autores nacionais Carolina Munhóz

[Resenha] O Inverno das Fadas, de Carolina Munhóz

19.9.12Igraínne

por João Pedro Gomes
- Livro: O Inverno das Fadas
- Livro Único
- Autora: Carolina Munhóz
- Editora: Fantasy
- Comprar: Submarino, ExtraSaraiva.
- No skoob









Mini-crítica: 
Aparentemente tudo vai bem em Fairyland. Exceto para uma criatura em particular: Sophia, uma espécie rara de fada que inspira os seres humanos e alimenta-se de sua energia. Faz muito tempo desde que ela absorveu a vida de uma vítima, e essa falta de alimento a está deixando cada vez mais fraca. Sua única esperança é o surgimento de William, um jovem escritor que vem atormentando seus sonhos. Porém, logo após o primeiro encontro, Sophia percebe que ele não é como os outros (e outras) que ela já seduziu: há algo muito mais profundo em sua relação do que apenas atração física. O único problema é: como poderia uma “fada-vampira” se apaixonar, quando isso levaria seu amado à morte?

Lendo a sinopse, dá a sensação de que o romance será como outros tantos que vemos por aí hoje em dia: um ser místico e um ser humano se apaixonam, surge um amor de início impossível, mas que resulta num final feliz. No entanto, a autora vai além disso. “O Inverno das Fadas” é um livro cheio de referências e que, apesar de conter falhas quanto aos personagens e à narração, tem uma história bem bacana. Com certeza é uma leitura agradável e que atinge em cheio seu público alvo.

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir a resenha completa.

Olá, leitores do CC. Aqui é a Dana falando para anunciar essa resenha especial! Ela é colaboração do João Pedro, leitor aqui do blog. Me surpreendi e gostei bastante, espero que vocês também aproveitem. :)

O Inverno das Fadas” é um livro bom, mas que poderia ser melhor. Houve algumas coisas mal aproveitadas e que empobreceram a história em alguns sentidos. Mesmo assim, a autora consegue prender o leitor do início ao fim com uma trama original e cheia de significados por trás das linhas.

O livro começa mostrando um pouco do mundo das fadas e seu funcionamento. Embora tenha sido uma boa escolha da autora trazer esta pequena introdução para apresentar o reino desconhecido ao leitor, a ideia foi um pouco mal executada. Há uma avalanche de informações pouco claras e que confundem bastante. Durante todo o livro há cenas importantes pouco detalhadas, enquanto outras não tão importantes assim (como o preparo de poções e execução de rituais) têm várias páginas de explicação. Os diálogos também são um pouco mecânicos, mas nada que comprometa muito o desenrolar da história.

O que ameniza um pouco esses pequenos defeitos são os elementos que a autora usa durante a escrita. Em cada fim de capítulo há uma frase de efeito, na maioria das vezes bastante inteligente, que deixa o leitor muito ansioso para ler o que acontece a seguir. Os títulos também são muito interessantes, cada um contendo o trecho de uma música em inglês – com a devida tradução embaixo – que se encaixam perfeitamente com o conteúdo do capítulo. Essas músicas são de artistas bem conhecidos, como Kelly Clarkson, Adele, Evanescence e Avril Lavigne, ótimos para o público-alvo do livro.

Os personagens também foram bem construídos, principalmente os dois protagonistas. Me senti realmente próximo deles, e torci a cada segundo para que os inúmeros conflitos e obstáculos em sua relação fossem resolvidos. O que faltou foi um maior aproveitamento dos personagens secundários, como o padre, a ex-namorada gótica de William e uma certa fada apaixonada, todos com grande potencial. Às vezes até sentimos que eles só aparecem para exercer uma determinada função no livro e depois não têm mais importância. É um pouco constrangedor.

Um dos pontos altos do livro é a ambientação. A história toda acontece em Keswick, uma cidadezinha da Inglaterra que tem por volta de cinco mil habitantes, e a autora soube como colocar no livro as características de uma cidade do interior. Foram inseridas coisas simples, como comidas típicas e tradições culturais, até características mais complexas, como a forte influência da religião na população. Tudo isso em cenários incrivelmente bonitos e muito bem colocados dentro da história. Merece aplausos.

Castlerigg Stone Circle, um dos principais cenários do livro. É ou não é mágico? *o*

Outra coisa legal é a originalidade quanto ao tema, que foge do estereótipo de fada que temos em mente.
“Quando se pensa em uma fada, logo se imagina uma vara de condão e feitiços para melhorar a vida das pessoas. Como na história de Cinderela. Só que ela [Sophia] não era o tipo de fada descrita nos contos com finais felizes.” - p. 235.
As fadas que vemos no livro são seres sedutores, perigosos e cheios de atitude. Isso, pelo menos pra mim, foi uma grande surpresa. Aliás, todo o livro foi uma surpresa. Eu realmente não esperava que ele fosse tão maduro. “O Inverno das Fadas” trata de muitos temas polêmicos que não vemos com muita frequência nos livros nacionais: drogas, suicídio, fama, sexualidade... Provoca muita reflexão no leitor. Eu até não indicaria muito pra que tem menos de 14 ou 15 anos, por causa das cenas picantes e pelos temas mais fortes.

Sobre a nota: O livro é muito bom e original, mas pelas falhas com a escrita, com os personagens e pelo final previsível, perde alguns pontinhos. Mesmo assim, se você gosta de um bom romance misturado com fantasia, não deixe de conferir. Vale super a pena (:

Classificação:
(3,5/5 conversinhas)

João Pedro F. Gomes, 16 anos, vive no interior de São Paulo e é estudante do ensino médio. Amante de literatura fantástica e YA, Harry Potter, The Voice, Taylor Swift e tudo que envolve cultura pop.

Mais histórias sobre esse tipo de fada? Veja:

TAGS: , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

12 comentários

  1. Heeeey, gente!

    Comentário rápido hoje AUHAUHA
    Queria agradecer a equipe pelo convite de escrever aqui pro CC e por serem tão gentis comigo durante os últimos meses. Sério. Estou MUITO feliz de poder compartilhar minha opinião sobre o livro com o pessoal (: Vocês são muito especiais ♥
    Espero que gostem da resenha tanto quanto eu gostei de escrevê-la. Foi uma experiência incrível *-*

    Muuuuitos abraços ♥
    João \o/

    ResponderExcluir
  2. Tenho acompanhado este livro desde a parte da votação pela escolha da capa, e fiquei muto curiosa com esta história de "fada-vampira". Espero ler em breve e tirar minhas próprias conclusões.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Agora é a hora de trocar os papeis, né? HUAHA Minha vez de comentar. Que nem a Rose ali em cima, também acompanhei desde a escolha de capa, até votei e coloquei no CC. Mas até ler a sua resenha eu não sabia muito sobre o que era. Depois de ler até coloquei ali indicação de Glimmerglass, porque de certo modo me lembrou. Principalmente por esse tipo de fada. Não é a primeira vez que eu leio histórias com fadas diferentes. Na verdade, de um tempo pra cá elas tem aparecido na minha vida com mais frequência. Tem bastante em um livro Ash, que é recontando a história da Cinderela, aí mostra esse lado perigoso/sedução. Lembrando agora, tem em Cidade dos Ossos também, que ela são descritas tendo o sangue metade de demônio e metade dos anjos, então elas conseguem ser os dois ao mesmo tempo. E tudo isso principalmente em Glimmerglass, que é sobre as fadas mesmo (mas a narração é totalmente dentro da cabeça da personagem, então tem gente que não simpatiza muito). O que eu mais gosto é que às vezes tem aquilo de "não mente nunca, mas não significa que vá dizer a verdade".

    Eu só não li esse livro porque 1) preciso do livro aqui 2) eu sou de momentos. As estrelas precisam se alinhar no céu e me dar vontade de ler determinado livro. Às vezes eu compro, a vontade passa, ele fica aqui... HUAHA

    O que eu mais gostei aqui é que a sua resenha diz tudo e é boa de ler ♥ Adorei mesmo, CC está aberto sempre que você quiser fazer algo assim (:

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. *Troca de papeis* \o/

      Também acompanhei a escolha da capa pelo facebook (não foi desde o começo, mas tá valendo), e a que eu mais gostei ganhou muahaha.
      Então. Eu não tinha lido muitos livros com fadas antes de "O Inverno das Fadas", e achei o tema bem interessante. Até coloquei "Glimmerglass" na lista de desejados, fiquei super curioso depois que li a resenha do Paulo.
      E muito obrigado pelos elogios! Fiquei surpreso, porque essa é a terceira ou quarta resenha que eu escrevo na vida, então... sem comentários kldfgjklfg. Mas fico feliz que tenha gostado (:
      Continue comentando aqui no blog, querida leitora ♥ -nn HUAHUHAUH Mas sério agora, obrigado por comentar aqui. Fiquei muito feliz (: Aliás, eu queria mandar agradecimentos especiais pra Igra, que foi uma fofa ao me convidar a fazer a resenha. Ela também me ajudou na correção de uns errinhos do texto e com outros detalhes técnicos, então... Obrigado! E se alguém da equipe também ajudou e eu não estou sabendo, sinta-se fortemente abraçado(a).

      Bom, acho que é isso! Nem preciso dizer que fiquei super feliz de postar um texto meu aqui né? (: Sério gente. Vocês são demais.
      Enfim... abraços! \o/


      Excluir
    2. Eu ia comentar ali embaixo, mas já que você me mencionou... UHSUHAUHUHSA
      Eu realmente gostei da sua resenha, ela foi ótima! Não precisa agradecer, fico particularmente feliz quando encontro coisa bem escrita - coisa de gente de letras. Mas você me surpreendeu bastante, de verdade.
      Sobre o livro, confesso que não tinha nenhum interesse antes, mas talvez eu dê uma chance, eu achei o conjunto legal, pelo menos do modo como você mostrou. :)

      Aproveitando o espaço, vou responder sobre a P!nk UHUSHAUHUSA. Eu também amo "U + Ur Hand" e "Sober", são as melhores músicas dela pra mim. É aquela coisa que eu falei sobre curtir mais as antigas. Quanto às novas, Slut Like You é legal, mas preferi mil vezes a Here Comes The Weekend com o Eminem. Achei mais diferente e a batida é melhor. A "Beam Me Up" é daquelas lentinhas que parece trilha sonora de filme (?); a "Just Give Me a Reason" é uma lenta melhor, porque tem alguma coisa no fundo, e eu gosto quando não fica a música toda numa mesma frequência. Das 4, a melhor é a do Eminem, embora eu não curta muito a voz dele. hehe.


      Enfim, é isso! Adoramos ter sua resenha aqui no blog, e agradecemos pelo seu enorme carinho! E você que é demais! Hehehehehe.

      Beijão!

      Excluir
  4. Resenha perfeita :D Sabe, nem tava interessado no livro, apesar de adorar a capa, mas sua crítica de alguma forma me fez me interessar um pouco mais pelo livro. Mas ainda estou com um pé atrás, e se for ler, vou ler sem muitas expectativas, rs. Espero ler outras resenhas suas aqui no CC :)

    Abraços, Joshua
    pensamentosdojoshua.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Joshua!

      Obrigado pelos elogios! Fico muito feliz que tenha gostado da resenha (: De verdade.
      Leia o livro sim! Será no mínimo uma leitura agradável e que fará você refletir um pouco sobre os vários temas que ele aborda. Mas mesmo assim, não leia com muitas expectativas, talvez você espere algo diferente e isso estrague um pouco a leitura. Apenas aprecie os detalhes e se deixe levar pelo ritmo do livro, você pode acabar se surpreendendo bastante.

      Abraços!

      Excluir
  5. Hey! :D

    Eu também acompanhei desde a votação da capa, haha. :) E votei na que ganhou! :D Eu tinha comprado o primeiro livro dela, A Fada, faz um tempo, e eu comecei a ler e nunca terminei... :( Sei lá, me desanimou. Mas pelo que eu li sobre O Inverno das Fadas, parece bem melhor que o outro, por ser um tema mais dark. :3

    A resenha ficou ótimo, achei muito legal o fato de ter prestado atenção no cenário onde se passa a história, que é uma das coisas que eu mais gosto em livros! :D Também adorei os títulos dos capítulos... *-* Com certeza vou ler O Inverno das Fadas, assim que eu puder. :)

    Parabéns pela resenha, João. ♥

    PS: Eu que dei o livro pra ele, e autografado ainda, ok? u.u Hahaha :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hey!

      É claro que foi você quem me deu o livro ♥ :3 Nunca vou conseguir te agradecer o suficiente por CONSEGUIR UM AUTÓGRAFO DA CAROL PRA MIM!!! Sério ♥
      E leia "O Inverno das Fadas" sim! Como eu disse, a ambientação do livro é incrível. Você vai adorar. Me diga o que achou depois \o/

      Abraços ♥ Obrigado por comentar aqui *-*

      Excluir
  6. Oi, João!

    Eu poderia simplesmente comentar aqui que a sua resenha está ótima como uma forma de retribuir os comentários bacanas que vocês fazem nas minhas, mas isso não seria nenhum pouco justo e eu não estaria sendo sincero. Afinal, eu ADOREI a sua resenha. Tipo, de verdade. Você consegui ser direto e ao mesmo tempo dissecar vários detalhes do livro. E essa foi a sua primeira resenha, né? Na minha primeira resenha (lá atrás, de Círculo Secreto se não me engano) eu fiz muita besteira, só de lembrar fico com vergonha de tão ruim. HAHAHAHHA

    Bom, quanto ao livro, eu não sei se vou lê-lo um dia. Quando ele lançou eu estava com muita vontade de ler e tudo mais, até porque eu gosto de experimentar autores nacionais mesmo tendo medo de lê-los. (?) Mas agora não é um livro que me interesse muito porque eu realmente não estou com clima para livros sobrenaturais. Eu tenho sentido que tenho tido mais interesse por livros adultos e livros YA contemporâneos e eu acredito que só conseguiria ficar preso no livro se ele fosse MUITO bom.

    Outro motivo é que eu tenho um pouco de implicância com sexo em livro em livro YA. Digo, em ACEDE, por exemplo, o sexo é muito bem encaixado e delicado até, o que me incomoda são cenas que sugerem sexo demais e isso tem acontecido bastante em livro YA sobrenatural, principalmente quando os personagens ainda tem 15/16 anos. Bons exemplos são "Glimmerglass" e "As nove vidas de Chloe King". Tipo, é óbvio que é natural pensar em sexo nessa idade, mas como um adolescente de 15 anos posso dizer que acho exagerado, não é como se sexo fosse meu único interesse na vida.

    Enfim, é isso. Não sei se fui muito claro e estou com preguiça de revisar, mas acho que deu para entender. -q

    Abraço,
    Paulo.

    P.S.: João, eu poderia terminar esse comment pedindo para você escrever resenhas aqui no blog mais vezes, mas acho que isso é pouco, eu EXIJO que você apareça aqui mais vezes. HAHHAHAH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paaaaulo \o/

      Você não tem noção de como fiquei feliz com seu comentário! Você sabe que sou super fã de suas resenhas, e ser elogiado por alguém tão talentoso é muito legal. Sério. *-* Não sei se eu disse no e-mail, mas eu li várias resenhas aqui do blog antes de fazer a minha, pra me adaptar à estrutura e tal. E é TÃO bom ver que isso deu certo e que vocês gostaram do meu texto! Estou muito, muito feliz.
      Quanto ao livro, talvez não seja mesmo o ideal para você... Apesar da maior parte da história acontecer no mundo real, todo capítulo tem algum elemento de fantasia. E também existem váarias cenas de sexo explícito, embora a personagem tenha, se não me engano, 18 anos na idade dos humanos. Bom, mas se você algum dia estiver procurando algo do gênero e não tiver ideia do que ler, "O Inverno das Fadas" é uma boa opção. E eu também tenho medo de ler autores nacionais! Talvez seja o costume de sempre ler livros estrangeiros e tal... Mas, tirando os livros que li por obrigação na escola, gostei bastante das obras brasileiras que li nos últimos meses.
      UAHUAHUHA Exige que eu volte aqui? Seria um prazer (: Assim que eu ler/assistir algo legal ou tiver uma ideia de post bacana eu mando por e-mail pra vocês!

      Abraços! E Muito obrigado por comentar aqui!
      Até logo \o/


      Excluir
  7. Adorei a sua resenha. Eu estou louca pra ler o livro. Fadas me chamam mt a atenção. Como você disse que a autora aborda temas pouco comuns pra gente me deixou super curiosa, porque adoro livros que abordam suicídio, drogas e tal. Uma pena os momentos importantes não serem valorizados, isso me irrita mt em um livro.
    Enfim, a sua resenha estava ótima! Gostei bastante :)

    Beijos
    Nathalia :)

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *