Assistindo pela primeira vez CCSéries

Assistindo Friends pela primeira vez

13.9.15Eduardo Ferreira



Meu nome é Eduardo, eu tenho 21 anos e assisti Friends pela primeira vez*.

Calma aí que essa afirmação não é de todo verdadeira. Eu já havia visto alguns episódios aleatórios, tanto quando criança e passava no sbt, quanto na adolescência assistindo as reprises na Warner. O problema é que eu nunca tinha visto os episódios na sequencia correta (ou como eu insisto em falar: Eu nunca vi Friends direitinho). Até que esse ano a Netflix, finalmente, nos presenteou todas as 10 temporadas e eu comecei a ver e essa é uma lista de coisas que eu aprendi vendo Friends pela primeira vez.


1) A trajetória da Rachel é a melhor de toda a série.

Sim, é uma série sobre um grupo de amigos, mas a estrela principal é a Rachel e toda a sua história é muito bem desenvolvida. Rachel é a mulher que deixa o marido no altar porque não tem certeza se casar-se com ele é a melhor opção e tem, então, que começar a se sustentar sozinha (algo que ela nunca fez na vida) e encontrar um rumo para sua vida.

Toda essa trajetória dela arrumando um emprego pela primeira vez, tomando responsabilidades que ela nunca antes teve, tendo que administrar seu próprio dinheiro e tudo o mais, é uma grande metáfora para o autoconhecimento e o crescimento da personagem.


2) O Ross é um saco.

Sim, você leu direito. Eu estou, nesse momento que escrevo esse post, na segunda metade da 6ª temporada e não consigo gostar desse personagem.

Inseguro, carente de atenção, o Ross é o único personagem que eu posso dizer que mais me irritou a série inteira. Ele passa grande parte da série julgando os namorados da Rachel (como se fosse um direito dele), tá sempre querendo ter atenção de todos e ainda consegue estragar seu relacionamento com ela sempre que estão juntos. E consegue SEMPRE estragar todos os relacionamentos que ele tem por causa da sua insegurança.

Inconsistente. Ele tá o tempo todo querendo que todo mundo note ele, que saibam o que tá acontecendo com ele que se empatizem com ele e quando alguém tenta ajudar ele simplesmente ignora tudo isso.

Não é que eu o despreze, mas se eu fosse fazer uma lista de personagens de Friends favoritos, ele estaria no final. Ainda torcendo para que nessas 4 temporadas que faltam para que eu termine a série, eu consiga gostar dele um pouco mais.

Melhor eu correr depois dessa declaração. Phoebe e Joey <3

3) Chandler Bing

Chandler é, de longe, meu personagem favorito. Quando comecei a assistir a série nunca imaginava que fosse encontrar um personagem com que eu me identificasse tanto. E é uma coisa muito parecida com casas de Hogwarts. Não importa qual teste você faça, você sempre vai cair naquela mesma casa. Nesse caso, em todos os testes de "qual personagem de Friends você é" eu sempre sou o Chandler.


E Friends tem muito disso. É uma série com um grupo de 6 amigos com personalidades e características bem diferentes. É quase impossível você não se identificar com alguém.

4) FRIENDS ≠ HIMYM

Agora eu finalmente entendo o porquê todo mundo fala que How I Meet Your Mother é uma cópia de Friends. Eu entendo, mas isso não quer dizer que eu concorde. Eu ainda acho que as duas histórias são completos opostos.

Sim, as semelhanças são enormes, mas a série em si é algo muito diferente para mim. Sem falar que eu super me identifico com o Ted ao contrário do Ross, que eu já me manifestei sobre.

 
     Sim, eu não me importo com as semelhanças.



6) O Passado dos personagens

Uma das coisas que mais me chamou a atenção em Friends é que o passado dos personagens tá sempre sendo comentado e isso é incrível. Porque faz você sentir que eles são como você e que cada um passou por momentos diferentes e desafiadores e mostra como isso moldou quem eles são no presente.
Monica <3 <3

5) O Humor

As piadas, por mais que antigas, continuam sendo divertidas. É como se toda a cena fosse criada pra chegar naquele diálogo e ser possível a graça e não o contrário. E isso dá espaço pra cenas muito surreais mas que dão certo. Os escritores não tiveram medo de ousar e é bem comum ver algo completamente fora do normal, mas que é engraçado e realmente funciona.



TAGS: , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. quando eu vi esse post fiquei MAS COMO ASSIM NUNCA ASSISTIU, ATÉ EU ASSISTI!!! e aí li e tudo fez sentido. muito bom. nunca assisti também e não sei se pretendo, mas ver a visão de alguém que acompanhou dessa forma foi melhor. eu quando era mais nova não conseguia gostar da série, nem de episódios perdidos. não via graça. e aí o tempo (e a falta do que assistir) me fez começar a gostar e agora é algo que eu vejo, e até me divirto, quando é o que tem. e conheci mais os personagens xD

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dana faço minhas as suas palavras, eu vi vários eps, provavelmente vi toda a série, mas tudo aleatoriamente, não acompanhei certinho e nem pretendo, já não acho tanta graça nas piadas ou contrário do Eduardo, acho que as piadas são bem pontuais e baseadas nos contextos da época, então qdo ouço agora não solto minhas gargalhadas.
      Mas gostei muito do seu post Eduardo, só senti falta de vc falando dos outros personagens tb. Concordei com o que vc falou sobre os personagens que escreveu. E assim como vc, sou muito parecida com o Ted, apesar de não gostar muito disso, ele é chato. Hahahahahahah

      Excluir
    2. Dana, antigamente eu também não gostava nenhum pouco de Friends. Só comecei a ver por causa de uma prima minha e hoje gosto bastante. Por mais que seja uma série de comédia não dá pra você achar graça ou aproveitar ao máximo a série assistindo episódios aleatórios como algumas outras séries de comédia por aí.

      É muito daquilo de que os personagens que fazem a série e se você não conhece os personagens não dá pra aproveitar do mesmo jeito.

      Excluir
  2. Sou daquelas que acha FRIENDS uma das melhores séries de comédia que existe, então não consigo não discutir um assunto. Ótimo texto, mas achei no mínimo curioso você gostar tanto da Rachel e não do Ross. O Ross, junto com Chandler e Rachel, foi um dos personagens que mais cresceu e foi desenvolvido pelos roteiristas. Enquanto Monica, Phoebe e Joey mantinham suas características, Ross, Rachel e Chandler ganharam dimensões novas. Quanto aos namoros.. É engraçado porque a Rachel fazia a mesma coisa, e, talvez, até pior. Foi para Londres interromper o casamento, falou que amava o Ross enquanto ele ainda era casado, e várias outras coisas que você vai ver até o final da série. Ross não podia ter um relacionamento mais sério, que lá estava Rachel decidindo que o queria de novo. Não que isso seja ruim, sou completamente a favor do casal Ross&Rachel, mas não é nenhum segredo que eles se merecem. De um jeito bom e de um jeito ruim, até. Outra parte que achei curiosa foi a de HIMYM.. Não chamo de cópia, até porque gosto muito das duas série (menos a ultima temporada de HIMYM, mas essa não é a discussão.. ahah), mas é no mínimo uma inspiração forte, né? A cena em que a Victoria entra no McLaren's vestida de noiva... A Victoria não deixando o Ted falar com a Robin.. e vários outros acontecimentos.. Não acho ruim, de maneira nenhuma, mas sempre lembro disso com um pouquinho de tristeza, porque HIMYM era uma série que conseguia se sustentar sozinha, não precisava disso.
    De qualquer forma, muito bom o texto. Fico sempre feliz quando vejo que depois de todo esse tempo a minha série preferida da vida ainda consegue impactar as pessoas de um jeito bom e faze-las rir.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *