CCCuriosidade CCLivros

Coisas estranhas que a gente descobre lendo

23.6.13Dana Martins


Então, cada um deve ter a própria descoberta estranha lendo (e eu adoraria se você quiser dividir!) e eu provavelmente já tive mais de uma, mas dessa vez... vou falar da minha descoberta mais recente: Peter Pan me faz dormir. Isso parece até normal, um monte de livros chatos dão sono, e se até eu não visse essa história inteira pensaria que é o caso. Então decidi dividir com vocês o que realmente aconteceu.

Os fatos

Peter foi o livro de maio do Charlie's Booklist e, como maio foi um mês cheio de compromissos para mim, a leitura acabou ficando para a última semana. Na última semana eu achei que conseguiria ler dois livros, o que acabou não dando. Então ficou para o dia anterior. 

O que é totalmente possível. Para quem já leu mais de 500 páginas em um dia, poderia ler 170 com letras grandes facilmente. Eu só não contava com um detalhe... 

Eu antes de ler Peter Pan.
Estou eu lendo, começou a dar um sono e por mais que a leitura tivesse legal, a cabeça começava a cair e daí já tinha passado alguma horas, anoiteceu e eu levantei assustada depois da minha própria aventura com tumbas, Hulk e a minha família. 

Tudo bem, a coisa mais comum é algo assim acontecer quando está cansado. Mesmo eu nunca tendo dormido em cima de um livro aberto. E mesmo isso tendo acontecido quando não fazia nem tanto tempo que eu tinha acordado.

Aí decidi fazer outras coisas porque já estava tarde e voltei a ler antes de dormir. Começou a dar tanto sono que eu larguei e fui dormir. Só que eu estava ansiosa pra fazer outras coisas e não consegui dormir. Depois decidi pegar o livro mais uma vez, o sono foi voltando e quando eu não conseguia nem ler mais, fechei e fui dormir. A ansiedade voltou. 


Decidi largar o Peter Pan por aquela noite e tentar sozinha descobrir como dormir.

No dia seguinte eu tive que ler um pouquinho no carro, no restaurante, em pé e no desespero pra tentar terminar a tempo do chat, o que eu não consegui. Ficou faltando umas 30 páginas. 

O que eu podia terminar muito bem hoje. Foi a primeira coisa que eu decidi fazer quando acordasse. 

No entanto, depois das 20 páginas... "O que foi que a mulher disse mesmo?" me perguntei. "Que mulher, Dana?" a voz na minha cabeça disse. "A mulher... a mulher do sonho. Eu estava sonhando?!"

E estava mesmo. Ali no meio da leitura, com o queixo apoiado na mão (tática já para a cabeça não cair e eu não dormir de vez). Foi tão estranho estar lendo, já sonhar rapidinho e voltar pra leitura ainda meio sonhando. Aí eu sentei e voltei a ler. Eu não ia dormir sentada, né?

Não. Mas depois de terminar de ler eu deitei e dormi tão rápido que eu não lembro nem do que eu fiz com o livro. (acabei de ver, está em cima da cama, nunca durmo com o livro em cima da cama!) Só lembro de ver a última página meio triste e pensar "É um fim triste mesmo, João. Mas acho que a gente achar triste... é porque nós ainda somos crianças." [graças a deus]

Agora acordei e comecei a tentar entender por que esse livro me dava tanto sono. E eu só encontro uma boa resposta...

Por que eu durmo com Peter Pan? O segredo está no passado, sempre no passado...

Ontem no chat eu falei umas mil vezes que eu assisti Peter Pan da Disney e não lembrava de nada. E quando digo que assisti, eu assisti mesmo. Eu tinha todos os dvds desses filmes da Disney e assistia repetidamente quando era pequena. E por mais que eu lembrasse muito bem do início da história do Peter Pan (a confusão dele com a sombra, ele levando as crianças pela janela...) eu não lembrava de mais nada. Me senti até traída quando vi que tinha índios na história e eu não fazia ideia.

Pessoa rica assistindo sempre filmes da Disney? Não, meu pai já era o mestre da pirataria antes da internet. Clique aqui ou na imagem para entender... (ou se surpreender)
A minha teoria é de que eu sempre dormia vendo esses filmes. E que elas eram realmente a minha "história antes de dormir." Meu cérebro associou a tal ponto isso com dormir que agora eu já apago totalmente quando entro nessa história.

Nunca li aquele livro "O Poder do Hábito", mas acho que é desse tipo de poder que o livro fala.

E isso é só uma das coisas estranhas sobre nós que a gente descobre lendo livros...

-dana martins


ps: Se isso não é o suficiente, eu descobri que tenho as mesmas iniciais que o J.M. Barrie. Vou lançar livros com J.M. Braga na capa. HUAHUAHA 

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *