adolescência amizade

De: Isabelle de 22 Para: Isabelle de 12

8.4.16Isabelle Fernandes


Dando continuação ao nosso CCSexta, hoje é a minha vez de escrever pra mim mesma. Confesso que quando a Carol deu a ideia eu fiquei meio cabreira porque minha vida não era lá das melhores, mas por fim esse foi um bom exercício. Eu mudei não só por fora como também por dentro e acabei me lembrando de muitas coisas boas e engraçadas. Só que eu não consegui encontrar NENHUMA foto minha com 12 anos, essa aí de cima é de dezembro de 2004, então resolvi colocar fotos minhas de todas as fases da minha vida pra ilustrar a carta.


"Oi, Bel!

É estranho te chamar assim, já que hoje eu quase não ouço mais esse apelido. Não é que você tenha ficado sem, só inventou um novo. Começo essa carta com a seguinte revelação: você leu uma série de livros que te deixou vidrada (e que agora é muito zoada) e na hora de bolar um nick pra um chat sobre outra série de livros que te deixou vidrada (e ainda deixa), veio o novo apelido. Não vou dizer qual é, espere 10 anos pra saber HGUIFDHGUFDHGIFDHGIFHD.

Eu e Harry Potter (uns 10, 11 anos)

Sim, você continua má desse jeito. Nós sabemos que deixar as pessoas morrendo de curiosidade é divertidíssimo xD

Estou escrevendo pra te contar algumas coisas, mas não sei por onde começar. É meio difícil me lembrar de como era ser você, já que ainda sou tão desmemoriada como sempre fui. Mas eu lembro que você estava meio sem saber o que fazer. Último ano antes do ensino médio e a maioria dos seus colegas pensam em ir pra escolas técnicas ou simplesmente mudar de ares mesmo, mas você está com medo. Medo de uma escola nova, de não conseguir se encaixar, de perder as primeiras amigas sinceras que você teve. Mas não precisa se preocupar. No fim das contas você vai passar pra uma escola técnica e vai ser a melhor época da sua vida. Quando penso em voltar no tempo, é pro ensino médio que eu quero voltar.

Pura felicidade (15 anos)

Lembro também do quanto você se sente desconfortável com as pessoas. Muita vergonha, muito retraimento, parece que ninguém sabe quem você realmente é, nem mesmo suas amigas. É difícil se sentir confortável até com elas, eu sei. Só que quando você entrar no ensino médio, isso vai mudar. Você finalmente vai se sentir você mesma com as outras pessoas e vai entender plenamente o que é amizade, na prática. Vai ser um divisor de águas na sua vida, aquele momento em que você descobre que não está mais sozinha e que existem pessoas que gostam de você assim mesmo, do jeito que você é (porque elas vão saber quem você é, de fato).

Sei que nessa época nossa avó já está enchendo o saco com a aparência, querendo espremer cravos, cuidar das espinhas e tudo o mais. Quer um conselho? Deixa. Deixa ela fazer isso. Eu não fiz e tá, as espinhas deixaram de ser um problema faz muito tempo, mas os cravos persistiram. Eles não vão embora. Sempre fico pensando "ah se eu tivesse deixado minha avó tirar". Então para de ser teimosa e aguenta firme. Já a sombracelha, faça você mesma. Confie em mim. E não arranque com pinça ou passe gilete nos pelos aleatórios que aparecerem em partes indesejadas. Depois eles vão crescer grossos e vai ser MUITO pior. Só deixa isso aí do jeito que tá. Eu sei que agora você se olha no espelho e fica muito insatisfeita. E eu me lembro da quantidade de vezes que te chamaram de feia e o quanto isso doeu. Mas uma coisa incrível vai acontecer: vai chegar um dia em que você vai se ver no espelho, vai ver suas fotos e pensar "meu deus, como eu sou bonita.". Nos melhores dias, você vai ser achar linda. Parece impossível agora, mas isso é a minha realidade. Você ainda tem mais alguns anos pela frente sofrendo, até que aos poucos você vai começar a perceber os seus pontos fortes e isso muda tudo.

Caroline pediu foto vergonhosa. POIS BEM (13, 14 anos)

Agora, sobre música....sinto dizer que você não vai ser uma velhinha gótica. Seu gosto musical continua preferindo o rock acima de tudo, mas agora você é mais eclética. Evanescence e Green Day são ouvidos raramente e trazem aquela enxurrada de lembranças boas da sua época, além daqueles momentos loucos (lembra de quando você e suas amigas tentaram atuar como a Amy Lee no clipe Bring Me To Life? HUDHGIFUDHGIFHDIGDHI). E assim, agora você meio que não suporta mais Green Day e acha o Billie Joe muito feio. Não fique horrorizada, daqui alguns anos você vai entender. Você vai conhecer o hard rock, o rock clássico, o progressivo, até que finalmente você encontra o seu lugar naquelas músicas alternativas que ninguém conhece e que são fofíssimas. Mas isso não significa que você vai deixar de gostar do que ouvia, de jeito nenhum.

Quando penso na nossa infância, lembro que já quisemos trabalhar como veterinária, bióloga marinha e até astrônoma. Chega a ser engraçado, porque no fim das contas você vai enveredar por um caminho totalmente diferente: psicologia. Sabe, o último ano do ensino médio nos passa a ideia de que aquele é o momento em que iremos definir nossa carreira pra sempre, mas isso não é verdade. Você pode ser o que quiser e se descobrir que não é a coisa certa, é perfeitamente possível mudar. Depois de escolher psicologia você vai sentir muita dúvida. Vai ficar desmotivada, confusa, perdida. Vai se sentir tão mal a ponto de precisar de ajuda. Eu poderia dizer a você pra naquele momento de escolha lá no vestibular decidir por outra coisa como Letras, mas não vou fazer isso. E sabe o porquê? Por que fazer psicologia vai mudar você em todos os sentidos. Você vai crescer como ser humano. E vai encontrar algumas respostas pra aqueles montes de perguntas que te assolam a vida inteira como "por que nós rimos? por que algumas pessoas são tímidas e outras não? por que as pessoas agem de formas diferentes?". Outras vão continuar sem resposta ainda, claro, mas você vai sentir vontade de ir atrás delas, você mesma. Começo a achar que o nosso destino sempre foi ser cientista. São peguntas demais pra uma pessoa só.

Ser ou não ser, eis a questão (uns 5 ou 6 anos)

Acho que a única coisa que eu pediria a você pra fazer diferente seria se aproximar da nossa bisavó. Ela é velhinha e o tempo dela tá acabando. Sei que você não entende nada do que ela fala, mas faz um esforcinho, até porque se o resto da família entende, você também consegue. Outra coisa é: pelo amor de deus, deixe seu avô tirar mais fotos. Hoje em dia eu reviro todas as fotos no computador ou nos álbuns e não acho nenhuma sua!!! Queria que você pudesse responder a essa carta pra me explicar o que aconteceu HUHGUFDHGUDFHGUD.

Entre outras notícias, a Mel segue firme e forte até hoje. Lembro que você se perguntava como seria um gato idoso e pra ser sincera não tem diferença nenhuma. Eles só dormem um pouco mais, não tem pelos brancos nem nada. E ah, não fica histérica quando ela entrar no cio e der suas escapadinhas porque vão vir duas surpresas boas por aí. Sobre a tecnologia, infelizmente ainda não temos carros voadores e teletransporte, mas você vai ter um notebook com MIL GIGAS DE HD (o de 80 gigas que é seu sonho de consumo fica no chinelinho!!) e um celular incrível. Na minha opinião, os celulares de hoje são o mais próximo do que você imaginava que 2016 seria. Eles são finos, praticamente só possuem uns quatro botões e a tela é sensível ao toque, com cores (sim, cores!!) super nítidas. Apenas morra de ansiedade pra ver isso HUDHGUFDHGHGD.

"VAI, TIRA FOTO COM O SEU LIVRO E AS BONECAS"
"PARA VÔ"
Atenção para o poster de Dalton Vigh ali atrás,  era a época da novela O Clone (uns 9 anos)

Finalizo essa carta com o assunto que vem te consumindo nos últimos tempos: vida amorosa. Sei que agora você está aí com muita raiva Daquele Garoto Mais Bonito Da Sala Quiçá Do Colégio pela rejeição indireta ridícula e eu gostaria de dizer que você vai dar a volta por cima e ser muito feliz no amor. Infelizmente, não rolou. Não ainda. Na verdade você ainda vai se dar mal algumas vezes e vai descobrir uma espécie de medo de ir em encontros, o que vai fazer você se sentir estranha e diferente demais de todo mundo. Parece que todos amam beijar, amam conhecer gente nova, enquanto você tem pavor de tudo isso. Está tudo bem. Não tem absolutamente nada de errado com você, é só que apesar do que fazem parecer, nem todo mundo é igual nesse aspecto. Você vai descobrir que também adora dar uns bons pegas (entre outras coisas...), mas que você precisa gostar de verdade do cara pra curtir. Não tenta ser o que você não é, não se força. Se alguma coisa te parecer errada, não vá em frente. Isso vai te poupar de algumas situações difíceis e de magoar gente que não merece.

Não tenta ser o que você não é, não se força. 
Se alguma coisa te parecer errada, não vá em frente.

Tenta fazer dessas frases o lema da sua vida e as coisas vão ser infinitamente melhores.

No mais, vai dar tudo certo.

Beijos, 
Isabelle"

Finalizo com a minha fofura extrema como bebê HFUIDHGUDFHGD


Veja também as cartas do restante da equipe!

TAGS: , , , , , , , ,

Mostre para o autor o que você achou Recomende:

MAIS CONVERSAS QUE VOCÊ VAI GOSTAR

0 comentários

Posts Populares

INSTAGRAM


Instagram

FALE COM A GENTE!

Nome

E-mail *

Mensagem *