral dando tiro pra o alto.

episódio da primeira temporada, acho que é o 9


Aí dessa vez além da Clarke como líder do tráfico no morro, a gente pensou na Lexa com cantora de funk. E eu inventei uma trama. E a minha amiga pediu detalhes sobre os outros personagens. E quando vi tinha uma história completa. E escrevi um capítulo ("BAILE DE FAVELA" Capítulo 1: Minha pussy é o poder) (já pode escrever TRASH na minha lápide). 

Mas só que escrevendo o capítulo eu me senti muito mal, porque eu comecei a pensar em todos os problemas da realidade brasileira, e eu não consegui fazer 100% comédia porque, hey, existem pessoas reais vivendo em favela e não é nada legal ficar "sacaneando" isso. E eu estou longe de ser uma pessoa que tem propriedade pra falar sobre essas pessoas e a vida delas. Não é a minha história, nem a minha voz, e é um grupo minoritário e *crise*

Não ajuda também que The 100 tem muito angst e é difícil escrever uma história baseada na série que não fique pesada. Ou seja,


Foi bom enquanto durou, Favela AU. E foi um treino de escrita legal. O que nos leva a...

MINI-CLUBE DE ESCRITA

que virou um post separado. porque óbvio.

E nem sei como conectar o resto do que eu quero falar no post, porque já percebi que quebrei a ordem cronológica. 

Só sei que vamos agora pra o

CAPÍTULO 2 DA CONFUSÃO COM AS AMIGAS

No último Batdrama falei sobre não estar falando com elas, porque fui traída (elas assistiram o episódio de The 100 sem mim) e falei que: quer saber? às vezes a gente tem o direito de ser ~babaca~. Na segunda mesmo já tava tudo certo de volta a rotina. 

Instalei whatsapp no celular novo, mandei a foto da Nicki Minaj e conversamos.

what's good

E eu quero falar sobre o que aconteceu, porque foi muito legal. A gente falou sobre como se sentia, se entendeu sobre o problema da situação e, sinceramente, nem tinha muito o que falar. Minhas séries preferidas são meu ponto fraco, fiquei triste delas assistirem sem mim, e puta, e tirei um tempo pra ~curar as feridas~. (sério, eu não queria nem ver a cara delas naquela noite o.ó) E aí quando eu comecei a ignorar elas ficaram putas comigo. Mas a gente conversou e acho que tá bem? Pra mim, isso abriu espaço até pra uma relação melhor, em que a gente se conhece mais e aprende a tomar cuidado com as coisas importantes pra cada um. Eu não vou fazer isso de propósito, eu não sou idiota nem cruel, mas às vezes a gente se machuca e precisa de espaço. E aí? E AÍ? 

Nós já rimos da situação e fizemos uma análise astrológica (?). Basicamente, comparamos as nossas reações na DR com reações dos nossos signos e isso explica tanta coisa. ;x

Inclusive, encontrei isso no tumblr:

quando você tá esperando ele se desculpar mas ele não sabe que fez algo errado porque você não disse pra ele porque ele tinha que saber


Foi exatamente o que aconteceu. hUHAUHUAHAUHAUHAUHAUAHUHAUAHA 

E tão bom poder voltar a falar com elas, finalmente pude mandar os links que eu tinha salvo na semana anterior e colocar em dia as teorias sobre The 100. (a ideia era deixar elas de castigo e não falar sobre the 100) (mas não deu) (eu só queria parar com o silêncio e voltar a ser amiga outra vez ;-;)

E graças a isso nessa semana nós discutimos CLARAMENTE como faríamos para ver o episódio e deu tudo merda outra vez, porque o streaming da minha amiga parou no meio e eu assisti AS PARTES MAIS EMOCIONANTES DO EPISÓDIO SEM PODER FALAR. Mas sobrevivemos. Ao acontecimento, já ao episódio... não tenho certeza.




Já escrevi aqui a minha análise do episódio da semana, e acho que vou fazer um post pra cada episódio porque sim. 

Esse episódio foi tão bom que eu assisti no streaming, baixei e assisti com a minha amiga e depois assisti com meu irmão. Meu irmão falou que a sensação assistindo o episódio é o primeiro gif repetindo eternamente. Exatamente.

Eu queria comentar alguma coisa sobre double standard fdp que as pessoas têm, mas esqueci completamente. Então vamos em frente.

INTROVERTIDO VS. EXTROVERTIDO

Essa semana vi uma discussão sobre jogar conversa fora no tumblr, e acho interessante como você tem exemplos de pessoas que experimentam as coisas de formas diferentes, mas têm dificuldade de se entender. De um lado a pessoa falava que "jogar conversa fora" é muito bom, porque heeey você está se comunicando e é algo muito útil no dia a dia; Do outro a pessoa falando que isso é ruim pra algumas pessoas porque é tão exaustivo. O resultado?

Quem achava jogar conversa fora legal, achava que quem não gosta é mal educado.

Tipo, literalmente não entra na cabeça da pessoa que pra algumas pessoas, não é só questão de educação, de escolha, é exaustivo. Faz mal. Fisicamente. 

mas sabe que isso é uma boa cantada se a pessoa gosta de Jane Austen
e por boa eu quero dizer ridícula, o que é ideal se você fica desconfortável e quer quebrar o gelo logo


E eu nem tô inventando isso, a Bells já fez um post sobre e faz parte de ~pesquisas científicas~. Apesar de que seria legal se eu não precisasse de uma pessoa me explicando o que eu já sinto em primeira mão. 

Aí por acaso eu encontrei um post sobre um lince e um gato. Resumo: Um gatinho perdido entrou no zoológico e fez amizade com um lince. E aí a pessoa fala que grande parte da sobrevivência do gato doméstico envolve a capacidade de se socializar e fazer amigos, enquanto o lince é um tipo de animal solitário que não é nem "equipado" com formas de se socializar. 

Acho que uma história nunca representou tanto a minha vida social. Leia aqui.

Ok, e procurando gif eu achei um post com 23 coisas sobre introvertidos muuito bom e aqui algumas imagens que eu queria compartilhar:

"Eu vou se eu não precisar falar"
Minhas melhores amizades funcionam sem... falar. HUAHUAHUAH Sério, com meu grupo de amigas,
a maior parte do tempo a gente tá é trocando link de coisa da internet (provavelmente The 100), e como é mais de uma pessoa, às vezes o grupo tá movimentado sem uma de nós precisar falar (a gente costuma ler tudo. às vezes tem umas 200 mensagens e tá lá eu lendo). Eu nem preciso responder tudo. Às vezes eu passo até alguns dias sem falar nada e é ok. 
"Desculpa, eu não posso. Já preenchi a minha cota de gente por hoje"
Parece mal educado, mas é cruelmente real. Tem os momentos de JÁ CHEGA, PF PAZ DEIXA EU RESPIRAR,
DEIXA EU FAZER ALGO 100% SEM SERES HUMANOS TIPO... VER UMA SÉRIE. HAUHUAHAUHA
e se eu não tenho esses momentos, eu começo a ficar mal, não conseguir fazer nada, irritada (...) até o ponto
em que eu só consigo ficar jogada na cama esperando os seres humanos se afastarem e o tempo passar

SOBRE SITUAÇÕES RUINS

Quero indicar esse post no tumblr que fez eu me sentir tão bem. É uma pessoa que tava numa relação tóxica com alguém que a culpava pelo vício em drogas que ela tinha, e que conseguiu sair, e encontrou outra pessoa que cuidava dela de verdade. 

Bônus: eu não sei o gênero da pessoa que escreveu, mas pelo que ela diz no primeiro namoro era uma garota e no segundo um garoto. e daí? e daí que são momentos assim que o tumblr recria o mundo. é uma história de uma pessoa pan/bissexual em que essa nem é a questão, apenas normaliza o fato de que algumas pessoas namoram pessoas de gêneros diferentes! 

SOBRE ANSIEDADE

Nem tudo me representa, mas encontrei um link que fala sobre pessoas que têm ansiedade e foi legal ler. 

REVELAÇÕES ASTROLÓGICAS


Essa semana por acaso também teve muita astrologia. Minha amiga tava lendo 923892382 coisas e compartilhou com a gente. Acho divertido que já faz um tempo que eu vejo um horóscopo e 1- vejo meu signo; 2- vejo o signo delas; 3- compartilho. Na maior parte do tempo são essas listas do tumblr. 

A MÚSICA DO SEU SIGNO.
A FRASE DO SEU SIGNO.
O PERSONAGEM DO SEU SIGNO.
O MODO COMO O SEU SIGNO REAGE.
O QUE SIGNIFICA QUANDO VOCÊ TEM ASCENDENTE TAL.

Quando eu era pequena, eu lia secretamente o horóscopo da semana no jornal, mas achava uma coisa fútil e "mentira" porque era isso que todo mundo dizia. Como é que um planeta vai falar da minha vida, né? Mas com o tempo eu fui aprendendo que a ideia de que horóscopo é fútil tá mais pra coisa de gente fútil que não para pra entender. HAUHAUHA Tipo, não é uma PREVISÃO. Mas mostra umas tendências, influências, etc. Pra mim, o principal é em termos de se entender melhor. Eu lendo meu mapa astrológico: altas revelações. 

Não tipo:

VOCÊ GOSTA DE FUTEBOL.

"Caramba, eu gosto de futebol, não sabia! Deixa eu procurar um time pra mim"

Mas pra:

"o que os signos estão fazendo domingo a noite

cantando o rap das músicas do twenty øne piløt 1:04AM: leão, peixes, aquário"




Eu sou Peixes e a minha amiga é Leão, e eu tenho provas de que nós duas fazemos isso. HAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHAUHA




OLHA QUE FOFINHO. EU MEREÇO CARINHO E SOU FOFINHA. 

Ok, não. 

Mas a questão é que através disso eu me conheço melhor, eu conheço melhor as minhas amigas, a gente se diverte e vê gifs de gatos fofinhos. 

Além disso, horóscopo não é só o seu signo, tem mais umas 9238923832 coisas que eu nem entendo direito. 

VOCÊ TÁ DE SACANAGEM COMIGO, MUNDO?
(aviso sobre homofobia. se isso é um assunto sensível pra você, pf leia o próximo tópico <3)

No Diário Homofóbico dessa semana, uma Pessoa Não Nomeada veio me dizer que a amiga foi expulsa pelos pais de casa quando eles descobriram que ela já ficou com garotas. Não só isso, eles falaram que ela precisava ser internada. E a irmã dela a culpou pelos problemas dos pais. Nesse momento ela já voltou pra casa, e não sei como tá. 

Eu só sei que dá vontade de enfiar isso na cara de uma pessoa que fala que reagir é "mimimi". 

O que me lembrou que eu tinha salvo uma ask onde uma garota desabafa sobre a família homofóbica dela. E a melhor parte é a resposta "eu entendo você, na verdade nós estamos na mesma posição, se um dia eu me assumir pra minha família eu poderia começar a terceira guerra mundial." O mais interessante, pra mim, é que é inglês e acho que as duas pessoas não são nem do mesmo país. 

E eu já até falei de outra situação aqui parecida no Batdrama.

ISSO É UM FUCKING PROBLEMA GENERALIZADO. 

EU VOU PRA O MATO, VOU PEGAR ESSAS CRIANÇAS TODAS, CRIAR UMA ESCOLA CHAMADA CASTELOBRUXO E DEIXAR TODO MUNDO SER GAY E QUEER A VONTADE EM PAZ. 

E DE JEITO NENHUM NENHUMA RELIGIÃO OU CRENÇA OU "CERTO" PODE PERMITIR ESSAS COISAS.

FODA-SE A REALIDADE. EU NÃO ACEITO A REALIDADE. ESSAS PESSOAS MERECEM MAIS E EU NÃO VOU FICAR CALADA NEM DESCANSAR E DEIXAR ESSAS PESSOAS SOZINHAS. 

*bate na mesa com força*

ESSES FUCKING SUPER-HERÓIS DE MERDA. CADÊ OS SUPER-HERÓIS QUEER, CADÊ ELES AJUDANDO ESSAS PESSOAS, ALGUÉM TEM QUE FAZER ALGUMA COISA. 

Ok, esse último comentário foi aleatório, mas é porque eu acho que os filmes de super-herói com representatividade LGBT+ teriam um enorme impacto e salvariam crianças de verdade no mundo real. 

ENFIM.

E sabe que em parte é isso que eu quero construir aqui no CC? Tem muitas coisas que eu ainda não posso fazer e, se vamos ser justos, tem muita coisa ainda que eu não sei. Hoje mesmo recebi um comentário num post meu de um ano atrás mostrando que eu falo uma coisa transfóbica horrorosa. Na época eu não fazia ideia! Quanta mais merda eu devo estar falando sem saber?

De qualquer modo, tem coisas que eu posso fazer, e o ConversaCult é uma delas. 

Essa semana, inclusive, foi maravilhosa. 

A Carol fez um post sobre ser bissexual, onde ela fala até de mulher se masturbando, e FOI MARAVILHOSO. Eu quero mais coisas assim no CC. Tem uma frase que diz "quando você se liberta, você liberta as pessoas ao seu redor" e foi exatamente o que aconteceu.

Reflita:

Carol escreveu esse post.

Uma pessoa leu e falou pra o amigo que se identificava com o texto.

O amigo, que é queer no armário e há um tempo queria contar pra essa pessoa, aproveitou a situação. 

E isso não é algo pequeno.

Essa não é a primeira vez que uma história assim acontece no CC. Volta e meia surge alguém com "li aquele texto e descobri que sou eu, agora eu me sinto tão melhor" ou que através de um texto encontrou coragem pra se assumir. Às vezes nem é assunto LGBT+, porque tem os textos sobre feminismo e outros assuntos.

Inclusive, ontem a Bells falou sobre ser puta. Saiu a newsletter do João sobre a faculdade. E qualquer dia vai sair meu post sobre ser gorda (sim, eu finalmente escrevi algo sobre o assunto). 

Textos assim me dão tanto orgulho de fazer parte desse site. 

Não sei o que mais falar, vou deixar esse link aqui de um post que eu encontrei depois de ver o texto que a Bells escreveu sobre ser puta. Não é sobre ser puta, é sobre como meninas são privadas de várias coisas ao crescer pra caber na caixinha de "mocinha", o que a Bells fala também.

ATÉ SEMANA QUE VEM

Enfim, só sei que eu tô feliz e essa semana foi muito boa. Ontem foi o único dia que eu realmente fiquei um pouco mal (com sono?) e dormi um pouco, quando acordei tava com dor de cabeça, mas foi justamente aí que minha amiga me mandou aquele crack video. Me distraí completamente e fiquei melhor outra vez. 

Meu irmão também veio pra cá outra vez, mas tem passado o tempo inteiro em bloco de carnaval ou dormindo. Aí eu fiquei pensando, né, que a oportunidade tá bem aqui. Se eu quiser ir pras festas, VAMBORA. Ele parece que tá se divertindo, tá todo mundo se divertindo. Eu quero ir? A resposta é: Não. 

Não agora. Não nisso.

Mas acho que eu quero sair pra fazer alguma coisa. o quê?


AGORA MURAL DE APRECIAÇÃO

Meu novo gif preferido


O olhar do Bell pra Gina pf 




"Feminismo não me ensinou a odiar homens, mas me ensinou a parar de priorizá-los acima das mulheres.

E acabou que muitos homens pensam que isso é o mesmo que ódio" fonte



Nova badass / smart ass / great ass da semana. Juro que sou eu que não estou fazendo esses gifs. 



e eu nem concordo que todos esses ass são great, mas ok
E esse gatinho fofinho porque sim.



TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *