adaptação Anne Hathaway

[Livro vs. Filme] Um Dia

26.1.12Paulo V.

por Paulo V. Santana


O Livro vs. Filme é a nova coluna onde comparamos um livro e sua adaptação cinematográfica - ou o filme e sua adaptação literária, o que acontece poucas vezes. Para começar escolhi "Um Dia", veja abaixo a sinopse feita por mim e depois clique em "Continue lendo!" para ler a crítica! 

>>>A História

Emma Morley e Dexter Mayhew se conheceram em 1988, na festa de formatura da universidade. Eles sabem que no dia seguintes seguirão caminhos diferentes, mas como esquecer um ao outro? A história se desenrola e vemos os vinte anos seguidos narrados no Dia de São Swithin - 15 de julho. Entre erros e acertos vemos como a vida e a amizade dos dois foi seguindo depois daquele dia cheio de expectativas para o futuro em 1988. Vemos como Dexter virou apresentador de TV, fez burrada atrás de burrada, casou-se e teve uma filha e também como Emma trabalhou em um restaurante mexicano, viveu com um homem que não amava, virou professora e realizou seu sonho: lançou um livro. Depois de tantas reviravoltas Dex & Em, Em & Dex percebem que foram feitos um para o outro.


 >>>O Livro

- Livro: "Um Dia"
- Livro Único
- Autor: David Nicholls
- Editora: Intrínseca
- No skoob

A sinopse que eu fiz pode ter feito a história parecer melosa e chatinha demais. Mas é. Ou melhor, não é. *risos*

"Um Dia" me causou essa estranheza e dúvida. Não costumo ler livros de romance, acho chato, enjoado e meloso. Mas com esse livro a coisa foi diferente.

*Desculpem-me os fãs de Nicholas Sparks pelo que vou dizer a seguir, mas é a minha opinião. 

Existem dois modos de escrever um livro com esse plot: o modo Nicholas Sparks - história melosa ao extremo e trágica - e um modo que eu nunca tinha experimentado, o modo David Nicholls - história com o romance e tragicidade equilibrados. Obviamente, "Um Dia" seguiu o segundo modo, o que fez a história ser tão fantástica.

O fato dos capítulos do livro serem ambientados cada um em um ano me casou estranheza no princípio. Sabe quando você está lendo um livro e você não consegue largá-lo e o capítulo acaba e você logo começa o capítulos seguinte para saber o que acontece? Com "Um Dia" você não pode saber o que acontece no dia seguinte já que cada capítulo trás o 15 de julho de um ano e isso é meio frustrante. Claro, nem todos os capítulos fazem você querer saber o que acontece no dia 16 de julho, mas no começo é assim. Confesso que em alguns capítulos a história se arrastou um pouco porque contar todos os acontecimentos de um ano não é coisa rápida, é coisa de 20, 25 páginas. 

Como o livro foca especificamente em dois personagens - Dexter e Emma -, a história acaba tendo poucos personagens, somente os que tão ao redor deles e alguns acabam não sendo tão desenvolvidos. Em compensação os protagonistas foram os mais desenvolvidos que já tive a oportunidade de ler. Claro, isso era necessário para a história fluir, mas podemos perceber e talvez até entender por que Dex faz tantas burradas e porque Emma não se dá o devido valor. 

Sem dar spoilers, a história acaba de uma forma completamente inesperada e triste. Confesso que chorei muito com o ocorrido e fiquei com raiva do autor. Os personagens passaram por tanta coisa, cresceram e tornaram-se adultos exemplares (?), não mereciam o que aconteceu. 

Enfim, o livro vale MUITO a pena e, se fosse uma resenha comum, receberia 5 conversinhas. 


>>>O Filme

- Roteirista: David Nicholls
- Diretora: Lone Scherfig
- Distribuidora: Paramount Pictures Brasil / Universal Studios
- Elenco: Anne Hathaway (como Emma) e Jim Sturgess (como Dexter)
- No IMDb

Assim que eu soube que o próprio autor do livro era o roteirista da adaptação fiquei feliz e com medo ao mesmo tempo. Feliz porque era óbvio que o próprio autor do livro não estragaria sua história e triste porque nenhum dos outros filmes e séries de TV que ele fez fizeram muito sucesso. 
*Curiosidades: Ele também adaptou para as telonas outro livro próprio, "Starter for 10" e escreveu o roteiro do filme baseado no livro "Grandes Expectativas" de Charles Dickens (ainda não lançado).

Enfim, ao ver o filme tive uma mistura de sentimentos, no começo não sabia dizer se tinha gostado ou não. Anne Hathaway forçou demais o sotaque britânico, mas ao mesmo tempo me pareceu a atriz perfeita para fazer a tímida Emma Morley. E Jim Sturgess também não perdeu nada em sua atuação como Dexter, ele incorporou o Dexter que eu imaginava - espontâneo, "largadão" e, muitas vezes, bêbado. Porém Ian, o comediante fracassado com quem Emma namorou por um tempo, ficou muito longe do que eu imaginava, assim como os pais de Dexter. 

Em suma, o filme foi sim bem adaptado, porém duas coisas fizeram com que não fosse perfeito: o tempo de duração do filme e a quantidade de história a ser contada. Veja bem, foram 20 anos resumidos em 1 hora e 47 minutos. O filme ficou corrido demais e isso não foi culpa do David Nicholls porque com certeza aconteceria com qualquer outro roteirista. Os elementos tirados do filme não fizeram tanta diferença, o grande problema realmente foi o tempo. 

Na passagem para as telas a história acabou perdendo muito de sua essência  por conta da curta duração de cada 15 de julho. Se você quiser sentir a história de Dex & Em que todos falam e amam, não recomendo que só assista ao filme. Minha sugestão é que, se quiserem muito ver o filme, façam isso sabendo que o longa não tem metade do sentimento do livro.

>>>Resultado

Leia o livro. Viva e reflita a história, pense na SUA história. Faça isso de novo. Depois, talvez, veja o filme.



TAGS: , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. Amei o livro e achei incrível o filme, amo a Anne (btw)! Mas eu gosto mais do livro, por aquela de sempre é mais completo, a história tem mais conteúdo e tal. E só indico o filme para quem já tenha lido o livro, pois tem alguns fatos que se vc não leu, não entendeu o que realmente está acontecendo.
    De qualquer forma, suuuuper indicaria os dois :)
    beijos, Camila

    http://www.coffeplusbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Acredita que eu não li, nem vi o filme? me deu muita vontade de assistir, mas de ler... não sei, não curti muito. Mas imagino que deve ser bem lega, já que foi adaptado, né? Quem sabe mais tarde ^^

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com/

    ResponderExcluir
  3. Você leu minha mente. Confesso que fiquei sabendo do livro só após ver que seria adaptado para o cinema, mas a história me agradou e eu resolvi ler. O livro é incrível, surpreendente, cativante. Também achei que ele não mereciam um final tão brusco. Um minuto ela está, e no outro não, foi muito rápido. Mas eu amei o modo como o autor 'voltou no tempo' nos últimos capítulos.
    Sobre o filme, eu gostei do que foi mostrado, mas senti falta do que não foi. A história da carta que o Dexter escreve para a Emma podia ser bem aproveitada no filme, foi um momento importante no livro. Minha única crítica seria ao tempo do filme, exatamente como você disse.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM