CCdiscussão Dana Martins

Vamos esquecer o futuro das garotas

9.6.17Dana Martins


Eu amo essas fotos que mostram a Mulher Maravilha do lado de garotinhas, um bebezinho que mal sabe andar vestido de Rey e garotinhas vendo com brilhos nos olhos as moças de Ghostbusters. É lindo. O futuro vai ser melhor. Mas e o agora?

Acho que a minha visão mudou no meio de uma conversa dessas de "um dia vamos fazer dar certo", "um dia teremos isso", onde uma garota perguntou: e eu?

E eu que tô viva aqui, agora, que cresci sem essas personagens e ainda estou sem?




Eu vivi pra ver as princesas da minha infância virarem generais. 



Eu fico pensando em como essa afirmação do "as garotas que vão crescer" faz duas coisas:

1. Joga a nossa vida fora. 

A gente não é nada, a gente não é porra nenhuma. Não sou eu que tô pela primeira vez indo ver uma super-heroína no cinema. Minha vida já foi sacrificada, sei lá. É uma hipocrisia do inferno, que me distancia dos problemas atuais, afinal, eu não sou quem precisa ser salva. Ao mesmo tempo, já condena a minha existência.

2. Joga os problemas pra o futuro.

É aquela visão idealista de "um dia vai ser melhor", que no fundo é só outra forma de se distanciar do problema. Se o futuro tá consertado, pra que eu preciso fazer algo, né? E se não tiver, isso é problema do futuro. 

É emocional ver a garotinha, mas é de extrema importância pra mulheres agora vendo isso acontecer - é importante que aconteça agora e, além do mais, pode e devia acontecer agora.

Eu estou falando do caso de mulher [branca], mas isso serve pra tudo. Representatividade LGBT+, de minoria étnica, pessoas com deficiência e neurodivergentes.

"Tem uma geração de garotas crescendo agora onde Mulher Maravilha é seu
primeiro super-herói, Rei é uma Jedi e os Ghostbusters são mulheres"

cês acham que essa preocupação com o futuro das garotinhas,
é porque os homens viraram pais? 


Eu fico lembrando daquela garota, que raramente vê as personagens lésbicas como ela sobreviverem a uma história e definitivamente não encontra uma história realmente boa com elas. Eu fico pensando nela que nunca assistiu um filmezinho de comédia romântica no colegial onde a garota protagonista se apaixonou pela outra. E grandes chances são de que, os que ela assistiu, trataram ser lésbica como uma piada SE é que lembraram da existência dela. 

Eu fico pensando na luz apagando nos olhos dela, porque "e eu?", porque a vida dela é agora. 

E talvez já tenha passado da hora da gente prestar atenção nisso também em vez de só fugir pra esse futuro utópico.


Agora aproveita e clica aqui pra se inscrever na minha newsletter:
minha newsletter!!! yeeey

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *