caça aos gângsteres CCFilmes

[Resenha] Caça aos Gângsteres, filme

4.11.13Dana Martins

por Dana Martins

- “Caça aos Gângsteres
- “Gangster Squad” (2013)
- Direção: Ruben Fleischer
- Roteiro: Will Beall, Paul Lieberman (livro)
- Elenco: Sean Penn, Emma Stone, Ryan Gosling, Josh Brolin...
- Ação/Drama – 113 minutos – Trailer
- Disponível no torrent mais próximo de você


O que Gângster tem a ver com Jogos Vorazes, super-heróis e mulheres?



Minicrítica - Resumo:
Em 1949 um gângster controla Los Angeles inteira, até que um policial decide que não vai abaixar a cabeça. Ele cria um grupo secreto de vigilantes e começa sua luta para destruir o domínio da mafia. Caça aos Gângsteres é um filme de gânsteres, que poderia ser de super-heróis, levanta bons questionamentos sobre a matança descontrolada (erm...) e o papel de um herói, além de não esquecerem que a história se passa no pós-guerra e usarem o contexto histórico a seu favor. Ah, e tem a Emma Stone e o Ryan Gosling. <3 Acho que vale para qualquer um que quer um filme de ação para descansar, mas que não seja apenas um banho de estereótipos de filmes de ação para homens. Pasmem, vocês podem levar até o cérebro para assistir! 



Quer saber mais? Clica aí embaixo!
Por que eu quis ver o filme?

Primeiro eu vi que esse filme tinha a Emma Stone. E o Ryan Gosling. Já queria ver por isso. 

Também houve o caso deles precisarem editar o filme por causa do tiroteio no cinema. Lembram quando lançou o último filme do Batman (O Cavaleiro das Trevas Ressurge) houve o caso nos Estados Unidos do maluco que entrou em uma cinema matando todo mundo? Lembro até hoje de ir na estreia aqui e a Igra com medo de ter também. HUAHAUHAAH Bem, Caça aos Gângsteres tinha uma cena de tiroteio no cinema e teve que tirar para poder lançar no cinema.

Mas, fora isso, nenhum motivo em especial... Levei quase um ano para assistir e só assisti porque estava na locadora com o meu pai (sim, eu alugo filmes) e pareceu uma das melhores opções. 

O que eu gostei?

Sobre a história, o que eu mais gosto são alguns questionamentos. Quer dizer, é um grupo de policiais agindo fora da lei para pegar um bandido que comprou a cidade inteira. Quando eles colocam um máscara e saem matando todo mundo, qual é a diferença deles para os bandidos? Vale a pena colocar a própria vida em risco quando ninguém está levantando um dedo para ajudar? Pior ainda, vale a pena colocar a vida da sua família em risco? 

Vale a pena matar o vilão?


"Bem, você tem que morrer de algo."

A gente teve uma discussão recentemente aqui chamada Heróis Matam? e acho que esse filme é muito bom para pensar isso. Se tem alguma coisa realmente válida em Caça aos Gângsteres, é todo o questionamento sobre herói em um filme que, a princípio, não tem cara de filme de super-herói. Ainda mais que o filme busca explicitamente questionar isso. 

Para completar, a história se passa em 1949. E daí? E daí que isso é pós-guerra. O protagonista e alguns de seus parceiros lutaram na guerra e isso é outro ponto alto da história. Um dos conflitos internos do protagonista é "A guerra me destruiu, agora eu só sei lutar. O que eu faço da minha vida?" Me fez lembrar muito de Jogos Vorazes e comparar a abordagem de guerra nas duas histórias. 



Em uma das cenas finais o protagonista está acabado: imagine aquele cara velho jogado numa cadeira de balanço na varanda, fumando e esperando a morte chegar. Ele faz um discurso sobre o que é ser herói e reflete sobre a vida. Eu só conseguia pensar na Katniss, na Suzanne Collins e no pai da Suzanne Collins.



Só pra completar, é um filme com estilo. Toda aquelas roupas de gângster e o visual da época já são legais, mas o filme tem cuidado especial com tudo isso. Quase podia entrar para nossa coluna de Inspiração.

Gostei também de ver a Emma Stone no filme. Esse é o papel mais diferente que eu já vi a atriz fazendo. 

Tem uma Carmen Miranda cantando em português no meio do tiroteio. <3 HUAHUAHUAH

O que eu não gostei? 


Placar de 8x2 para os homens!!!

É mais um filme de homens fodões fazendo coisas de macho como perseguições de carro, torturas, tiroteios e defendendo as mulheres coitadinhas de outros homens não-tão-fodões-assim-mas-ainda-fodões. A história tem pelo menos oito homens com algum destaque, enquanto nós temos duas mulheres. Uma delas é a esposa do protagonista, que chora e quase destrói a casa porque "ela precisa de um marido e não de um herói." A outra é a Emma Stone, mulher do gângster chefão que se apaixona por um dos vigilantes. 

Curiosidade: É legal reparar que existe uma certa vontade de dar uma importância à mulher. A esposa dá um ataque por causa da escolha do marido e depois aceita, é ela quem estuda as fichas e monta a equipe de vigilantes. A Emma Stone no final arrisca a vida como testemunha para mandar o gângster para a cadeia de vez. A narração final do filme dá uma ênfase a como ela foi crucial para eles conseguiram. Isso é quase revolucionário nesse tipo de filme. Ainda assim, extremamente conservador. No fim do dia o Super-Homem vem nos salvar.

Ainda não está convencido?

O que você disse mesmo?

Me lembra a 007, Drive (o jogo, não o filme do Ryan Gosling... tá, me lembra ao filme também)

Não consegui falar, mas... assim como em Jogos Vorazes, a influência da mídia faz parte da história.
Emma Stone só pra completar.

No geral, eu gostei do filme. Assisti tranquilamente e só não merece nota máxima por pouco. Acho que ele se perde em algum lugar entre os sobretudos legais e o banho de sangue. 

Nota final:
(4/5 conversinhas)  

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM