CCdiscussão CCSéries

The Good Place e a ideia de que ninguém é 100% bom

9.12.17João Paulo Albuquerque


Recentemente terminei a primeira temporada - depois de muito tempo parado no quarto episódio da série - e assim que acabei, fiquei pensando sobre os episódios finais e relembrando sobre os iniciais. E saiba que se vier aqui ler, estará em risco de saber o que vai acontece na primeira temporada. 

(COM SPOILERS)
Passamos toda a história crendo que aquele era o Lugar Bom, Céu, Paraíso, seja lá o que você quiser chamar, pra no final vir a bomba de que aquele lugar não é nada disso, na verdade, é o contrário. E isso foi incrível pra mim. QUE PLOT TWIST CRIANÇAS!

Eleanor passou um tempo desgraçado achando que era a culpada por tudo e descobre, no final, que na verdade ela não é a única que fez coisas ruins. Todos ali com ela também fizeram. E é aí que entra a reflexão. Somos humanos, então cometemos erros, não existe tal coisa como a perfeição, nem algo perto disso. Somos imbecis, erramos, nossa vida é um sopro, ninguém tem a certeza de que exista algo maior que nós e muito menos se estamos sozinhos no universo. Metade do nosso dia é dedicado a uma crença de que quem fizer o bem vai pro céu, e quem faz o mal vai pro inferno. Até onde isso é verdade?


O bem e o mal não são tão distintos quanto achamos. Há milhões de áreas de cinza, não mil e um tons, não 1, não 50, mas milhões. Nada é tão preto no branco ou branco no preto quanto achamos. E eu parto da premissa que se faz mal à alguém, então começa a entrar nos tons de cinza que se aproximam da maldade. Eu acredito que fazer um bem não é algo que te leve a receber recompensas, sabe por quê? Porque no fim todo mundo vai morrer, mas fazer o bem é algo que nos deixa bem por dentro, é algo que deixa os outros bem, felizes. Sabe empatia? Então, é isso. Se colocar no lugar do outro e pensar se fosse você no lugar daquela pessoa iria gostar daquilo? Se a resposta for não, cale a boca e não faça merda.

O que gostei de ter visto essa série, é que me fez reparar que todo mundo erra. E todos podem aprender com isso e querer melhorar. Porque somos humanos, evoluímos e aprendemos, esse é nosso caminho. E que fazer algo bom não te torna 100% bom, até porque infelizmente isso não acontece, mas fazer o bem é bom pra todos, porque por mais que você possa achar desnecessário ou "cada um cuida da sua vida", nos importamos, nem que seja uma pessoa, nem que seja só a gente mesmo.

Assim podemos evoluir juntos e entender que fazer o bem não é uma questão de moral ou religião, mas é uma questão de se importar. Tenha um bom dia.


TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

3 comentários

  1. "fazer o bem não é uma questão de moral ou religião, mas é uma questão de se importar"
    Que lindo! Concordo totalmente com essa frase. Caí aqui de paraquedas e adorei essa postagem, não conhecia a série, mas vou procurar para assistir.

    Toca da Lebre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz que tenha gostado! Quando conhecer a série, surge aí pra me contar o que achou ;)

      Bjs <3

      Excluir
    2. Pode deixar que apareço por aqui para deixar minha opinião sobre ela =D

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM