CCAnálise CCIndicação

Para Quem Gosta de Música: 'What Did You Expect from The Vaccines?'

13.7.17Colaboradores ConversaCult


O sentimento de nostalgia dos anos 80, por vezes, é tão grande que sentimos certa dificuldade em avaliar de modo menos rancoroso a música de péssima qualidade que chega até nós neste século. O cenário indie - se assim ainda podemos chamá-lo - passou um bom tempo sem apresentar grandes novidades agradáveis. É compreensível que deva - ou pelo menos devesse - existir uma autocrítica muito grande, afinal, estamos falando de um gênero musical com nomes brilhantes responsáveis por ótimas canções nas últimas duas décadas do século XX.

The Vaccines poderia ser mais uma dessas bandas que causam nada além de indiferença nos apreciadores da boa música ou, até mesmo, uma banda irregular como Arctic Monkeys que conquista fãs mais provavelmente por outros atributos do que pela qualidade da música que produzem. O título do álbum de estréia do grupo, What did you expect from The Vaccines?, parece nos remeter justamente a esta tônica de maneira sarcástica.

O que esperar de mais uma banda alternativa inglesa num álbum de estréia? No mínimo, mais uma derrocada do indie e mais do mesmo material ruim que nomes que se tornaram - tragicamente -consagrados como Alex Turner apresentaram. Contudo, o quarteto londrino parece ter vasculhado tudo aquilo de brilhante que precedeu sua existência e resolveu aplicar seus dons artísticos numa direção extraordinária para os baixos padrões da música atual. O resultado foi, sem exageros, o melhor álbum indie das últimas três décadas e provavelmente o melhor álbum concebido até agora no século XXI.

What did you expect from The Vaccines? consegue a imaculada proeza de ser excelente do primeiro ao último segundo. Não há um tropeço ou uma faixa que você possa pensar "ah, essa é bem mais ou menos". Com o fétido material existente hoje na cena indie, The Vaccines parece uma banda dos anos 80 que foi teletransportada ainda jovem para nossos dias a fim de trazer algo que preste. Admito que avaliando os dois trabalhos lançados posteriormente a este chego a conclusão de que o quarteto deixou a peteca cair em certos momentos e, dificilmente, o grupo irá superar a obra-prima parida neste álbum de estúdio de estréia.

Os quase trinta e cinco minutos de duração deste trabalho singular nos causa uma grande sensação de que ainda existe vida após os anos 80 e 90. A melodia deliciosa e as letras poéticas, sarcásticas e melancólicas do grupo encontram um equilíbrio minucioso nas onze faixas de What did you expect from The Vaccines? de maneira inegável. Embora seja difícil escolher quais canções se destacam, arrisco dizer que If you Wanna, A Lack of Understanding, Wetsuit, Post Break-Up Sex e Wolf Pack possuem singularidades especiais. A Lack of Understanding possui uma melancolia tão intrínseca e verdadeira que pode ser alçada ao patamar das mais marcantes músicas tristes com sua história de término controverso. If you Wanna, por sua vez, exerce um sincero contraponto com um discurso de quem quer reatar uma relação e tentar novamente.

Enfim, The Vaccines é uma banda que, embora tenha apresentado alguns tropeços nos últimos dois álbuns, pode ser considerada a maior e mais viva esperança da música atual. Não há aqui espaço para canções comerciais de qualidade extremamente duvidosa ou a famosa arte só pelo dinheiro. A preocupação da banda com a estética de seu trabalho é tão admirável que até mesmo as capas dos singles e álbuns são pensados de maneira inteligente nos remetendo, inclusive, às artworks do The Smiths. Certamente, o quarteto bebeu muito na fonte da banda inglesa de Manchester para conceber algo tão atemporal e diferente de toda porcaria atual.

Lista de faixas do álbum What did you expect from The Vaccines?:


1. Wreckin Bar (Ra Ra Ra) - 1:24

2. If You Wanna - 3:02

3 .A Lack of Understanding - 2:58

4 .Blow It Up - 2:41

5. Wetsuit - 3:50

6. Nørgaard - 1:38

7. Post Break-Up Sex - 2:56

8. Under Your Thumb - 2:20

9. All In White - 4:33

10. Wolf Pack - 2:23

11. Family Friend - 5:30

***

Sobre o autor:


Yuri Resende é carioca da gema e nasceu em junho de 1997, embora muitos afirmem, devido à sua personalidade nostálgica e saudosista, que tenha nascido algumas décadas antes. Autor do livro "Apaixonante Caos", estuda História na Universidade Federal do Rio de Janeiro e atualmente exerce a função de diretor geral no Grupo Quinquilharia. Apaixonado por literatura e música, é leitor voraz de Oscar Wilde e fã compulsivo dos Beatles e dos Smiths. Você pode encontrá-lo no Facebook.


TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM