clube de escrita Dana Martins

Clube de Escrita: Quem não tem escrito levanta a mão

13.11.16Dana Martins


Essa semana foi um epic fail.

Meu, da humanidade.

E o engraçado é que aconteceu uma ironia. Eu fiz um rascunho do Clube de Escrita que era só parar de dar desculpas e escrever, sobre aprender a colocar a sua escrita em primeiro lugar. Enquanto isso, na minha vida, eu não fiz nada disso. 

Acho que a moral da história aqui é que LARGA A SUA VIDA VAI ESCREVER (ESCREVA TODOS OS DIAS!) é uma coisa meio irrealista. Meio irrealista porque a vida acontece e estamos aqui, falhando na escrita miseravelmente.

E sabe o que mais? Eu falhei nem foi por uma razão séria, tipo "caraca, estudo o dia inteiro e não tenho tempo". Esse é o primeiro NaNo que eu tô aqui 100% do tempo em casa e poderia passar os dias escrevendo se quisesse. Nenhuma obrigação. E eu não escrevi mesmo assim.

Por quê? trump. 

Mas a razão não importa. Eu acho que pra maioria das pessoas a maior barreira na escrita não são realmente as obrigações. Escola, Faculdade, Trabalho, Cachorro doente. Isso é importante, atrapalha, mas não é isso que impede. Porque mesmo com tudo isso a gente ainda coloca as séries em dia, assiste filme, faz festa, conversa com os amigos na internet. Redes sociais, então? Quanto tempo não perde só vendo os feeds?

MUITA COISA IMPORTANTE PRA FAZER!!!

Tumblr - Twitter - Facebook, o verdadeiro triângulo das bermudas.

ENFIM.

Se vamos ser honestos, esses momentos de procrastinação e lazer são importantes. De verdade. 

A questão é só que tem a escrita também, e diferente disso tudo, ela não vem com facilidade. Ou não é uma obrigação que se você não fizer vai estar literalmente fodido, tipo faltar o trabalho. 

E aí nós sempre colocamos ela pra depois, porque tem coisas mais urgentes, até você perceber que o depois nunca chega e passou um ano e você não escreveu nada.

Ou no meu caso, uma semana.

E aí?

Eu aí é que sinceramente eu não tô nem aí. HUAHUAHAHAA 

aquele momento que você para pra analisar o próprio nível de preocupação e é 0

Não tô nem aí porque a escrita é importante pra mim, e eu vou continuar escrevendo e me buscando formas de fazer isso melhor.

Esse ano foi bem difícil pra mim, várias coisas aconteceram que roubaram a minha atenção ou me destruíram emocionalmente, e eu não consegui escrever. Ou não pensei nisso. Ou não dei prioridade. Mas conforme eu fui melhorando, comecei a voltar pra minha rotina de escrita, que eu aprendi com o NaNoWriMo. 

Às vezes dá umas crises, ou merdas acontecem (trump) que atrapalham tudo, mas eu volto. Eu sento, e eu tenho passado horas editando. Eu fico me desafiando a fazer melhor. Eu crio metas. Eu sei que eu vou escrever e terminar as minhas histórias. Por quê? Porque é importante pra mim, porque eu quero, porque eu vou lutar por isso.

Porque mesmo (nesse momento da minha vida, agora) eu tenha o dia todo pra escrever, ainda é uma luta pra descer do mundo e continuar a história. 

Então, sei lá, se você quer isso, tenta ter uma conversa sincera com você mesmo. Porque se você quer escrever, você precisa se obrigar a parar e arranjar um tempo pra isso. Foda-se o mundo acabando.

"Você consegue, cara. Olha pra você, cara. Olha pra você!'

Você tem que perceber que vai ter que escrever na merda.

E também que mesmo que a merda aconteça, você pode (e deve) lutar pra continuar escrevendo.

O NaNo é bom, porque é só um mês. Apenas um mês no ano em que você vai jogar a sua vida inteira no lixo, e focar em escrita. Parece brusco, e com certeza ninguém faz isso, mas esse é o mês que você tem que colocar escrita em primeiro lugar. E isso significa aprender a dizer não. Aprender a abrir o tempo. Aprender a trocar o sono, ou os amigos, ou um passeio, ou os estudos (...) pela escrita. Só nesse mês.

Acho que muitas vezes aprender a escrever é, também, aprender a criar o seu tempo pra escrever. É importante aprender a tratar escrita como as outras coisas "sérias" da sua vida.  

Enfim, eu falho... e não consigo manter isso de "escrever todos os dias!", mas cada vez mais a escrita faz parte da minha rotina, e eu estou terminando as histórias que eu quero e satisfeita. E você? 



-----------------------------


Dana: Dia 13. Número de palavras: 0. (eu ainda não comecei, tô editando a outra história)

estou cansada, mas quero terminar logo esse clube de escrita pra voltar a editar a história. ESSA SEMANA EU TENHO QUE TERMINAR PELO AMOR DE DEUS

Bells: Dia 13. Número de palavras: 12,790 (CARALHO QUE)

Esse clube de escrita CAIU COMO UMA LUVA pra mim como resumo dessa semana. Eu saí, fiz coisas, tive curso, etc e ainda assim o único dia em que eu não escrevi foi na sexta, porque realmente não deu (melhor: não consegui acordar cedo e fodeu toda a programação HGUFDHGIFDHGID). De resto eu me obriguei a escrever todo dia, mesmo que não tivesse muito tempo (o que me fez criar um cronograma mental pra fazer tudo o que tinha que fazer), mesmo que eu estivesse desanimada, mesmo que fossem só 200 palavras (tipo ontem HFDSFHDSUFS), mas não passei nem um mísero dia sem pensar sobre a história.

Ela vive na minha cabeça. Ela é o meu filme favorito. E eu amo isso xD

Mas com todas as atribulações, tava achando que meus números estavam ruins, ainda mais em comparação com o ritmo que eu tava nos dois primeiros dias. Entrava na página inicial do nano e via a previsão de término aumentando cada vez mais. Aí vim aqui escrever minha parte e DOZE MIL PALAVRAS EM 13 DIAS, ISSO É MUITO MAIS DO QUE EU ESCREVI EM LITERALMENTE ANOS.


Então é isso, sigo firme e forte e super feliz.

TAGS: , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *