Alliah batman

Meu top 5 de apresentação - literatura brasileira, histórias de superação e muita fabulosidade, meu amor!

10.2.14Diego Matioli


Com a minha chegada, o ConversaCult ficou dez! *ba-dun-tsh*

Não, sério, sendo o décimo membro da equipe a se apresentar, vocês já sabem o que esperar. Paixão por literatura, música e cultura em geral, leve inclinação ideológica à esquerda, fãngirlismo e bom humor salpicados com neurose e tudo o mais. Até tentei fazer algo diferente, pois (fato bônus:) eu sou muito do contra, mas não consegui. O desejo de falar de livros, muito embora previsível, foi mais forte do que eu:

Então: Olá, meu nome é Diego e venha me conhecer que eu prometo não morder (muito).



1- Amo literatura brasileira, mas leio de tudo. Não, sério. Tudo.
Erótico? Já li. Biografia? Já li. Livros acadêmicos? Adoro os de antropologia, psicologia e história. YA? Adoro! Romance histórico? Opa! Infanto-juvenil? Provavelmente os melhores livros que eu já li estão nessa categoria. Não vou mentir, sou, acima de tudo, um cara da fantasia, mas meu coraçãozinho está aberto e nele tem espaço para todos os livros. Até crepúsculo e 50 tons de cinza. Eu os deixo no porão escuro com os ratos, sem comida e água, mas estão lá dentro!

eu julgando quem não diz que gosta de litBR

Mas minha paixão mesmo é a literatura brasileira. Não entendo a glamorização das obras estrangeiras quando tem tanta gente incrível produzindo em território nacional e sendo esquecida pela mídia. Tomei como meta principal de minha estadia no blog divulgar a literatura nacional - não que eu só leia ou só vá falar dela, mas tentarei dar-lhe a devida atenção. Quero tentar trazer a atenção para pessoas que não têm o merecido destaque. Esperem ver Jim Anotsu, Alliah, Eric Novello e outros deliciosos frutos que brotam da nossa terra resenhados por mim!

2- Briguei com os filmes, mas tenho um caso de amor com as animações

O último filme que eu me lembro de ter visto e gostado foi Segundas Intenções, de 1999 (eu tinha 9 anos). Então, algo estranho aconteceu. A intimidade com o computador me desligou totalmente do mundo cinematográfico. Desde então, dá para contar nos dedos os filmes que eu assisti que não eram adaptações de obras literárias que eu estava indo ver por causa do livro. E destes, a maioria são filmes da Disney, Dreamworks e Pixar. Desnecessário dizer que amo animações. Mais que isso, sou completamente obcecado pela Disney, fruto de muitas reflexões minhas. Se a oportunidade surgir, com toda a certeza vou tentar fazer uma maratona de análises em cima dos clássicos da era de ouro. Curiosidade: todo mundo diz que eu pareço o Stitch. Eu não sei se ser considerado parecido com um alien fugitivo espacial com problemas familiares é uma coisa boa, MAS ELE É TÃO FOFINHO QUE EU NEM LIGO.

eu tentando lembrar qual foi o ultimo filme que eu vi (foi frozen, na verdade)

Mas o engraçado é que minha falta de paciência com o cinema é completamente incoerente. Como eu posso sentir preguiça de ver uma película de duas horas, se tenho animo para ver cinco seis, sete episódios seguidos dos meus seriados favoritos? Foi percebendo isso que eu decidi estabelecer uma meta para me reintroduzir ao mundo dos filmes: assistirei um por semana.

Dos que gostar, prometo que venho falar aqui.

3- Gosto mais de ver gente jogando videogames do que jogá-los.

Sou péssimo com FPS’s e jogos de corrida. Nunca sequer joguei um jogo de futebol, tamanho o meu desinteresse no assunto. Meu estilo é  rpg, plataforma, sandbox e, principalmente, o adventure. Já comentei aqui no ConversaCult sobre minha paixão por jogos voltados para a história. Às vezes, minha falta de afinidade com o gameplay é tamanha que mais vale dar o jogo de presente para o meu irmão e assisti-lo jogar para ver a história se desenrolar.

eu jogando videogame

Minha rotina de jogos se centra em World of Warcraft (Sou Warlock no Goldrinn), The Sims (onde estou jogando atualmente com os netos dos meus netos), Pokemon (estou louco para por as mãos no X e Y) e o sandbox da moda no X-Box (Fable, Batman, Assassin’s Creed, GTA, Infamous, etc, etc, etc).

4- Tento escrever as lições que eu não posso ensinar aos outros.

Eu sou apaixonado pela escrita e tenho pretensões de ser publicado. Nenhuma novidade por aqui, visto a popularidade do Clube de Escrita no Facebook. Minha maior inspiração são as pessoas ao meu redor. Tenho o desejo quase irracional de ajudar e cuidar de todas as pessoas ao meu redor, mesmo as que acabei de conhecer - o que é um padrão de personalidade perigoso, diga-se de passagem. Mas infelizmente eu não posso carregar o mundo nas costas. Há situações sobre as quais eu não posso fazer nada, se não lamentar.

não tem motivo pra esse gif estar aqui, mas quem liga? olha esse cabelo *o*

E esse lamento se converte em palavras, nas histórias onde eu tento consertar a vida dos outros com magia e fantasia. Não que eu seja um autor de finais felizes, porque eu não sou. Eu sou uma tragédia ambulante e não posso escapar disso, mas posso trazer à tona as lições que eu aprendo na esperança de elas ajudarem mais alguém.

5- Amo todo mundo, mas acho que todo mundo me odeia.

Apesar da minha postura normalmente indicar o contrário, eu vivo as sequelas de anos de baixa autoestima que ainda me levam a me sabotar às vezes. Com frequência, eu acho que sou um estorvo para as pessoas ao meu redor, com frequência eu tento agradar até quem não merece, com frequência eu esqueço quem eu sou, achando que as pessoas devem estar mais certas a respeito de mim do que eu mesmo. Não é nada legal viver assim, mas a cada dia eu estou um pouco melhor. Por isso amo obras que levantem a autoestima e valorizem a tolerância, o amor e a igualdade. Acredito que esses valores fazem parte da empreitada da minha vida, não importa o que eu faça.

eu aprendendo a me amar, cause, bitch, i'm fabulous!

Então está aí. Vocês já sabem o que vale a pena saber do que há em mim por dentro e por fora. Vocês vão me conhecer melhor pelo dobrar das eras, a cada post em que eu contribuir por aqui.

Para quem quiser conversar, estou sempre disponível em @Egotista.

TAGS: , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. Seja bem-vindo Diego. E em caso de baixa autoestima quebre o vidro -> http://migre.me/hOweM ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MEU DEUS, EU PRECISO DE UM DESSES NO MEU QUARTO<3<3<3<3

      Essa imagem fez meu dia<3

      Excluir
  2. MEU DEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEUS ESSE CABELO <3

    ResponderExcluir
  3. E esse cabelo lindo... OMFG, que lindoooooo *.*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Issae, quero ver todo mundo hipnotizado por esse cabelo mistico, mágico e fenomenal! *.*

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM