Animação CCAnálise

Moana foi tudo o que eu esperava e muito mais

19.1.17Isabelle Fernandes


Desde o momento em que ouvi sobre Moana, eu soube que eu precisava assistir a esse filme. Foram meses de espera, cada poster, cada coisinha aumentando ainda mais a minha certeza. Mas eis que chega 5 de janeiro, 47234732 de aniversários pra ir, contas pra pagar e com o passar dos dias fui me conformando com um fato: eu não ia ver Moana no cinema. 

Então ontem à tarde estava eu cuidando do CC, conversando com o João quando sou relembrada do meu objetivo de vida há meses:


Porém minutos depois, vendo que quinta feira o ingresso ia ficar mais caro e não teria mais em 3D, tomei outra decisão:

Mandei um audio desesperado pra ele enquanto descia as escadas correndo HAHAHAHAH
A próxima sessão no cinema aqui perto de casa era às 17:40....sendo que quando eu tinha decidido ir ver no mesmo dia era mais de quatro horas da tarde. Conferi no site que ainda tinha ingressos, me arrumei em 10 minutos (quem me conhece sabe que isso é um RECORDE) e saí correndo pra fazer um trajeto que em dias normais dura meia hora. Consegui chegar 16:55, fui voada pro cinema enquanto mandava o audio pro Jão e foram momentos de aflição, até que:


Então lá fui eu me sentar, à espera do filme começar, cercada de crianças. Inclusive, preciso comentar: sim, elas vez ou outra gritam ou choram, mas são MIL VEZES mais comportadas que os adultos. E divertidas também, quando começaram a passar os trailers em 3D uma criança atrás de mim gritou "CARAMBA, PARECE DE VERDADEEEEEEEEE". Já disse que eu amo crianças? HHAHAHAHAHAHAHA.

Enfim, o filme começou e eu tava lá morrendo de medo que eu estivesse com as expectativas altas demais e acabasse me decepcionando. Porém já nos primeiros minutos eu estava prestes a chorar por causa disso aqui:




O oceano escolheu a Moana quando era pequena...mas por quê? Vamos lá.

De acordo com as lendas, tudo era oceano até que uma espécie de deusa terra brotou e começaram a surgir as ilhas. Só que aí um semideus roubou o coração da deusa terra e desde então as ilhas tem sido varridas por um negócio muito doido que destrói tudo. Para o pai da Moana, o chefe da tribo, tudo isso é só lenda e a ilha deles é totalmente segura, não há necessidade de passar dos recifes e ir além. Na verdade, ele proíbe expressamente qualquer exploração além deles.

Só que durante a vida toda a Moana se sentia atraída pelo mar, queria sair por aí navegando e o pai dela tava sempre lá, embarreirando, dizendo que o lugar dela era ali na tribo, que seria a futura chefe, que ela devia se concentrar nisso. E foi o que a Moana tentou fazer. Começou a se preparar pra substituir o pai futuramente, ignorou aquele marzão gostoso....só que claramente tinha alguma coisa errada com a ilha. É então que indo contra tudo o que o pai sempre falou, ela passa pelos recifes e parte em busca do lendário semideus Maui e impedir que a coisa misteriosa destrua a sua ilha e a sua tribo.



Nunca, em toda a minha vida, eu senti uma conexão tão forte quanto a que eu senti assistindo Moana. Não só com o filme em si, mas também com a personagem. Ele conta a história de uma menina que passou toda a vida ouvindo que ela era da forma tal e que deveria fazer a coisa tal e por isso ignorou a si mesma, ignorou o chamado que vinha dela pra ser aquilo que diziam que ela era. Isso mexeu muito comigo, de verdade. Tem uma cena em que ela tá lá cuidando dos problemas da tribo e o pai vira pra ela e fala "Essa é você". Na mesma hora me veio na mente todos os momentos em que meus familiares e pessoas próximas a mim diziam quem eu era e eu ficava tipo "ok...eu não concordo não mas se você tá dizendo...".

E aí depois, lá pro meio do filme, rolaram todas aquelas tretas básicas e a Moana tá triste e perdida, se achando um zero à esquerda. Ela passou a vida inteira ignorando o chamado do oceano e quando ela finalmente o aceita, deu tudo errado. Mas aí rolam coisas, reflexões e ela grita "I AM MOANAAAAAAAA", o momento em que ela entende quem ela é e o que ela pode fazer. GENTE.....foi o momento que eu me entendi também. Passei a vida inteira tentando ser quem diziam que eu era e acreditando nisso, mas nos últimos anos estão aparecendo coisas em mim que eu não reconhecia e passei a me perguntar "isso sou eu?". Nessa hora em que ela gritou, eu entendi. Sou eu sim. Sou o eu que eu reprimi a vida inteira pra me encaixar.


ESSA CENA, PUTA QUE PARIU
Como você aí pode ver, eu me entendi com esse filme a nível espiritual HUISHGIFDHGIDFHGIDFGIHDIGD, mas não foi só isso que tornou ele meu favorito. As cenas são visualmente LINDAS, MARAVILHOSAS. As músicas são arrebatadoras, eu reconhecidamente odeio cantorias (tanto que passei muito tempo passando longe de filmes da disney) mas eu amei CADA. MÚSICA. E a história, minha gente? As lendas dos nativos do Pacífico??? Deus sabe que tenho uma forte queda por mitologias, então eu fiquei maravilhada descobrindo a mitologia apresentada no filme.

Poderia passar dias e anos falando desse filme, porém irei parar por aqui e pedir pra que O MUNDO VÁ ASSISTIR ESSA OBRA PRIMA DIVINA!!! Eu não só me diverti e me maravilhei, como também passei por uma série de reflexões pessoais e existenciais. Moana fala sobre descobrir quem você é e qual é o seu chamado nesse mundo.

Eu acho que encontrei o meu. E você?

Quem é você? Qual é o seu chamado interno?


"O oceano me escolheu por alguma razão..."


Nota:

QUERO VER ESSE FILME TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA
PRA SEMPRE


***

- "Moana - Um Mar de Aventuras"
- Moana (2016)
- Direção: John Musker, Don Hall
- Roteiro: Jared Bush, Ron Clements
- Elenco: Auli'i Cravalho, Dwayne Johnson, Rachel House
- Animação, Aventura - 113 min 







TAGS: , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

2 comentários

  1. WOW WOW WOW! Eu me senti igualzinha! Chorei o filme inteiro, os sentimentos foram tão fortes... como se eu realmente tivesse vivendo tudo aquilo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. SIM!!!!!

      Foi uma imersão daquelas HGUDHGUIDFHGIFDHIGHDI

      Excluir

Posts Populares

INSTAGRAM