adolescente CCFilmes

Vamos viajar para... a vida adolescente

12.7.13Paulo V.


Julho é mês de férias para muita gente e nada melhor do que aproveitar o descanso e viajar, mas esse também é um ótimo período para diminuir a pilha de livros que tem em casa ou se atualizar na série que você adora ou ainda pegar dicas e conhecer possíveis novas paixões no mundo dos livros, filmes e séries de TV. Pensando nisso, nós do ConversaCult vamos apresentar em cada sexta algumas indicações para você curtir nessas férias e nos próximos meses.

Na primeira semana, o tema foi o fim do mundo. Hoje, vou falar de itens relacionados à vida adolescente. Mesmo você sendo mais velho ou mais novo que os personagens, livros, filmes e séries Young Adult são ótimas opções tanto para quem quer só passar o tempo com uma história divertida quanto para quem quer aproveitar, viver aquela história. Vem comigo que eu te apresento algumas!


Livros – para você ter a companhia de uma história onde quer que você vá


Livros são uma ótima opção para onde quer que você viaje e também para curtir em casa, então nada melhor do que começar com eles. Baseado nas minhas leituras recentes e no grande amor que tenho pelo livro, minha primeira indicação é obviamente “Will & Will – Um Nome, Um Destino”, uma parceria entre o John Green e o David Levithan.

Acredito que já seja de conhecimento geral que John Green é um dos autores que eu mais gosto* e, mais uma vez, ele me surpreendeu com um maravilhoso livro. Só que eu não posso dar todo o mérito a ele, porque o David Levithan também é responsável por grandes momentos no livro, mal posso esperar para ler mais dele. Num resumo, “Will Grayson, Will Grayson” (que é o título original do livro e como prefiro chama-lo) conta a história de dois meninos com o mesmo nome. Por mais que sejam chamados da mesma forma e tenham a mesma idade, os dois Will Grayson levam vidas completamente diferentes – ambos são adolescentes como qualquer outro, cada um com seus gostos, dúvidas e conflitos.
*vide: especiais de lançamento de “A Culpa é das Estrelas” e de “O Teorema Katherine”

Tudo no livro é muito legal, a história de cada Will, como eles se encontram e se relacionam, a forma de narração que cada autor deu ao personagem que “comandava”. É tudo muito bom, realmente não entendo como pude ver gente falando que achou o livro tão confuso ou que não viu a necessidade dos dois personagens terem o mesmo nome. Enfim, vocês ainda vão ouvir falar mais sobre o livro, a resenha deve sair em breve.
Quote de "Will Grayson, Will Grayson"
Outro livro que li recentemente e que é a dica ideal para as férias é “A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista”, da Jennifer E. Smith. Esse é um livro curtinho e que mesmo eu, com um ritmo de leitura lentíssimo, li em dois dias. O livro é sobre Hadley, que perde seu voo por causa de um atraso de míseros quatro minutos e acaba conhecendo um garoto no aeroporto. Confesso que não esperava tanto do livro, a Jennifer me surpreendeu com a sua forma leve e divertida de contar uma história e também como ela conseguiu fazer um livro curto de romance adolescente ser mais que um livro curto de romance adolescente. Em 24 horas de história, conhecemos muito da protagonista e vemos como várias ideias sobre a vida, o universo e tudo mais podem ser mudadas em um espaço de tempo tão curto.

- Outras recomendações: “As Vantagens de Ser Invisível”, de Stephen Chbosky; “Por Isso A Gente Acabou”, de Daniel Handler; “Garotas de Vidro”, de Laurie Halse Anderson; “A Idade dos Milagres”, de Karen Thompson Walker; “Os 13 Porquês”, de Jay Asher; “By The Time You Read This, I’ll Be Dead”, de Julie Anne Petters.


Séries – para quem prefere ficar dias e dias fazendo maratonas em frente à televisão

Eu tenho um sério problema em acompanhar mais de uma série ao mesmo tempo, como muita gente faz, e foco em uma por vez, então eu acabo não conseguindo ver todas as séries que quero. Mesmo assim, tenho duas indicações que acho muito legais. A primeira delas é de uma série não muito conhecida e que eu faço questão de divulga-la pelos quatro ventos porque ela precisa ser assistida, My Mad Fat Diary.

Essa é uma série britânica que foi lançada esse ano com uma temporada curta, com seis episódios, e é baseada num livro autobiográfico (“My Fat, Mad Teenage Diary” saiba mais aqui). Rae Earl, a protagonista, é uma adolescente que teve alguns problema, passou um tempo numa clínica e agora está de volta a sua vida, só que está tudo diferente. A série é basicamente sobre ela ainda enfrentando seus problemas enquanto se inserindo num grupo de amigos e tentando viver como uma adolescente “normal”.

Essa é uma recomendação que vem do fundo do meu coração, porque a história é maravilhosa, a série é bem feita e todos os personagens são ótimos e apaixonantes. Assim que terminar de ler o post, corre para assistir, mas uma dica: veja os episódios lentamente, porque a segunda temporada foi confirmada, mas só sai ano que vem.


A segunda indicação é Glee, o que é uma surpresa até mesmo para mim porque eu torcia o nariz para a série até um mês atrás. Mas estou gostando tanto que, quando esse post entrar, eu provavelmente terei terminado a primeira temporada e estarei desesperado pelas próximas.

Sendo bem sincero, assistir Glee não estava nos meus planos, pode-se dizer que foi algo que aconteceu. Eu simplesmente estava sem ter o que fazer na quinta-feira da semana passada e resolvi abrir o Netflix para assistir algo e, antes de perceber o que estava fazendo, tinha começado a ver a série que tanto dizia que não gostava. Acredito que Glee dispense apresentações, afinal, em breve entrará em seu quinto ano e ela é bem conhecida.

Não vou dizer que Glee é uma série ótima nem nada do tipo, porque eu não acho que seja, mas é uma ótima opção para passar o tempo e se divertir. E com o passar dos episódios você vai se apegando aos personagens de forma irreversível. Deixo aqui em baixo o vídeo da minha versão favorita deles entre as que já assisti. Ela é só da quarta temporada, mas assim que vi que eles tinham gravado “How To Be a Heartbreaker”, da linda da Marina And The Diamonds, fui correndo ouvir.



O que eu quero ler e assistir

Ultimamente, minha lista de livros desejados tem crescido bastante e meu ritmo de leitura não tem acompanhado, então eu tenho bastante coisa que quero ler que parece ser legal. Essas férias são curtas e em quinze dias eu não vou consegui ler muita coisa, mas entre os livros adolescentes que pretendo ler em breve estão “O Futuro de Nós Dois”, de Jay Asher e Carolyn Mackler; “Eleanor & Park”, de Rainbow Rowell; “Como Dizer Adeus em Robô”, de Natalie Standiford; “A Menina Sem Qualidades”, de Juli Zeh; e os da série “Garota <3 Garoto”, de Ali Cronin.

No audiovisual, pretendo continuar Glee e finalmente começar Skins, que, aliás, está em sua sétima e última temporada. Quem também está na minha lista também é a série que a MTV Brasil fez e lançou recentemente, “A Menina Sem Qualidades”, baseada no livro que comentei acima. Ele tem só doze episódios e pode ser vista online, aqui.

A Arte da Conquista”, que tem a Emma Roberts interpretando a protagonista, “Submarino” e “Struck By Lightning” são filmes que eu tenho interesse há um bom tempo e que finalmente vou assistir. Outro que estreou recentemente e está na minha watchlist é “Stuck in Love”, que, além de ter o Logan Lerman e a Lily Collins, é o filme de estreia do Josh Boone, o diretor da adaptação de “A Culpa é das Estrelas”.



Gostaram das sugestões? Conte para a gente o que você pretende ler e assistir nessas férias! :D

- paulo v. santana
(sim, eu não morri!) (...ainda)

TAGS: , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM