Amazon CCDicas

Joana e Maurício: a sensação de lançar um livro na Amazon (e como fazer isso) + despedida

9.9.14Igraínne


Oi, meus amores! Há pouco tempo eu, Igra, lancei meu livro, "Joana e Maurício" de forma completamente independente pela Amazon. A partir do dia em que tomei a decisão de que eu não mais esperaria por uma editora, uma série de dúvidas e questões me vieram à mente, e é por isso que hoje eu venho aqui no CC para falar um pouco da minha experiência - e também um pouco do meu livro *o*.

Curioso para saber quem são a Joana e o Maurício? Quer saber como publicar pela Amazon? Clica aí embaixo!

O livro
Escrevi Joana e Maurício por causa de desilusões amorosas. Começou como uma forma de desabafar e virou um livro, tudo bem inesperado. De um modo geral, eu sempre dizia que a Joana era como um auterego meu e o Maurício era uma combinação absurda de todos os caras que passaram pela minha vida - cada um em sua época, cada um me inspirando em um sentido. Mas o tempo foi passando, e quando me dei conta tanto a Joana quanto o Maurício já tinham tomado vida própria. De alguma forma, refletindo agora enquanto escrevo esse post, percebo que a situação chega a ser engraçada, porque eu precisei estar sozinha para terminar esse livro, para conseguir dar a voz que os dois personagens mereciam, especialmente porque essa foi a história que mais demorei para escrever.*
*eu já escrevi alguns livros, mais informações sobre essa minha saga aqui nesse post.

POIS BEM. Mas sobre o que é "Joana e Maurício?", você deve estar se perguntando. O Diego, após ler, definiu a história como uma espécie de "DR poética e anacrônica", o que, para mim, é a melhor definição ever. O livro é completamente escrito em cartas, o que fez algumas pessoas me perguntarem se por acaso era semelhante a "As Vantagens de Ser Invisível". Não, não é. Eu não sei ao certo se JM é parecido com algum livro que eu já tenha lido, especialmente porque é uma história que eu nem mesmo esperava escrever - muito menos concluir. Ela apenas aconteceu. De qualquer forma, no fim, quando tudo havia sido terminado, as 118 míseras páginas do word, eu só tive um pensamento: "eu preciso compartilhar isso". 

E desde então é o que eu venho tentando fazer. Contar histórias sempre foi o meu maior sonho, vocês sabem disso. Então por que não começar contando essa história


Sinopse oficial. 

Editora x Amazon
Eu já sabia, por conta de experiências anteriores envolvendo fracassos e muitos (mas muitos mesmo) "não"s, que não seria fácil publicar JM. Na verdade, não seria fácil publicar nada. Isso pelo simples fato de que literatura não é exatamente diferente de política (o que é trágico, porém verdade). Por conta disso, eu divaguei longamente entre duas hipóteses: lançar independente ou continuar correndo atrás de editora. Acreditem, eu corri, corri, corri, mandei muito original por correio. Nada. O contínuo nada.

Foi aí que o Bruno, autor de "No Encontro de Uma constante", veio me dar aquela bronca envolvendo a ideia de "você precisa valorizar seu próprio trabalho". Ele havia, pouco antes, publicado pela Amazon, onde tinha conseguido algum retorno. Havia feito uma página no facebook, divulgado seu livro em redes sociais, uma série de investimentos que, até então, nem sequer envolviam dinheiro. 

E eu percebi que poderia tentar isso também. A Amazon dá uma série de possibilidades e oportunidades para o autor iniciante. Você pode conhecer um pouco mais aqui. O esquema não é difícil, é necessário apenas que o seu livro esteja em formato de e-book, coisa que muita gente da área de T.I. sabe fazer. Depois disso, você mesmo pode enviar uma capa e escolher suas preferências. O legal é você vender o livro pelo preço mais baixo permitido, porque a intenção não é ganhar dinheiro, e sim ganhar voz e espaço. 


Oi, mundo! Eu existo, estou aqui e posso ser linda e TALENTOSA u.u

O lado ruim da Amazon é que, sim, só dá pra vender a versão e-book. O e-book pode ser lido em Kindle, sistema Android e sistema iOS (esses dois últimos com a ajuda do aplicativo kindle para celular). Para vender o livro físico, por outro lado, existem algumas burocracias diferentes. Até o momento, ainda não cheguei a esse patamar, especialmente porque pensei que talvez eu pudesse vender o livro físico da minha mão mesmo. O problema, no entanto, é que isso requer dinheiro, e no momento eu não tenho quem sabe um dia.

De qualquer forma, é importante que você saiba que a Amazon demora cerca de 12 horas para aprovar seu projeto e colocar seu livro (em formato e-book) a venda. Depois disso, você tem acesso a edições de página do autor, pode acessar informações como quantas pessoas compraram o seu livro e muito mais. Além disso tudo, a Amazon é segura. Ela não vai vazar o seu livro sem a sua permissão - e se vazar eu vou até ficar feliz, mais gente conhecendo.

Wattpad
Uma plataforma bem conhecida por uma série de escritores de gaveta, o Wattpad permite que você divulgue o seu livro (e até mesmo o deixe online sem qualquer custo adicional) e compartilhe ideias e sugestões com outros autores iniciantes. É uma boa rede de contatos. Eu confesso que, no meu caso, achei melhor usar a plataforma apenas como uma prévia do que o leitor encontraria caso comprasse o livro pela Amazon. Uma ótima forma de despertar a curiosidade. Você pode ver o meu perfil aqui e ler a prévia de JM aqui. 


Vai que alguém aparece por lá comentando algo nesse estilo?

Divulgação
Como todo mundo sabe, livro sem mídia não é nada. Para isso, fiz uma página para JM no facebook (curtam, curtam T.T). Alguns amigos me perguntaram por que eu não tinha feito uma página com meu próprio nome, como uma escritora mesmo, para que depois que eu lançasse meus outros livros (sonho), eu não tivesse que administrar páginas distintas. Eu não tive uma resposta imediata para essa questão, apesar de ter pensado muito a respeito. Acho que na verdade o que eu imaginei na hora foi que eu estava vendendo um produto, não uma imagem. A minha imagem como autora torna-se conhecida como consequência, não como prioridade. Talvez essa seja uma justificativa sem fundamento, mas no momento para mim faz sentido.

"Mas como alimentar a página do facebook, Igra?". Bom, além dos links óbvios envolvendo a própria venda do livro e a prévia no Wattpad, dá pra usar links de resenha de blogs amigos. No meu caso, JM já havia sido resenhado (pelo próprio Bruno) no Drafts da Nica. Isso me gerou material para divulgar, especialmente porque, além da resenha em si, a postagem contém uma entrevista minha. 

MAAASSS, se você não tem esses links, não tem problema, até porque não há página que sobreviva apenas com propaganda. A ideia que eu tive para suprir essa lacuna foi USAR QUOTES*. Pegue partes curtas do seu livro, passagens que você acredita serem capazes de chamar a atenção. Utilize fundos que tenham a ver com a sua história. No meu caso, como é um livro todo escrito em cartas, usei fundos de pergaminho, papel amarelado. 
*E você pode postar esses quotes no tumblr também!


Valorize o que há de melhor em você no livro.

Uma outra ideia é fazer marcadores. Isso custa dinheiro, mas mesmo assim pode gerar algum retorno. Deixe alguns em livrarias (sempre com a permissão do vendedor), distribua por aí, coloque na caixa de correio do seu prédio, enfim. Mostre ao mundo que você existe. 

E por fim, é claro, faça um blog. Tenha um espaço, a internet é democrática. Eu, Igra, pensei durante muito tempo em fazer um só para mim, mas acabei desistindo inúmeras vezes. Eu não teria como gerar conteúdo para ele e para o CC ao mesmo tempo. Mas, agora, sinto que isso será necessário. Por esse motivo, esse é meu último post por aqui. Eu ainda não decidi qual o endereço do meu novo blog (se é que eu vou fazer um, já que estou pensando fervorosamente em me dedicar apenas à escrita criativa), mas vocês poderão saber de tudo no meu twitter, pois anunciarei o novo endereço (se ele existir) por lá.


Não tenha medo de arriscar nem de se defender. E não espere estar pronto para investir em carreira independente, às vezes essa espera impede você de ir adiante :)

TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Realmente é um mundo difícil para aqueles que sonham em passar em frente uma livraria e ver seu livro lá exposto. Boa sorte a todos que tentam, que Deus abençoe e um dia possamos conseguir. Força, foco e fé, muita fé mesmo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Força a gente tem que ter mesmo, alguns obstáculos nos surpreendem! Mas obrigada pelo comentário, quando temos foco o resto vem por consequência. ahahaha

      Grande beijo!

      Excluir
  2. Voce pode publicar seu livro em papel na Amazon (de graça) com o CREATESPACE.
    Entre no link para saber mais http://www.escriberomantica.com/.
    Grande abraço.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *