aparência autoimagem

Assumir ou não os cabelos brancos?

20.1.17Elilyan Andrade


A primeira vez que surgiu um fio branco tinha uns 25 anos, mas naquela hora nem liguei. O que é um único cabelo branco em um universo tão vasto? Agora com 29 anos não importa para que lado jogue meu cabelo eis que me deparo com vários fios branquinhos branquinhos. No momento tenho uma técnica infalível para acabar com eles: arranco-os. Como sempre fui de pensar a longo prazo nas coisas me deparei com a questão: o que acontecerá quando tiver 50, 200, 1000 fios brancos? Pintar parece ser a solução mais óbvia, mas qual é o problema de assumir os brancos?

NENHUM, de acordo com minha mãe, uma mulher que nunca pintou os cabelos na vida e logo quando surgiu os primeiros cabelos brancos os assumiu com orgulho. Confesso que apesar do excelente exemplo da mãe, sou um pouco como as minhas tias e me preocupo que os fios brancos possam trazer um efeito negativo a minha autoimagem. A aparência de desleixada não me atrai de jeito nenhum, então o que fazer?

Depois de muito refletir e não encontrar resposta nenhuma parti para a pesquisa e olha só como um tema aparentemente tão fútil e banal pode dizer muito sobre a nossa sociedade. Já observaram que na maioria das vezes quando vemos na mídia uma mulher com cabelos grisalhos ou brancos, ou ela está na pior ou tem um estilo de vida “alternativo”, como por exemplo a Frankie, da série Grace and Frankie? Nos homens os cabelos brancos são associados a charme, já nas mulheres sinônimo de velhice. Como se envelhecer fosse algo tremendamente terrível (mas isso é tema para outro texto).

Todo mundo quer ser jovem. Eternamente jovem. E a indústria da beleza fatura zilhões com promessas de produtos que irão manter a aparência jovial e refrescante, mas na contramão da corrente existem pessoas que não tem medo de assumir o passar do tempo, mesmo assim é difícil ver exemplos positivos na mídia de mulheres com cabelos grisalhos. De cabeça confesso que só lembro das vilãs dos filmes Jogos Vorazes, Branca de Neve, EnroladosO Diabo Veste Prada e A Lei do Amor. Poderosas e malvadas confesso que amaria ter o dinheiro, autoconfiança e estilo delas, mas confesso que me preocupa o fato de sutilmente a mídia induzir que mulheres poderosas de cabelo branco são egocêntricas. perigosas e devem acabar mortas ou sozinhas. 

A sociedade como um todo é tão obcecado pela aparência das mulheres que cansei de ler artigos sobre os cabelos brancos de Christine Lagarde, diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), como se a cor do cabelo fosse relevante para a competência dela no cargo. Quando Obama, Putin e Bill Clinton começaram a ficar com cabelos brancos ninguém começou a relacionar sua aparência com incapacidade de liderar um país, mas Dilma, Angela Merkel e Theresa May têm cada fio de cabelo branco escrutinado nos jornais. 

Confesso que ainda não sei o que irei fazer com os meus cabelos brancos. Assumi-los ou não. Só sei que desejo que o mundo se torne um lugar melhor, pois mesmo com a febre que domina o Instagram e Tumblr com fotos de cabelos platinados, sei que envelhecer sendo mulher ainda é muito difícil por causa das pressões exercidas pela sociedade.

quando o assunto é cabelo branco neles o viés é sempre positivo

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

1 comentários

  1. Miga, tamo nessa. o/ Minha vó mesmo, ontem, olhou pra mim espantada e perguntou, "mas isso é um fio de cabelo branco na sua cabeça??" e eu, "Um? Tem vários!! Vó, eu já tenho 30 anos de estresse". (Mas o melhor foi a conclusão dela, "nossa, EU estou ficando velha", hahahaha. Como não amar!? <3)

    Mas voltando ao post; eu sempre fui a favor de assumir os brancos, acho uó a sociedade te obrigar a pintar e falava que não ia esconder os meus. Mas como tudo na vida, é muito mais fácil falar que fazer, né? Não que eu tenha escondido os meus, apesar de ainda pintar o cabelo de cores fantasias (adolescência tardia), mas não vou mentir que eles não me incomodam, porque incomodam. Bate aquela depressãozinha do tipo, "puta merda, tou velha!!!". E você olha no espelho e vê aqueles fios soltos ou as mechas, como no meu caso, e pensa, "por que não embraquece tudo de uma vez?!".

    (E confesso que no começo eu também arrancava, mas claro que não dá certo.)

    ResponderExcluir

Posts Populares

INSTAGRAM