CCSéries comédia

Ainda dá tempo de ver Grace and Frankie

31.5.18Dana Martins


Estava pensando no que escrever para o ConversaCult, e decidi falar sobre uma série que eu nunca pensei em assistir, mas que me fez muito feliz nos últimos dias: Grace and Frankie.

Grace and Frankie é uma série de comédia que tem no Netflix e acompanha a vida de duas mulheres que acabam morando juntas quando seus maridos revelam que vêm tendo um caso há anos e querem se separar delas pra se casar. O grande diferencial é que: Grace and Frankie são velhas, e a série além de mostrar as 923823 tretas que elas e a família delas se mete, também mostra o que é isso da perspectiva da 3ª idade.

Mas peraí, não é o que você tá pensando. Quantas histórias você já viu com protagonistas com mais de 60 anos? (ainda mais mulheres) O que nós temos normalmente é aquele estereótipo de vovózinha, só que Grace and Frankie não é isso. A história é da perspectiva delas, e humaniza as pessoas mais velhas de um jeito que a gente não tá acostumado. O mais próximo que a gente tem disso é a abuelita em One Day At A Time (também no Netflix e maravilhosa), e se você gosta dela, você vai gargalhar com Grace and Frankie.

Eu e o meu irmão começamos a assistir por falta de coisa melhor pra ver enquanto nós comemos, e foi maravilhoso. É a opção ideal, porque é leve, é engraçada e dura só 30 minutos. Confesso que depois de alguns dias eu fiquei viciada e comecei a querer a assistir direto, precisei me segurar pra não acabar logo. 

Tem tanta coisa que eu gosto. A Grace e a Frankie são maravilhosas. Tem um episódio que elas passam INTEIRO NO CHÃO DA CASA (porque elas caem e nenhuma das duas consegue levantar) (e aí elas começam a brigar) (e apostam corrida se arrastando até o telefone), e ainda assim é um episódio divertido. Eu não sei explicar como as atrizes são boas, mas elas são. Fico pensando que Hollywood e mídia no geral perdem muito em não ter mais histórias com atores velhos em papeis importantes, porque tudo o que eles fazem é infinitamente melhor do que qualquer garoto de 20 anos atuando pela primeira vez. 

E as duas personagens também são diferentes. A Grace é toda... não certinha, mas aquelas mulheres ricas que se importam com as aparências, status, não fala sobre sentimentos. Já a Frankie é bem hippie fazendo qualquer coisa. No início, elas se odeiam, mas com o tempo se tornam amigas inseparáveis (que continuam brigando).

Além disso, tem a família delas com os ex. A Grace tem duas filhas e a Frankie dois filhos, e todo mundo que cresceu meio junto porque os pais era "amigos" próximos. A gente acompanha um pouco a vida deles também, mas a melhor parte é a Brianna. 90% das risadas da série, se não são por causa da Grace e da Frankie, é por causa da Brianna. Ela é uma filha da puta, e sabe disso. Ela fala as coisas na cara, resolve os problemas. E com forme o tempo passa a gente vai aprendendo a ver um lado mais vulnerável dela. 


*família falando sobre os sentimentos*

*campainha toca*
Brianna: cruzem os dedos, gente. pode ser um assassino




E os ex-maridos. Eu não esperava isso, mas o casal tem bastante destaque, muitas vezes co-protagonizando a série com elas. E a gente vê os dois preparando o casamento, aprendendo a lidar com a vida e o que é ser gay abertamente depois de passarem a vida inteira sustentando um casamento que nenhum deles queria estar. Fazendo amigos gays, etc. 

No início eu fiquei com um pé meio atrás do tratamento dos personagens LGBT+ porque, como a série é focada nas 2 e de comédia, cria o maior drama por revelar que os dois são gays, as duas entram em pânicos e saem falando com qualquer um que aparece coisa como "sabe, eu sou divorciada agora, né, porque o meu marido é GAY." Não acho certo elas saírem falando o tempo todo pra todo mundo que eles são gays, ainda mais que se os caras levaram 70 anos pra conseguir sair do armário, não devem ser muito confortáveis com o povo espalhando assim. Sem falar que a série faz um paralelo entre a traição e eles serem gays, então acaba parecendo meio "justificado" elas reclamarem deles serem gays. Acho que não importa como a gente vê isso, não muda o fato de que a piada de partida da série é: e se o seu marido é gay e te abandona depois de 29832 anos de casamento pra ficar com um homem? Então isso é ruim. MAS no geral é tão tranquilinho, e ao longo da série a gente vê os personagens lidarem com tudo, e vários momentos desse casal fofinho que aos 70 anos conseguiram se unir. No final, a mensagem que fica é inspiradora.

E é isso. Acho que de certo modo todo mundo devia ter referência em séries como Grace and Frankie porque existe muito essa ideia de "fim da vida." Você já tá velho, não pode mais se apaixonar! Começar tudo do 0!! Mas o que você faz quando chega no fim da vida? No caso de Grace and Frankie, vai em busca do amor, começa uma empresa, vende lube... e vibradores pra um grupo religioso. Cirurgias no joelho. E encontra uma parceira incrível pra dividir a casa com você. 

TAGS: , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM