Aden Stone almas

[Resenha] Interligados, de Gena Showalter

9.5.12Igraínne

por Igraínne Marques

- Livro: Interligados - Aden Stone e a Batalha contra as Sombras
- Interligados - Livro 1
- Autor: Gena Showalter
- Editora: Universo dos livros
Mini-crítica: 
Interligados é sobre um garoto - ou um delinquente, dependendo do seu ponto de vista - que possui quatro almas presas dentro de sua cabeça. Elas estão lá desde que ele se lembra e cada uma possui uma habilidade diferente. Isso, por si só, já daria uma história e tanto, mas a autora resolveu utilizar de tudo um pouco: desde vampiros até fantasmas. Claro que no meio do caminho a gente encontra outras criaturas mais tendenciosas e descontroladas, mas depois que você sabe que Aden, nosso personagem principal, possui quatro almas presas dentro de si (e ainda conversa alegremente com elas)... Bem, não há muito com o que se surpreender, não é? Hordas de zumbis, fadas, lobisomens... Só o começo. O que é mais surpreendente, no entanto, é que, mesmo com essa mistura irreal (e coloque irreal nisso), Interligados é um dos melhores livros que eu li no ano. 

Quer saber mais? Clique abaixo para conferir a resenha completa.

>>>Sobre as almas:

Aden é um garoto como outro qualquer. Gosta de música (alta) e frequentemente está distraído.  Você o julgaria completamente normal, não fosse pelo fato de que ele fala sozinho com frequência e vive em uma instituição para adolescentes problemáticos. Aden não é um garoto ruim. Ele só... Não consegue se concentrar verdadeiramente em qualquer coisa que faça. Isso porque, como já disse, há quatro almas presas em sua cabeça. Poderia ser uma só, isso facilitaria muita coisa, mas Aden foi premiado com brindes. O que eu achei fascinante, no entanto, é que todas as almas são completamente diferentes. Mais do que isso: possuem talentos inimagináveis. O que não deixa que elas pareçam repetitivas.

Pra começar, temos Julian. Ele é o tipo de cara que está sempre dizendo que se sente culpado, porque sabe que é responsável. Isso porque ele tem a capacidade de despertar os mortos. Consequetemente, por Julian estar preso dentro de sua cabeça, Aden possui a mesma habilidade. Toda vez que Aden pisa em algum cemitério, os cadáveres começam a levantar. Todos. Sem exceção. Mais do que isso: a saliva podre dos 'zumbis' é capaz de causar enjoos por mais de três dias, e até febre.

Caleb, por outro lado, possui a habilidade de possuir pessoas. Eu sei, é meio macabro, mas acho que esse é um dos personagens mais divertidos do livro. Ele está frequentemente incentivando Aden a fazer a coisa errada ou então falando de mulher. Claro, há momentos em que ele é sensato, mas se tivesse um corpo para ocupar, Caleb seria aquele tipo de cara que entra no vestiário feminino para ver as garotas trocando de roupa.

Eve, por sua vez, é a única mulher a habitar a cabeça de Aden. Ela é capaz de viajar no tempo, e acho que esse é o dom mais fantástico de todos. Além disso, talvez por seu traços femininos, Eve é a alma que Aden mais escuta. Ele a vê como uma mãe, uma vez que não chegou a conhecer a própria. Confesso que comecei a aceitar melhor o fato de Aden amar as almas depois que soube mais sobre a relação entre ele e Eve. Porque a primeira coisa que se pensa quando se ouve falar de almas presas dentro da cabeça é que a pessoa que guarda as almas odeia aquelas vozes. Mas não. Aden quer se livrar dos quatro, é claro, mas não destruí-los. Cada um deles é importante porque são a família que ele nunca teve.

Por fim, temo Elijah, que tem o dom da vidência. "Ah, esse dom é mais legal", você deve estar pensando. E seria se Elijah não previsse apenas mortes. Inclusive previu a de Aden, o que deixa todo mundo nervoso. Principalmente o próprio garoto, já que as visões de Elijah são sempre projetadas em sua cabeça também. Aliás, é exatamente por esse motivo que Aden se sente preocupado: ele sabe que esse futuro não está tão longe; não estará tão mais velho do que agora.

>>> Análise:

A história começa a andar quando temos a informação de que Elijah previu (pela primeira vez) uma coisa que não envolve mortes. Ele viu Aden com uma garota. Mais do que isso: eles estavam se beijando. Aden fica então esperando ansiosamente pelo momento em que irá encontrá-la, como se aquele fosse o motivo pelo qual ele ainda se desse ao trabalho de viver - uma vez que sabe que sua morte está decretada.

Mary Ann, a menina que Aden acha ser a garota das visões, é uma adolescente comum. Tem uma melhor amiga completamente louca e um namorado atleta. É bem bonita e ainda tira notas altas. Mas não é nada disso que faz Aden se aproximar dela. O vento estranho do além que os abate na primeira vez em que se encontram também não é a questão. Nem mesmo o fato de que Aden acha ter encontrado a sua garota. Isso tudo se torna um detalhe depois que ele percebe que Mary Ann é a única capaz de calar as quatro almas que ele carrega em sua cabeça. Quando os dois estão juntos, é como se Aden tivesse os momentos de paz com que sempre sonhou. Finalmente pode ser um adolescente normal por algum tempo. Ou assim ele pensa, pois ignora o conselho de Elijah (que, só pra lembrar, tem visões acerca do futuro) sobre como tudo aquilo o faz ter um péssimo pressentimento. Mais do que isso, Aden não quer saber por que Eve acha que já conhece Mary Ann. Todos esses avisos são só o começo para toda a vida 'grupal' de Aden virar de ponta cabeça - como se ele já não tivesse problemas demais.

O que eu achei mais incrível, na verdade, é que a história não é apenas narrada sob o ponto de vista de Aden. Os capítulos e as passagens se alternam para contar a visão de Mary Ann também. O efeito é muito bom porque, depois de certo ponto, percebemos que isso se torna necessário para que o leitor compreenda as coisas de maneira rápida e não se enrole. A melhor parte é que tanto Mary Ann quanto Aden possuem personalidades muito marcantes - e diferentes entre si. O contrate causou um efeito extremista, como se os dois fossem polos opostos de um mesmo objeto.

Victoria, por outro lado, é uma personagem da qual não gostei muito. Na sua primeira aparição, até achei ela legal, mas depois essa simpatia se desfez. Não dá pra falar muito dela sem contar spoilers, mas o que eu posso dizer é que achei a personagem arrogante e meio mimada. Sei que a intenção talvez não tenha sido essa, mas não há muito para onde fugir quando sabemos o que Victoria é. Já Riley me provou o contrário: inicialmente eu não gostei dele, mas depois fui me acostumando com sua presença e até mesmo virei fã. A inimizade clara entre ele e Aden é o toque final de sua personalidade.

A forma como a autora criou a relação entre vampiros e lobisomens também é inovadora. Nunca tinha lido nada com a explicação dela. E a coisa é tão simples, é algo tão óbvio que você até poderia questionar a complexidade das lendas de outros livros que falam sobre o assunto. Na verdade, o livro como um todo é muito interessante. A narrativa é ótima, não há correria e também não há nada arrastado. Em alguns pontos você fica irritado porque quer continuar lendo sobre Aden e já estamos falando da Mary Ann, mas também acontece o contrário.

Sobre a nota: cinco. Como eu disse, um dos melhores livros que eu li nos últimos tempos. Super recomendo. :D

Classificação:
(5/5 conversinhas)

O livro foi um oferecimento da nossa parceira, a Universo dos Livros! Muito obrigada. 





Então é isso, até a próxima!

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

5 comentários

  1. Li só parte da resenha, confesso. Isso porque faz tempo que estou de olho nesse livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Só pelo fato de você ter dito que esse foi um dos melhores livros do ano e que deu 5 conversinhas já me faz abrir uma aba com o Bondfaro pra ver onde está mais barato!ahha'

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei a resenha, muito bem feita e muito explicadinha, e me interessei pelo livro. Já tinha visto várias resenhas dele por ai mais nada que me fizesse parar pra ler e querer saber mais. Mas dessa vez fiquei bem curiosa kk

    ResponderExcluir
  3. Me interessei pelo livro por causa da capa, hehe
    Li sua resenha e me interessei mais ainda ^^
    Preciso ler :)

    http://beingjournalists.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi (:
    Amei a resenha! Eu já tinha visto ela aqui, mas não tinha dado atenção antes;
    Fiquei suuuuuper curioso pelo livro; a história é super original e tem tudo pra ser incrível. Vou tentar ler o mais rápido possível! Já está na lista de desejados do skoob ;)

    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Depois que eu ler o livro que comprei quero ler Interligados.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *