Agressividade CCdiscussão

Discussão: Rihanna vs. Chris Brown (round 2)

6.3.13Paulo V.


Olá! Na sexta-feira, nós começamos o novo tema do CCSexta, discussões. Para abrir, eu (Paulo) e a Dana falamos um pouco sobre influência, sexismo e o caso Chris Brown/Rihanna, chamando os leitores para discutirem conosco. Caso não tenha lido o post, confira aqui.

Hoje, fora do especial de sexta, vamos continuar o assunto Chris Brown e Rihanna. Ficou curioso com o título? Continue lendo o post para saber a nossa opinião e não deixe de compartilhar a sua! :D

[Resuminho] Acredito que todo mundo conheça a história dos dois, mas não custa relembrar antes de começar a falar sobre. Em 2008, eles estavam juntos e felizes, até que, no início de 2009, Chris Brown a agride fortemente e deixa grandes marcas em Rihanna. Ela moveu uma ação judicial contra ele e durante um bom tempo os dois ficaram separados, até que no ano passado começaram a aparecer indícios de que os dois haviam reatado, o que foi mais do que confirmado recentemente.

(clique para ampliar)

Dana: Toda vez que eu vejo algo do caso Chris Brown-Rihanna eu fico pensando. Por que tem gente que acha errado eles voltarem? Por que tem gente que defende? Como eu me sinto em relação a isso?

Minha conclusão foi que a Rihanna pode apanhar quantas vezes quiser, mas que eu concordo com quem é contra eles ficarem juntos - só não pelos mesmos motivos. Acredito que quem é contra, acha isso porque é contra mulher voltar para o homem depois de ter sofrido esse tipo de violência (gente, ela foi parar no hospital!). Paulo, corrija-me se eu estiver errada, mas pelo que você falou sobre o assunto foi a minha impressão. Vejam abaixo.

Paulo: Acho a relação do Chris Brown e da Rihanna um assunto meio difícil. Eu estaria sendo muito hipócrita ao dizer que eles estão errados e só, porque eu vivo dizendo que cada um faz o que quer da sua vida. Dar pitaco na vida de outras pessoas é complicado, mas violência doméstica é algo repugnante. Quando uma pessoa agride a outra e diz que a ama, pode ter certeza que esse amor já atingiu outro patamar, é doença. E quando adolescentes que têm essas pessoas como ídolos veem toda a normalidade que é tratada a violência doméstica, toda a questão da influência entra.

Felizmente, no Brasil nós temos a Lei Maria da Penha e ela é amplamente divulgada. Acredito que muitos jovens conheçam a lei e sejam contra a violência doméstica. Mas vamos supor que esses jovens também conheçam toda a história da Rihanna e do Brown. Ao ver que ela perdoou-o, é possível que esses jovens passem a ver violência doméstica como algo comum e digno de perdão. E isso ainda é reforçado pelas inúmeras piadinhas que vivem aparecendo na internet.

A questão aqui não é julgar a Rihanna por reatar com o Chris Brown, porque, mesmo que eu não concorde com atitude dela, não acho correto sair por aí julgando as atitudes dos famosos nem de ninguém. A questão é: não se vê muitas discussões sobre o assunto. Com isso, as pessoas começam a achar que é normal e banalizam a violência doméstica.

Dana: A minha opinião difere da do Paulo justamente no "julgando atitudes de famosos". Uma coisa é julgar alguém que não tem nenhum poder de influência - que vai ficar quieto no próprio canto e não afetar mais ninguém.  Agora, quando um famoso, marca ou qualquer coisa com poder de influência assume uma atitude que pode trazer problemas para a sociedade (eu, você, o meu vizinho, o moço da pipoca, a dona da padaria...), passa até ser um dever julgar e conversar sobre o assunto.

Pessoalmente, acredito em segunda chance. Aliás, um dos meus quotes preferido é o de Across the Universe:


"Surely it's not what you do, but it's the way that you do it." 
Não é o que você faz, é como você faz [que define quem você é].

Só não concordo que, como figura pública, eles tenham que apresentar essa segunda chance. Porque, como eu mostrei no post introdutório e o Paulo falou aqui, a lógica indireta pode banalizar a agressão assim.

Cá entre nós, acho que nesse "vamos fazer as pazes" do Chris Brown e da Rihanna tem muito mais a ver com dinheiro do que com amor. A carreira dele caiu drasticamente depois disso, ele precisou lançar música com "não me julgue" e cara de coitado, mas mesmo assim não funcionou. E é perfeitamente possível eles ficarem juntos outra vez (se o amor é tão grande) sem ninguém ficar sabendo e evitar influência negativa.
Exemplos: Você dificilmente vai encontrar fotos dos filhos da JK Rowling, porque ela não quer. O Stephen Amell já falou que praticamente nada é publicado que os artistas não saibam. Mais de uma vez famosos homossexuais levaram a vida inteira assim - ou anos - sem ninguém saber. O próprio Jogos Vorazes: nem uma mosquinha entra no set se eles não querem.

Acho que não resta dúvidas de que um famoso tem, sim, poder de influenciar os outros. Até no The Sims existe um medidor de influência e quando o seu Sim é influente pode mandar outros Sims fazerem coisas ("beije fulaninho", "limpe a cozinha", "coma sabão"...). É uma simplificação do sistema, mas uma boa representação. Se ainda não acredita, veja essa campanha contra a agressão com atores conhecidos.

(clique para ampliar)

Por que você acha que é só gente conhecida? Ou quando rolou aquele "Vem Sean Penn" do filme "Colegas" e no final só tinha ator conhecido? Acha que é porque o Sean Penn ia reconhecer?!!?!?! Ou aquela campanha contra a construção da usina de Belo Monte? Acha mesmo que as pessoas iam lembrar que aquilo existe se não fossem todos aqueles atores famosos? (se ainda quiser mais, um texto sobre formação da opinião individual)

Sim, eles têm poder de influência e interferem em questões sérias que afetam as nossas vidas. Acredito que, sim, devemos julgar e conversar sobre esse tipo de coisa.

Paulo: Assino em baixo de tudo o que a Dana disse sobre a influência dos famosos. Contudo, continuo achando errado julgar as atitudes dos famosos, para mim, o ponto é debater a atitude dos famosos. Meu problema com "julgar" é que isso passa muito a ideia de simplesmente falar que a pessoa está errada e ponto. Não é assim, para haver justiça é preciso de argumentação.

O principal motivo que vejo no retorno do Chris Brown e da Rihanna entra mais numa questão judicial. Não vejo como pagamento de uma pena (normalmente curta), multa, serviços comunitários, etc. podem, sozinhos, ajudar o agressor a melhorar. É muito comum que um agressor desses tenha algum problema e agressividade pode ser tratado. Aliada às penas convencionais, deveria ter alguma proposta dos órgãos públicos para fornecer ajuda a esses agressores. Sou a favor de uma segunda chance, mas ela tem que ser merecida.

Dana: Quando eu falei "julgar", falei no sentido do dicionário (aqui pra lembrar), que é mais do que dizer que tá errado. Concordo com a segunda chance merecida. E, finalizando o que eu comecei, minha opinião de por que é errado difere no sentido de: A Rihanna e o Chris Brown podem fazer o que quiserem, mesmo algo que eu ache errado, só não na vida pública que influencia os outros.

O que eu vejo de errado na posição atual deles é que mal se fala (pelo menos eu não sei - e o que importa nesse caso é o que é ouvido por aí) por que eles voltaram, não há nada por parte deles sendo difundido como "agressão é errado". Apenas "me espancou e estamos juntos". E, isso, como influência, não acho nem um pouco bom para a sociedade.

Qual é a sua opinião sobre isso tudo? Conta para gente!

- dana martins e paulo v. santana

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. Realmente fico confuso quando penso sobre o assunto. Concordo que esse retorno pode acabar fazendo com que haja uma banalização da violência doméstica. Porque ok, eles voltaram, mas é como se a agressão nunca tivesse ocorrido. Não sei porque eles não falam nada sobre o assunto, talvez não queiram derrubar de novo a imagem do Chris Brown, mas não é legal fingir que nada aconteceu.

    Por outro lado, a gente não conhece a intimidade deles, não sabemos se o Chris realmente mudou / se arrependeu ou se foi uma estratégia pra vender mais... enfim. Não sei cabe a nós dizer se ela está certa ou não. Só concordo que não precisava sair gritando pro mundo inteiro que reataram. Fizeram ate música sobre isso... Sei lá. Acho que, por mais que queira ter uma vida normal, um famoso deve pensar muito mais nas suas atitudes do que alguém comum. Afinal, isso vai influenciar um monte de fãs e tal. Mesma coisa de Justin Bieber e Miley Cyrus fumando, por exemplo. Mas a Rihanna parece não pensar muito nisso.

    Enfim, só espero que ela saiba o que está fazendo e não apanhe de novo.
    [E desculpem por minhas ideias mal organizadas, sono level mil aqui]

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, João!

      Olha, eu acho que eles podem sair gritando por aí que voltaram sim. Se eu fosse famoso, ia me sentir muito mal em ficar guardando o que eu faço para mim. Eu gosto de compartilhar a minha felicidade e tudo o que acontece comigo, uma vida escondida não me faria bem. Acho legal eles saírem anunciando, mas tem um porém: Eles ignoram o que aconteceu, bem como você disse.

      Acredito se eu tivesse no lugar da Rihanna não veria mal nenhum em dar uma entrevista, escrever uma carta ao fãs, etc. explicando tudo da situação. Como eles não fizeram, fica meio evidente que eles querem é fingir que nada aconteceu e colocar a imagem dos dois mais para cima para aumentar as vendas. Não duvido nada que eles lancem um álbum juntos...

      Acho muito triste eles não falarem sobre o assunto, até porque se eles falassem de arrependimento de forma aberta, ia deixa-los ainda mais em alta.

      E sobre o arrependimento do Brown ser sincero ou não, eu tenho dúvidas. Eu já olho torto para ele, então eu realmente não sei dizer se ele está bem agora. Não sei se ele fez tratamento ou algo do tipo, mas se não tiver feito, acho difícil que a mudança seja 100%. É muito difícil uma pessoa agressiva mudar, mesmo que ela tenha muita força de vontade, tem que ter ajuda. Sei disso porque já tive experiências com pessoas assim.

      Enfim. Abraços e obrigado por compartilhar a sua opinião! :D

      - Paulo Vaughan

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *