autor brasileiro Book

Vida de escritor... brasileiro. #01

3.9.11Dana Martins

Vida de escritor... brasileiro é um post mensal sobre o que os autores brasileiros estão fazendo para se destacar.

Há um tempo conheci o escritor Sergio Carmach através da divulgação de seu livro Para Sempre Ana no twitter. Mais tarde, acabei lendo esse livro em ebook por causa de outro movimento de divulgação que ele fazia. Agora, vou contar aqui um pouco sobre a nova ideia dele.

Em um post recente no blog oficial do autor, Luzia Barbosa (que ajuda na divulgação do trabalho dele), apresentou o mini-livro. Uma versão física do livro Para Sempre Ana só que menor e mais barato para o autor bancar. O objetivo é dar o livro aos donos de blog que vão resenhar, desse modo eles vão ter uma leitura confortável e ainda guardar uma lembrança do autor.

Livro pequeno, pocket book, livro de bolso... não é exatamente uma novidade, mas é uma ideia abandonada. Além de mais econômico para quem quer divulgar, ainda vale lembrar que a “novidade” chama atenção (mais um motivo para falar do livro) e fã adora livro em tudo quanto é forma.

Coleção de um fã com vários livros repetidos.

Entenda um pouco mais 
(sobre essa relação de troca e por que o mini-livro é uma boa ideia.)

Há muitos blogs de resenhas por aí, de pessoas que decidiram dividir na internet sua paixão por livros. A partir disso, surgiu uma relação de troca: a editora dá o livro, o dono do blog faz a resenha. Todos felizes para sempre, né?

Não é bem assim se você for um escritor, sozinho, tentando fazer isso. A solução, muitas vezes, acaba sendo o ebook, mas o ereader ainda não é uma realidade, então a leitura não é tão boa quanto em um livro. Além disso, esses resenhistas têm uma paixão pela versão física do livro e receber um arquivo na internet não é grande coisa, principalmente com tanta opção aparentemente melhor por aí. Sendo assim, restam duas soluções imediatas: A) o autor paga para as pessoas lerem. B) o autor conta com a boa vontade alheia. Ou, se você fizer como o Sergio Carmach, busca uma própria.

O mini-livro é uma alternativa mais barata que o autor encontrou de presentear os resenhistas com a versão física de seu livro, mas sem falir para isso. Ele vai divulgar, aumentar o vinculo com o leitor e todo mundo sai feliz.

Abaixo uma imagem de comparação entre a versão comum e o mini-livro. Você pode encontrar mais imagens aqui.

Livro comum e mini-livro


Sobre quem teve a ideia: Sergio Carmach é autor de Para Sempre Ana, lançado pela editora Caravansarai, e está usando os blogs e redes sociais para divulgar seu trabalho.


TAGS: , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Olá, Dana! Como vai?
    Vida de escritor brasileiro certamente não é facil e achei muitíssimo interessante a proposta do Sergio Carmach. Os e-books provavelmente nunca causarão no leitor a mesma paixão que as folhas, os livros físicos...
    Particularmente falando, gosto da ideia dos pockets. Tenho vários aqui que comprei a preços beeeeeeem econômicos e que em nada diferem na qualidade. Claro que, caso perguntarem-me qual prefiro, diria o grande, mas isso em nada muda o conteúdo, sem contar que a versão de "Para Sempre Ana" ficou um charme de bolso =)

    Beijinhos,
    Ana - Na Parede do Quarto

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *