CCFilmes Dana Martins

Maratona Natalina: O Feitiço do Natal

24.12.18Dana Martins


A Ariel deu a ideia de fazer uma coluna especial com filmes de Natal e, apesar de eu não dar a mínima para filmes de Natal, acabou que outro dia eu assisti O Feitiço de Natal no Netflix, então vamos conversar.

O Feitiço de Natal conta a história de Abby, uma jovem fotógrafa que sempre sonhou em viver da sua paixão por fotografia, mas nunca teve muita sorte. É por isso que seu melhor amigo Josh, que também é fotógrafo e bem sucedido, está viajando o mundo inteiro enquanto ela ainda está presa em uma lojinha tirando fotos para álbuns de família. Com a chegada do Natal, Abby já está preparada pra pressão da família que espera o dia em que ela vai arranjar um emprego mais tradicional, mas ela não está preparada é para o presente do seu avô: um calendário que conta os dias para o Natal e parece prever o que vai acontecer no seu dia!

Eu assisti o filme porque estava exausta e era madrugada e eu precisava de algo pra me distrair - e, pra isso, O Feitiço de Natal foi perfeito. Não é o melhor filme do mundo em nenhum parâmetro, mas os personagens e romances são fofinhos o bastante. O calendário mágico traz um quê especial pra história, porque me fez ficar o tempo todo esperando pra ver como o que foi previsto ia acontecer (a previsão é tipo: um par de botas. Mas como essas botas vão aparecer???). E ainda tem toda essa trama da protagonista que queria seguir a carreira de fotografia vs. talvez ela tenha que se contentar com uma carreira mais tradicional mesmo. 

Na real, foi ótimo assistir. O tipo de história que me deixou interessada, me divertiu o bastante e ainda uma vantagem: não é aquele romance que enche o saco. Não é sobre uma garota se contentar ou mudar por um cara idiota, não fica romantizando cara claramente babaca e abusivo. Mesmo com a magia, não força nada e quando acontece deixa a gente feliz.


Esse é um filme também que usa de forma clássica o triângulo romântico da literatura YA, em que os dois caras representam possíveis identidades pra protagonista. Então meio que o filme é a personagem flertando com a possibilidade de seguir uma carreira mais tradicional e o que isso significaria pra ela.

Pra completar, quero dizer que a relação entre a Abby e o melhor amigo Josh é super fofinha. Principalmente a maneira como ele trata ela, as brincadeiras em relação a fotografia. Mesmo em um filme tão curto e simples dá uma sensação de que eles são amigos há muito tempo mesmo.

E a atriz Kat Graham, que interpreta a protagonista Abby Sutton, é muito bonita e foi uma das coisas que me fez decidir apertar play no filme.


TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM