Adriana Araujo Bones

Abandonar ou não a série? Eis a questão

9.1.16Adriana Araujo


Como comentei no meu Top 5, sou a louca das séries (Tá, talvez não como o Eduardo, rs). Já fiz posts de indicações, to sempre falando sobre elas, seja pessoalmente, ou no Twitter (cuidado com spoiler!). Falo sobre as que vejo e ninguém que eu conheço acompanha (tristeza), aquelas cujos personagens roubam meu coração, as que tem um enredo muito bom, enfim. Mas esses dias tava pensando sobre as séries que eu amava tanto e agora mal consigo ver. Precisamos falar sobre elas também!

Cuidado: spoiler de The Walking Dead e Bones!



É engraçado porque as duas séries que motivaram esse post são séries que indiquei aqui no CC quando ainda morria de amores por elas e isso nem faz tanto tempo. São indicações de 2014, ou seja, em dois anos, mais precisamente duas temporadas, eu desanimei das coitadas. Como a relação emocional é forte, não consegui abandoná-las (e nem sei se vou), apenas vou deixando-as num limbo eterno e quando tô de saco cheio das queridinhas atuais eu resgato um único episódio pra depois abandonar por mais três meses.

A série número um da minha negligência é Bones (leia mais sobre ela aqui), que é uma das primeiras séries que me lembro de acompanhar, e a que vejo há mais tempo. Comecei a ver Bones sete anos atrás, parei por uns 3 ou 4 anos (!) e voltei, porque gostava dos personagens, o casal que eu shippava eternamente ainda não tinha ficado junto (eu queria muito ver isso acontecer) e a série sempre tinha uns serial killers maneiros.

Eu curto série de investigação e essa era a única que eu acompanhava pra valer nesse gênero. (Gosto de assistir várias séries ao mesmo tempo, de gêneros variados, porque assisto de acordo com meu humor q). Quando retomei a série, fiz uma mega maratona, vi tudo que eu queria, o casal ficou junto, casou, teve dois filhos e tá feliz. Teve momentos de tensão, de separação do casal, que me deram uma animada, mas é isso. As investigações não me animam mais e eu ainda vejo pelas histórias paralelas, do casal e dos personagens secundários, que eu gosto. Depois que conheci How to Get Away With Murder, então, as investigações de Bones ficaram bem bobas pra mim, não rola aquela loucura de *preciso ver mais um episódio senão eu morro*.

Eles são fofos demais juntos. Fica difícil largar assim
É a mesma fórmula de dez anos atrás, com o "morto do dia" que se resolve no mesmo episódio e uma historinha paralela envolvendo um dos personagens principais ou secundários. Nessa temporada (tá na 11ª) ainda não teve um episódio que eu tenha realmente gostado. Já ouvi rumores de que tá acabando, que os atores tão cada vez mais difíceis de renovar e tal. Sinceramente, já tô quase torcendo pra que acabe mesmo, rs.

A outra série que motivou esse post foi The Walking Dead. Acompanho há três anos e quando comecei foi amor à primeira vista. Muita ação, destruição, personagens bons, mortes e choradeira. Mas o auge da série acabou sendo o que eu vi na maratona, foi o que me fez escrever essa iniciação apaixonada. As três primeiras temporadas foram maravilhosas, a quarta foi muito boa, mas a quinta já me desanimou. Personagens chatos que não morrem (alguém mata o padre, pufavô?) e uma história repetitiva também. É sempre aquela busca por um cenário melhor, chega lá, se ilude, vem um vilão que acaba com tudo e eles voltam a fazer o mesmo.

Sempre a mesma correria pra ~~nada~~
Mas, Adriana, os caras tão no apocalipse, não tem o que fazer, senão isso! Realmente! Mas coloquem vilões à altura (agora dizem que tá vindo um aí que nos quadrinhos é assustador. Estamos no aguardo!!!) desenvolvam melhor os cenários, (o que foi aquela caminhada de uma temporada inteira para o Terminus pra resolver tudo em dois episódios???) parem de explorar personagens chatos (alguém mata o padre, pufavô?). Não sei, mas eu desanimei tanto que só vi três episódios da sexta temporada, que até foram legais, mas aí comentaram comigo que o próximo era uma episódio perdido sobre a vida de um único personagem, dando uma super pausa nos acontecimentos legais e até hoje não vi. Uma hora verei, preferencialmente até o fim do hiato, mas também não sei por quanto tempo isso vai se arrastar.

Vocês devem estar se perguntando: mas, Adriana, se você não tá mais curtindo a série por que não abandona e se dedica às que você mais gosta? Respondo: EU NÃO SEI. Me sinto abandonando um projeto, fracassando numa coisa que comecei e que foi tão legal por tanto tempo. Poxa, no caso de Bones, são sete anos nisso. Essa eu realmente só quero que acabe, rs, pra eu dar um fim decente, ver até o fim e ter a sensação de dever cumprido. E The Walking, eu ainda tenho esperanças de que fique boa de novo. Talvez a temporada até esteja legal, eu que tô com esse bloqueio com ela. Vamos, literalmente, aguardar, os próximos episódios.

Eu sem saber bem o que fazer com essas séries

Vocês tem alguma série que já não curtem mais, mas também não conseguem abandonar?

TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Miga, só digo uma coisa: DESENCANA. Eu abandono até série que gosto, imagina insistir no que não me agrada mais? Acho que posso contar nos dedos de uma mão as que concluí, sendo Lost a maior delas.

    Se não me engano, comecei a curtir seriados com Smallville. Eu AMAVA esperar domingo (era domingo mesmo, né?) para assistir ao episódio da semana. Eu gostava até das piadinhas do Celso Portiolli (entreguei a idade? hahaha). Mas então, acho que acompanhei até o comecinho da quarta temporada e fui comprando os boxes (que custavam o olho da cara naquela época!), mas pergunta se continuei assistindo? ATÉ HOJE não sei qual o final. Quero dizer, eu li sobre, mas ver mesmo, nada. E não me remoo por isso. Aí veio Lost, que primeiro eu acompanhei pelos DVDs locados (vocês se lembram das locadoras, né? Não me façam me sentir A IDOSA, prfvr) e terminei pela internet. Bons tempos aqueles. Essas foram as duas séries mais marcantes.

    The Walking Dead eu comecei a acompanhar quando saiu. Tipo, zumbis, cara. <3 Acho que assisti 4 episódios, viciei meu pai (que acompanha até hoje) e levei uns 2 anos pra concluir a primeira temporada, onde parei e nunca mais retornei. E não me importo.

    Assisti a primeira temporada de Under the Dome (com muita força de vontade, diga-se de passagem), viciei meu pai novamente (hahaha, coitado) e parei na primeira temporada também. Nem o livro eu consegui ler e olha que amo Stephen King.

    Deixa eu ver mais o que abandonei? Dexter, How I Met Your Mother, Psych (lembrei porque vi a fotinha ali em cima; e eu realmente gostava dessa série, tinha até os boxes também), The Mentalist, Gossip Girl? Eu vi essa? Acho que sim e mais algumas que nem lembro.

    E agora, pode até rolar inimizades, discussões acaloradas, maaaas... Isso precisa ser dito: EU ABANDONEI HOW TO GET AWAY WITH MURDER E JESSICA JONES. DESCULPA SOCIEDADE! JJ eu devo ter visto 4 episódios e parou, já deu, chega. EU SEI de todo o girl power, o feminismo, a crítica, olha é uma mulher bad ass, mas gente, não dá. Acho a Jessica insuportável, o Kilgrave então me dava um tédio, até o ator eu não suporto DESCULPA GENTE. Já HTGAWM, eu vi toda a primeira temporada de insistência, porque eu queria saber quem era a porra do assassino (não me decepcionei), mas achei a série MUITO forçada num geral. Tipo, Viola Davis RAINHA, carrega a série nas costas, mas a história... Ninguém presta naquela faculdade, todo mundo mente, todo mundo trai, todo mundo pega todo mundo-- não pera, essa parte tá diboinha, hahaha. Mas sério, o que mais me irritou foi a obsessão do Wes com a Rebecca, que não tinha explicação. Ele basicamente viu a garota, se apaixonou, ela nem aí pra ele e A PORRA DO CARA MOVE MUNDOS E FUNDOS PRA AJUDÁ-LA MESMO SABENDO QUE ELA ERA SUSPEITA! Sem contar que a Annalise é de uma frieza que me causava inveja-- pera, isso é positivo. O Connor com o Oliver também salvava, adoro casais fofos. O Asher, eu passei a gostar lá pelo fim, o Frank é um FDP que te deixa curiosa pra saber quem ele é, mas a pegação com a Laurel era tão... pff, sem graça. A Michaella também era legal, mas tinha umas ações muito nada a ver. Ou seja, não vi todo o auê que a série teve, não tenho vontade de continuar a assistir e vida segue.

    Estou com 4 séries que pretendo voltar a acompanhar, mas a preguiça ainda não deixou: Hannibal (que nos deixou muito cedo), Sleepy Hollow, Penny Dreadful e Luther (que ganhou dois episódios extras e MEU DEUS QUE SÉRIE). Ah, lembrei de outra que abandonei, mas pretendo tentar de novo porque realmente é boa: The Fall. A primeira temporada é UAU, mas fui ver a segunda e fiquei, pff que chato.

    Com certeza tem mais séries perdidas por aí-- nossa, lembrei de CSI e CSI Miami, Arrow, Beauty and the Beast, House, White Collar, Heroes, Drop Dead Diva... Vixe. O.O

    ResponderExcluir
  2. No momento só consigo pensar em LOis & Clark - As Novas Aventuras do Superman, sim, eu começei a assistir séries com essa daí. As primeiras duas temporadas eram ótimas, algumas vezes os enredos beiravam o ridículo (Homem-Brinquedo cria poção que torna os adultos birrentos como crianças) mas a série ainda divertia e combinava a minha ideia do Superman, além da interação entre o Clark e a Lois, que era fantástica. Mas, chegou a terceira temporada e a coisa desmoronou, com a Lois sabendo a identidade do Clark, foi ficando cada vez mais forçado ela se meter em perigo todo episódio (sério, o que uma repórter acha que vai ajudar seguindo o namorado para um caso de sequestro?), e aquele casamento que nunca chegava. Eles enrolaram o arco do final da temporada tanto que deixou de ser tenso.
    Aturei a terceira temporada, mas quando chegou a quarta as coisas voltaram a engrenar, com o Clark a Lois casados, as discussões ficaram menos enfadonhas e eles estavam se dando bem de novo, o problema foi que aí eu já estava notando o quanto Lois & Clark tinha uns enredos bem mequetrefes, a série só tinha como atrativo a relação entre os protagonistas, não os combates do Super. Tanto é que eu pulei os últimos 10 episódios da temporada e fui direto pro último, que em si tem um enredo principal tosco, uma sub-plot legalzinha e um cliffhanger curioso que não leva em nada porque a série acabou ali.
    Sei lá, a série chegou num ponto de repetição que eu desisti desse punhado de eps, sabia que eles não iam mudar nada mesmo.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *