Castiel CCdiário

Destiel, Representatividade e o Queerbating

19.3.17Colaboradores ConversaCult



Apesar de já terem falado tantas vezes sobre queerbating aqui no blog, eu sinto que eu preciso falar novamente, e principalmente focar em um shipp (que é o meu favorito). 

Quem me conhece sabe muito bem que eu amo Destiel com todas as minhas forças e se alguém me disser que não tem a menor possibilidade de eles sentirem algo um pelo outro, eu acabo ficando com raiva da pessoa. Porque eu amo esse shipp e vou protegê-lo, não importa o que aconteça. Agora, ninguém nega, e nem podem, que é um casal queerbating.

Eu quando me dei conta do que era queerbating, cerca de um ano atrás, e vi que Destiel estava nisso.

Caso ainda não saibam, queerbating é um termo que em tradução literal seria "isca de LGBTQ's", e infelizmente, Destiel entra nessa categoria. Só quem convive comigo sabe o quanto eu já chorei com Destiel, e quem é fã de um casal, ou vê aquilo com um significado grande na própria vida, sabe o quanto é impactante e triste um casal que serve como isca aos olhos dos escritores nunca se realizar, sendo que até teria uma chance – por mais remota que fosse –, pelos anjos não se importarem com gêneros - e poderíamos os classificar como panssexuais. 

O problema do queerbating é essa brincadeira com nossos sentimentos, essa brincadeira doentia com quem é da comunidade LGBTQ+, tendo esse recorrente pensamento como mantra: "Olha, que fofinhos eles ficam juntos... Que tal se sugerirmos algo? Mas isso nunca vai acontecer, eles são héteros (aqui no caso só o Dean).".

Impossível ser negado algo entre eles!!! (~cry)


*Spoiler da 11ª temporada, pule esse parágrafo caso não queira ler*

Por mais que na temporada anterior (11ª) tenha tido uma representatividade de dois homens em um relacionamento – e pasmem, eles continuaram vivos – ainda tivemos a perda da Charlie, que era uma personagem lésbica. E essa é uma coisa horrível, a perda de personagens LGBTQ+ nas séries. Só o que queremos é que tenham mais personagens não-héteros e que sobrevivam. 

Quem viu The Vampire Diaries – que infelizmente se encerrou maravilhosamente nesta sexta-feira (10) - sabe que os poucos personagens que não fossem héteros morreram. Não é que nós estamos reclamando por nada, estamos reclamando e questionando o porquê de personagens gays, lésbicas, bissexuais, entre outros, não podem ter um final feliz ou um destino livre de drama como doenças cancerígenas ou acidentes fatais. E após o texto da Dana, Um ano desde que perdi esperança com representatividade, eu vim percebendo mais coisas desse tipo, desse padrão. E, deuses, não é difícil entender, só queremos uma representatividade justa. 

Eu não shippo Destiel porque todos o fazem, eu shippo por todos os olhares, insinuações e verdades ditas em olhares. Destiel é um casal que mostra claramente o que seria a representatividade mais justa de todas se fosse um casal assumido. E os próprios atores shippam, apesar de Jensen ter dito que não aconteceria – o que de fato sabemos, afinal, essa não é a vontade dos escritores da série. 

Só queremos que haja representatividades justas e que condizem com tudo que passamos. Queremos aqueles personagens para olhar nas séries e chorar de alegria ao ver que eles representam a gente e tudo que sentimos e o que desejamos para nós mesmos. Não é pedir muito, é pedir o que é necessário. 



E outra coisa, dessa vez diretamente para os escritores de Supernatural:  

Dean não é hétero, parem de tentar reforçar isso. Obrigado, de nada.


***

Sobre o autor: 
Me chamo João Paulo, mas prefiro que me chamem de Jota. Acabei de iniciar o Primeiro Ano do Ensino Médio e vou fazer quinze anos. Sou um amante de Letras, séries, livros, causas sociais (que estou procurando sempre me atualizar mais) e culinária. Sou o irmão da minha irmã, gordo sedução, irritado com ignorância e uma linda Drag Queen nos meus tempos livres.

TAGS: , , , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Por que você acha que o Dean não é hétero? Nunca percebi menção do contrário na série.

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *